Em menos de dois meses, Manu Batidão dobra cachê e Prefeitura de São Luís vai pagar R$ 300 mil no show da cantora

    Folha do Maranhão 

    A Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura (SECULT), irá pagar R$ 300 mil no show da cantora Manu Batidão, que irá se apresentar no próximo dia 9 de fevereiro, no “Cidade do Carnaval”, evento carnavalesco realizado pela gestão de Eduardo Braide na Beira-mar.

    Porém, segundo levantamento do site Folha do Maranhão, a cantora Manu Batidão se apresentou, em novembro do ano passado, no aniversário do município de Senador La Rocque, também no Maranhão. O valor pago pela prefeitura foi de R$ 165 mil.

    O levantamento também aponta que a cantora se apresentou no município de João Lisboa em dezembro do ano passado. Segundo dados do Portal de Transparência da prefeitura, o cachê da cantora custou R$ 150 mil, ou seja, duas vezes menor que o valor que Prefeitura de São Luís irá pagar no show da cantora na capital.

    Essa não é a primeira vez que a gestão de Eduardo Braide paga valores acima da média aos artistas nacionais. Em outro levantamento do site Folha do Maranhão, mostramos que a Prefeitura de São Luís, através da SECULT, pagou até 80% a mais no cachê da cantora Joelma, em apenas 7 meses, equivalentes à diferença de uma apresentação e outra na capital.

    De acordo com o levantamento, a cantora Joelma se apresentou durante o período junino, em junho do ano passado. Este show custou aos cofres públicos municipais o valor de R$ 250 mil. Apesar de não se referir ao período de carnaval, Joelma retornou a São Luís sete meses depois, para se apresentar na “Cidade do Carnaval”, evento carnavalesco realizado pela Prefeitura de São Luís. O valor desta apresentação custou R$ 450 mil.

    Um fato curioso entre as duas apresentações é que, segundo as lives realizadas pelo perfil da Prefeitura de São Luís no Youtube, o show de Joelma realizado durante o pré-carnaval da prefeitura de São Luís e, consequentemente, custou mais caro, foi mais curto do que a primeira apresentação que foi mais barata. Em junho do ano passado, o show de Joelma foi de 1 hora e 40 minutos, já o show do carnaval foi de 1 hora e 20 minutos, comprovados também através dos contratos.

    Diante dos fatos apresentados pelo site Folha do Maranhão, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) foram provocados e abriram uma investigação sobre os gastos da gestão de Eduardo Braide no pagamento dos artistas nacionais.

    Veja os dados do contrato

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Quinta de folia: Primeiro dia de carnaval em Pinheiro foi sucesso total

    Blog do Wellington Sérgio 

    O Carnaval de Pinheiro começou com tudo, e no primeiro a abertura no palco principal teve Traíra de Óculos retornando ao circuito oficial, Dj Felipe agitou muito a galera e para fechar a noite Iguinho e Lulinha com um show espetacular.

    A população de Pinheiro aprovou, além das atrações, a Prefeitura de Pinheiro investiu em infraestrutura com um circuito bem delimitado e as barraquinhas organizadas priorizando o conforto do folião. Outro ponto importante foi a segurança, Polícia Militar, Civil, Guarda Municipal, Agentes de Trânsito, Corpo de Bombeiros Militar e Seguranças particulares garantiram a paz durante a folia.

    O Samu de prontidão para emergências foi mais uma preocupação da gestão para garantir toda a assistência necessária ao folião.

    “O nosso objetivo foi cumprido. Foliões satisfeitos e felizes com a grande festa que se iniciou hoje. Quero agradecer a toda a equipe envolvida neste grande planejamento. E o carnaval de Pinheiro só começou, vamos nos preparar porque ainda tem 5 dias de festa”, disparou o prefeito Luciano.

    O Carnaval de Pinheiro segue com a programação com os tradicionais circuitos: praça da Família com o popular babado da folia, praça da Matriz com o tradicional Bloco do Pinicão e a praça José Sarney com o Palco Principal.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Em vídeo obtido pela PF, Bolsonaro diz a ministros que Brasil viraria ‘grande guerrilha’ se reagisse depois das eleições

    “Eles erraram [ao incluir as Forças Armadas]. Para nós, foi excelente. Eles se esqueceram que sou o chefe supremo das Forças Armadas?”, afirmou.

