Yglésio defende retomada de exames de tomografia em Socorrões de São Luís

    Em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (26), o deputado Dr. Yglésio Moisés (PSB) defendeu a retomada dos exames de tomografia realizados nos Socorrões I e II pela Prefeitura de São Luís, que, segundo parlamentar, não estão sendo realizados já há algum tempo.

    Deputado Yglésio

    Imaginem o caos que é dois hospitais de traumatologia não realizarem tomografias. Os pacientes passam dias dentro dos hospitais sem terem como fazer os exames “, disse o deputado, acrescentando ainda que o problema tem sobrecarregado o Hospital da Mulher, que passou a receber muitas ambulâncias.

    Segundo Yglésio, apesar de ter completado um ano e quatro meses no cargo, o prefeito Eduardo Braide ainda não resolveu o problema dos dois aparelhos de tomografia dessas unidades.

    Futebol

    Também em seu pronunciamento, o parlamentar voltou a falar sobre a falta de apoio aos times de futebol maranhenses e pediu que o governo estadual efetue o pagamento dos recursos financeiros devidos aos clubes que participaram do Campeonato Estadual.

    O governo tinha o compromisso de pagar os clubes do Campeonato Maranhense, mas não o fez, prejudicando o futebol maranhense”, lamentou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Gil Cutrim reforça importância da MP que obriga planos de saúde a cobrirem tratamento oral contra câncer

    O deputado federal Gil Cutrim (Republicanos-MA) reforçou em suas redes sociais a importância e o seu apoio à Medida Provisória 1067/21, que adota regras para a incorporação obrigatória de novos tratamentos pelos planos e seguros de saúde, entre eles o tratamento oral contra o câncer. A MP foi aprovada pelo plenário da Câmara Federal na última quinta-feira (10/2).

    Deputado Gil Cutrim

    Após a aprovação, ontem, da MP 1067, que obriga os planos de saúde a cobrirem os tratamentos orais contra câncer, fecho a semana com a sensação de dever cumprido. Meu total apoio à MP não poderia ser diferente”, destacou o parlamentar em seu post.

    O texto da MP aprovada estabelece a obrigatoriedade do fornecimento pelos planos de saúde de medicamentos de uso oral e domiciliar contra o câncer, inclusive para casos em que o tratamento foi iniciado na internação hospitalar. Tudo isso, no entanto, deverá estar em conformidade com a prescrição médica. Os medicamentos, por sua vez, deverão estar registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

    Em suas redes sociais, o parlamentar ressaltou ainda o apoio do seu mandato a toda proposição que visa aperfeiçoar as políticas de assistência em saúde, a exemplo da luta encampada por ele em prol da aprovação do PL.1615/2019, que classifica a visão monocular como deficiência sensorial, do tipo visual.

    Foto Reprodução

    Assim fiz, quando, ao lado da jornalista e ativista @amaliabarros , apoiei o PL.1615/2019, que classifica a visão monocular como deficiência visual, assegurando aos monoculares os mesmos direitos das demais pessoas com deficiência. E assim farei com toda iniciativa que possa dar mais condições de saúde e tratamento às pessoas acometidas por qualquer doença ou deficiência”, pontuou o deputado, relembrando que a garantia do direito à saúde está preconizada em nossa Constituição. “Como bem assegura nossa Constituição: Saúde é direito de todos e um dever do Estado!”.

    Uma vez aprovada, agora, a Medida Provisória 1067/21 segue para sanção presidencial.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Saúde de Zé Doca fica entre as 10 melhores do Maranhão em atenção básica, 9º lugar, no Estado, 2º lugar, na região

    O município de Zé Doca, segundo avaliação do Ministério da Saúde ficou mais uma vez entre as 10 melhores do estado do Maranhão no quesito atenção básica. A avaliação leva em conta a organização dos serviços de saúde para realizar o acompanhamento das gestantes, hipertensos, diabéticos, além de monitorar os esforços de vacinação e as ações para rastreamento e detecção precoce do câncer.

