PPS não fecha com Roseana Sarney

Espalharam, ontem, que o PPS  havia fechado acordo com a governadora Roseana Sarney. Em troca, o PPS indicaria um membro para ser o titular da Secretaria de Estado da Administração e Previdência Social.

No início da noite, o presidente do partido, no Maranhão, Paulo Matos, descartou a possibilidade do acordo. Mas não negou o convite que o partido recebeu do Palácio dos Leões.

O arco de alianças pretendidos por Roseana Sarney definha de forma assustadora. Já perdeu o PT, o DEM, e agora o PPS.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

DEM no Maranhão vai coligar com PDT de Jackson Lago

Os Democratas no Maranhão já receberam orientação, através do presidente regional do partido, deputado federal Clóvis Fecury, que não existe a menor possibilidade de aliança como o PMDB de Roseana Sarney na eleição majoritária.

Tive essa informação a pouco por dois deputados estaduais do DEM, confirmando o post feito hoje pela manhã ao blogue. O DEM tem três deputados federais e cinco estaduais.

Fonte de Brasília, que conversou com o deputado federal Roberto Rocha e com o presidente nacional do DEM,  deputado Rodrigo Maia, disse que o partido vai  coligar no Maranhão com o PDT de Jackson Lago.

A orientação nacional do DEM é coligar com o PSDB em todos os estados, principalmente naqueles em que os tucanos lançarem candidatura  própria.

Como no Maranhão o PDSB vai fechar com a candidatura do ex-governador Jackson Lago, o DEM não terá outro caminho.

Com a decisão de executiva nacional dos Democratas, perde Roseana Sarney um espaço precioso no tempo da propaganda na tevê e aliados expressivos que não poderão fazer abertamente sua campanha e nem subir no mesmo palanque da governadora.

Roseana havia perdido o PT, que dispõe de 7 minutos diários na tevê, há duas semanas. Agora, sem o PFL no seu arco de alianças, a coisa se complica ainda mais. 

O clima no Palácio dos Leões não é nada agradável. O otimismo deu lugar à preocupação. A governadora se isolou. Não tem mais recebido os políticos.

Mandou suspender toda a agenda por tempo indeterminado. Não compareceu à solenidade de retomadas de duas estações de tratamento de esgotamento sanitário, hoje pela manhã.

O evento foi cancelado, embora tenha sido bastante alardeado pelo deputado Ricardo Murad, que pretendia fazer a festança.

Agora no período da tarde, Roseana foi convencida a gravar o programa local do PMDB. Estava tensa, segundo fui informado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Batalhão de Choque da PM barra professores

Na primeira manifestação dos professores, hoje pela manhã, na porta do Palácio dos Leões, o Batalhão de Choque da PM foi usado para recepcionar os grevistas.

Os professores aguardavam ao menos um contato com a governadora Roseana Sarney ou alguém que pudesse representar a Pasta da Educação. Nem uma coisa e nem outra.

Até agora Roseana não nomeou ninguém para responder pelo setor. A professora Graça Tajra estava com a nomeação prestes a se carimbada, mas surgiu um impecilho.

Traja é técnica e não agrada aos políticos. A reação ao seu nome partiu da maioria dos políticos aliados do Palácio dos Leões, notadamente os deputados estaduais.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Roseana pode sofrer mais uma derrota: DEM não deve coligar com o PMDB

O presidente Nacional do DEM, deputado federal Rodrigo Maia, reúne agora na segunda quinzena de abril a cúpula do partido para tratar exclusivamente da provável aliança dos Democratas com o PMDB.

O DEM baixou resolução nacional em que proíbe a alianças do partido com o PMDB nos planos nacional e regional.

Maia vai sugerir que a resolução no Maranhão seja cumprida na questão majoritária, podendo o partido se coligar na proporcional para não prejudicar os membros que possuem mandatos. O DEM tem cinco deputados estaduais e três federais no Maranhão. 

Se for acatada a proposta de Maia, Roseana Sarney sofrerá a segundo derrota em menos de um mês. Antes, a governadora assistira o PT correr para os braços do PCdoB do deputado federal Flávio Dino.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeito de Pedreiras gasta mais de R$ 900 mil em material de consumo

A situação financeira da prefeitura de Pedreiras tem sido das melhores nestes últimos tempos.

Só em material de consumo, a prefeitura torrou mais de R$ 900 mil

Contratou inicialmente, pelo período de dez meses, a J.MT Costa Comércio e Representações por R$ 674.657,86 pra fornecimento de material de consumo.