    Em outro trecho da gravação, o ex-presidente cita os ministros Edson Fachin, Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e afirma que “estão preparando tudo para o Lula ganhar no 1º turno”.

    “Alguém acredita em Fachin, Barroso e Alexandre de Moraes? Se acreditar levanta braço. Acredita que são pessoas isentas, que tão preocupadas em fazer justiça, seguir a Constituição?”, disse

    Gravação

    A descrição da reunião ocupa mais de 10 páginas da decisão assinada pelo ministro Alexandre de Moraes e que resultou na operação Tempus Veritatus, deflagrada na quinta-feira (8).

    Ao todo, foram expedidos 33 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão preventiva.

    Outros trechos mostram ainda o então ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, defendendo que o governo “virasse a mesa” antes das eleições para garantir a reeleição de Bolsonaro.

    “Não vai ter revisão do VAR. Então, o que tiver que ser feito tem que ser feito antes das eleições. Se tiver que dar soco na mesa é antes das eleições. Se tiver que virar a mesa é antes das eleições”, afirmou Heleno na reunião.
    Até o momento, apenas vídeos das falas de Jair Bolsonaro vieram à tona. A participação de outros convidados na reunião é descrita no relatório da PF, mas ainda não há imagens divulgadas.

    Ainda segundo a investigação, os então ministros da Justiça, Anderson Torres, e da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, também discursaram na reunião. Nogueira, por exemplo, afirmou que o TSE seria “inimigo” do grupo bolsonarista.

    De acordo com o resumo da PF, os membros do encontro, “todos ora investigados, prestando-se o ato a reforçar aos presentes a ilícita desinformação contra a Justiça Eleitoral, apontando o argumento de que as Forças Armadas e os órgãos de inteligência do Governo Federal detinham ciência das fraudes e ratificavam a narrativa mentirosa apresentada pelo então Presidente da República Jair Messias Bolsonaro”.

    A operação

    • Havia 33 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva para serem cumpridos na operação Tempus Veritatis (que significa “hora da verdade”, em latim), que foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes. Veja aqui todos os alvos da operação.
    • O passaporte de Jair Bolsonaro foi apreendido e ele está proibido de falar com os investigados.
    • O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, foi alvo de um mandado de busca, mas acabou preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Uma pepita de ouro foi apreendida com ele.
    • Na sede do PL, foi encontrado na sala de Bolsonaro um documento que defende e anuncia a decretação de um estado de sítio e da garantia da lei e da ordem no país.
    • O relatório da PF afirma que o grupo agia em seis núcleos para organizar uma tentativa de golpe de Estado. Veja detalhes aqui.
    • Nomes próximos ao ex-presidente, como Braga Netto e Augusto Heleno, também foram alvos de busca e apreensão.
    • O ex-assessor especial de Bolsonaro Filipe Martins, que, segundo a PF, foi quem entregou a minuta do golpe a Bolsonaro, e mais dois militares foram presos. Um quarto mandado de prisão foi expedido contra um coronel, mas ele não foi detido porque estava nos Estados Unidos, mas já será trazido ao Brasil. Veja aqui os motivos da Procuradoria-Geral da República para pedir as quatro prisões.
    • A operação mirou ainda o ex-ministro da Justiça Anderson Torres, com quem já havia sido encontrada uma minuta do golpe, e o ex-assessor de Bolsonaro Tércio Arnaud, apontado como integrante do chamado “gabinete do ódio”. Eles são acusados de integrar um núcleo de desinformação e ataques ao sistema eleitoral.
    • O advogado Amauri Feres Saad, que teria prestado assessoria jurídica para a elaboração da minuta, também foi alvo da PF.
    • Outro alvo foi um padre católico conservador de Osasco (SP) que, segundo a PF, assessorava na elaboração de minutas de decretos golpistas.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Pescador é resgatado após sofrer AVC Transitório, em alto mar

    Difusora ON

    O homem estava em uma embarcação e foi resgatado pela Marinha Brasileira a cerca de 650 quilômetros de São Luís

    Pescador passa mal em alto mar e é resgatado pela Marinha a 650 quilômetros de São Luís. O resgate aconteceu na última terça-feira (6) quando um homem que estava em uma embarcação emitiu pedido de socorro. Ele teria sofrido um Ataque Isquêmico Transitório, condição semelhante a um Acidente Vascular Cerebral.

