Falta de visão

    Quem projetou o novo prédio da Assembléia Legislativa esqueceu de importante detalhe: a direção das chuvas. Com as primeiras quedas de água, os gabinetes da maioria dos deputados ficaram encharcados.

    A propósito do período invernoso, o novo diretor do Detran, Clodomir Paz, deve determinar imediatamente reparos no telhado para evitar que os funcionários despachem debaixo de guarda-chuvas.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Sinuca de bico

    Não é nada cômoda a situação do prefeito de São Luís, João Castelo, na eleição para a Famem, a ser realizada agora no início de fevereiro.

    Ocorre que o prefeito assumiu compromisso com o candidato Júnior Marreca, prefeito de Itapecuru e candidato ao cargo de presidente da Famem.

    Marreca é amigo de longas datas de João Castelo em quem sempre votou. Na eleição de 2006, o prefeito de Itapecuru fez campanha para Castelo e deu expressiva votoação para Gardênia Castelo.

    Ontem, o outro concorrente para a Famem, Raimundo Lisboa, prefeito de Bacabal, foi visitar Castelo no gabinete da prefeitura a pedido do governador Jackson Lago. Não precisa, portanto, nem dizer de que lado ficou o governador, assim como não é preciso mostrar a sinuca de bico em que ficou o prefeito da capital.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Veto

    O governador Jackson Lago vetou a emenda do deputado Ricardo Murad que transferia R$ 6 milhões da Secom para o Corpo de Bombeiros. A oposição, é claro, não tem o menor interesse que o Governo do Estado utilize os espaços da mídia para prestar contas das suas ações.

    Além dos R$ 6 milhões, outro deputado também tirou uma casca de R$ 4 milhões do orçamento da Secom para 2009. Ao que parece, a emenda também foi rejeitada pelo governo.

    O Governo do Estado tem maioria folgada na Assembléia Legislativa. Algo em torno de 29 dos 42 deputados. No entanto, a bancada da oposição acaba aprovando matérias que vão de encontro aos interesses do Estado e da população.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Vandalismo continua em Santa Luzia: Posto de saúde foi destruído nesta quarta

    Fonte: Ministério Público do Maranhão

    A situação no município de Santa Luzia permanece tensa. Na manhã desta quarta-feira, 14, um posto de saúde foi destruído por pessoas não identificadas no povoado Santo Onofre. De acordo com o promotor de Justiça Joaquim Ribeiro de Souza Júnior, homens da polícia já se deslocaram para a localidade, tentando identificar os responsáveis pelos atos de vandalismo.

    O promotor demonstrou grande preocupação com o clima de vandalismo na cidade. Devido ao pequeno efetivo policial em Santa Luzia, Joaquim Júnior não vê perspectiva de fim imediato dos atos de depredação, apesar da decretação oficial de estado de emergência no município.

    Atualmente, o município – que tem cerca de 70 mil habitantes – conta com apenas 23 policiais, número inferior ao efetivo presente na cidade no início do mês, quando o fórum da cidade foi destruído. Naquele momento, Santa Luzia contava com 40 policiais trabalhando.

    Apesar das dificuldades encontradas na investigação dos atos de violência, já que há medo por parte da população em prestar depoimento, a promotoria de Justiça conseguiu a decretação de 45 envolvidos. “Essas pessoas foram identificadas a partir de investigação da própria promotoria, apesar da pouca estrutura que temos”, ressaltou o promotor.

    HISTÓRICO – Os atos de vandalismo aconteceram na madrugada do dia 1º, após o ex-prefeito e segundo colocado na última eleição municipal, Ilzemar Dutra (PPS), assumir o cargo de prefeito por decisão da Justiça Eleitoral. Márcio Rodrigues, prefeito eleito, foi cassado por ter registrado sua candidatura fora do prazo estabelecido por lei.

    Os prédios da Prefeitura de Santa Luzia e o Fórum do município foram depredados e todos os processos destruídos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Sai Lourenço e Cláudio Santana

    A reforma administrativa promovida pelo governador Jackson Lago emite sinais de avanço. Soube hoje pela manhã que o secretário de Educação, Lourenço Vieira da Silva, vai retornar para Brasília.

