Oito crianças morreram envenenadas por pirulito

    É preocupante a situação da cidade de Barra do Corda onde oito crianças morreram recentemente em circunstâncias bem parecidas. Segundo depoimentos um detalhe em comum tem chamado atenção: todas haviam consumido um tipo de pirulito (doce muito procurado pelas crianças).

    O caso ganhou repercussão com a morte de duas irmãs ocorrida no último domingo no município. As autoridades precisam investigar e principalmente, recolher o pirulito das quitandas, mercadinhos, bancas e supermercados.

    A Prefeitura, o Ministério Público e a Vigilância Sanitária precisam urgentemente adotar medidas para identificar a origem do problema e evitar a morte de mais crianças. Há informações que o fato também ocorreu em outras cidades vizinhas.

    Os pais precisam ficar atentos e evitar que seus filhos consumam doces de procedência desconhecida. O laudo da morte das meninas deve ficar pronto em dez dias. Enquanto isso os moradores seguem apreensivos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Salários atrasados suspendem obras no aeroporto

    A novela das obras do aeroporto de São Luís Marechal Hugo da Cunha Machado acaba de ganhar mais um capítulo. Desta vez o motivo da paralisação foi a falta de pagamento dos funcionários da empresa contratada para executar o serviço.

    Segundo os funcionários, a empresa está com os salários atrasados e não disponibiliza transporte para levá-los até o local das obras. Vale lembrar que a EP Engenharia foi contratada sem licitação pela Infraero para executar as obras de reforma do aeroporto, que está interditado desde março do ano passado.

    Recentemente a Infraero tentou pressionar o Governo do Estado a arcar com as despesas da obra alegando não dispor de recursos, uma vez que a prioridade são os aeroportos das cidades sedes dos jogos da Copa do Mundo de 2014, o que não é o caso de São Luís.

    Várias datas de conclusão já foram marcadas e até um Termo de Ajustamento de Conduta chegou a ser assinado com a Infraero. Na vistoria realizada pelos deputados estaduais juntamente com o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Maranhão (CREA) ficou constatado que os projetos das diversas instalações não foram entregues e que por isso, as obras não poderiam ter andamento.

    Enquanto isso continuamos a ser motivo de piada e estamos sujeitos ao desrespeito e desconforto que imperam no local. O terminal de passageiros funciona em lonas armadas no pátio. E os turistas ficam abismados com a recepção literalmente calorosa da cidade.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Assembleia estuda redução do número de salários

    Já está tramitando na Assembleia Legislativa doEstado o projeto de lei de autoria do deputado Arnaldo Melo, e encaminhado pela Mesa Diretora da Casa, a proposta de adequação dos salários dos deputados do Maranhão.

    A reportagem exibida no último domingo (08) pelo Fantástico da Rede Globo ganhou repercussão nacional ao informar que os deputados maranhenses ganhavam 18 salários por ano.

    Procurado pela reportagem do programa, o presidente da casa, deputado Arnaldo Melo, informou que a resolução que institui os 18 salários existe desde 2002, portanto, anterior à atual gestão.

    Segundo a resolução de 2002, os deputados estaduais do Maranhão têm direito à 2,5 salários no início e 2,5 salários no final de cada ano legislativo, além dos 15 salários pagos normalmente aos parlamentares, totalizando 18 salários.

    O projeto que está em tramitação propõe a adequação dos salários do legislativo estadual ao que é pago no legislativo federal, que comprende 13 salários anuais mais um salário no início e um salário no final de cada ano legislativo, totalizando 15 salários.

    O projeto será apreciado e deve ir à votação pelos parlamentares da Casa de Tavares Bastos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura de São José de Ribamar institui Alvará Verde

    São José de Ribamar. Foto: Maranhão MaravilhaSão José de Ribamar. Foto: Maranhão Maravilha

    A Prefeitura da cidade de São José de Ribamar inovou e instituiu o chamado Alvará Verde. O documento visa facilitar o acesso dos cidadãos aos serviços de licenciamento ambiental do município.

    Diversos setores serão beneficiados com a desburocratização do sistema. Estabelecimentos de menor porte como bares e escritórios, se enquadram nas novas medidas.

    A nova modalidade de licenciamento ambiental na cidade de São José de Ribamar foi criada no final do ano passado e está amparada na Lei Municipal nº 952/11.

    Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, José Isaac Buarque de Holanda, o objetivo é tornar o porocesso de concessão de alvará mais rápido.

