A melhor Feijoada + o melhor mocotó + o melhor forró pé de serra, hoje no Dona Maria

Não perca hoje, a partir das 12h a melhor feijoada e o mais delicioso mocotó do Maranhão. É no Dona Maria, localizado na rua 02, Nº 10, Calhau, póximo ao Quartel da Pm, atrás da antiga Pizza Hut; Telefone para contato (98) 3227-5331.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governador, reduza os impostos sobre os combustíveis e ajude a população a sair do sofrimento!

O Governo do Estado do Maranhão, encaminhou em dezembro de 2016 Projeto de Lei 10.542/2016 aumentando os impostos sobre a gasolina. Aprovado pela maioria dos deputados, desde então o estado fatura 26% de ICMS sobre o combustível. No Rio de janeiro, que atravessa um das suas piores crises financeiras, o governador Luiz Pesão reduziu para 12% o ICMS que incide sobre óleo diesel. No Maranhão, paga-se 17% do imposto sobre o diesel. Governador, por favor, reduza os impostos sobre os combustíveis!

A situação hoje no Maranhão é de caos, apesar das medidas tomadas pela Justiça Federal para que os caminhoneiros voltem ao trabalho e a situação se normalize. Tenha pena da população, senhor governador!

O presidente da Associação Maranhense dos Supermercados (Amasp), empresário Wilson Mateus, informou que hoje, em boa parte dos comércios, as prateleiras nos setores de hortifruti e de panificação estão vazias. Se perdurar a situação, na segunda-feira será muito pior.

Nos postos as filas continuam enormes com a procura por combustíveis, atrapalhando o trânsito e aumentando o medo de que possam pregar numa rua ou avenida por falta de gasolina, ainda mais se for durante o período da noite.

Portanto, Excelentíssimo Senhor Governador Flávio Dino, olhe para essa população sofrida e reduza já as alíquotas que sobre os preços dos combustíveis.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Seresta Social Club apresenta: Lairton e Seus Teclados na Casa das Dunas

Dia 01 de Junho, sexta-feira, iremos relembrar grandes sucessos e as boas músicas do passado.

Vem aí mais um projeto da Casa Das Dunas: Seresta Social Clube.

O cantor Lairton está de volta a São Luís cantando os seus sucessos, além dos clássicos das serestas. Como atração também a Banda Máquina do Tempo cantando os clássicos da Jovem Guarda.

Será uma festa para cantar o amor. Afinal de contas, o amor nunca sai de moda!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Luciano Genésio entrega reforma do ginásio mais antigo de Pinheiro

Na noite da última quinta-feira (24), o Prefeito Luciano entregou mais um patrimônio público totalmente revitalizado.

O Ginásio José Raimundo Rodrigues é o mais antigo do município com mais de 25 anos de existência, construído na administração do ex-prefeito Maneco Paiva. Infelizmente, em 2017 foi entregue totalmente abandonado e sucateado ao atual gestor de Pinheiro, João Luciano.

Após meses de trabalho para recuperar e reestruturar o prédio, o Prefeito Luciano finalmente entregou para população um ginásio melhorado e adequado para prática de Esportes. A entrada do ginásio e quadra de voleibol e futevôlei foram modificadas, os acessos receberam calçamento; os banheiros, vestiários, área de ventilação e telhado foram recuperados, a iluminação é toda nova, o sargetamento e fossas foram reformadas e construídas novas. Toda parte elétrica e hidráulica também foram recuperadas e trocadas.

O Senador Roberto Rocha aproveitou sua agenda pela baixada maranhense e prestigiou a entrega do ginásio para a população pinheirense; estiveram presentes também na solenidade o Deputado Federal Waldir Maranhão e André Fufuca e o Deputado Estadual Alexandre Almeida.

A primeira-dama do município e pré-candidata a deputada estadual, Thaiza Hortegal, acompanhava o prefeito Luciano na solenidade e foi enfática em seu discurso: “uma gestão responsável não se preocupa apenas em construir obras que levam seus nomes na placas de inauguração, uma gestão responsável cuida, zela e mantém o patrimônio público; o que o Prefeito Luciano vem fazendo em Pinheiro é maravilhoso, tem resgatado o que há muito estava esquecido e abandonado, está devolvendo os espaços para nossos jovens, restaurando costumes e criando oportunidades para a nossa população.” Enfatizou a Dra. Thaiza Hortegal.

