O Maranhão é vermelho e disse NÃO para Jair Bolsonaro

O povo maranhense avermelhou mais ainda no segundo turno da eleição, a exemplo de alguns outros estados dos mais atrasados do Nordeste brasileiro. Alargou a vantagem vermelha de 61% para 73,26% na votação de ontem.

Considerado um dos estados com o piores índices de analfabetismo, zero a esquerda em saúde e segurança, território que abriga as cidades com os mais baixos IDHs do país, e um dos maiores usuários do Bolsa Família, o Maranhão atendeu aos apelos dos seus dois maiores ídolos: Lula e Flávio Dino.

O presidiário Lula da Silva pediu aos maranhenses para votar em seu poste, Fernando Haddad. Ampla maioria dos maranhenses atendeu o pedido, abraçando a camisa vermelha do PT e rasgando a bandeira verde e amarelo do Brasil.

O governador visitou algumas cidades e, do alto da sua vitória no primeiro turno, ordenou o voto no vermelho Haddad agora na segunda votação.

E os maranhenses vassalos, até com medo de perder o Bolsa Família, votaram em massa no candidato do PT. Foram 2.428.913 votos contra apenas 886.565 para o presidente eleito. A maior votação obtida até agora.

Para mostrar a repulsa da ampla maioria dos maranhenses ao candidato vitorioso, cidades deram até mais de 90% para os vermelhos clamando pelo retorno da República da Corrupção, dos enlameados, a volta das ratazanas que levaram o pais ao fundo do poço.

Em um momento de crise que atravessa o Brasil, no momento em que corremos sérios riscos de atraso de salários dos mais de 100 mil servidores públicos, no momento em que o nosso estado vive atolado em dívidas, os maranhenses preferiram o atraso e fechar as portas para um novo governo.

Como diria a minha amada e falecida avó: o Maranhão é o cu do mundo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O povo brasileiro venceu o medo: Jair Bolsonaro é o novo presidente do Brasil

Contabilizados quase 89% das urnas apuradas em todo o país, Jair Messias Bolsonaro é o novo presidente eleito do país. De acordo com os resultados do TSE, ele tem 55,70% dos votos contra 44,30% dados para Fernando Haddad.

No Maranhão, Fernando Haddad vem ganhando com 71% dos votos e Bolsonaro 28% dos votos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Aliado de José Sarney é reeleito governador no Amapá

Com quase 100% das urnas apuradas, Góez tem mais de 52% dos votos apurados contra pouco mais de 47% dados para Capiberibe, que sempre se notabilizou como adversário de Sarney, que foi senador pelo Amapá por dois mandatos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Disputa acirrada em Bacabal entre Edvan Brandão e César Brito

Encerrada a votação em Bacabal, a população acompanha a apuração dos votos com muita expectativa. A disputa entre os dois principais candidatos, o atual prefeito Edvan Brandão e César Brito permanece acirrada.

Edvan Brandão e César Brito (foto de Vanilson Rabelo)

Com quase 44% das urnas apuradas, Edvan está com 49,54% dos votos e César Brito já alcança 46,60% dos votos. A diferença é conseiderada pequena.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Criado no Piauí, candidato vence a eleição de Brasília contra o atual governador

Novo na política e criado no município de Corrente, no Piauí, onde fez os estudos do ensino fundamental e médio, o advogado Ibaneis Rocha venceu sua primeira disputa em eleições e justamente a de governador.

Faltando menos de 20% das urnas, o nov lidera sem chances do adversário  o atual governador do Distrito Federal, modificar o quadro. Ele foi o primeiro candidato a ser eleito neste segundo turno.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Abstenção no Maranhão pode superar da eleição no primeiro turno

O não comparecimento às urnas neste segundo turno pode ser maior que a eleição primeira do dia 8 de outubro. Pouco mais de 20% dos eleitores maranhenses não foram votar no primeiro turno.

Pela fraca movimentação nas seções eleitorais neste domingo, dia 28, é provável que a abstenção chegue a mais de 25% no Maranhão. Até às 20h o resultado oficial será conhecido.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Acompanha aqui a votação no Maranhão e em todo o Brasil

O blog informará todos os detalhes da apuração dos votos em todos os estados. O enfoque principal será a do Maranhão, com registros da disputa entre os candidatos e os registros policiais.