    Após o recebimento do pedido de socorro, equipes do Serviço de Busca e Salvamento Marítimo (Salvamar Norte), foi acionado e começaram as buscas pela embarcação. O pescador foi localizado e transferido para o navio de resgate, onde recebeu atendimento médico da Marinha.

    Após o resgate em alto-mar, o homem foi conduzido em uma ambulância para um hospital da capital para receber o atendimento médico necessário. O Capitão de Corveta, Felipe Paranhos Carvalho relatou que assim que a equipe recebeu o chamado, a equipe da Marinha imediatamente se mobilizou para fazer o resgate do pescador.

    “Em operações de resgate como a realizada, o fator de maior importância é o tempo de sobrevivência das vítimas, uma vez que o objetivo primordial das missões é preservar as vidas humanas. Enquanto houver perspectiva de salvar vidas, o trabalho é desempenhado incessantemente. Dessa forma, para garantir que o socorro aconteça de maneira ágil, a Marinha do Brasil opera o Serviço de Busca e Salvamento Marítimo do Brasil, conhecido como SALVAMAR-Brasil”, disse o Comandante do Navio-Patrulha “Bocaina”, afirmou.

    Serviço de Busca e Salvamento da Marinha

    A Marinha Brasileira conta com um serviço de atendimento por meio do telefone 185, disponível 24 horas por dia e abrange todo o território nacional. Além do telefone, o contato pode ser por e-mail ou utilizando os sistemas presentes nas embarcações, conhecidos como Sistema Global de Socorro e Segurança Marítimo (GMDSS).

    Aplicativo NAVSEG
    Para reforçar a segurança durante as navegações, a força naval conta com a utilização do aplicativo NAVSEG. Por meio desse recurso, é possível informar o plano de viagem, permitindo que a Autoridade Marítima monitore integralmente o trajeto da embarcação. O aplicativo opera através do envio regular de dados, atualizando a posição da embarcação a cada 15 minutos aos centros de monitoramento da Marinha, gerenciados pelas Capitanias dos Portos, Delegacias e Agências. Dessa forma, o NAVSEG possibilita a localização mais rápida e precisa de qualquer embarcação em situação de perigo.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    “A luta continua”, diz Wellington do Curso após Governo acatar sua solicitação e nomear 600 novos policiais

    Nesta quinta-feira (08), o deputado estadual Wellington do Curso utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer referência à cerimônia de promoções de policiais e bombeiros militares do Maranhão, ocasião em que o governador Carlos Brandão anunciou que irá nomear 600 novos policiais militares. A solicitação foi feita pelo deputado Wellington do Curso, o único parlamentar que sempre insistiu nessa nomeação desde 2018.

    Na ocasião, Wellington disse ser um momento de alegria, pois a nomeação dos soldados formados pelo último concurso da PMMA é uma pauta antiga e marca o seu mandato.

    “Estamos felizes por ter a certeza de que o nosso mandato é de resultado! Desde 2018, eu insisto na nomeação dos aprovados nesse concurso.
    Sozinho, mas jamais desisti. Agradeço a todos por reconhecerem que eu sou o único deputado que sempre lutou pela nomeação dos aprovados. Insisti com o ex-governador Flávio Dino. Insisti com o atual governador Brandão. E estamos agora com esse resultado muito positivo! É luta nossa, mas o benefício é da sociedade! Agora, a luta continua pela nomeação dos 500 remanescentes, sub judice, além de aprovados na Polícia Civil, IPREV, Aged, Segep, Detran e professores da UEMA. Só vamos parar após a nomeação de todos aprovados nos concursos em andamento no Maranhão”, disse o professor e deputado Wellington.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mulher é presa após matar o próprio filho de oito meses espancado em São Luís

    G1

    Segundo informações da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), a mulher, identificada como Rozineide Ramos Moura, disse que estava ouvindo vozes que mandavam ela matar a criança.