O prefeito Lenoilson contratou também para a mesma finalidade a R. Ferreira de Lmos por R$ 239.384,62.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sema coloca mais dinheiro no cofre do IDHS

Nem mesmo os funcionários (corpo técnico) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente entenderam a razão do secretário Washington Rio Branco aditivar mais R$ 299.500,00 nas contas do Instituto de Desenvolvimento Humano Social.

Conhecido por levar verbas somente do poder público, o IDHS ganhou da SEMA no ano passado R$ 1.198.786,94 por empreitada de projeto de apoio institucional e técnico.

Como o aditivo publicado no dia 15 passado no Diário Oficial do Estado, subiu para R$ 1.498.286,94 o valo global da contratação.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Palácio puxa o tapete de Zé Vieira

Ze Vieira Deputado Federal

O deputado federal Zé Vieira, que aderiu a Roseana Sarney ano passado, começou a receber o veneno da traição como recompensa.

Vem perdendo fortes aliados e prefeitos no interior do Estado para o ex-secretário de Administração,  Luciano Moreira.

Vieira foi até a governadora reclamar que o vice-governador, João Alberto, estaria por detrás de tudo. A governadora fingiu que escutou.

No último sábado, Vieira pagou uma banda de forró, mandou matar bois para fazer a festa de aniversário da cidade de Cajari.

Antes de começar o forrobodó, Vieira foi comunicado que o prefeito havia convidado Luciano Moreira para ser anunciado como candidato a deputado federal da cidade.

Vieira não assimilou o golpe. E promete revanche.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governadora anunciou retomada de estações de tratamento sanitário

O deputado Ricardo Murad, cunhado da governadora Roseana Sarney, anunciou ontem a retomada, a partir de amanhã, do funcionamento de duas estações de tratamento de esgotamento sanitário em São Luís.

 Murad foi secretário de Saúde por 11 meses. Não retomou os serviços das duas estações não se sabe por omissão ou esquecimento. Afinal, ele mandava e ainda continua mandando na Caema.

A proposta, embora tardia, é ótima. Vamos aguardar que não resulte na construção dos 75 hospitais prometidos e nenhum até agora concluído.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Greve dos professores no Maranhão

Com exclusividade, o blog informa o nome da secretária de Educação escolhida pela governadora Roseana Sarney: Graça Tajra.

A educadora assume amanhã um abacaxi enorme para descascar: a greve geral dos professores, que irá ser referendada em assembléia amanhã, na praça Maria Aragão.

Roseana Sarney havia convidado a professora Solange Buzá, que recusou por problemas de saúde.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ricardo Murad versus Augusto Nunes

 

Por Roberto Kenard

Ricardo Murad resolveu abrir fogo (teria sido melhor uma polêmica) contra o jornalista Augusto Nunes, da revista Veja. E com termos que ninguém recomendaria. Não havia ninguém para demovê-lo? 

O que ganhou, afinal, o então secretário de Saúde Ricardo Murad escrevendo uma nota destemperada contra o jornalista Augusto Nunes? Nada. Muito ao contrário. Isso para não falar nos atropelos ao idioma, encontráveis aos punhados na citada nota (mais uma arma oferecida ao adversário, se é disso que se trata).

A idade não parece ter oferecido a Ricardo Murad a possibilidade do amadurecimento, da firmeza que não se confunde com o cangaço. Ele se sente tão onipotente que sequer precisa de um assessor que o auxilie na redação de uma simples nota ou de um político experiente para lhe conceder a tinta do conteúdo exato?

Do contrário não começaria a nota por um “publique se for homem”. Essa é a linguagem do Brasil profundo, das disputas de sangue, daquele que supõe que ser macho é não levar desaforo pra casa. A civilidade (Ricardo tinha tudo para dar um banho em Augusto Nunes, se como diz estava sendo injustiçado) e a democracia não fazem parte desse mundo.

Por exemplo: Se Ricardo Murad diz que Nunes deveria tê-lo ouvido, a nota era a oportunidade para dizer o que não lhe foi perguntado. Restaria ao jornalista publicar ou ser desmascarado. Mesmo não tendo o jornalista escrito uma reportagem, mas um artigo. E por conta de um artigo você pode ser acusado de ser injusto ou elogiado por ter sido justo. Jamais por não ter ouvido o outro lado.

O que espanta é que a Ricardo Murad sempre falta essa serenidade, ainda quando precisa se defender. A resposta, ao invés de livrá-lo da acusação, o expõe de maneira tosca, em estado elementar.

O diabo é que o Maranhão vai de cambulhada, como se a isso nos resumisse.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.