Confundido com empresário, comerciário é morto com cinco tiros no interior do Maranhão

O crime de pistolagem no Maranhão não para. Menos de 48h do assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, um comerciário teria sido confundido com um empresário em Colinas e foi morto com cinco tiros.

O crime em Colinas ocorreu agora no período da noite desta terça-feira, dia 13, com a morte de um homem natural do Ceará que trabalhava no Magazine Luiza daquela cidade.

Testemunhas que presenciaram o assassinato acreditam que um empresário de Colinas era a encomenda, mas foi confundido com o comerciário. A Secretaria de Segurança Pública não divulgou o número de assassinatos cometidos por encomendas no Maranhão.

Postagem atualizada às 22h12:

O delegado de Colinas, Rildo Portela, em entrevista ao radialista Marco Júnior, confirmou que foi crime de pistolagem e que a vítima é do Ceará e que estava trabalhando numa loja de eletrodomésticos inaugurada recentemente na cidade, como eletricista. Não soube precisar se o homem que foi assassinado teria sido confundido com um empresário da cidade.

Veja também:

Mais um crime de pistolagem: comerciante é executado no interior do Maranhão

Mais uma ação de pistolagem no Maranhão: homem dispara três tiros em empresário

Pistolagem avança: empresário irmão de prefeita que apoia Márcio Jerry é executado dentro de pousada

Governo não consegue barrar pistolagem no Maranhão: motorista de deputado é executado

Crime de pistolagem ameaça as pessoas e envergonha o Maranhão

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Polícia divulga retrato falado dos bandidos que executaram prefeito no Maranhão

A Polícia Civil do Estado do Maranhão divulgou hoje (13) o retrato falado dos dois bandidos que executaram o prefeito Ivanildo Paiva de Davinopoles no último domingo (10).

O prefeito foi executado a tiros  em sua propriedade. Abaixo o retrato falado de ambos os principais suspeitos:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bandido entra em igreja evangélica para matar pastor; confira no vídeo

O fato aconteceu durante o culto quando um bandido entrou para matar um pastor (de terno azul) e surpreendeu os evangélicos presentes, que ficaram em pânico fugindo dos tiros.

A igreja Perimetral fica em Mogi da Cruzes (SP) e o pastor foi atingido por um dos disparos, mas foi levado rapidamente para um hospital e não corre mais risco de morte.

O atirador foi dominado e agredido pelos evangélicos, entregue para a polícia e levado para a cadeia.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Delegado descarta latrocínio no assassinato do prefeito de Davinópolis

O delegado Regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, que acompanha o caso do assassinato de Ivanildo Paiva (foto abaixo), prefeito de Davinópolis, descartou a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), durante entrevista concedida à TV Mirante. 

Ele explicou que os matadores não levaram nada da fazenda e nem mesmo o celular que foi deixado nas proximidades do 50º BIS. Para o delegado, eles foram com a missão de executar.

O prefeito chegou na fazenda por volta das 14h e ainda esteve na residência do caseiro e depois permaneceu todo o sábado na sua propriedade de onde teria sido arrancado na manhã de domingo provavelmente já sem vida e deixado numa área de plantação, na zona rural de Davinópolis.

Hoje, a polícia começou a trabalhar com várias linhas de investigação, inclusive a de crime passional. Ivanildo Paiva foi morto com sete tiros. Uma filho dele universitário também foi morto e enterrado em cova rasa, em 2008, por dois policiais militares, na cidade de Imperatriz.

Em grupo de policiais de Imperatriz, comentam que prefeito assassinado recebia ameaças de marido traído

Caso com uma mulher casada teria sido o motivo da morte do prefeito de Davinópolis

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Em grupo de policiais de Imperatriz, comentam que prefeito assassinado recebia ameaças de marido traído

Os comentários em Davinópolis sobre um caso extra-conjugal do prefeito Ivanildo Paiva (foto abaixo), assassinado ontem, apontam que um marido traído seria o principal suspeito da morte, inclusive em grupos de policiais de Imperatriz.

O prefeito foi executado com seis tiros na chácara de sua propriedade, no assentamento Jussara, ontem, dia 10, e teve o corpo encontrado hoje, dia 11, crivado de balas.

De acordo com os comentários na cidade onde ele foi prefeito, o motivo do crime pode ter sido passional, uma vez que Ivanildo Paiva estaria tendo um relacionamento amoroso com uma mulher casada. Ele era casado.

Hoje, em um grupo de militares na internet, informações davam conta de que o prefeito vinha sendo ameaçado pelo marido da infiel e que ela teria engravidado de Paiva, como mostram abaixo as conversas:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Homens vestidos com roupa da CEMAR realizam assaltos em São Luís

Dois homens que não tiveram seus nomes divulgados pela Polícia, foram presos na tarde desta sexta-feira (09) por suspeita de prática de assalto na região metropolitana de São Luís. Os suspeitos estavam vestidos com a farda da CEMAR, usando capacete  e carro padronizado da Companhia. 

Ambos estavam dirigindo um carro modelo Fiat Uno, cor branca, placa QNP 2327, com a identificação da CEMAR e Consórcio Norte.

Os supostos funcionários estavam assaltando nas proximidades do Posto Maracanã na BR-135. Com a dupla foi apreendida uma pistola calibre 38.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

MPF participa da operação de combate ao transporte ilegal de madeiras no Maranhão

As investigações foram realizadas pela PF, que formulou os pedidos de medidas para combater a organização criminosa reforçados pela manifestação do MPF/MA, que oferecerá denúncia assim que concluídas as averiguações.

