Médico some do hospital da Vila Luizão e afronta doentes

    Um médico ortopedista identificado por doutor Fabrício – lotado no Hospital Estadual Dr. Adelson e Souza Lopes, na Vila Luizão – sumiu do trabalho e deixou de atender dezenas de pacientes, que chegam durante a madrugada na casa de saúde para realizar as consultas, agendadas há mais de um mês.

    A denúncia foi feita pela professora aposentada, Maria Amanda Nascimento. De posse de cartão de identificação e prontuário número 99.138, Maria Amanda tentou, sem sucesso, consultar com o doutor Fabrício duas vezes esse mês. A primeira foi no dia 9. A segunda hoje (19). Doutor Fabrício simplesmente não foi ao trabalho nem justificou.

    A professora estranha que a propaganda do governo do Estado diz que a “Saúde do Maranhão está sendo revolucionada”. Mas, parece que alguns médicos credenciados do SUS ignoram que devem cumprir sua obrigação, pois recebem altos salários para atender o povo. Com a palavra o secretário de Saúde, Ricardo Murad.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Hospital que atendeu Marcelo Dino foi negligente, segundo inquérito policial

    O inquérito da Polícia Civil que apura as circunstâncias da morte de Marcelo Dino, filho do presidente da Embratur, Flávio Dino, no hospital Santa Lúcia, de Brasília, caminha para a conclusão de que houve negligência da casa de saúde.

    Marcelo, que hoje faria aniversário de 14 anos, morreu há um mês na UTI do hospital, onde fora internado com uma crise de asma.

    Os depoimentos prestados à polícia pelos profissionais envolvidos no atendimento ao adolescente já permitem, segundo advogados da família, concluir pelo descumprimento de regras básicas de atendimento, uma delas, inclusive, explicitada no artigo 15, da Resolução 7, da Anvisa:

    “Médicos plantonistas, enfermeiros assistenciais, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem devem estar disponíveis em tempo integral para assistência aos pacientes internados na UTI, durante o horário em que estão escalados para atuação na UTI.”

    Pelo já apurado, a médica responsável pelo atendimento ao jovem declarou que estava trabalhando há 23 horas quando ele morreu na UTI do hospital. Ela vinha de um plantão iniciado às 7 horas e encerrado às 19hs, em um hospital de Taguatinga e entrou no Santa Lúcia às 19h30m.

    No plantão do Santa Lúcia, era responsável pelo atendimento simultâneo em duas UTIs (neonatal e pediátrica) e também no centro obstétrico. Na hora em que Marcelo começou a passar mal, a médica estava concluindo um parto.

    Indícios de erros na prescrição de medicamentos e alimentos também apontam para a responsabilização do Santa Lúcia, onde em janeiro o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, infartado, deixou de ser atendido por estar sem cheque para dar em caução e acabou morrendo em outro hospital, onde já chegou sem chance de ser salvo.

    (Estadão On Line – João Bosco Rabello)

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito de Alto Parnaíba é alvo de ação por improbidade administrativa

    CCOM/MP

    A Promotoria de Justiça de Alto Parnaíba ingressou, no último dia 7, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito do município, Ernani do Amaral Soares. A ação foi motivada pelo descumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta firmado pela Prefeitura junto ao Ministério Público.

    Em 7 de dezembro de 2010, Ernani Soares assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no qual o Município se comprometia a reestruturar o Conselho Tutelar de Alto Parnaíba. Entre as medidas acordadas estavam a conservação do prédio onde funcionava o conselho, com dotação de mobiliário, linha telefônica e material de expediente e a disponibilização de um veículo com motorista e combustível para as ações do órgão. Também deveria ser lotado um servidor municipal para a realização de serviços administrativos.

    O TAC previa 60 dias de prazo para que as medidas fossem tomadas e, em caso de descumprimento, o Município estaria sujeito a multa de R$ 5 mil por dia, enquanto o prefeito teria que arcar com multa diária de R$ 2 mil.

    Mesmo depois de expirado o prazo, a Prefeitura de Alto Parnaíba nunca notificou o Ministério Público a respeito das providências tomadas, apesar de terem sido feitas várias requisições. Quando questionado pela promotoria, o Conselho Tutelar informou que o acordo firmado não havia sido cumprido.