    Vai para o lugar ocupado hoje pelo ex-deputado federal Wagner Lago, na Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais, na capital federal. A propósito, a família de Vieira da Silva permanece morando em Brasília.

    Wagner lago, irmão do governador Jackson Lago, vai para a Procuradoria Geral do Estado, em lugar de João Cláudio Santana.

    Para ocupar a Educação, Jackson Lago foi aconselhado por um grupo bem próximo a colocar o vereador de Alto Alegre do Pindaré e secretário de Educação de Coêlho Neto, professor Altemar Lima.

    Lima foi secretário de Educação de Alto Alegre do Pindaré, teve administração reconhecida por órgãos internacionais, pelo MEC e chegou a dirigir a Pasta da Educação de São Luís por curto período de dois meses.

    Porém, Altemar Lima sofre forte resistência de setores do governo estadual. A depender do PSDB, partido que tem forte influência junto a Jackson Lago, o secretário da Educação será um deputado estadual.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Corte na Comunicação

    Proprietários de veículos de comunicação do Maranhão sabem das dificuldades burocráticas que a Secom enfrenta para honrar compromissos. O secretário Zeca Pinheiro tem competência e vontade de querer fazer, mas os problemas passam por orçamento defasado, principalmente.

    Para agravar mais ainda a situação, o líder da bancada da oposição na Assembléia Legislativa, deputado Ricardo Murad, na última sessão de 2008, tentou deslocar R$ 12 milhões dos R$ 27 milhões previstos no orçamento da Secom para 2009. Com muita habilidade conseguiu ainda tirar da Secom R$ 6 milhões para emplacar no orçamento do Corpo de Bombeiros.

     Pior mesmo foi a mobilização dos deputados da bancada da oposição na tentativa de esvaziar os recursos da Secom. Somadas as transferências para outros órgãos, chegou-se a soma de R$ 120 milhões, quando a Secom só tem direito a R$ 27 nmilhões.

    A publicação nos jornais, exibição nos intervalos comerciais de rádio e TV, dos institucionais do governo servem para mostrar à sociedade as ações do governo, sem cerceamento dos veículos, como ocorre na gestão atual. Assim tem sido pautada a relação entre a imprensa e o poder público estadual.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Alberto Franco hospitalizado

    Depois de duas crises de hipertensão, o deputado Alberto Franco (PSDB) embarcou hoje para São Paulo e foi logo internado. Seu estado de saúde é estável. Franco vai aproveitar para fazer um chek-up.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Confraternização

    O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Edivaldo Holanda, reuniu ontem jornalistas e radialistas em almoço, no Picuí Tábua de Carne.

    Em 2008 fez o primeiro evento. Prato do dia: política. Sobremesa: picadinhos de política.   

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Maturidade

    Em pelo menos dois momentos a classe política do Maranhão deu exemplo de maturidade. Na Assembléia Legislativa as bancadas de oposição e situação se uniram e elegeram chapa consensual para a Mesa Diretora. Não que a disputa não seja salutar e fortaleça a democracia.

    Agora, cinco candidatos à presidência da Famem se aliaram e comporam uma chapa, tendo na cabeça o prefeito de Bacabal, Raimundo Lisboa, e vice o prefeito Deoclides Macedo.

    Ao tomar conhecimento do gesto, o governador Jackson Lago elogiou a maturidade política dos prefeitos. Ainda assim, o prefeito de Itapecuru, Júnior Marreca, vai para a disputa, com todo o direito.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Tudo errado

    Comentei ontem sobre a apuração do desvio de conduta de alguns magistrados. O Judiciário deve ser passado a limpo. Ao mesmo tempo cobrei que se puna com rigidez os prefeitos corruptos porque o desvio de recursos públicos compromete a qualidade de vida do cidadão e cidadã de cada cidade.

    Em Anapurus, conforme o blogue do jornalista Décio Sá, o batalhão de choque da PM prendeu professores e desarticulou a greve da categoria, que não recebe salários há quatro meses.

    Na maior folga e sem o menor incômodo, o ex-prefeito de Anapurus, João Carlos (PDT), sacou no último dia 30 R$ 800 mil do Fundeb, dinheiro que era para pagar os salários dos servidores. Carlos simplesmente sumiu da cidade, deixando os professores na roça e apanhando da polícia.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.