A eleição deste ano no município de Estreito deve dar o que falar e ser exemplo para muitos municípios. Por lá o candidato Cicin luta com unhas e dentes para conseguir apoio e recuperar seu grupo político que foi desfeito, a velha história de abandonar seus aliados depois que perdem a eleição.

Apesar da luta para unir pessoas, ainda existe uma segunda situação gravíssima em que ele aparenta tranquilidade para não assustar seus companheiros.

A rejeição de suas contas na Câmara de Vereadores de Estreito, pode deixá-lo  fora da disputa deste ano pelo município. As contas de Cicin foram rejeitadas pelos vereadores e, por este motivo, ele estaria impossibilitado de disputar a eleição conforme a lei de inelegibilidades.

A notícia poderá afastar investidores e apoiadores do ex-prefeito, que teve as contas rejeitadas. Por isso, a ordem é não falar sobre o assunto.

Diversos prefeitos em municípios do Estado do Maranhão tem perdido o sono com a gravidade da rejeição de contas pelas Câmaras de Vereadores. O problema não são os votos, mas a capacidade de ser candidato, isso deixa investidores, apoiadores e eleitores em dúvida quanto a um apoio mais forte.

Nenhum dos gestores que teve contas rejeitadas pode afirmar que serão candidatos. O Ministério Público Estadual deve atuar logo que eles registrarem as suas candidaturas, impedindo que eles sejam candidatos.

Confira os documentos: Decreto Câmara, Parecer da Câmara


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assim como em todos os anos, o ex-prefeito Rovélio faz a festa do Dia das Mães ...
Engana-se quem acredita que o prefeito da cidade de Pinheiro, Luciano Genésio, não fará o seu ...
A Justiça Federal do MA condenou Edivânio Nunes Pessoa, ex-prefeito da cidade de Graça Aranha, a 382 ...
Iludido com falsos números de seguidores de suas redes sociais e achando que já faturou a ...
O caso segue sendo investigado pela polícia. O empresário Ocivando Lima Farias, de 39 anos, conhecido ...
Demorou! Novamente a Via Expressa volta a virar ponta de arrastão de assaltantes que tomam carros, ...

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.