    Para o promotor de Justiça Lindemberg do Nascimento Malagueta Vieira, autor da ação, o Poder Público Municipal praticou atitude omissiva grave e desrespeitosa à política de atendimento da criança e do adolescente. Mais que isso, a omissão do gestor municipal tem causado danos aos cofres públicos pois o Município foi penalizado com multa diária por conta do descumprimento do TAC assinado pelo prefeito. As multas devidas são tema de ações de execução forçada protocoladas, também, em 7 de março.

    Na ação, o promotor de Justiça ressalta, inclusive, que cabe responsabilização do prefeito Ernani Soares pelo ressarcimento aos valores extraídos do erário municipal para o pagamento da multa prevista no Termo de Ajustamento de Conduta.

    Se condenado, Ernani do Amaral Soares estará sujeito ao ressarcimento integral do dano causado, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano, indisponibilidade dos bens e proibição de contratar ou receber benefícios públicos pelo prazo de cinco anos.

    EXECUÇÃO
    O Ministério Público do Maranhão também está cobrando judicialmente o pagamento das multas previstas no Termo de Ajustamento de Conduta descumprido pelo Município de Alto Parnaíba.

    A ação contra o prefeito Ernani do Amaral Soares requer que o valor de R$ 778 mil seja pago em três dias, com as atualizações monetárias, juros legais e custas processuais. O Ministério Público também pede que sejam requeridas ao Banco Central as informações financeiras do prefeito e determinada a sua indisponibilidade em valor suficiente ao pagamento do débito. Já a multa determinada ao Município de Alto Parnaíba já soma R$ 1.945 mil.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Rigo Teles consegue audiência pública para discutir problemas no aeroporto

    Agência Assembleia 

    deputado Rigo Teles (PV). Foto: Portal Hojedeputado Rigo Teles (PV). Foto: Portal Hoje

    A Assembleia Legislativa, por meio das comissões de Obras e Assuntos Econômicos da Casa, vai realizar, nos próximos dias, uma audiência pública para debater e cobrar uma solução do grave problema da demora de conclusão das obras de reforma e recuperação do aeroporto de São Luís (Marechal Cunha Machado).

    O requerimento nesse sentido, do deputado Rigo Teles (PV), foi aprovado, por unanimidade, pela Mesa Diretora da Assembleia. Todos os deputados elogiaram a iniciativa de Rigo Teles, que desde o ano passado luta para acabar com o problema enfrentado pelos passageiros no aeroporto de São Luís.

    Teles esclarece que a audiência pública é necessária porque a Infraero prometeu que o aeroporto seria entregue para uso da população até o final de 2011. Mas, o deputado observa que até hoje as obras continuam sendo realizadas em“banho-maria”, causando sérios problemas e prejuízos para os passageiros.

    Para Rigo Teles, a situação do Aeroporto Hugo da Cunha Machado se torna humilhante, tanto para os maranhenses quanto para turistas, que enfrentam uma verdadeira “via crucis” para embarcar e desembarcar. “Temos que acabar com esse vexame para o Estado do Maranhão”, apela o parlamentar.

    CONVIDADOS

    Serão convidados a participar da audiência pública o superintendente da Infraero no Estado do Maranhão, Hildebrando Corrêa; o superintendente regional da Infraero, Paulo Roberto Ferreira da Costa; e o gerente de Operações e Segurança, Manoel Maria Mendes de Campos.

    Também serão convidados membros do processo licitatório para a execução das novas obras no aeroporto de São Luís, Eliza Alves (autora), Rosiane Fagner Ribeiro Medeiros (validador), Sérgio Brandão Peralta (aprovador) e Diogo Toscano de Melo Rodrigues (pregoeiro

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Delegado Ednaldo Santos desbarata quadrilha que estoura caixas de banco

    Nem bem assumiu a delegacia da cidade de Santa Rita, o delegado Ednaldo Santos desbaratou hoje e prendeu uma quadrilha que vinha agindo no interior do estado arrombando caixas eletrônicos de bancos.

    Os bandidos presos hoje são os mesmos que dinamitaram o caixa eletrônico de Barreirinhas e de outras cidades mais próximas. Eles estavam ocupando uma casa na cidade de Santa Rita com planos montados para estourar caixas eletrõnicas em Santa Rita e em Rosário.