    Para obter o Alvará Verde, o interessado deve procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que fica na sede do município e obter o requerimento padrão para dar início ao processo.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Navio encalha na Baía de São Marcos

    Mais um navio apresenta problemas em São Luís. Desta vez trata-se do Seagull 7, uma embarcação que encalhou na Baía de São Marcos depois de se soltar da âncora e ficar à deriva pela costa.

    Segundo a Capitania dos Portos o navio não oferece riscos ambientais nem prejuízos à navegação. Um rebocador já foi mandado ao local para trazer a embarcação de volta ao porto.

    O Seagull 7 veio das Ilhas Marshall e foi apreendido em outubro de 2010 pela Marinha. Na época, foi encontrada uma tripulação de 17 indianos, sem comida, abandonados pela empresa dona do navio. Em 2011, a embarcação foi incorporada ao patrimônio da união.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    MP executa Caema e Estado por poluição da Lagoa da Jansen

    MP/MA

    A 1ª Promotoria de Justiça de Meio Ambiente de São Luís executou a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e o Estado pelo descumprimento da sentença relativa à Ação Civil Pública nº 9813/2000, que determinou a despoluição da Lagoa da Jansen.

    A execução foi proposta pelo promotor de Justiça Luís Fernando Cabral Barreto Júnior junto à 2ª Vara da Fazenda Pública de São Luís. Em 10 de agosto de 2009, a sentença foi proferida juiz Carlos Henrique Veloso e, apesar dos recursos interpostos pelo Estado e pela Caema, deveria ser cumprida pela empresa e pelo Estado, pois desde outubro de 2010, estavam cientes de que os recursos não tiveram efeitos suspensivos.

    A decisão judicial reconheceu que não foram construídas estações de tratamento de esgotos previstas no projeto de saneamento da Lagoa da Jansen e fixou um prazo de um ano e seis meses para que fossem construídas. Caso o Estado e a Caema permaneçam sem cumprir a sentença será cobrada multa diária de R$ 20 mil.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Arnaldo Melo não se esconde

    Deputado Arnaldo Melo. Foto: Ascom/ALDeputado Arnaldo Melo. Foto: Ascom/AL

    Ao contrário de alguns deputados do Maranhão que se furtaram a tratar de frente a questão dos 18 salários de R$ 20 mil por ano, o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, recebeu o repórter do Fantástico e deixou claro que tanto os planos de saúde pagos para parlamentares e ex-parlamentares, assim como o número excessivo de salários, são heranças de outras gestões.

    Não tem que se esconder, mas tratar o assunto de frente e como merece ser tratado. Se for preciso reduzir o número de salários que assim seja feito, como pensa o presidente Arnaldo Melo.

    A matéria do Fantástico mostra absurdos piores, como as verbas indenizatórias de deputados do Piauí, Paraíba e Amapá. O Maranhão está na média.

    Não acho que um deputado do Maranhão ganhe bem. Acontece que o eleitor, que deveria enxergar no parlamentar um fiscal do Executivo e legislador, olha no deputado um cofre sempre aberto. É uma questão cultural que ainda fará parte de nossas vidas por longos anos.

    Por esta razão, a demanda “social” do deputado é enorme. Seu papel equivocado de agente assistencialista faz do salário uma verba de repasse para assegurar a confiabilidade do eleitor.

    São poucos os eleitores que votam apenas no candidato pelo passado, presente e principalmente por propostas. Se não abrir o bolso, não pagar os remédios, o caixão funerário, as contas de luz, água e de lojas, é fraco. Não merece o voto. Assim pensa a maioria do eleitorado. Lamentável!

    Concordo com o deputado que disse na primeira reportagem da Folha de São Paulo que o povo é quem ganha péssimos salários. Leio sobre apresentadores de TV que criticam os salários de políticos e ficam abismado quando sabem que o salário do presidente da República aumentou para R$ 26 mil. Logo eles (os apresentadores) que percebem até mais de R$ 1 milhão mês.

    Mas logo alguns dirão: o emprego do agente político é público e o de apresentadores de TV é privado. Concordo. Mas vejam quantos anúncios oficiais são inseridos na programação de cada apresentador. É a verba pública bancando salários altos e privados.

    Não defendo aqui os 18 salários dados aos parlamentares do Maranhão, não. Mas continuo achando que deputado não percebe tanto assim. Não chega nem perto de um diretor de empresa, que não tem demandas e nem eleitores batendo em suas residências.

    Sem falar que só o leão do IR come cerca de 25% do salário de cada um. E aos 32 anos de cobertura política não conheço nenhum deputado que tenha entrado pobre e ficado rico só com salários, exceto os que já tinham negócios antes do mandato.

