Depois de usar o crachá de deputado federal por longas horas, Duarte Júnior volta a mentir

Na foto abaixo o leitor verá duas gerações de mentiras: a velha pela promessa de que deixaria o Brasil para não ser governado por Jair Bolsonaro (Ciro Gomes continua morando em território brasileiro) e a nova, com Duarte Junior, deputado estadual, que se passou por deputado federal quase dois dias no evento  “Brazil Conference at Harvard & MIT 2019”, realizado “pela comunidade brasileira de estudantes em Boston, como mostra o crachá abaixo. 

O Blog do Luis Cardoso publicou o fato no sentido de colaborar com o parlamentar para evitar o ridículo, mas parece que Duarte Júnior adora ser ridicularizado desde os tempos em que interpretou o papel do palhaço Shoktox numa emissora de TV local.

Ao contrário de agradecer ao blog, o parlamentar “xerocópia” veio com martelo e foice pra cima do titular do blog, a quem classificou de “jornalista” de ter usado fake news, além de não fazer jornalismos sério.

A informação do uso do crachá é verdadeira, pois contra fotos não existem argumentos. Sou jornalista profissional e exerço a profissão tem mais de 36 anos, com passagens por redações de vários jornais, emissoras de rádios e TVs. Aliás, fui o único repórter no Maranhão e emplacar no Jornal Nacional e no Jornal da Band matéria na mesma noite quando trabalhei na TV Ribamar. E aparecendo nas duas telinhas.

O deputado “xerocópia” diz que não pratico jornalismo sério. Só hoje ele enviou dois links com matérias de sua atividade parlamentar com a intenção de que fossem publicados aqui. E olha que já publiquei vários. Tenho o blog mais acessado do Maranhão e hoje o mais lido do Nordeste.

Mas o parlamentar “xerocópia” depois se mancou e foi trocar o crachá pelo verdadeiro, o de deputado estadual, após a publicação do ridículo feito por ele. Duarte Júnior tem vergonha de ser deputado estadual? Confira abaixo o momento da troca do crachá:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitos do Maranhão estão otimistas com respostas às pautas apresentadas na XXII Marcha a Brasília

Os prefeitos do Maranhão têm boas expectativas em relação à 22ª edição da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que tem abertura nesta segunda-feira (8), às 14 horas, no Centro de Convenções Internacional de Convenção de Brasília. Os gestores defendem temas pontuais apresentados na pauta prioritária encaminhada pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem.  Prioritariamente, são temas referentes à saúde, educação e gestão.


A XXII Marcha é organizada pela Confederação Nacional dos Municípios, CNM, e prossegue até quinta-feira (11). Antes da sessão solene de abertura na terça-feira (9), para a qual é aguardado o presidente Jair Bolsonaro, no mesmo espaço haverá a XI Exposição de Produtos, Serviços e Tecnologias e apresentação do Museu do Municipalista.

A caravana do Maranhão é a segunda maior do evento, com mais de 190 prefeitos, um marco histórico do movimento municipalista no estado. Pela terceira vez participando da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o prefeito de Conceição do Lago Açu, Alexandre Lavepel, está otimista em relação ao atendimento da pauta encaminhada pela Famem e CNM aos representantes do Governo Federal.

“Os municípios brasileiros, especialmente os do Maranhão, estão passando por grandes dificuldades. Espero e acredito que este evento nos conduza a novas conquistas no plano federal”, ressalta o prefeito Lavepel. No entendimento do prefeito, as perdas nas áreas da saúde e educação são as que mais vêm prejudicando os gestores e a população.

Para o prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra, apesar de ser uma pauta recorrente na Marcha, a equiparação da per capta da saúde do Maranhão ao valor aplicado para cada habitante em outros estados está entre as prioridades. “O Maranhão está sendo prejudicado. Temos que ter um tratamento igualitário. E para isso, é preciso que esse valor seja reajustado em no mínimo 50%”, enfatiza Deusimar Serra.

O precatório do Fundef também é apontado pelos prefeitos como um dos gargalos das administrações.   O presidente da Famem, Erlanio Xavier incluiu os precatórios da Educação na pauta prioritária dos prefeitos maranhenses. O tema deve ser debatido com a bancada federal do Maranhão em reunião agendada para quarta-feira (10).

