PROCON/MA divulga ranking de empresas mais reclamadas em 2020

    O PROCON/MA divulgou nessa segunda-feira (15), Dia Mundial do Consumidor, o ranking das dez empresas mais reclamadas em 2020 no Maranhão. Figuram no topo da lista as fornecedoras Oi Móvel, Oi Fixo e BRK Ambiental.

    Além de registrar a totalidade das reclamações formalizadas e fundamentadas ao órgão, a lista também aponta a quantidade de demandas atendidas e resolvidas pelas empresas.

    “Esse ranking é uma previsão do Código de Defesa do Consumidor, e nos permite acompanhar o desempenho dos fornecedores no atendimento aos seus clientes”, explicou a presidente do PROCON/MA, Karen Barros.

    “O ranking é também mais uma ferramenta de escolha ao consumidor, que fica sabendo como é o tratamento daquela empresa às demandas e reclamações recebidas”, acrescentou Karen.

    No topo da lista, a Oi Móvel figura com 78 reclamações registradas, das quais 67 foram atendidas e 11 delas não resolvidas. Em segundo lugar, a OI Fixo tem um total de 67 reclamações recebidas, sendo 58 delas atendidas e 09 não atendidas. A BRK Ambiental, logo em terceiro, tem um total de 61 reclamações registradas, das quais 23 não foram atendidas e 38 delas, resolvidas.

    Além dessas, também constam na lista a Faculdade Pitágoras (4º), Equatorial Energia (5º), Motorola (6º), Mateus Supermercados (7°), Samsung (8°), TIM (9º) e Caema (10º).

    No comparativo com 2019, saíram da lista das 10 mais reclamadas a Claro, SKY e Banco do Brasil. Em contrapartida, passaram a compor o grupo a Motorola, Mateus Supermercados e Samsung.

    A divulgação do ranking é prevista no artigo 44 do Código de Defesa do Consumidor, o qual determina que os órgãos públicos de defesa do consumidor devem manter cadastros atualizados de reclamações fundamentadas contra fornecedores de produtos e serviços.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Hilton Gonçalo anuncia urbanização de área que abrigava antigo lixão de Santa Rita

    O prefeito Hilton Gonçalo visitou na segunda-feira (15), a região dos “Bandas”, que abrigava o antigo lixão de Santa Rita. O local que antes era degradado, agora está passando por uma revitalização. As obras de asfaltamento foram concluídas e o gestor aproveitou para anunciar o processo de urbanização do local.

    O antigo lixão de Santa Rita foi desativado em julho de 2020, cumprindo a política nacional de resíduos sólidos e desde então, a área está sendo preparada para passar por um processo de urbanização. Ocorreu o tratamento do solo com intuito de evitar a contaminação do lençol freático e até mesmo pelo manejo do solo.

    Ainda nessa primeira fase, agora foi concluído o asfaltamento da via que corta a região e em breve novos equipamentos urbanos vão ser instalados.

    O lixo recolhido diariamente em Santa Rita, cerca de 100 toneladas por mês,  agora é levado para o Aterro Sanitário de Titara em Rosário, o qual vem funcionando após a celebração de um convênio com o Governo do Estado.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Drª Cleide agradece a Flávio Dino por mais 71 novos leitos em Caxias para tratamento da Covid-19

    O governador Flávio Dino anunciou, através de suas redes sociais, a implantação de mais 28 leitos em hospital da rede municipal que está sendo concluída, inclusive com trabalhos aos sábados. 

    A Secretaria Estadual de Saúde também informou que a partir desta quarta-feira, 17/03., Outros 8 leitos de UTI e 35 de enfermaria serão acrescidos no Hospital Macro Regional de Caxias, totalizando 71 novos leitos para enfrentamento da pandemia.

    A deputada Estadual Dra. Cleide Coutinho (PDT), fez questão de agradecer publicamente o governador Flávio Dino e o Secretário Estadual de Saúde, Carlos Lula, por mais este esforço no sentido de conter o avanço da COVID-19 em todo o estado do Maranhão, especialmente em Caxias.