    Sei de alguns que andam mendigando emprego público após o mandato e outros que até de ônibus estão andando. Um exemplo mais recente é o ex-deputado Ceará, que além de voltar a não ter mais nada, perdeu a mulher, e vive perambulando pelos corredores do Socorrão de Bacabal.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Obras da Via Expressa estão paradas

    Via Expressa é a maior obra viária de São LuísVia Expressa é a maior obra viária de São Luís

    A existência de material de valor arqueológico na área do Vinhais Velho está atrasando o andamento das obras da Via Expressa, que estão aparalisadas desde o dia 16 de março.

    Para que as obras tenham andamento é necessário uma inspeção de arqueólogos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão (Iphan-MA).

    Enquanto isso a inspeção não é realizada as obras continuam paradas. Ainda não se sabe dizer que tipo de material foi detectado na região. Agora resta saber se a Via Expressa ficará pronta a tempo para o aniversário de 400 anos de São Luís, no dia 08 de setembro.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Irmãs morrem envenenados em Barra do Corda

    Um mistério intriga a população de Barra do Corda, onde duas irmãs morreram envenenadas na noite deste domingo (08). Uma menina de cinco e a irmã dela sete anos foram trazidas ontem para São Luís, mas não resistiram.

    Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal e a polícia aguarda a divulgação do laudo que vai apontar a causa da morte das crianças.

    Os pais contam que as crianças fizeram todas as refeições em casa, e que ninguém passou mal com os alimentos consumidos. No final da tarde eles compraram pirulitos num bar próximo de casa. Os doces serão periciados. Até agora a polícia não possui pistas do que possa ter acontecido, nem suspeitos de um possível crime.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Semana Santa registra 38 acidentes nas rodovias maranhenses

    Foi considerado tranquilo o feriado da Semana Santa nas rodovias federais maranhenses, segundo balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal.

    De quinta a domingo foram registrados 38 acidentes, sendo 17 com feridos e 21 com danos materiais, três mortes, segundo balanço geral divulgado na manhã de hoje pela PRF. Na operação deste ano, a PRF informa, ainda, a morte de três pessoas.

    Em 2011 foram registrados 55 acidentes, com sete mortes.

    A PRF prendeu cinco pessoas dirigindo embriagadas. Três dos casos foram registrados na BR-135, sendo um em São Luís e dois em Bacabeira, um na BR-316, em Timon, e, o último, na BR-010, em Imperatriz.

    Diversas ações foram adotadas nas rodovias maranhenses. A operação Semana Santa contou com reforços policiais nas principais rodovias. Na BR-135 o tráfego foi intenso e controlado pelos policiais. A saída de São Luís ficou interrompida até o final da tarde de domingo. Um enorme congestionamento se formou no Campo de Perizes.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Falta de recursos ameaça Base Aérea Espacial

    Valor Econômico

    São José dos Campos – A modernização da base de lançamento de foguetes em Alcântara, no Maranhão, e o desenvolvimento de veículos lançadores e de satélites estão entre as prioridades do governo federal na área espacial. Esses projetos já têm, inclusive, recursos garantidos da ordem de R$ 2,2 bilhões até 2015, conforme previsto no plano plurianual 2012-2015.

    Embora estejam na lista de prioridades de investimentos, alguns projetos ainda sofrem com a insuficiência de recursos. Somados à falta de especialistas em diversas áreas, os planos do governo nessa área poderão ser afetados. O lançamento do foguete VLS (Veículo Lançador de Satélite), por exemplo, que estava previsto para o início de 2013, deverá ser adiado.

    “Para cumprir a meta de lançamento no ano que vem precisamos de R$ 55 milhões e para este ano só temos disponível um pouco mais de R$ 16 milhões”, revela o diretor do DCTA, brigadeiro Ailton dos Santos Pohlmann.

    Os projetos que não estão na indústria, como os foguetes, são os mais afetados pelos constantes contingenciamentos de recursos e a falta de pessoal. “O setor de aerodinâmica de foguetes do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) já teve 18 especialistas. Hoje tem apenas quatro”, comenta o presidente da AAB, Paulo Moraes.

    O pesquisador, que trabalha no IAE, ressalta que não está sendo formado um número suficiente de engenheiros no Brasil para atender às novas iniciativas do governo, das empresas de tecnologia e também a uma indústria de defesa em fase de crescimento.

    Com 11 institutos e dois centros de lançamento de foguetes, em Alcântara, no Maranhão, e em Natal (RN), o DCTA é o órgão da Aeronáutica que executa e coordena os principais projetos do governo na área de defesa. O programa de lançadores VLS e o Cruzeiro do Sul, que seria uma nova geração de foguetes, são os mais conhecidos.