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Homem que se atirou em área de risco na praia do Calhau continua desaparecido

As buscas foram iniciadas já no período da tarde de sábado e reiniciadas ontem, mas sem que tenham encontrado o corpo do homem. Novas buscas em lugares mais distantes deverão começar hoje pela manhã. Como ele estava sozinho, não foi possível identificar quem era a pessoa.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Eliziane e Brandão debatem políticas públicas para mulheres

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama e o governador em exercício, Carlos Brandão participaram nesta sexta-feira, dia 05 de abril, de reunião com o Fórum Estadual de Organismos de Mulheres de Partidos para discutir a participação feminina e ampliação das políticas públicas para as mulheres maranhenses.

“Esse é um ato simbólico para reforçar a importância da luta por mais participação feminina. No Congresso Nacional tenho lutado para evitar que a cota de 30% para mulheres seja extinta. O trabalho do Fórum Estadual é fundamental e faz contraponto importante sobre o tema no Maranhão”, afirmou Eliziane.

Durante o encontro, as secretárias de mulheres de nove partidos no Maranhão (Cidadania, Progressista, Solidariedade, PC do B, PSB, PTB, PT, PDT e PRB) que fazem parte do Fórum apresentaram os pleitos femininos e pediram apoio do Governo do Estado. A secretária de mulheres do Cidadania 23, Sandra Silva esclareceu detalhes sobre a proposta do Fórum.

“Uma das propostas é a sensibilização da imprensa e dos órgãos de comunicação institucionais na divulgação de atividades realizadas pelas mulheres, especialmente de militância política. Nosso objetivo é fortalecer dentro dos partidos a militância feminina e a cota de 30% assegurando a viabilidade das candidaturas nos diversos cargos”, esclareceu Sandra Silva.

Carlos Brandão lembrou que no Maranhão apenas o Cidadania 23 é presidido por uma mulher, a senadora Eliziane Gama, que é uma grande liderança feminina. Ele reafirmou o compromisso do Governo do Estado em apoiar as mulheres.

“O nosso governo é plural e conta com a participação de muitas mulheres na sua gestão. É importante a colaboração dos partidos para incentivar que mais mulheres participem e ocupem os espaços. Precisamos aproveitar o trabalho de mulheres que já fazem a militância política”, destacou Carlos Brandão.

O Secretário de Governo, Antônio Nunes também participou do encontro e destacou que o governo pretende ampliar Programa Mais Empregos respeitando a paridade de gênero e oferendo percentual específico de vagas para mulheres.

Entre os encaminhamentos do encontro está o agendamento de reunião com o Secretário de Articulação Política e Comunicação, Rodrigo Lago para apresentação do plano de trabalho do Fórum.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

DOE não traz autorização de afastamento para Karen Barros viajar aos EUA

Presidente do Procon-MA aparece em fotos na Brazil Conference at Harvard & MIT. Publicação de autorização é obrigatória por lei

Nenhuma edição do Diário Oficial do Estado (DOE) traz autorização para o afastamento da presidente do Procon, Karen Barros, para viajar aos Estados Unidos da América (EUA).

Segundo fotos compartilhadas nas redes sociais, ela aparece dentre os Lemann Fellows e Talentos (da Fundação Lemann) participantes da Brazil Conference at Harvard & MIT, que está sendo realizado em Boston (EUA), desde esta sexta-feira 5 e até o domingo 7.

Nas imagens em que Karen Barros aparece não é possível identificar qual atividade ela está realizando na conferência, já que não há qualquer crachá de identificação sobre – como há, por exemplo, do deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), de Attendee (Participante, em português).

Conforme o artigo 162 da Lei nº 6.107/1994, o afastamento de servidores públicos do Estado para realizar missão ou estudo em outro ponto do território nacional ou no exterior necessita de autorização prévia dos chefes dos Poderes, concedida por meio de ato publicado no DOE.

No DOE, segundo consulta feita pelo ATUAL7, consta autorização para afastamento afim de participar da conferência, pelo período de 3 a 7 deste mês, apenas de Murilo Andrade, titular da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap); e de Lorena Nascimento Lima Ribeiro, assessora especial da Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap).

A autorização foi dada no último dia 25 pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que também está em Boston (EUA) e participa da Brazil Conference at Harvard & MIT, na condição de Speaker (Palestrante); e do secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares.

Outro lado

Em nota ao ATUAL7, enviada logo após a publicação desta matéria, o Procon-MA alegou que Karen Barros foi convidada a participar da conferência em Boston (EUA), sem prejuízo ao erário, mas próprio. A autarquia, porém, nada disse sobre a falta de autorização legal para o afastamento dela do cargo. Um novo posicionamento foi solicitado.