    “Flávio Dino tem se mostrado incansável nesta luta contra o corona vírus. O maranhão tem se tornado referência no combate à covid-19, e eu me sinto muito orgulhosa por estar ao lado de um governador que honra o mandato que o povo lhe deu”, afirmou Dra. Cleide Coutinho.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura de Pinheiro reiniciou protocolo de desinfecção de logradouros públicos e locais de grande circulação de pessoas

    A Prefeitura Municipal de Pinheiro iniciou, no último sábado (13), o protocolo de desinfecção de logradouros públicos e locais de grande circulação de pessoas na cidade. A retomada das atividades se deu em razão do aumento dos números da COVID-19 no município. Na última semana as unidades de saúde municipais têm permanecido com mais de 50% dos leitos, destinados aos pacientes contaminados com o vírus, ocupados.

    Segundo o último boletim epidemiológico, o município já registrou 3261 casos confirmados do novo coronavírus, com um total 58 óbitos desde que a pandemia começou.
    “Temos um número alto de infectados na cidade, estamos buscando realizar as medidas necessárias para impedir que a disseminação do vírus aconteça em larga escala no nosso município. Estamos mantendo uma rotina de ações que visam diminuir em consequência disso diminuir o número de internações” disse Luciano.

    A desinfecção iniciou pela Feira Municipal, logo após, a equipe seguiu pelos entornos da praça Sarney, Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Esses locais têm um fluxo intenso de pessoas, que buscam diariamente por atendimento. Os agentes utilizam pulverizadores para aplicar o produto a base de amônia que de forma rápida e eficiente higieniza os ambientes.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura de São Luís segue com fiscalização a estabelecimentos comerciais como medida de combate à Covid

    A Vigilância Epidemiológica e Sanitária de São Luís já fiscalizou mais de 143 estabelecimentos comerciais desde o último dia 5 de Março.

    Desse total, 20 foram autuados por descumprimento ao horário determinado para funcionamento (entre 9h e 21h), antes com validade para o dia 14 e, agora, prorrogado para até o próximo dia 21 de março, conforme novas deliberações.

    Entre as últimas fiscalizações, 15 aconteceram na noite de sexta-feira (12), no bairro Renascença e imediações da Lagoa da Jansen, onde há muitos bares e restaurantes, em mais uma ação conjunta da Vigilância Epidemiológica e Sanitária, Blitz Urbana e Guarda Municipal de São Luís.

    Na ocasião, nenhum dos estabelecimentos visitados descumpriu as medidas vigentes e, portanto, não sofreram autuação. De acordo com as medidas decretadas para combate à pandemia de Covid-19, até este domingo (14), podem funcionar depois das 21h e somente até as 23h, apenas os estabelecimentos comerciais que adotaram o sistema de delivery. Já a partir de segunda-feira, dia 15, bares e restaurantes ficam fechados, podendo atender exclusivamente por entrega e retirada no local.

    Durante as fiscalizações, sendo ou não verificado descumprimento às medidas adotadas pelo Município, os agentes da Vigilância Epidemiológica e Sanitária também reforçam orientações como distanciamento social, limpeza frequente das superfícies de uso comum, aferição de temperatura corporal dos clientes, uso de máscara pelos frequentadores, uso de equipamentos de proteção individual pelos funcionários e disponibilização de álcool em gel ou água e sabão para higienização das mãos.

    “É preciso que a população entenda que toda e qualquer forma de aglomeração considerada insegura deve ser impedida neste momento em que temos o aumento do contágio da doença. Logo, nosso objetivo é proteger os cidadãos, evitar a circulação do vírus e, ao mesmo tempo, manter o horário de atendimento estipulado em documento”, frisou o secretário de Saúde de São Luís, Joel Nunes, que reafirmou o compromisso em manter a fiscalização enquanto estiverem em vigor os decretos municipal e estadual, com validade prorrogada por mais uma semana, até o próximo dia 21 de março.

    Para o superintendente da Vigilância Epidemiológica e Sanitária de São Luís, Paulo Jessé, o trabalho é necessário para reprimir práticas que representem maior risco de transmissão do novo coronavírus. “Nosso principal objetivo não é apenas autuar os estabelecimentos que não seguem a ordem estabelecida pelos decretos vigentes, mas, sim, agir para educar a população em geral e os proprietários de que precisamos restringir o horário de funcionamento para superarmos o mais breve possível essa crise sanitária que estamos vivendo”.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Wendell e Marreca Filho alinham pautas com a Caema para melhorias no abastecimento de água em Itapecuru e Entroncamento

    Em reunião on-line os deputados conversam com o presidente da Caema André Santos e garantiram importantes avanços para Itapecuru-Mirim e Entroncamento.