O jornalista e desportista José Raimundo Rodrigues, foi o convidado de honra da solenidade; o ginásio leva o seu nome em homenagem ao grande conterrâneo pinheirense que muito disseminou o nome de Pinheiro e do estado do Maranhão Brasil afora.

Em sua fala, Raimundo Rodrigues explicou que no ano em que foi homenageado, a lei ainda permitia se colocar nome de pessoas vivas em prédios públicos, como a lei não retroage, permanece a homenagem até os dias atuais.

Torneios de várias modalidades foram realizados para estrear e comemorar a reforma e entrega do Ginásio Coberto José Raimundo Rodrigues.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Quem mente mais, Flávio Dino ou Roseana Sarney? Faça seu comentário

O Maranhão, ao longo de sua história, nunca teve sorte com governadores. Sai um e entra outro, sempre a mesma coisa, as mesmas práticas e até no quesito MENTIRA disputam entre eles que mente mais. Agora mesmo quando a disputa acontecerá entre Flávio Dino e Roseana Sarney eles ficam se acusando. Um dizendo que fez mais que o outro em todos os setores. Tudo mentira. Mas, afinal, quem mente mais? Faça seu comentário.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Homem que mantinha esposa e filho como reféns atira contra o próprio peito e morre, no Maranhão

Desde às 5h da manhã de hoje que um homem conhecido por  Raimundão manteve a esposa e Filho como reféns em sua própria residência. Ocorre que ele não queria se entregar aos policiais para ser devolvido ao sistema penitenciário em função do prazo do indulto do Dias das Mães ter sido extrapolado desde o dia 15 passado. Raimundão estava armado e depois de muitas negociações, os militares invadiram o local e ele atirou contra o próprio peito, morrendo no local, na cidade de Codó. 

Casa aonde aconteceu o crime (Foto: Blog do Marco Silva)

Na hora da invasão nenhum disparo foi efetuado pelos militares, assim como a esposa e os filhos não foram feridos.  A família vinha tentando convencê-lo a voltar para o presídio, com o que Raimundão não concordava. O suicídio  foi cometido na Rua Nossa Senhora Aparecida, no Bairro do São Raimundo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Filas enormes por procura de combustíveis engarrafam o trânsito em várias avenidas de São Luís

Desde de manhã cedo que os engarrafamentos se acumulam no trânsito da nossa capital. São motoristas que formam enormes filas que tomam de contas de ruas e avenidas em busca de combustíveis. Muitos postos fecharam, enquanto outros funcionam apenas para abastecimento de ambulâncias e viaturas da polícia. O caos, aos pouco, se instala na capital maranhense.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governo deu calote de R$ 63 milhões, diz instituto que administrava o Hospital Carlos Macieira

Havia algo de estranho na relação entre o Instituto Gerir e o Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Saúde. O Gerir, que administrava três hospitais (Carlos Macieira e o de Traumatologia, por exemplo) não vinha pagando os salários dos funcionários contratados sob regime celetista nos últimos meses ou atrasando em tempos anteriores. Eles alegavam a falta de repasse de recursos, mas na Saúde a informação era de que estava tudo normal. Afinal, quem está mentindo?

O instituto não é flor que se cheire, tendo péssimo histórico por alguns lugares onde passou, mas o Governo do Maranhão é conhecido por não honrar seus compromissos e até quebrar empresas, exceto as dos amigos mais chegados.

Os funcionários enviaram diversas reclamações ao blog sobre salários atrasados e falta de condições dignas para o trabalho, além das cobranças de fornecedores. O governo rescindiu o contrato com o Gerir alegando falta de cumprimento do contrato. O instituto reagiu e mostrou por nota oficial o tamanho do calote que levou: R$ 63 milhões.