    Mulher é presa após matar o próprio filho de oito meses espancado em São Luís — Foto: Reprodução

    Uma mulher, de 34 anos, foi presa em flagrante, acusada de matar o próprio filho, um bebê de 8 meses de idade. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (8), no bairro João de Deus, em São Luís.

    Segundo informações da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), a mulher, identificada como Rozineide Ramos Moura, disse que estava ouvindo vozes que mandavam ela matar a criança.

    O irmão do bebê viu a mãe espancando o menino e pediu ajuda aos vizinhos, que imobilizaram Rozineide e a agrediram.

    A mulher conseguiu fugir da tentativa de linchamento e correu para uma área de matagal, onde foi alcançada e presa pela polícia.

    Já a criança, identificada como Fagner Ramos Moura já foi encontrada pela PM-MA sem vida.

    Rozineide Ramos foi levada para o hospital, para tratar os ferimentos da tentativa de linchamento e depois será apresentada na Delegacia de Homicídios.

    Informações preliminares da polícia apontam que a mulher morava com dois filhos menores de idade.

    O caso está sendo investigado pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    MPMA pede que desfile de bloco da primeira-dama de Arari seja suspenso

    Promotoria de Justiça aponta uso de bens públicos a favor de interesses privados da esposa do prefeito

    O Ministério Público do Maranhão (MPMA) ingressou, nesta quarta-feira, 7, com Ação Civil Pública (ACP), contra o Município de Arari, o prefeito Rui Fernandes Ribeiro Filho e a primeira-dama Ingrid Andrade Ribeiro, solicitando que estes abstenham-se de realizar ou permitir o desfile do “Bloco da Ingrid Andrade” durante o Carnaval 2024 na cidade.

    Rui Filho prefeito de Arari e Primeira Dama Ingrid Andrade

    A Promotoria de Justiça de Arari pediu ao Poder Judiciário que os acionados sejam impedidos de distribuir ou vender abadás ou camisas do bloco e realizar outros atos referentes à divulgação da atração.

    A promotora de justiça Isabelle de Carvalho Fernandes Saraiva solicitou, ainda, o estabelecimento de multa, no valor de R$ 300 mil, a serem pagos individualmente pelo prefeito e pelo secretário municipal de Cultura, Ailton Barros, em caso do descumprimento de cada pedido.

    CARNAVAL

    As festas carnavalescas planejadas pela Prefeitura de Arari vão ocorrer desta quinta-feira, 8, ao dia 13 de fevereiro. Custeada com recursos públicos, a programação inclui shows de bandas nacionais e locais. Entre as atrações, está o Bloco da Ingrid Andrade, previsto para desfilar nesta quinta-feira, 8, com um trio elétrico.

    Na ACP, o Ministério Público enfatizou o gasto de um enorme volume de recursos públicos com a festa em uma cidade carente dos elementos mais comuns para a dignidade dos moradores e problemas com infraestrutura, saneamento básico, saúde e educação.

    CONFUSÃO

    A representante do MPMA constatou que, nos perfis da Prefeitura de Arari e da primeira-dama no Instagram, foi divulgada a programação completa do Carnaval 2024. “O card de divulgação do evento omitia o Bloco da Ingrid, mas incluía nome e fotografia da cantora Márcia Felipe (que cobra R$ 226 mil por apresentação), na data que coincide com a do bloco divulgado pela primeira-dama”, complementou, na Ação, a promotora de justiça.

    Na avaliação da representante ministerial, trata-se de uma atitude dolosa para dificultar a atuação do órgão, levando a inferir claramente que o Bloco da Ingrid Andrade é realização do Município.

    TENTATIVA

    Além disso, a própria primeira-dama divulgou, em suas redes sociais, que a cantora Márcia Felipe iria a Arari exclusivamente para o referido bloco. Então, a vinda da artista, custeada pelo erário municipal, deveria beneficiar a imagem de Ingrid Andrade, que atua como influenciadora digital.