Abaixo, o posicionamento do Procon-MA:

O Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon-MA) informa que a presidente do órgão, Karen Barros, é advogada e mestre em Políticas Públicas, e por esta razão, foi convidada a participar da Brazil Conference. A gestora também já participou de outros cursos na área de políticas públicas realizados pela Fundação Lemann e RAPS, em 2017 e 2018. O seu afastamento foi realizado com prejuízo à própria remuneração e sem custeio de viagem, ou seja, não gerou custos ao erário público.

Assessoria de Comunicação Procon/MA

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Famem lidera caravana histórica rumo a Brasília

O Maranhão terá a segunda maior caravana de prefeitos participantes na XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que tem início na segunda-feira (8) e se estende até o dia 11 de abril. Dos 217 prefeito, ao menos 171 confirmaram presença até na véspera do encerramento das inscrições para o evento organizado pela Confederação Nacional dos Municípios.

A presença massiva dos prefeitos maranhenses para a marcha municipalista na Capital Federal é resultado da articulação da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão junto aos gestores, ressaltando a importância de reforçar a pauta de reivindicações, centrada na regulamentação do Pacto Federativo. Por determinação do presidente da Famem, Erlanio Xavier, a entidade está custeando indistintamente transporte e hospedagem de todos os prefeitos que manifestaram interesse em participar desta edição da Marcha.

“Os recursos da Famem estão finalmente sendo aplicados em benefício direto dos próprios associados. Isso foi possível com o ajuste administrativo que implantamos logo no primeiro momento que passamos a dirigir. A colaboração da equipe técnica tem sido fundamental para colocarmos em práticas nossas diretrizes. E uma delas é dar transparência plena à aplicação dos recursos”, assinala o presidente Erlanio.

Houve um crescimento exponencial do número de prefeitos participantes na edição deste ano na Marcha em relação às edições anteriores. Em 2018 o percentual de prefeitos participantes atingiu o patamar de 30% do universo de gestores no Estado. Houve um crescimento de quase 200% no número de participantes.

Além da programação da CNM, a Famem elaborou uma programação para os prefeitos maranhenses que tem início na segunda-feira (8) com a inauguração da Casa Famem e se encerra com a reunião da bancada na quarta-feira (10). Confira abaixo a programação da XXII Marcha a Brasília dos Prefeitos em Defesa dos Municípios.

Programação da FAMEM na Marcha

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

BNDES divulga dados novos sobre apoio à exportação de serviços de engenharia e bens associados

A iniciativa do BNDES “Aqui você tem transparência” publicou nesta sexta-feira, 5, em seu portal na Internet, uma seção com informações mais claras sobre os financiamentos do Banco para exportações de serviços de engenharia e bens associados e duas novidades: o saldo devedor por país e o valor em aberto (soma das indenizações pagas pelo Fundo de Garantia à Exportação – FGE e das prestações em aberto) por país em março de 2019, em dólares. 
Nessa nova seção, estão apresentados de forma clara e detalhada os valores liberados, saldos devedores e saldos em aberto por cada país, em uma tabela que mostra os principais destinos dos financiamentos para a comercialização de serviços e bens associados de empresas brasileiras no exterior, de 1998 a março de 2019.
Com a plataforma é fácil conhecer os principais destinos de exportações de serviços de engenharia e bens associados financiadas pelo BNDES nos últimos 20 anos, que são Angola (US$ 3,27 bilhões), Argentina (US$ 2 bilhões), Venezuela (US$ 1,5 bilhão) e República Dominicana (US$ 1,2 bilhão).
Gráficos – Um dos gráficos presentes na seção “Aqui tem Transparência” confirma que o FGE é superavitário, pois recebeu, desde sua criação, em 1998, até março de 2019, US$ 1,3 bilhão em prêmios (receita) e pagou US$ 546 milhões em indenizações (despesa), mesmo com os atrasos recentes. O saldo é positivo em US$ 754 milhões – diferença entre os prêmios e as indenizações.
A plataforma traz ainda dados inéditos que demonstram que o apoio à exportação de serviços de engenharia e bens associados representou, entre 2003 e março de 2019, apenas 1,3% do total desembolsado pelo BNDES, enquanto investimentos em infraestrutura no Brasil, no mesmo período, responderam por 36%.
No financiamento à exportação, o exportador brasileiro recebe os recursos em reais no Brasil após a comprovação das exportações brasileiras, e o devedor é o importador, ou seja: a empresa ou país estrangeiro que compra o serviço e o bem associado.
Clique aqui para acessar a página.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Após reunião CCJ, deputado Gil Cutrim dispara: “Não havia condições de aprovar a nova Previdência antes e há muito menos agora”

Perguntas de mais e respostas de menos. Esta foi a avaliação do deputado federal Gil Cutrim (PDT-MA), membro titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, ao término da audiência pública que contou com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O debate foi realizado nesta última quarta-feira (03) após o ministro ter adiado o primeiro convite para prestar esclarecimentos aos deputados sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência.