No meio da briga entre Governo e o Gerir estão os trabalhadores, com salários atrasados e preocupados se vão ou receber os direitos trabalhistas. Abaixo a nota do instituto:

Sobre a suspensão dos contratos de administração do Hospital Carlos Macieira, do Hospital de Trauma e Ortopedia e do Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto, feitas abritrariamente pela Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão, o Instituto Gerir esclarece que:

  1. A Secretária da Saúde mente e tenta tapar o sol com a peneira ao transferir suas responsabilidades. Os principais prejudicados por isso são, como sempre, os cidadãos maranhenses;
  2. A Secretaria da Saúde descumpriu o contrato ao não pagar o Instituto Gerir. O calote é de R$ 63 milhões. Os valores são referentes às dívidas com o Instituto Gerir na administração dos 3 hospitais;
  3. A Secretaria da Saúde foi notificada por diversas vezes para pagar essa dívida. Esses documentos seguem no anexo. Nunca pagou e, por fim, para fugir do pagamento, decidiu suspender o contrato;
  4. O calote de R$ 63 milhões será cobrado judicialmente;
  5. Toda a prestação de contas da administração dos hospitais era feita periodicamente. Jamais houve qualquer tipo de notificação oficial que demonstrasse o contrário. Jamais foi feita qualquer comunicação por parte da secretaria cobrando outro tipo de esclarecimento além dos previstos contratualmente e que eram prestados pelo Gerir;
  6. O calote implicou também nos atrasos ao pagamento de prestadores de serviço e fornecedores dos hospitais administrados pelo Gerir;
  7. A suspensão do contrato, portanto, se deu de maneira arbitrária  com a única finalidade fugir do pagamento da dívida;
  8. Como tem sido noticiado pela imprensa maranhense, em toda a saúde do Estado faltam remédios, leitos e servidores. Esse tipo de caso, infelizmente, tem se tornado cada vez mais constante – e nenhuma dessas denúncias partiu do Instituto Gerir;
  9. O calote e a suspensão ilegal do contrato com o Gerir não são as únicas decisões abritrárias tomadas pelo atual secretário de Saúde, Carlos Lula. O mesmo secretário acaba de escolher outras Organizações Sociais para assumir a gestão dos hospitais sem licitação ou qualquer tipo de concorrência, como manda a lei.
  10. Essas medidas, todas flagrantemente ilegais, estão sendo questionadas judicialmente;
  11. Por fim, lamentamos que a gestão da Saúde do Maranhão ainda esteja sob responsabilidade de uma pessoa investigada pela Polícia Federal por suspeitas gravíssimas, como é de conhecimento público.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Wellington discute problemáticas de mobilidade urbana da região metropolitana de São Luís

A pedido do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA), o deputado Wellington do Curso (PSDB) realizou audiência pública, nesta quinta-feira (24), na Assembleia Legislativa, para discutir as políticas de mobilidade urbana desenvolvidas na região metropolitana de São Luís.

Ano passado, as comissões da Casa aprovaram o Projeto de Lei 150/16, de autoria do parlamentar, que institui as diretrizes da Política Estadual de Mobilidade Urbana da Grande São Luís, composta por 13 municípios. Wellington informou que, na próxima semana, a proposição será apreciada em Plenário e, caso seja aprovada, seguirá para sanção governamental.

“É um projeto de suma importância, porque dá diretrizes e normatiza a utilização de calçadas e de acessibilidade, por exemplo. Foi com muito orgulho que nós construímos esse plano, em consonância com a população maranhense, que foi quem ouvimos para chegar a esse projeto de lei”, enfatizou o deputado.

Em sua fala, o presidente do ICE, Darcy Freitas, explicou como o instituto atua na problemática da mobilidade. “Desenvolvemos o projeto MobCidades, que atua a partir de ações que possibilitem maior participação popular nas decisões tomadas pelo poder público, como por exemplo, no Plano de Mobilidade Urbana, que a cidade precisa implementar até abril de 2019”, disse.

Marcelo Brito, presidente da Comissão de Trânsito e Transporte da OAB-MA, reforçou que é necessário avançar nas questões de mobilidade urbana. “Precisamos discutir mais sobre o item acessibilidade, que ainda precisa ser enfrentado e superado. Temos problemas com a pavimentação, principalmente nesse período chuvoso, que compromete a trafegabilidade. A qualidade do transporte público também precisa ser melhorada. Então, são vários os aspectos que ainda precisamos progredir, apesar de já termos tido alguns avanços”, observou.

Por fim, a representante da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Priscila Selares, tratou das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência no dia a dia. “ A mobilidade urbana tem como objetivo integrar os modais de transporte existentes, mas hoje os meios de transportes são as grandes dificuldades diariamente encontradas pelas pessoas com deficiência. Por isso, é necessário ter a regulação de toda a infraestrutura para que possamos garantir esse acesso de forma plena”, finalizou.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Página 1 de 2.58512345...102030...Última »