    A fim de melhorar o abastecimento de água na cidade de Itapecuru-Mirim e no povoado do Entroncamento, o deputado estadual Wendell Lages (PMN) esteve em reunião on-line com o deputado federal Marreca Filho (Patriotas) e o presidente da Caema, André Santos na última quarta-feira (10). Os deputados solicitaram medidas imediatas e se colocaram à disposição para ajudar nos trabalhos.

    Segundo Wendell, a ideia inicial foi buscar um diálogo com soluções e parcerias. “É uma região muito importante e que merece uma atenção especial de todos nós. Conseguimos garantir a perfuração de um novo poço em Itapecuru que se encontra em fase de licitação e também discutimos sobre a recuperação do poço no bairro da Aviação, assim garantimos um abastecimento de água seguro”, afirma o deputado estadual.

    O povoado do Entroncamento também foi pauta na reunião e reforçaram com André Santos, a importância em fortalecer e garantir o abastecimento completo da região. “Analisamos a capacidade de aumentar a captação de água do Rio Itapecuru, ampliação e melhorias da ETA (Estação de Tratamento de Água). Dessa forma, podemos levar água adequada a outros bairros, como a Aviação. O presidente reforçou a continuidade das obras de tratamento de esgoto e a recuperação do asfalto”, finaliza Wendell Lages.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    Rigo Teles prorrogou por mais uma semana o toque de recolher no município de Barra do Corda. Desse vez, valerá até o dia 21 de março, apenas no período noturno das 21h até às 5h da manhã.

    O prefeito Rigo Teles assinou um novo Decreto na noite desta sexta-feira, 12 de março, em que altera e prorroga por mais uma semana o toque de recolher no município de Barra do Corda.

    No Decreto anterior assinado pelo prefeito, o toque de recolher funcionou das 20h até às 5h da manhã. No novo Decreto, o toque de recolher passa a valer a partir das 21h.

    Antes de tomar a decisão, o prefeito convidou representantes de todas as classes para que a decisão fosse tomada em conjunto.

    O número de pessoas infectadas em Barra do Corda vem subindo nas últimas semanas. No que se refere às internações, o número dobrou nesta sexta-feira(12). Dos 16 leitos disponíveis no CTC, apenas quatro encontram-se desocupados.

    Outros cinco leitos serão instalados e entrarão em funcionamento nas próximas horas no Centro de Tratamento para Covid, que fica localizado no prédio do IEMA.

    Veja abaixo a íntegra do Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles;

    novo decreto assinado pelo prefeito rigo teles sofre alteracoes em barra do corda 576x1024 - Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    novo decreto assinado pelo prefeito rigo teles sofre alteracoes em barra do corda 1 576x1024 - Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    novo decreto assinado pelo prefeito rigo teles sofre alteracoes em barra do corda 2 576x1024 - Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    novo decreto assinado pelo prefeito rigo teles sofre alteracoes em barra do corda 3 576x1024 - Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    novo decreto assinado pelo prefeito rigo teles sofre alteracoes em barra do corda 4 576x1024 - Novo Decreto assinado pelo prefeito Rigo Teles sofre alterações em Barra do Corda

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Famem doa alimentos e equipamentos para população de cidades atingidas pelas enchentes

    A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem, deu início nesta quinta-feira, 11, a ações de atendimento aos municípios que enfrentam alagamentos causados pelas enchentes de rios e intensificação das chuvas.

    No município de Pedreiras, o presidente Erlanio Xavier esteve pessoalmente para distribuição de cestas básicas e utensílios como colchões para as famílias desalojados pela elevação das águas do rio Mearim.

    Erlanio Xavier e a prefeita de Pedreiras, Vanessa Maia, fizeram a entrega de 250 cestas básicas, 12 mil pães e 3 mil litros de leites doados pela entidade municipalista do estado.

    O presidente Erlanio Xavier atendeu à solicitação da prefeita Vanessa Maia que relatou alguns dos problemas enfrentados nestes primeiros meses de gestão no município de Pedreiras.

    Segundo a prefeita, o crescimento da violência tem alarmado a população neste momento de pandemia e enchentes que afligem a todos.
    Em contato com o secretário Jefferson Portela, o presidente da Famem solicitou o desmembramento do Batalhão de Política Militar de Pedreiras que atende 14 municípios da região.

    “A Famem está à disposição dos prefeitos integralmente para contribuir da forma que for possível. Pedreiras é uma cidade importante e estamos atendendo a prefeita Vanessa Maia em seus pleitos mais urgentes e apoiando nas ações institucionais”, disse o presidente da Famem.