    Os números revelam a complexidade deste resultado: nenhum município com mais de 50 mil habitantes conseguiu ficar entre os 25 primeiros colocados, a única exceção é o município de Zé Doca. Segundo a secretária de saúde, Isaura, isso é fruto de um trabalho de parceria e de uma administração que tem total compromisso com a saúde, Zé Doca alcançou a nota 8,91. “A nossa prefeita Josinha sempre teve essa atenção especial com a saúde, principalmente nesse período de pandemia. Tudo isso é fruto de muita dedicação e compromisso com a nossa gente da nossa gente.” Comemorou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Falta leito pediátrico para pacientes com Covid-19 em São Luís e Defensoria Pública entra na questão

    Nesta sexta-feira (21), a Defensoria Pública do Estado do Maranhão, por meio do Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente (NDCA), emitiu uma recomendação ao Município de São Luís, para que a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) providencie a ampliação de leitos pediátricos para pacientes de Covid-19.

    Foto Reprodução

    Várias pessoas nos procuraram recentemente para relatar dificuldades no Hospital Odorico de Amaral Matos. Foram apontadas dificuldades em várias alas da unidade, sobretudo, na enfermaria e na observação. Inclusive nos foram enviadas fotos que dão conta de macas nos corredores”, relatou o defensor público Davi Rafael Veras, titular do NDCA.

    O defensor público ressaltou que tem conhecimento sobre o impacto causado pela vinda de pacientes do interior e que, por essa razão, já se antecipou no contato com a Secretaria de Saúde do Estado (SES), que assegurou um reforço em leitos de UTI e enfermaria pediátrica no Hospital Juvêncio Matos.

    Por outro lado, o defensor afirmou ter ciência de que, após a reforma da unidade do Paulo Ramos, e diante da instalação do ambulatório no Hospital da Criança, houve redução do número de leitos de enfermaria de síndromes gripais no Hospital Odorico Amaral de Matos. “Isso limita ainda mais a capacidade de resposta da unidade com a nova cepa e o consequente aumento da procura”, frisou Davi Veras, que realizou visitas à unidade.

    Recomendações e pedidos

    Em razão desse cenário, o NDCA recomendou a necessidade urgente de acréscimo do número de leitos na rede municipal de saúde, a fim de se controlar a chamada 3ª onda da Covid-19. Além disso, o defensor público Davi Veras também requisitou ao poder público municipal que, no prazo de 72 horas, informe o plano de contingência do município de São Luís para lidar com a 3ª onda de Covid-19, mais especificamente da área pediátrica; e se existe plano de aumento de leitos de UTI pediátrica em convênio com o HUUFMA ou em outras unidades municipais, como o Hospital da Mulher.

    Nós ainda estamos no início da imunização de crianças, tem aí o surto de H3N2 e as doenças típicas do período chuvoso na capital. As unidades mistas podem contribuir com esse reforço, caso o Hospital da Criança não tenha espaço físico para comportar a ampliação, ou mesmo a nova UBS recém-inaugurada pode receber, temporariamente, alguns dos serviços do hospital”, sugeriu o defensor no documento enviado à Semus, onde ele recomenda o reforço da oferta de leitos para síndromes gripais no Hospital da Criança ou em outra unidade da rede municipal.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    “Meu pênis encolheu 3,8 cm após ter Covid”, conta homem de 30 anos

    Metrópoles

    Durante participação no podcast How to Do It, um homem anônimo afirmou que o coronavírus diminuiu seu pênis e causou disfunção erétil

    Um homem anônimo de 30 anos compartilhou, durante uma participação no podcast americano How to Do It, sua história com as sequelas da Covid-19 e assustou muitos ouvintes. Ele afirma que o novo coronavírus deixou marcas duradouras em seu corpo, e uma delas foi que seu pênis encolheu 3,8 cm após o diagnóstico — os médicos o informaram que a diminuição não pode ser revertida.