    Outros cards especificam horários e locais das apresentações das atrações musicais. Dentre todas as atrações, somente os locais das  apresentações dos cantores Márcia Felipe e Bruno Minary não constam nos materiais de divulgação digital. “A conclusão é simples: não há divulgação do local dessas apresentações porque esses cantores se apresentarão no trio elétrico que puxará o bloco da esposa do prefeito”, afirmou, na ACP, Isabelle Saraiva.

    Em um vídeo, a primeira-dama exibiu grande quantidade de cerveja a ser distribuída no bloco e informou dia, local e horário da entrega dos abadás. Os abadás, com o nome e a fotografia de Ingrid Andrade, foram distribuídos no Centro de Eventos de Arari, prédio pertencente ao Município de Arari. A secretária-adjunta de Assistência Social, Manuele Reis Fernandes, participou da entrega.

    “Por qualquer ângulo que se analise a questão, o bem público está sendo utilizado para fomentar o interesse totalmente privado, em nítido desvio de finalidade autorizado e fomentado pelo prefeito Rui Fernandes Filho, que deu aval para tal situação”, concluiu, na ACP, Isabelle Saraiva.

    Redação: CCOM-MPMA

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Governo realiza um dos maiores atos de promoção de militares, com quase 900 progressões, e anuncia mais convocações para a segurança

    O Governo do Maranhão concedeu promoções para 750 praças e 90 oficiais da Polícia Militar, além de 33 membros do Corpo de Bombeiros, totalizando 873 progressões, um dos maiores atos já feitos no estado. “Esse é um momento muito importante para a segurança do nosso estado. Isso vai motivar a tropa e fazer com que desenvolva um trabalho ainda melhor”, declarou o governador Carlos Brandão durante a promoção dos militares.


    A solenidade foi realizada na noite de quarta-feira (7), no Ginásio Georgiana Pflueger – Castelinho, ocasião em que o governador também anunciou nomeações de mais 600 policiais militares, convocação de 50 delegados, 20 investigadores e 10 peritos a partir de quebra de cláusula de barreira; além da promoção de delegados e realização de concurso público para bombeiros e policiais civis.

    A convocação a partir da quebra de cláusula de barreira vai permitir a nomeação de todos aqueles que obtiveram pontuação para aprovação em concurso, e não apenas os classificados nas vagas e em lista de cadastro reserva. A documentação que trata da quebra da cláusula de barreira foi encaminhada no início de janeiro e aguarda aprovação da Assembleia Legislativa do Maranhão, que retomou trabalhos este mês.

    Novos concursos também já estão em andamento, com previsão para convocação de banca organizadora neste mês de março. Os certames vão incrementar o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil.

    Além dos anúncios, Brandão ressaltou o conjunto de investimentos realizados na segurança pública, com o maior programa de reforma e recuperação de delegacias e quartéis para garantir condições adequadas para o trabalho da polícia, aquisição de viaturas e armamento, além da contratação de policiais.

    “Tudo isso para melhorar a segurança do nosso estado. Nosso trabalho está trazendo resultados e hoje somos o estado que mais reduziu índices de violência no Brasil”, afirmou o governador.

    As promoções, realizadas pelos critérios de mérito e antiguidade, fazem parte desses investimentos para aperfeiçoar as atividades policiais. O secretário de Estado da Segurança Pública, Maurício Martins, observa que esse reconhecimento é essencial para os profissionais das forças de segurança.

    “A administração do governador Brandão é marcada por investimentos na segurança, tanto na aquisição de viaturas e equipamentos quanto na valorização dos nossos policiais. Esse momento é especial pois se trata da valorização dos nossos policiais que trabalham diuturnamente em favor da sociedade maranhense”, frisou o secretário Maurício Martins.

    O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Fernando, destacou ainda a importância do reconhecimento ao trabalho realizado pelos policiais. A partir dos investimentos, o Maranhão conta com um efetivo policial mais bem equipado e motivado, impactando na redução de crimes violentos e roubos diversos.