    O presidente Erlanio Xavier esteve em Pedreiras acompanhado do vice-prefeito de Igarapé Grande, Totota,  e do prefeito de Bernardo do Mearim, Júnior Xavier.

    Foi recebido na cidade pela prefeita Vanessa e pelo ex-prefeito Fred Maia, e pelos secretários de Planejamento, Chico da TV; de Finanças, Jânio Luiz; da Saúde, Marcílio Ximenes, e da Administração, Damião Felipe.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura avança na ação de tapa-buracos em São Luís

    A Prefeitura de São Luís segue avançando nas ações tapa-buracos em várias partes da cidade para melhorar a trafegabilidade de ruas e avenidas, garantindo mais segurança e melhorando a mobilidade no trânsito.

    Nesta quinta-feira (11), mais uma etapa foi iniciada. Desta vez, na Avenida dos Africanos. Desde que foi iniciada no fim de fevereiro, já foram implantadas 920 toneladas de asfalto nas vias de São Luís. 

    Segundo o titular da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), David Col Debella, o trabalho que vem sendo feito na cidade neste período é uma intervenção emergencial para dar mais segurança ao tráfego. “Assim como as demais vias onde já finalizamos os trabalhos, vamos fazer esta intervenção emergencial, tapando os buracos ao longo da Avenida dos Africanos para dar mais agilidade e segurança ao tráfego. Aqui, diferente das outras avenidas, vamos ter equipes durante o dia e a noite para que, no máximo, em quatro dias seja concluído o trabalho”, disse. 

    Os serviços foram iniciados em um trecho da Avenida dos Africanos, próximo ao Sacavém, onde o pavimento está bastante comprometido e são comuns acidentes, segundo comerciantes locais. O trabalho que está sendo realizado consiste na retirada do asfalto antigo no entorno do trecho danificado para que seja feita a recuperação do pavimento com a aplicação de asfalto novo, além da desobstrução de galerias com a retirada do acúmulo de água em diversas partes da avenida. 

    Na Avenida dos Africanos, o serviço será finalizado com um equipamento específico chamado Vibroacabadora, que fornece melhor acabamento à capa de rolamento das vias, garantindo mais conforto durante o tráfego.

    920 toneladas de asfalto

    A operação tapa-buracos foi iniciada há cerca de 15 dias e desde então, a Semosp já aplicou 920 toneladas de asfalto novo pela cidade. Foram contempladas as avenidas dos Holandeses, Litorânea, Daniel de La Touche, Jerônimo de Albuquerque e a Avenida Mato Grosso, além de vias internas de bairros como Chácara Brasil, Divinéia e Cidade Olímpica. 

    O trabalho está sendo feito em parceria com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), priorizando os principais corredores de tráfego da capital, bem como as ruas internas dos bairros que fazem parte da rota do serviço de transporte coletivo. 

    Para evitar transtornos à população, os serviços estão sendo executados durante o dia nos bairros. Nas avenidas, o trabalho acontece à noite, quando o fluxo de veículos é menor. No caso da Avenida dos Africanos, os trabalhos também serão executados durante o dia devido a necessidade de uma intervenção mais ampla.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Weverton aprova votação que permite transferência de servidora que sofrer violência doméstica

    O Senado Federal aprovou em votação simbólica nesta quinta-feira (11) substitutivo do senador Weverton (PDT-MA) ao Projeto de Lei (PL) 3.475/2019, que permite à Justiça determinar a transferência de servidora pública que sofrer violência doméstica ou familiar. Agora, o projeto segue para votação na Câmara dos Deputados.

    O texto original do PL, de autoria do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), alterava o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais (Lei 8.112, de 1990) para inserir a hipótese de remoção a pedido, independentemente do interesse da Administração, nos casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. Remoção, no serviço público, é o deslocamento do servidor no âmbito do mesmo quadro, com ou sem mudança de sede.

    Entretanto, Weverton apresentou substitutivo para alterar não o Regime Jurídico, mas a Lei Maria da Penha (Lei 11.340, de 2006), inserindo nesta última a hipótese de remoção. Isso porque, de acordo com Weverton, alterar o Regime Jurídico é prerrogativa exclusiva da Presidência da República.