    De acordo com homem, antes seu pênis estava acima do tamanho médio. Entretanto, em julho de 2021, ele testou positivo para Covid-19, teve quadro grave da infecção, e foi vítima do chamado “Covid Dick” – termo escolhido por urologistas para se referir a diminuição do pênis após a doença.

    “Meu pênis encolheu. Antes de ficar doente, eu estava acima da média, não enorme, mas definitivamente maior que o normal. Agora eu perdi cerca de 3,8 cm e me tornei decididamente menor que a média”, desabafa o homem no podcast.

    Ele também alega ter sofrido disfunção erétil, mas o problema foi melhorando gradualmente com alguns cuidados médicos. Todavia, ele diz se sentir ainda muito frustrado. “Isso realmente não deveria importar, mas teve um impacto profundo na minha autoconfiança e em minhas habilidades na cama”, afirma.

    Vasos sanguíneos danificados

    Especialistas explicam que partículas do Sars-CoV-2 podem danificar vasos sanguíneos e permanecer no tecido peniano mesmo após a recuperação do paciente, contribuindo para possíveis problemas de disfunção erétil e redução do órgão genital.

    Um estudo conduzido pela University College London, no Reino Unido, realizado com 3.400 pessoas descobriu que, de 203 pacientes que relatam sintomas duradouros da Covid-19, quase 5% dos homens sofreram uma diminuição no tamanho dos testículos/pênis. Os resultados foram publicados na revista científica EClinicalMedicine, do grupo The Lancet.

    Ashley Winter, urologista em Portland, nos Estados Unidos, explicou que o encolhimento do pênis após a Covid-19 é um efeito dominó da disfunção erétil.

    “É verdade que ter disfunção erétil leva ao encurtamento. A ereção depende diretamente do fluxo de sangue para o pênis, portanto as alterações que dificultam a circulação adequada para essa região podem causar essa disfunção”, explicou a médica no podcast.

    A urologista esclarece que quando o coronavírus entra nas células endoteliais dos vasos sanguíneos encontrados no pênis, pode impedir o fluxo sanguíneo adequado. Isso impede que o órgão endureça com a mesma eficácia.

    Winter também citou um estudo no qual cientistas encontraram partículas do vírus no pênis de dois homens que tiveram disfunção erétil depois de se recuperarem completamente da infecção. Ambos os homens tinham função erétil normal antes de contrair o coronavírus, de acordo com descobertas publicadas no World Journal of Men’s Health.

    Há esperança?

    O homem buscava conselhos para seu problema no podcast. Felizmente, os especialistas disseram que nem toda a esperança está perdida, uma vez que existem tratamentos para a disfunção erétil e seus efeitos colaterais.

    O alongamento do pênis usando exercícios ou dispositivos é comumente usado como tratamento. Um exemplo é uma bomba de vácuo – um tubo que se encaixa sob o pênis e bombeia o ar, aumentando o fluxo sanguíneo no órgão. Especialistas sugerem que esses tipos de terapias sejam administrados para evitar danos duradouros.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    MPMA recomenda ao estado providências para combater possível surto de gripe

    O Ministério Público do Maranhão, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de São Luís, expediu na sexta-feira, 17, uma Recomendação à Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES), para que sejam adotadas providências diante da possibilidade de surto de H3N2 no Estado. O vírus H3N2 provoca os típicos sintomas de gripe, como dor de cabeça, febre, dor de cabeça e congestão nasal.

    Além de informar à Promotoria de Justiça se já houve registros de H3N2 no estado, no período de outubro até esta data, a Secretaria de Saúde foi orientada a realizar o monitoramento dos casos de Influenza, sobretudo nos grupos de risco, por meio da coleta de amostras para realização do painel viral, a fim de identificar o vírus causador.

    No documento, a promotora de justiça Glória Mafra também sugeriu que a secretaria coloque em atividade o protocolo de contingência para Influenza A e subtipos – H3N2, no qual devem estar previstos: fluxo de atendimento dos pacientes; vigilância epidemiológica (notificação dos casos suspeitos e confirmados); protocolo de coleta da amostra biológica.

