Sem galerias

    Hoje, pela manhã, engenheiro amigo fez uma visita ao novo prédio da Assembléia Legislativa. E fui com ele. Chegando na entrada, o engenheiro logo foi apontando os erros.

    Não observou nenhuma galeria para escoar as águas das chuvas. “Não é possível!”, disse assustado. “Será que os projetistas e engenheiros da Petra não sabem que o prédio, aliás, todo o terreno é ladeado por riachos, inclusive uma pequena nascente?”, indagou.

    “Creio que não. Mas dizem que gastaram perto de R$ 100 milhões na obra”, disse-lhe. “Inventa outra Cardoso!”, disse-me assustado. “Sério.”, atalhei.

    O engenheiro, então, deu algumas explicações técnicas. Falou que as obras físicas poderiam consumir no máximo 40 milhões e que a mobília não ultrapassava R$ 10 milhões. 

    E continuamos caminhando. No setor de garagem, o amigo engenheiro alertou mais uma vez para a ausência de galerias. Avisou que numa chuva mais volumosa, os carros estacionados correm o risco de descer boiando.

    Fomos para a parte de cima, ao lado da presidência. Ele apontou erros estruturais, uso irracional dos espaços e o vácuo em forma de lajes de cimento por todos os lados. “São espaços que não servem para nada, mas ajudam a aumentar o ganho da construtora”, explicou.

    Ao observarmos para as nuvens, que iam se formando densas, ele sugeriu: “vamos embora que a coisa vai ficar braba!”. Concordei imediatamente: “claro! Que tal um bom chopinho no Bar do Léo?”, e seguimos.   

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Primeiro os nossos

    A superintendente da Assessoria Para o Desenvolvimento da Educação nos Municípios -ANDE -, Anny Kristem, é uma funcionária da secretaria de Educação que tem muita sorte.

    Conseguiu para o marido, Márcio Gomes, a vaga de secretário-adjunto da Educação, na área de Planejamento e Gestão Financeira, desde o início do ano. Gomes é do quadro do Tribunal de Contas do Estado e sempre combateu o nepotismo. 

    Antes, porém, o secretário Lourenço Vieira da Silva, que reconhece as qualidades técnicas de Anny Kristem, deslocou R$ 1 milhão para reformar a nova sede da ANDE, em frente ao Convento das Mercês, que antes funcionava em boas instalalões no Palácio Henrique de La Rocque.  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Chuvas alagam nova AL

    Hoje, no período da tarde, foi um Deus nos acuda no novo prédio da Assembléia Legislativa. Quase foi preciso a intervenção do Corpo de Bombeiros por causa das águas da chuva.

    Ocorre que o prédio foi projetado de forma errada, apesar de consumir mais de R$ 100  milhões. Não calcularam a direção dos ventos. As laterais do prédio estão descobertas.

    Para que se tenha uma idéia, as águas invadiram o gabinete do diretor geral, José Carlos Martins, que estava prestes a pedir emprestado uma canoa. O pior de tudo é que Martins não sabe nadar.

    Além dos funcionários lotados na parte debaixo do novo prédio, não estão nada contentes os zeladores que pegam no peso após as chuvas. Um deles brincava ontem com um colega de trabalho dizendo que amanhã vai levar sua prancha de surf.

    Sugestão do blogue: premiar os arquitetos da Petra, que construiu o prédio, com o troféu “Canoa”.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Caema abandonada

    Enquanto crianças, jovens, adultos e idosos convivem com as fezes que jorram dos esgotos estourados, o novo presidente da Caema, Augusto Telles, passeia pela cidade do Rio de Janeiro, onde dizem ter negócios.

    A Caema nunca funcionou a contento nos governos de Edison Lobão, Roseana Sarney e José Reinaldo Tavares. Agora, nos dois anos de administração Jackson Lago, virou um desastre, um caos.

    A estatal deve a dezenas de fornecedores, só vive em conflitos trabalhistas, é pessimamente administrada e já faliu diversos empresários. E o que é pior: continua sendo administrada de fora por Rubem Brito.

    Ao prefeito João Castelo cabe exigir, ainda que na justiça, que a Caema cumpra seu papel. É inadmissível que a cidade esteja emporcalhada por causa da irresponsabilidade de gestores da referida Companhia.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Reaproximação

    As nuvens começam a ficar claras na relação entre o ex-ministro do STJ, Edson Vidigal e a secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal.

    A reaproximação acontece no momento em que a secretária aumentou o prestígio no governo, após conseguir R$ 5 milhões para a aquisição de um helicóptero tipo muti-missão, junto ao Ministério da Justiça.

    O casal se desentendeu porque Vidigal exigiu que a esposa entregasse o cargo, após ter sido preterida nas promoções de cinco coronéis. O ex-ministro, até ontem, ainda permanecia em Brasília, mas deve voltar no sábado. 

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Gripe deixa Sarney no estaleiro

    Uma forte gripe atingiu o senador José Sarney, que se recolheu em sua residência em Brasília para repouso. O ex-presidente fica por demais supersticioso quando adoece, ao ponto de não receber ninguém, além de membros da família.