    Com a quadrilha foram apreendidos celulares, joias e armas de fogo. O principal líder do bando mais conhecido como Gaspar, e a sua comparsa Ana estão recolhidos.

    O delegado Ednaldo Santos vinha realizando um excelente trabalho na Delegacia Especial da Cidade Operária, coibindo a ação de quadrilhas que agiam naquela região. Ele agora responde pela Delagacia da cidade de Santa Rita.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    MPMA inicia investigação para apurar responsabilidade criminal por omissão de socorro

    CCOM MP/MA

    Ambulância do SamuAmbulância do Samu

    O Ministério Público do Maranhão abriu Procedimento Investigatório Criminal, nesta quinta-feira (15), para investigar a responsabilidade penal dos profissionais envolvidos na omissão de atendimento ao pedreiro Cristino Sousa. Ele faleceu no dia 12 de março, após a família dele ligar para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), em São Luís, e não obter socorro.

    A 14ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde requisitou à coordenação do Samu a escala de profissionais, inclusive dos médicos reguladores, que trabalhavam no horário da ocorrência, o nome do atendente da ligação e a cópia das gravações das ligações feitas pelos familiares da vítima.

    O MPMA requisitou, ainda, à Delegacia de Polícia do 16º Distrito Policial a instauração de Inquérito Policial para apurar os fatos noticiados na imprensa. A denúncia teve repercussão nacional após veiculação no Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão.

    Também foi solicitado ao Conselho Regional de Medicina (CRM) a abertura de sindicância para apurar a omissão de socorro médico. “O fato é grave e terá tramitação prioritária no âmbito do Ministério Público. Por envolver uma situação de emergência e urgência, com agravante de morte, vamos dar celeridade à investigação”, informou o promotor de Justiça Herberth Costa Figueiredo. Na avaliação dele, houve omissão de agentes públicos e isso deve ser apurado com rigor.

    O depoimento dos familiares da vítima no Ministério Público foi marcado para o dia 27 de março.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    MPF denuncia atual e ex-prefeito de Santa Luzia por atos de improbidade administrativa

    Ascom MPF

    Márcio Leandro teve o mandato de prefeito cassado pela Câmara Municipal. Márcio Leandro Rodrigues teve o mandato de prefeito cassado pela Câmara Municipal.

    O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação criminal e de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Santa Luzia do Tide (MA), Ilzemar Oliveira Dutra, e mais uma ação de improbidade contra o atual prefeito, Márcio Leandro Antezana Rodrigues. Segundo o procurador da República, Israel Gonçalves Santos Silva, autor das ações, juntos, eles teriam se omitido em prestar contas de quase R$ 70 mil reais em verbas públicas.

    O atual prefeito, Márcio Leandro, deveria ter prestado contas de um montante de R$ 27 mil, repassado ao município pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que deveria ser aplicado pelo Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE). Ele não se manifestou até o prazo final para prestação de contas, em 28 de fevereiro de 2010 e, por isso, deve responder pelo convênio firmado pelo prefeito antecessor.

    Já o ex-prefeito, Ilzemar Dutra, teve até o dia 31 de março de 2010 para prestar contas de cerca de R$ 40 mil em verbas públicas, recurso também repassado pelo FNDE. O dinheiro deveria ser aplicado no Programa Brasil Alfabetizado (BRALF/PBA), mas, até o momento, não existem comprovações de que o investimento tenha sido realizado. Diante da situação, o MPF pediu à Justiça que o ex-prefeito responda pelo crime de omissão de prestação de contas e por improbidade administrativa.

    Para o procurador da República, Israel Gonçalves Santos Silva, não restam dúvidas de que Ilzemar Oliveira Dutra deixou de prestar contas da verba repassada pelo FNDE. Para ele, o fato do gestor público se omitir em prestar contas configura ilícito grave, uma vez que é obrigação do mesmo fazê-lo. “Trata-se de uma falta de respeito e de compromisso de qualquer gestor que lida com verba pública se omitir em prestar contas a sociedade”, finalizou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Dinheiro das enchentes em Trizedela foi usado na compra de carros importados

    Enchentes de 2010 alagaram a cidade de Trizidela do Vale. Foto: Tribuna do MaranhãoEnchentes de 2010 alagaram a cidade de Trizidela do Vale. Foto: Tribuna do Maranhão

    A farra com o dinheiro público parece não ter fim. Na cidade de Trizedela do Vale, no interior do Maranhão, não bastasse as irregularidades cometidas pelo prefeito Jânio de Sousa Freitas, o Jânio Balé, na dispensa de vários processos de licitação, causando um enorme prejuízo aos cofres públicos, agora surge a denúncia de desvio de verbas de enchentes.