    Ainda devem estar contemplados no contingenciamento o protocolo de dispensação do antiviral Oseltamivir (Tamiflu) para as unidades de saúde pública e privada do Estado do Maranhão; recomendações de medidas preventivas para instituições escolares públicas e privadas, instituições de longa permanência (asilos) e locais com população privada de liberdade; compatibilização do período de recesso e férias dos profissionais de saúde diante de uma possível ocorrência de surto de Influenza no Estado.

    A promotora de justiça, que é coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde do MPMA (CAOp/Saúde), justificou a manifestação em virtude de que já foram registrados casos de H3N2 (subtipo de Influenza A) em alguns estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Amazonas, inclusive com óbitos. “É um quadro que desperta a atenção, uma vez que os surtos e as epidemias de gripe costumam acontecer entre os meses de abril, maio, junho e julho, na virada entre outono e inverno, razão pela qual se configura como situação incomum o atual aumento da ocorrência de síndromes gripais”, considerou.

    Glória Mafra chama atenção ainda para o fato de que tal situação é especialmente preocupante no atual período do ano, devido ao aumento do trânsito de pessoas no período de férias e de festividades de final de ano, o que tem o potencial de intensificar a transmissão de agentes patógenos, com a possibilidade real de aumento de casos de Síndromes Respiratórias, inclusive na sua forma mais grave.

    Foi solicitado à Secretaria de Estado da Saúde que seja encaminhado, no prazo de cinco dias úteis à 2ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde, documento comprobatório das ações adotadas para o cumprimento da Recomendação.

    COMUNICAÇÃO DE RISCO

     Caso seja identificado aumento considerável de casos de Síndrome Respiratória no Estado, o Ministério Público recomenda que a Secretaria de Saúde emita comunicação de risco, alertando a Rede de Saúde sobre as providências que deverão ser adotadas, assim como orientando à população sobre a importância de adoção de medidas comprovadamente eficazes na redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de grande infectividade.

    Outro item recomendado pelo MPMA é a disponibilização periódica, no sítio eletrônico da SES, dos boletins epidemiológicos atualizados da Influenza no Maranhão, a fim de dar a necessária publicidade por município maranhense, permitindo o monitoramento da situação pela sociedade e pelos órgãos de controle.

    MUNICÍPIOS

    Às Promotorias de Justiça com atuação na defesa da saúde, a coordenadora do CAOp/Saúde sugeriu que também emitam Recomendação às gestões municipais, objetivando a adoção de medidas diante da possibilidade de surto de H3N2, inclusive através da elaboração de protocolo de contingência, bem como que seja garantida a prestação ininterrupta dos serviços de saúde nos estabelecimentos de saúde municipais durante o período de recesso.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura de Barra do Corda anuncia que não realizará réveillon na cidade

    Após consulta pública realizada no site oficial da prefeitura de Barra do Corda entre os dias 29 de novembro a 10 de dezembro, e reunião, nesta sexta-feira com nossos secretários e vereadores chegamos a conclusão pela não realização do Réveillon no dia 31. O número de pessoas infectadas pelo coronavírus subiu bastante nos últimos dias e precisamos redobrar os cuidados. 

    Quanto ao carnaval, deixaremos para avaliar o cenário em janeiro, já que no calendário, a festa encontra-se programada para o período de 25 de fevereiro a 1º de março. Nossas decisões sempre serão tomadas com total responsabilidade.

    Resultado da Consulta Pública realizada pela prefeitura de Barra do Corda quanto a realização ou não do Réveillon e Carnaval.

    O prefeito Rigo Teles divulgou um vídeo falando a respeito da decisão tomada após o resultado da Consulta Pública e reunião com secretários e vereadores, veja:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Pelas redes sociais, prefeito de São Luís cancela o Réveillon

    No início desta noite de hoje, segunda-feira (29), o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, informou pelas redes sociais que o Réveillon na cidfdade foi cancelada em razão da nova cepa da Covid-19, chamada de ômicron, com capacidade maior de contaminação.  