    A lista de responsabilidades do DCTA, no entanto, inclui ainda outros programas de vulto, como o da aeronave de transporte militar KC-390, que está sendo desenvolvida pela Embraer, o processo de seleção das novas aeronaves de combate F-X2 e de todos os mísseis utilizados pela Força Aérea Brasileira (FAB), que hoje estão sendo produzidos pelas empresas Mectron, controlada pelo grupo Odebrecht, e Avibras.

    O DCTA também coordena a compra de outras aeronaves, como os 56 helicópteros que estão sendo adquiridos da Helibras para as Forças Armadas, os Super Tucano produzidos pela Embraer, a modernização da frota de aeronaves F-5 e AMX e o desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados.

    Profissionais

    A recomposição do quadro de profissionais para o programa espacial brasileiro é uma promessa antiga do governo, mas a falta de uma ação mais efetiva tem provocado uma perda sistemática de recursos humanos no setor, situação que vem piorando com a elevação da faixa etária dos pesquisadores.

    “Se não houver uma decisão neste ano, as nossas projeções indicam que em 2020 o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) estará próximo de uma situação de colapso, reduzido a 26% do efetivo que possuía em 1994″, diz o diretor do órgão, brigadeiro Ailton dos Santos Pohlmann. Segundo ele, a média de idade dos pesquisadores do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), responsável pelos principais projetos espaciais do país na área de foguetes, é superior a 50 anos.

    A perda de cérebros no programa espacial é crescente e com a demora em abrir um novo concurso a situação só tende a piorar. “A grande dificuldade daqui para a frente será treinar o pessoal novo, pois os que detêm o conhecimento, adquirido em mais de 20 anos de trabalho e estudos, já terão saído”, alerta o presidente da Associação Aeroespacial Brasileira (AAB), Paulo Moraes Jr.

    Quadro-programa-espacialQuadro-programa-espacial

    O último concurso público autorizado pelo governo para o DCTA foi feito em 2010, mas apenas 93 funcionários foram contratados para atender a todo o órgão, que inclui 11 institutos de ensino e pesquisa e dois centros de lançamento de foguetes. O déficit de pessoal hoje, de acordo com o brigadeiro Pohlmann, é de mais de mil funcionários. Em 2011, mais de 70 servidores deixaram o DCTA.

    O lançamento do Veículo Lançador de Satélite (VLS) mais uma vez será afetado pela falta de recursos humanos especializados. “Desde 2003, quando aconteceu o acidente com o foguete na base espacial de Alcântara e se perderam 21 especialistas, não houve reposição desse pessoal”, ressalta o brigadeiro.

    O problema já foi relatado por diversas vezes ao governo e mais recentemente, em fevereiro, a direção do DCTA enviou um relatório ao Ministério da Defesa sinalizando que a situação ficará ainda mais crítica com o projeto de duplicação do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), projeto que conta com o apoio pessoal da presidente Dilma Rousseff.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mais dois assaltantes mortos: Polícia ainda não divulgou nomes dos criminosos

    Maranhão News:

    Mais dois assaltantes mortos: Polícia divulga nome de um dos assaltantes mortos (foto dir.)Mais dois assaltantes mortos: Polícia divulga nome de um dos assaltantes mortos (foto dir.)

    A Polícia acaba de matar mais dois assaltantes da agência do Banco do Brasil de Carolina – ação ocorrida no último dia 30 de março. Os dois marginais se encontram no necrotério do Hospital Municipal de Carolina e a Polícia divulgou apenas o nome de um dos assaltante – é Miguel Domingos de Sousa, 45 anos (08/03/67), de Belém do Pará. Com eles foram encontrados R$ 106 mil reais, mas o delegado Sidney Oliveira informou que a quantia pode em torno de R$ 140 mil – pois muitas cédulas estão bastante molhadas, dificultando a contagem. Até agora, foram R$ 490 mil recuperados do assalto ao Banco do Brasil de Carolina.

    As primeiras informações dão conta de que foram policiais da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina, sob o comando do capitão Hailton Nascimento, que trocaram tiros com os assaltantes e os alvejaram – levando-os à morte. Foram encontrados ainda com os assaltantes mortos dois aparelhos celulares, um fuzil AR-16, uma PT40, uma 12, e uma bolsa repleta de carregadores das armas.

    Agora, são três assaltantes mortos – um no primeiro dia da ação de perseguição policial aos bandidos (Jeferson Carvalho da Costa, de Presidente Dutra – MA) e hoje mais dois. Além de André de Brito Sousa, conhecido com Bebé, de Açailândia (MA), baleado pela Polícia do Tocantins e levado para Araguaína (TO).

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.