    Atualmente, pela Lei Maria da Penha, o juiz deve assegurar acesso prioritário à remoção para servidora pública nos casos de violência. O substitutivo reforça esse direito, ao incluir a remoção no rol de medidas protetivas de urgência à vítima. Ou seja, a servidora vítima de violência doméstica ou familiar poderá requerer remoção para outra localidade, garantidas as mesmas condições da remoção de ofício (como ajuda financeira para a mudança).

    Nesse processo de remoção, também estaria garantido o sigilo dos dados da vítima, para sua proteção. O substitutivo também possibilita o afastamento remunerado da servidora pública ofendida por até 15 dias para tratamento psicossocial ou de saúde.

    — O meu parecer, em substituição à excelente proposta original do senador Rodrigo Pacheco, inovou ao levar essa possibilidade de remoção a pedido da vítima a todas as servidoras públicas, não somente àquelas do âmbito federal. Para isso, incluímos a remoção no rol das medidas protetivas da Lei Maria da Penha, uma vez que entendemos ser mais efetiva e que atende à urgência da vítima, de modo a garantir o direito da servidora pública vítima de violência doméstica e familiar de continuar viva e trabalhando. O substitutivo garante também a essa mulher, vítima da violência doméstica, uma ajuda de custo para sua repentina mudança e o sigilo de seus dados na publicação dessa remoção em Diário Oficial, por exemplo — resumiu Weverton.

    Feminicídio

    Weverton afirma que “são notórias as dificuldades pelas quais passam as vítimas em função da proximidade — física e psicológica — com seus agressores”. Para ele, é de especial interesse do poder público “propiciar meios para que essas mulheres sigam com suas vidas no âmbito pessoal e profissional em segurança, especialmente após esse tipo de trauma”.

    Na opinião do relator, a inclusão dessa nova hipótese de remoção “não é mero benefício à servidora pública vítima de violência doméstica; é uma medida efetiva que pode salvar vidas de mulheres. Isso porque se traduz no fornecimento, pelo Estado, de uma nova proteção, de caráter laboral, à servidora que precisar recomeçar sua vida em outra localidade, em face de episódio de violência vivenciado, quer seja ele singular, quer seja repetido no tempo”.

    Ele lembra que, segundo o Fórum Nacional de Segurança Pública, os feminicídios aumentaram, entre o período de março a abril de 2020, cerca de 22% em relação a 2019. Reforça, ainda, que os canais Disque 100 e Ligue 180 registraram 105.671 denúncias de violência contra a mulher no ano passado, o que significa um registro a cada cinco minutos no período.

    Em seu substitutivo, Weverton acolheu emendas apresentadas pelas senadoras Daniella Ribeiro (PP-PB), Rose de Freitas (MDB-ES) e Simone Tebet (MDB-MS).

    Medidas protetivas

    Atualmente, pela Lei Maria da Penha, o juiz já pode encaminhar a ofendida e seus dependentes a programa oficial ou comunitário de proteção ou de atendimento; determinar a recondução da ofendida e a de seus dependentes ao respectivo domicílio, após afastamento do agressor; determinar o afastamento da ofendida do lar, sem prejuízo dos direitos relativos a bens, guarda dos filhos e alimentos; determinar a separação de corpos; e obrigar a matrícula dos dependentes da vítima em escolas, independentemente da existência de vaga.

    Fonte: Agência Senado

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Com aumento de casos, deputado alerta para a necessidade de vacinação no Estado

    São Luís – O deputado Yglésio Moyses (PROS), durante seu programa, o “Fala, Doutor”, na Nova FM, fez um alerta: “ou a gente corre com a vacinação ou a gente vai começar ter problemas até abril”, disse o parlamentar, em tom de preocupação, sobre a elevação de novos casos e óbitos por covid-19 em todo o Estado.

    Com o aumento expressivo de novos casos e óbitos – que chegaram a 38 no fim de semana – e a tendência de crescimento dos números, o deputado vem alertando há algumas semanas para uma piora na situação ainda nos próximos dois meses. Coerente à situação, Yglésio diz que é preciso vacinar as pessoas.

    “Esse mês de março vai ser um mês muito complicado. Já tivemos dias de 38 mortes num dia, praticamente o que a gente teve no momento mais difícil (da pandemia) no ano passado. A gente não chegou no pior momento ainda aqui no Maranhão este ano”, pontuou o parlamentar. “A gente precisa cuidar e vacinar as pessoas!”, afirmou.