    Por essa razão, as negociações que envolvem seu nome para chapa consensual na presidência do Senado Federal estão paradas.

    O presidenmte Lula embarcou para visitas à Venezuela e Bolívia, mas tem retorno previsto para amanhã à noite. Se estiver melhor, Sarney recebe Lula para conversar sobre a eleição no Senado.

    O ex-presidente da República dirá a Lula que só aceita ser presidente se não tiver concorrentes. Nesse sentido, espera que o presidente apare as arestas dentro da bancada do PT, com a renúncia da candidatura do senador Tião Viana, que deve ser o primeiro-secretário numa eventual chapa liderada por José Sarney.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Jackson e Castelo definem ações conjuntas para o desenvolvimento de São Luís

    Castelo e Jackson LagoO governador Jackson Lago e o prefeito de São Luís, João Castelo, realizaram no Palácio dos Leões, na manhã de hoje, a primeira reunião de trabalho para definir um cronograma de ações conjuntas, com vistas à melhoria das condições de vida na capital maranhense.

    “É com prazer que recebemos o prefeito de São Luís, Dr. João Castelo, que vem, depois destas duas primeiras semanas de contato com a realidade, para começarmos a conversar sobre a importância do trabalho conjunto da Prefeitura e do Governo do Estado, para solucionarmos muitos dos graves problemas de São Luís”, destacou Jackson.

    Durante a audiência, o prefeito João Castelo fez uma explanação sobre a operação emergencial que vem sendo realizada para a coleta de lixo e desobstrução de galerias em avenidas e ruas de diversos bairros da capital.

    Acompanhado dos secretários municipais de Governo, Othelino Neto, e de Comunicação, Edwin Jinkings, o prefeito de São Luís reafirmou o interesse de começar, o quanto antes, um trabalho articulado entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

    Castelo sugeriu que, após este primeiro encontro de trabalho, sejam realizadas nas próximas semanas reuniões conjuntas de técnicos do Estado e da Prefeitura. “Tanto o governador quanto o prefeito querem o bem desta cidade. Portanto, vamos nos esforçar, para realmente fazer de São Luís uma cidade mais humana, mais justa, mais alegre, mais saneada, onde o povo possa viver melhor”, declarou Castelo.

    Reuniões técnicas – O governador aceitou a proposta de realização de reuniões entre técnicos do Governo e da Prefeitura. “Também comungo desta idéia. Devemos trabalhar juntos, porque há grandes desafios. Creio que chegou o momento apropriado para reunirmos os técnicos do Estado e os técnicos da Prefeitura, e começarmos a trabalhar conjuntamente”, afirmou Jackson Lago.

    O prefeito disse ao governador que tem certeza absoluta de que esta parceria vai dar certo. “Este trabalho conjunto será vitorioso, totalmente, em gênero, número e grau. E vamos fazer um grande trabalho aqui, que começará no próximo mês, a partir de quando poderemos desenvolver todos os projetos que têm em comum o Estado e a Prefeitura, em favor do povo de São Luís”, ressaltou o prefeito.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Atenção Caema

    Passei a pouco pelo centro da cidade e deparei com uma cena lamentável. Comerciantes próximos da entrada da rua Afonso Pena varrendo fezes de um esgoto estourado. Uma fedentina insuportável.

    O governador Jackson Lago e o prefeito João Castelo reuniram hoje para traçar estratégias e executar medidas para recuperar São Luís. Sugiro aos dois governos que começem com a questão dos esgotos estourados. Não é mais aceitável que moradores, comerciantes e, principalmente, crianças amanheçam com o odor da merda. A saúde da população corre sérios riscos.

    Outra parceria que requer ação emergencial é a recupação de ruas e avenidas. Os dois governos poderiam realizar uma operaçãp tapa buracos para preparar a cidade por causa do período invernoso. Se deixar para depois, as chuvas podem transformar pequenos buracos em crateras.

       

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Sarney presidente do Senado

    O senador José Sarney recebeu hoje um apoio de peso para se tornar o novo presidente do Senado Federal. Trata-se do ministro das Relações Institucionais, José Múcio.

    O ministro, que cuida da política do governo Lula, deixou claro em Brasília que Sarney tem a preferência do governo federal, da maioria da bancada do PMDB e agora o apoio do DEM.

    O senador maranhense, ainda assim, continua fingindo-se de morto para beliscar o coveiro. Só vai decidir ser candidato quando for intimado (diferente de convidado) pelo presidente da República e pela ampla maioria dos colegas senadores. 

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Ponto para Eurídice

    A secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, amanheceu sorrindo com as paredes. Motivo: conseguiu junto ao ministro da Justiça, Tarso Genro, através do programa Pronasci, recursos para a aquisição de uma aeronave.

    O helicóptero do tipo multi-missão tem capacidade para 16 pessoas, custa R$ 5 milhões, e servirá para combater as ações dos bandidos, notadamente na região Sul do Maranhão.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.