Veja também os municípios onde Bolsonaro e Haddad foram mais votados no Maranhão, assim como nos estados brasileiros. Fique atento e acompanhe aqui no Blog do Luis Cardoso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Com país dividido, brasileiros vão às urnas escolher futuro presidente

Por Luiza Damé – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Divididos entre bolsonaristas e petistas, os brasileiros vão às urnas neste domingo (28) para escolher o presidente da República que assumirá o comando da nação a partir de 1º de janeiro de 2019. Estão aptos a votar 147.306.275 eleitores residentes no país e no exterior. Desse total, 77.339.897 são mulheres (52,5%) e 69.902.977 são homens (47,45%).
Neste ano, 6.280 eleitores solicitaram a inclusão do nome social no título e no caderno de votação. O nome social é a identificação declarada por transexuais e travestis, opção reconhecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em março deste ano.A realização do segundo turno de votação mobiliza cerca de 2 milhões de pessoas. Esse contingente inclui 15,4 mil servidores da Justiça Eleitoral, 2.645 juízes eleitorais, 378 desembargadores (incluindo os substitutos) e de 14 ministros do TSE (incluindo os substitutos). Estarão à disposição da Justiça Eleitoral, no Brasil e no exterior, 1.817.996 mesários. 

Prefeitos

Esse grupo será responsável por 454.499 seções eleitorais instaladas em 93.589 locais de votação no território nacional e no exterior. Neste ano, 500.727 brasileiros residentes no exterior poderão votar. São 211 locais de votação em 171 cidades de diferentes países, como Estados Unidos, Japão, Portugal e Inglaterra. Foram enviadas para o exterior 744 urnas (680 eletrônicas e 64 de lona).

Neste domingo, além do presidente da República, serão escolhidos os governadores de 13 estados e do Distrito Federal, bem como os prefeitos de 19 cidades. No total, são 556.628 urnas eletrônicas disponíveis no segundo turno, programadas para os três tipos de votação.

As urnas são preparadas para atender pessoas com deficiência visual: têm o sistema braille e a identificação da tecla número cinco. Além disso, os tribunais regionais eleitorais disponibilizam fones de ouvido para atender o eleitor cego ou com deficiência visual. Foram adaptadas 45.621 seções para receber 940.630 eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida.

Biometria

Segundo o TSE, 73.692.125 eleitores votam com biometria, nos 4.326 municípios equipados com o sistema. Em nove estados – Amapá, Alagoas, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins – e no Distrito Federal, todos os eleitores votam com identificação por impressão digital. A meta do TSE é identificar todo o eleitorado brasileiro pela biometria até 2022.

Tropas federais

O TSE aprovou o envio de tropas federais para 356 localidades do Acre, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Tocantins. No primeiro turno, as forças militares atuaram em 513 municípios dos mesmos estados.

Conforme a legislação eleitoral, a atuação das forças federais visa garantir a normalidade do pleito, o livre exercício do voto e o bom andamento da apuração dos resultados.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Terror espalhado nas ruas de Bacabal para evitar a vitória de Edvan Brandão

Desde sexta-feira que as ruas e avenidas de Bacabal foram tomadas pela presença de viaturas e policiais para impor medo aos eleitores e militantes da reeleição do prefeito Edvan Brandão. 

Qualquer reunião ou manifestação estão sendo dispersas em nome de suposta ordem ou até mesmo que estariam evitando concentrações para compra de votos. Estranhamente as mesmas desconfianças não existe quando os movimentos partem da candidatura do oposicionista César Brito.

Hoje, no dia da votação, viaturas se revezam na porta da residência do atual prefeito, que reside na zona rural da cidade, assim como nas proximidades de ondem moram os principais líderes da campanha dele.

Edvan Brandão e César Brito (foto de Vanilson Rabelo)

O clima de medo imposto pelo governo em muito se assemelha ao pânico instalado em Coroatá na eleição de 2016 quando o grupo da então prefeita Teresa Murad ficou ilhado, impotente, vendo a vitória ser dada para o atual prefeito Luis da Amovelar Filho, debaixo de muita pressão.

Na semana da eleição o próprio governador esteve em Bacabal garantindo que daria a vitória para seu amigo das horas certas e de aperreios, o candidato César Brito. Antes, porém, Flávio Dino gravou vídeos pedindo votos e insinuando que a presença de Brito na prefeitura significava que a cidade teria total apoio do governo, numa demonstração clara de abuso de poder econômico e político.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cleomar Tema vai a Brasília lutar pelas emendas de R$ 190 milhões e liberação de precatórios do Fundef

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, embarca na manhã desta segunda-feira (30), para Brasília, para fazer um périplo pelos gabinetes dos congressistas maranhenses, no intuito de que em 2019, seja destinado um total de R$ 169 milhões de emendas parlamentares de bancada à saúde dos municípios.