    Moradores do município entraram em contato com o blog e revelaram que as verbas de obras emergenciais para os atingidos pelas enchentes de 2010 na cidade, foram utilizadas para aquisição de apartamentos em área nobre de São Luís e carros importados.

    As informações dão conta que os veículos luxuosos circulam pelas ruas da cidade mostrando adesivos do Partido Republicano Brasileiro (PRB), representado na região pelo deputado federal Kléber Verde, que em 2010 quase teve sua candidatura cassada. Contra ele pesada o fato de ter sido demitido do INSS em 2003, após ser acusado de inserir dados falsos no sistema do órgão, onde ocupava o cargo de agente administrativo.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Hacker que entrava em contas bancárias é preso pela Decop

    Delegado Breno GaldinoDelegado Breno Galdino

    O delegado Breno Galdino, da Delegacia Especial da Cidade Operária prendeu na tarde desta quinta-feira (15) três pessoas suspeitas de envolvimento em crimes digitais. Foram eles: Elielton Costa Gaspar, o Carioca; Davyson Boas da Silveira, o Dedeco e Ozimael Fonseca Pontes, o Mael.

    Segundo o delegado,  o esquema funcionava assim: Mael atuava como “hacker” transferindo dinheiro das contas das vítimas para contas de terceiros.  Seu comparsa, Dedeco era o responsável por aliciar pessoas dispostas a “emprestar” suas contas para as transferências. Depois o dinheiro era repartido.

    A polícia chegou à quadrilha depois de uma denúncia do Banco do Brasil da Ufma. Mael transferiu dinheiro de uma conta em São Paulo para a conta de Elielton, que foi até a agência fazer o saque.

    No momento da prisão Elielton recebeu uma ligação de Dedeco e Mael dizendo que eles estavam num supermercado no João Paulo. Os policiais acompanharam Carioca até o local e prenderam todos. Eles confessaram que Elielton receberia R$ 1000,00 pela transação. O restante seria dividido entre os outros dois.

    Os três foram autuados e conduzidos até o Centro de Triagem.  Ozimael já foi preso outras duas vezes e estava sendo monitorado pela polícia.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Obras de asfaltamento serão autorizadas em Ribamar

    Acompanhado do ex-prefeito e atual secretário-chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, o prefeito Gil Cutrim (PMDB) autoriza, a partir desta sexta-feira (16), o início de novas obras de pavimentação de ruas e avenidas de diversos bairros do município de São José de Ribamar.

    As obras são frutos de convênios celebrados, no final do ano passado, entre a prefeitura ribamarense e o Governo do Estado que, juntos, somam um total de R$ 5.753.510,52 (R$ 5 milhões do estado e R$ 753.510,52 de contrapartida do município) e que serão utilizados no asfaltamento de um trajeto de aproximadamente 20 km, compreendendo os bairros Parque Araçagy, Vila Alonso Costa, Vila Flamengo, Vila Cafeteira, Vila Santa Terezinha, Recanto da Paz, Villagio do Cohatrac, Alvorada e Itaguará.

    No ano passado, foram asfaltadas cerca de 70 novas vias de várias localidades. Outros serviços de pavimentação estão em andamento.

    Nesta sexta-feira, às 17h, a maratona tem início na Vila Alonso Costa, onde serão autorizados os serviços de drenagem e pavimentação das seguintes vias: Rua Sol Nascente, Rua da Floresta, Rua da União, Rua das Flores, Rua das Margaridas, Rua Santa Bárbara, Rua Santa Rita, Rua São José, Rua São Pedro e Rua São Sebastião.

    Em seguida, já por volta das 18h, serão autorizadas as obras de drenagem e asfaltamento da Avenida São Paulo, Rua Bauru, Rua Itaúna e Rua do Sampaio Corrêa, todas situadas no bairro Parque Araçagi.