    “Estamos celebrando a promoção de 840 policiais militares aos mais diversos postos: cabo, sargento, tenente, capitão, major e coronel. Na vida do policial militar, a promoção é o ato de maior motivação da tropa porque o policial entende que é o reconhecimento do Governo do Estado, da Segurança Pública, para com ele”, afirmou o coronel Paulo Fernando.

    Também presente durante a solenidade, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto, ressaltou a missão dos membros da corporação em salvar vidas e como a valorização desse trabalho é importante para a categoria.

    “Reconhecimento, essa é a palavra. Queremos agradecer ao governador Carlos Brandão, pois isso dá incentivo aos promovidos, melhora a autoestima dos nossos militares e melhora ainda mais a prestação desse serviço público para a sociedade”, comentou o coronel Célio Roberto.

    Exemplo concreto da importância da progressão na carreira é o relato de Érica Lindoso do Corpo de Bombeiros, que foi promovida de major ao posto de tenente-coronel. “Sou a primeira mulher negra promovida por merecimento ao posto de tenente-coronel dentro do Corpo de Bombeiros e isso é extremamente gratificante e mostra como o Governo do Estado valoriza as pessoas negras, as mulheres, e a gente só tem a agradecer”, disse.

    Muito emocionado, Mauro Henrique Soares Diniz, primeiro-sargento da Polícia Militar e que foi promovido a subtenente, informou que o ato é motivo de orgulho.

    “Essa promoção representa tudo na minha carreira de policial militar. Estou chegando a 30 anos de carreira em março e essa é uma promoção muito difícil que é por merecimento. Só tenho a agradecer a Deus e a todos que me ajudaram nessa caminhada e agradecer também ao governador Carlos Brandão por uma promoção histórica dentro da Polícia Militar com mais de 800 promoções”, destacou o subtenente.

    A gratidão também foi um sentimento compartilhado por Cleyton Cruz do Espírito Santo, que chegou ao posto mais alto do oficialato: coronel. “A promoção na carreira militar é um reconhecimento aos relevantes serviços prestados à população maranhense. Então hoje é um dia muito feliz em que chego ao último posto da corporação e me sinto realizado”, declarou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Rodoviários aceitam proposta dos empresários e greve deve chegar ao fim em São Luís

    Neto Ferreira 

    O Sindicato dos Rodoviários aceitou a proposta dos empresários e a greve de ônibus deve chegar ao fim nesta quinta-feira (8) em São Luís.

    O presidente da entidade, Marcelo Britto, reuniu a categoria após uma nova rodada de negociação no Tribunal Regional do Trabalho – TRT.

    Britto apresentou a nova proposta que foi aceita pelos rodoviários. A informação foi confirmada pelas redes sociais do Sindicato.

    Os empresários propuseram reajuste de 10% para motoristas em dupla função – que atuam também como cobradores – e 8% para os demais trabalhadores, além de R$ 800 de ticket alimentação, e manutenção do plano de saúde.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PF faz o cerco contra ex-presidente; Bolsonaro pode ser preso

    O site G1 nacional publicou a investigação da PF contra o ex-presidente Jair Bolsonaro, amigos dele e militares de alta patente por acusação de terem participado da tentativa de um golpe no dia 8 de janeiro de 2023.

    Além da operação de busca e apreensão, Bolsonaro será obrigado a fornecer o passaporte, o que sugere que o ex-presidente pode ser preso a qualquer hora, sem chances de fugir para outro país. Confira na matéria abaixo:

    G1

    Mandados em 9 estados e no DF

    Polícia Federal faz operação nesta quinta-feira. — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoPolícia Federal faz operação nesta quinta-feira. — Foto: Polícia Federal/Divulgação

    Segundo a PF, há mandados sendo cumpridos em Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Goiás e Distrito Federal.

    Ainda de acordo com o material divulgado pela PF, o grupo investigado “se dividiu em núcleos de atuação para disseminar a ocorrência de fraude nas Eleições Presidenciais de 2022, antes mesmo da realização do pleito, de modo a viabilizar e legitimar uma intervenção militar, em dinâmica de milícia digital.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.