Foi um compromisso firmado no ano passado na presença de vários prefeitos pela bancada maranhense, e que não foi concretizado em sua integralidade, em virtude da mudança de posicionamento de alguns deputados e senadores que decidiram liberar de última hora R$ 70 milhões via governo estadual, enquanto os outros R$ 90 milhões foram liberados através da Codevasf.

Pelo acordo do ano passado, os R$ 70 milhões repassados via Governo do Estado foram integralmente destinados à Saúde.

Já os R$ 90 milhões da Codevasf foram aplicados em ações voltadas ao fortalecimento da capacidade produtiva dos municípios, como a construção e recuperação de estradas, implantação e distribuição rural de energia, e aquisição de equipamentos agrícolas.

“Apesar de não ter sido destinado somente para a área da saúde como havia sido acordado, a outra parte da emenda de bancada acabou chegando aos municípios maranhenses através das ações da Codevasf, cumprindo em parte o compromisso com os prefeitos. O que queremos para o ano de 2019 é a destinação dos R$ 169 milhões somente para a área da saúde dos municípios que precisam do aporte desse recurso”, diz Cleomar Tema.

 De acordo com o presidente da FAMEM, o objetivo é abrir um canal de diálogo com o governo federal, visando, estabelecer  uma maneira administrativa, e com o apoio da Rede de Controle, fazer com que tais recursos sejam liberados diretamente  aos municípios.

PRECATÓRIOS

Dentre alguns entendimentos, instruções normativas e orientações oriundas do Tribunal de Contas do Estado, via o conselheiro presidente Caldas Furtado, a FAMEM  aprovou a realização de uma Marcha Municipalista , objetivando chamar a atenção da sociedade para o pagamento dos precatórios do Fundef.

Além de outras demandas municipalistas na Capital Federal, Cleomar Tema tentará um encontro com o presidente Temer, com vistas ao desbloqueio de tais precatórios, que estão sendo alvo de uma acirrada batalha jurídica, envolvendo União, Estados, Municípios e  órgãos de controle.

Os precatórios têm origem em erros de cálculos da União ao efetuar os repasses da complementação do Fundef – atualmente Fundeb – a estados e municípios. O passivo acumulado no período entre 1998 e 2006 chega a R$ 90 bilhões para todo o Brasil.

Em setembro, o Plenário da Câmara dos Deputados, reunido em comissão geral, debateu o uso de recursos de precatórios do Fundef para pagar a remuneração, passivos trabalhistas ou bônus de professores e outros profissionais da educação.

O STF decidiu que tais recursos devem ser aplicados somente na área da Educação e  proibiu pagamento de honorários advocatícios com essa verba, remetendo ações apenas para as procuradorias de cada município.

Já no mês de julho deste ano, o Tribunal de Contas da União, nos autos da TC 020.079/2018-4, que trata de Representação acerca de possíveis irregularidades na aplicação dos recursos provenientes de precatórios relativos ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), determinou cautelarmente, nos termos do artigo 276, caput, do Regimento Interno/TCU, aos entes municipais e estaduais beneficiários de precatórios provenientes da diferença no cálculo da complementação devida pela União, no âmbito do Fundef, que se abstenham de utilizar tais recursos no pagamento a profissionais do magistério ou a quaisquer outros servidores públicos, a qualquer título, a exemplo de remuneração, salário, abono ou rateio, até que o Tribunal decida sobre o mérito das questões suscitadas. São muitas as controvérsias em torno do assunto.

São esses entraves que Cleomar Tema pretende discutir com o presidente Temer ou com seus representantes em mais uma jornada em Brasília, na defesa do municipalismo do Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maura Jorge garante que Bolsonaro será o mais votado em São Luís no 2º turno

A coordenadora da campanha de Bolsonaro no Maranhão Maura Jorge garantiu que o presidenciável do PSL será o mais votado em São Luís no segundo turno. Desde o fim das eleições estaduais, quando concorreu ao cargo de governadora, Maura Jorge está inteiramente focada na campanha de Jair Bolsonaro no Maranhão – estado onde ele ainda precisa crescer.

“Com certeza Jair Bolsonaro será o mais votado em São Luís. No primeiro turno, o outro candidato ficou à frente por uma quantidade muito pequena de votos, mesmo sendo apoiado pelo governador comunista. Estamos trabalhando sem parar e certamente o time do 17 vai conseguir reverter essa situação. A votação de Bolsonaro em São Luís será surpreendente, anotem o que digo”, declarou Maura Jorge.

A missão de conquistar mais votos foi dada pelo próprio Bolsonaro, em encontro político realizado no Rio de Janeiro, e Maura Jorge tem correspondido positivamente. Nas últimas semanas, ela garantiu a adesão de importantes lideranças e políticos de diversas regiões do estado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.