    No sábado (17), a partir das 10h, Gil Cutrim autorizará o início das obras de drenagem e pavimentação das seguintes vias do Villagio do Cohatrac: Ruas 12, 13, 14, 15,16 ,17 ,18 e 19; além das Ruas Y, X e Z. Em seguida, às 11h, o prefeito autorizará o início das obras de drenagem e asfaltamento de vias principais do Itaguará e Alvorada (Rua D, Avenida Central do Itaguará, Avenida Central do Alvorada e Rua São José), além de vias secundárias dos dois bairros (Ruas 1,2,3,4 e 5 do Itaguará e Ruas 19, 20, 21, 22, A, B, C e O do Alvorada).

    Já no próximo dia 22 (quinta-feira), serão autorizadas as obras de drenagem e asfaltamento de vias da Vila Cafeteira (Ruas 2 – complementação Residencial Pinheiro 3 ,4,5,6,7,8 e 9, além da Rua C); Vila Santa Terezinha (Rua do Campo, Travessa Santa Terezinha, Rua São Raimundo, Travessa Tancredo Neves e Rua Lea Santos), Recanto da Paz (Ruas 1, 2 e 3); e Vila Flamengo (Rua Sandra Costa, Rua D.Pedro I, Rua D.Pedro II, Rua Edir Garcia e Rua Dr.Isaias).

    Informações da Prefeitura de São José de Ribamar.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Câmara Municipal cassa mandato de prefeito no interior

    Prefeito Marcio RodriguesPrefeito Marcio Rodrigues

    A Câmara Municipal de Santa Luzia cassou hoje pela manhã (16), o mandato do prefeito Marcio Rodrigues (PMDB), por práticas de nepotismos e por pagar dois salários para a própria mãe, a secretária de Ação Social, Ingrid Antezana Rodrigues, que recebia também, como funcionária da Secretaria de Educação.

    Dois outros funcionários, Francisco Braide, secretário de Obras e Esdras da Silva Guedelha, procurador Geral do Município, também recebiam através de outras secretarias.

    Por 7 votos a 1 e duas abstenções, a Câmara Municipal decidiu pela cassação do mandato. Em Santa Luzia do Tide são fortes os comentários de que o relacionamento entre o prefeito e a Câmara não vinha sendo dos melhores.

    Os vereadores vinham exigindo do Prefeito maior participação na administração Municipal e mais recursos para a Câmara, com o que não concordava Márcio Rodrigues.

    O vice prefeito Jose Luis Lima tem até 48 horas para assumir o cargo. Do contrário, assumem em seu lugar o Presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Roseana pode ser substituída por outra mulher no cargo de governadora

    Blog do Luis Pablo

    Desembargadora Maria dos Remédios BunaDesembargadora Maria dos Remédios Buna

    A governadora do Maranhão Roseana Sarney viajará para os Estados Unidos atendendo ao convite da presidente Dilma Rousseff. Passará dez dias no país comandado por Barack Obama.

    Em seu lugar deveria assumir Washington Oliveira. Ocorre que o vice-governador é pré-candidato a prefeito de São Luís. Portanto se assumir o cargo por apenas um dia estará inelegível nas eleições deste ano, de conformidade com paragrafo 7º do artigo 14 da Constituição Federal.

    Na cadeia sucessória assumiria o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo (PMDB). Acontece que Melo tem uma filha candidata a prefeita em Colinas. Se assumir o cargo de governador, a filha estará inelegível.

    Então, assumiria o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Guerreiro Júnior. Mas Guerreiro tem a mulher candidata a prefeita de Guimarães. Portanto, se vier a assumir ela estará inelegível.

    O bastão cai no colo do primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcos Caldas, que tem o irmão Augusto Caldas pré-candidato a vereador em São Luís. Se Caldas assumir o cargo de governador, o seu irmão também estará inelegível.

    Há no Tribunal de Justiça uma movimentação para que o presidente Guerreiro Júnior se afaste por vinte dias da presidência e ceda o lugar à vice-presidente Maria dos Remédios Buna.

    No cargo de presidente em exercício do TJ, muito antes da viagem da governadora, Buna poderá substituir Roseana Sarney durante a sua ausência fora do Brasil.

    Sai uma mulher e entra outra.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.