Pouco tempo depois da audiência ser dada por encerrada, o pedetista compartilhou nas redes sociais a sua decepção. “Saí com uma convicção: a proposta para a reforma da Previdência apenas estabelece regras que, seguramente, irão dificultar o acesso à aposentadoria de milhões de brasileiros”, escreveu.

Parte do desapontamento com a apresentação sobre o texto da reforma, acrescentou o deputado, ocorreu pela falta de respostas objetivas por parte do ministro aos seus questionamentos, bem como dos colegas parlamentares. “O que noto é um desprezo em relação a algo tão importante para o futuro do país e de seus cidadãos mais carentes”, finalizou.

Quanto a chance de aprovação da reforma da Previdência, o pedetista foi conciso: “Não havia condições de aprová-la antes, e há muito menos agora”.

CCJ debate reforma da Previdência

O ministro Paulo Guedes era esperado na CCJ no último dia 26, mas adiou o compromisso ao alegar que iria aguardar a definição do relator da reforma no colegiado. O secretário Especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, chegou a ser enviado para falar em seu lugar.

A decisão não foi bem recebida pela oposição, que ameaçou convocar o ministro, o que tornaria sua ida ao colegiado obrigatória. Somente após um acordo com o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), que foi remarcada a nova audiência.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Zé Inácio recebe pré-candidato a reitor da UFMA

O deputado Zé Inácio recebeu em seu gabinete a visita dos professores da UFMA, Ridvan Fernandes – Diretor do Centro de Ciências Exatas e Tecnologias – CCET e pré-candidato a reitor da instituição, Clovis Oliveira, Chefe do Departamento de Engenharia Elétrica, Odair Monteiro do DEQUI/UFMA, Ulisses Magalhães, Chefe do Departamento de Tecnologia Química.

Durante a conversa foi discutido os rumos da educação brasileira no atual governo, a necessidade de ampliação das universidades e melhorias na qualidade do ensino.

O deputado relembrou o amplo crescimento das universidades publicas no país durante os governos de Lula e Dilma.

“A educação brasileira teve uma grande evolução durante os governos do PT, as universidades e institutos federais foram descentralizados das capitais e levados para o interior do país. 18 novas universidades federais foram criadas, duplicou-se o numero de alunos entre 2003 e 2014”, disse.

Outro importante assunto discutido foi o melhor aproveitamento dos alunos egressos do curso de graduação em Engenharia Espacial da UFMA no Centro de Lançamento de Alcântara.

O professor Ridvan Fernandes, pré-candidato a reitor, apresentou suas propostas e disse pretender fazer uma gestão descentralizada, e romper um ciclo de 30 anos de domínio de um mesmo grupo dentro da UFMA.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bretas aceita denúncia e Temer vira réu na Lava Jato do Rio

R7

MPF denunciou ex-presidente por desvio de dinheiro na Eletronuclear; Temer deixou a prisão no último dia 25 após decisão do TRF-2

O juiz Marcelo Bretas aceitou, na terça-feira (2), denúncia contra o ex-presidente Michel Temer (MDB) e outras 11 pessoas por peculato, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em investigação sobre desvios na Eletronuclear.

De acordo com a denúncia, Temer e o coronel Lima teriam desviado cerca de R$ 10,85 mi em um contrato da empresa, com auxílio do então presidente Othon Pinheiro e outros seis empresários também denunciados.

O grupo também teria lavado dinheiro a partir de um contrato fictício da empresa Construbase Engenharia LTDA e a empresa PDA Projetos e Direção Arquitetonica LTDA.

Segundo o MPF (Ministério Público Federal), três pessoas, incluindo Othon Pinheiro, teriam cometido evasão de divisas por manter dinheiro fora do país sem declarar. Outro crime apontado é a dissimulação de capital.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.