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão participa dos trabalhos da Operação Via Perditionis que foi deflagrada pela Polícia Federal, na data de hoje (8), com o cumprimento de ordens judiciais de prisão temporária, preventiva, busca e apreensão e afastamento do cargo de servidores públicos federais, decretadas pela Justiça Federal no Maranhão.

Com parecer favorável da Procuradoria da República no Maranhão, a Justiça Federal determinou a realização de diversas medidas para desarticular a quadrilha que atuava para facilitar a circulação de madeira clandestina nas estradas maranhenses, especialmente nas rodovias federais que cruzam os municípios ao redor das terras indígenas Awá, Caru e Alto Turiaçu.

De acordo com as investigações,  policiais rodoviários federais mantinham contatos com outros servidores públicos para combinarem a passagem de caminhões madeireiros durante a madrugada pelas rodovias federais.

As investigações foram realizadas pela Polícia Federal, que formulou os pedidos de medidas para combater a organização criminosa reforçados pela manifestação do MPF/MA, que oferecerá denúncia assim que as averiguações forem concluídas.

Essa madeira tinha origem ilegal e era transportada clandestinamente. Mas, os policiais rodoviários combinavam horários para a passagem dos caminhões dos madeireiros, bem como forneciam informações privilegiadas sobre a realização de operações de fiscalização, mediante pagamento. A Polícia Rodoviária Federal também colabora com as apurações.

O MPF/MA ressalta que a medida se relaciona com outras ações já realizadas de combate à madeira ilegal no Maranhão, para a proteção das terras indígenas e defesa das áreas protegidas pela União no estado, em conjunto com a Polícia Federal, PRF e Ibama.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Justiça libera cinco dos 11 presos em operação que envolveu Cooperativa de Trabalho no Maranhão

O desembargador Froz Sobrinho acatou liminar liberando cinco dos 11 que estavam presos por envolvimento em desvio de dinheiro praticado pela COOPMAR em 17 prefeituras, da ordem de R$ 230 milhões.

Com a decisão, deve ser estendido para os demais a soltura pelo princípio da isonomia. Confira abaixo a decisão do magistrado:

documento

Quadrilha é presa acusada de desviar R$ 12,9 milhões da Prefeitura de Paço do Lumiar

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Primeiro caso de importunação sexual em ônibus é registrado em São Luis e resultou em prisão

O fato aconteceu na tarde de ontem por volta das 14h nas proximidades do Terminal de Integração do São Cristóvão. Uma adolescente de 14 anos estava se sentindo incomodada quando um homem começou a importuná-la sexualmente no interior de um ônibus. 

Militares Lisboa e Patrik, do 6º BPM, que estavam de prontidão no plantão no terminal efetuaram a prisão de José Ricardo Fonseca Carvalho (foto abaixo), 49 anos, residente no João Paulo, após receberem reclamações de populares.

Foi o primeiro registro oficial de Importunação Sexual em nossa capital, que agora virou crime com penas que podem chegar de um ano a cinco anos de cadeia.

O crime se caracteriza pela importunação sexual com a a prática de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. Geralmente eles ocorrem mais dentro de ônibus. Portanto, você mulher, quando sentir importunada por alguém homem dentro do coletivo, reclame bem alto e chame a atenção dos presentes, mas antes deixa que alguém olhe para servir como testemunha do crime.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bandidos arrombam caixa eletrônico e fazem vigilantes de refém na sede da CAEMA, em SLZ

Blog do Neto Cruz

Um informante bem posicionado do Blog do Neto Cruz nos enviou as imagens abaixo. O caixa do Banco do Brasil, que fica dentro da sede da CAEMA no centro de São Luís, foi arrombado na manhã deste domingo.

Tudo indica que a companhia está tentando abafar o caso, uma vez que segundo o informante do Blog os vigilantes trabalham desarmados e a CAEMA cortou gastos com segurança, para “economizar” o dinheiro do contribuinte.

Os vigilantes teriam sido trancados numa sala enquanto a bandidagem fazia o raspa no dinheiro.

Veja:

previous arrow
next arrow
Slider

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Assassino de André Arouche é condenado a 27 anos de prisão

Foi sentenciado, na última terça-feira, 23, o acusado pelo latrocínio que vitimou o servidor do Ministério Público do Maranhão e professor André Arouche Fontoura. Sávio Gomes Fonseca foto abaixo), autor dos disparos, foi condenado a 27 anos e oito meses de reclusão, em regime fechado, além de 23 dias -multa (no valor de 1/30 do salário-mínimo, cada dia de multa). A pena deverá ser cumprida no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Atuaram no caso os promotores de justiça Douglas Assunção Nojosa, Geraulides Mendonça Castro e Maria de Jesus Rodrigues Araújo Heilmann. Assinou a sentença a juíza da 4ª Vara Criminal, Patrícia Marques Barbosa.

Além do latrocínio contra André Arouche Fontoura, a pena também é relativa a um assalto praticado momentos antes, a uma loja no bairro da Cohab. Nesse local foi roubada a motocicleta em que Sávio Fonseca e um menor de 18 anos estavam no momento do crime. A Justiça também o condenou por corrupção de menores.

O CRIME

André Arouche foi vítima de latrocínio na manhã de 29 de dezembro de 2017, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades do Roque Santeiro, enquanto estava parado em um semáforo e foi abalroado pelos criminosos. Houve uma luta corporal e, ao se afastar do local, a vítima foi alvejada na cabeça.

O objetivo dos assaltantes era trocar o veículo de fuga pela moto de André Arouche, mais potente e ainda sem placas.

Jovem morto por bandidos em São Luís era professor universitário

Polícia prende assassinos de professor universitário e analista do Ministério Público

Assassino de professor universitário havia roubado e matado comerciante em 2017, mas logo estava solto

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.