    O governo do Estado, inclusive, vem realizando ações de contenção da pandemia, distribuindo doses da vacina, mas como destacou o deputado, “o governo do estado precisa abrir mais leitos, reabrir o hospital de campanha, tendo em vista que as enfermarias estão lotadas aqui em São Luís”, concluiu.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura realiza ação de conscientização sobre combate à Covid-19 nos terminais de Integração de São Luís

    A Prefeitura de São Luís tem trabalhado de forma estratégica para combater a pandemia de coronavírus na capital. Por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), teve início, na tarde desta quarta-feira (10), à ação educativa “Sinal Vermelho para a Covid-19”, com o objetivo conscientizar os usuários do transporte coletivo sobre as medidas individuais para evitar a contaminação pelo vírus. 


    A iniciativa seguirá até a próxima semana, quando as equipes da Coordenação de Educação para o Trânsito (Coetran), um dos braços da pasta, já tiver percorrido todos os cinco Terminais de Integração da capital, por onde circulam, em dias normais, cerca de 300 mil pessoas.

    Neste primeiro dia de “Sinal Vermelho para a Covid-19”, as equipes da Coetran escolheram como alvos, os usuários do transporte coletivo com viagens integradas no Terminal da Cohama/Vinhais. Pontualmente, a partir das 16h, faixa de horário em que, geralmente, o movimento de pessoas costuma se intensificar, os membros da iniciativa municipal começaram a distribuir cartazes de advertência e a abordar usuários, orientando-os sobre a importância do uso da máscara de proteção e higienização das mãos, com água e sabão ou álcool a 70%, além do distanciamento seguro.

    De acordo com o superintendente de trânsito da SMTT, Rodrigo Fonseca, a ação se dá na fase mais crítica da pandemia de Covid-19 e, portanto, com o intuito de fazer com que todos adotem as medidas necessárias para que possam atravessar esse momento delicado. “Essa campanha surgiu para que as pessoas possam estar cientes da necessidade de adotar todas as medidas de segurança para evitar contrair e transmitir a Covid-19. Ou seja, a ideia é de orientar, educar e conscientizar para que todos possam atravessar, vivos e com saúde, essa pandemia”, destacou.

    Para que os usuários do transporte coletivo também pudessem voltar os olhos para a mensagem principal da iniciativa “Sinal Vermelho para a Covid-19”, a Coetran levou como atração para o primeiro dia da ação, no Terminal da Cohama/Vinhais, três de seus mascotes que, de forma lúdica, também contribuíram para o ato de conscientização. A ação ainda vai acontecer nos terminais da Praia Grande, Cohab, São Cristóvão e Distrito Industrial, durante uma semana, até a próxima terça-feira (16).

    “Além de orientar sobre as medidas necessárias para combater a Covid-19, também buscamos, com essa ação, a promoção do respeito mútuo. As pessoas já sabem que têm de manter o distanciamento, usar máscara e higienizar as mãos, mas muitas continuam agindo sem pensar no outro. É preciso entender que essa é uma luta de todos e que nós precisamos nos unir, agir com humanidade e, mais que nunca, respeitar uma ao outro para que possamos vencer essa pandemia”, destacou a coordenadora da Coetran, Adriane Pinheiro.

    Ações

    Segundo o coordenador dos Terminais de Integração de São Luís, Marciano Rubira, a ação executada pela Coetran é um complemento às ações, também de combate à pandemia, que já vinham sendo desenvolvidas. “Há algum tempo, programamos nos Terminais de Integração a colaboração dos bombeiros civis, que atuam na orientação das pessoas para que mantenham o distanciamento mínimo necessário às condições de não-transmissão, assim como o uso de máscara. Além disso, também pusemos à disposição dos usuários o álcool em gel na entrada dos terminais, bem como lavabos com água e sabão, para que as pessoas possam higienizar as mãos e, assim, adentrar aos espaços com segurança”, contou.

    Para a usuária do transporte coletivo e operadora de caixa Camila Araújo, de 27 anos, as ações são bem-vindas porque ainda há empurra-empurra e desrespeito ao uso de máscara por parte de alguns usuários. “Toda ação que houver vai ser muito bem-vinda porque a gente precisa insistir no respeito que as pessoas precisam ter para combater esse vírus. Ainda há muito tumulto para passageiros entrarem nos ônibus, muita gente que não usa máscara porque acha que não está doente ou que não vai adoecer. Não tenho dúvidas de que essa ação vai servir para esse momento que é bastante grave”, disse.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.