    “Temos enfrentado a pandemia com determinação. Com isso, diante do surgimento da nova variante do coronavírus, tomei a decisão de não realizarmos o Réveillon em São Luís. O momento nos pede prudência e responsabilidade. A nossa principal missão é cuidar das pessoas”, disse.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Secretaria de Saúde vence a 1ª Gincana do Servidor Público do governo Cidade de Todos em Codó

    Celebrando o Dia do Servidor Público, a prefeitura de Codó realizou na última quinta-feira (28), a I Gincana do Servidor Público Cidade de Todos, para promover a integração e a valorização do servidor municipal codoense.

    A Praça Ferreira Bayma foi palco das competições onde doze secretarias participaram da Gincana, e quatro saíram vencedoras.

    “A gente construiu essa gincana, pensando nos Servidores Codoenses, que trabalham todos os dias e servem o nosso povo. Visando movimentar nossos servidores e engajá-los ainda mais na Gestão”, explicou o Secretário de Administração, Ribamar Oliveira.

    O prefeito Dr. Zé Francisco, destacou que a valorização ao servidor público é uma das prioridades em seu governo. “Em parceria com a Secretaria de Administração, promovemos esse evento integrador, divertido e que valorizou os servidores e seus familiares, com entrega de premiações”, ressaltou.

    A equipe da Secretaria Municipal de Saúde foi a grande vencedora da gincana levando o prêmio de primeiro lugar.

    Confira o resultado:

    lugar – Secretaria de Saúde
    lugar – Secretaria de Desenvolvimento Social
    lugar – Secretaria de Educação
    lugar – Secretaria da Casa Civil

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Enfermeiros do Hospital Português estão com 4 meses de salários atrasados

    O Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão – SEEMA – notificou hoje a empresa Iracema Bringel, proprietária do Hospital Português para que proceda o pagamento dos salários atrasados dos proffisionais de enfermagem, que não recebem entre três a quatro meses.

    O Sindicato alega ainda que os direitos trabalhistas estão sendo desrespeitados, a exemplo do repasse do FGTS e INSS. Hoje, o presidente do SEEMA, Nonato Cadilhe, denunciou  o descaso do hospital, como mostra o vídeo abaixo:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Campanha ‘Outubro Rosa’ na Assembleia terá início com consultas preventivas

    A Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio da Diretoria de Saúde e Medicina Ocupacional (DSMO), dará início, na quarta-feira (13), à programação alusiva à campanha ‘Outubro Rosa’, de prevenção ao câncer de mama. Consultas com médicos ginecologistas, mastologistas e nutricionistas serão disponibilizadas às servidoras da Casa no Setor Médico, a partir das 13h, mediante apresentação de contracheque e por ordem de chegada.

    Segundo a diretora de Saúde e Medicina Ocupacional da Assembleia, Melina Sá, a programação avançará até o dia 15. “Os atendimentos serão realizados em parceria com o Centro Ambulatorial Diagnóstico (CAD) e o Laboratório Lacmar”, informou.

    Exames

    Melina esclareceu que os exames laboratoriais serão realizados somente para as servidoras que comprovarem, por meio de seus contracheques, o desconto para o FUNBEN (assistência à saúde voltada para servidores estaduais, considerada como saúde suplementar nos moldes estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde – ANS).  “A sexta-feira (15) ficará reservada para a coleta de material dos exames requisitados pelos médicos nas consultas realizadas nos dias 13 e 14″, esclareceu a diretora.

    O que é

    ‘Outubro Rosa’ é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, quando o símbolo da prevenção (laço cor de rosa) foi lançado e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA).

    Desde então, a data é celebrada, anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, além de proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento, e contribuir para a redução da mortalidade.

    Estatística 

    Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2020, em torno de 2,3 milhões de mulheres no mundo descobriram que estavam com câncer de mama. É o tipo de tumor que mais acomete a população feminina brasileira e o que mais mata.

    No Brasil, em 2020, cerca de oito mil casos de câncer de mama tiveram relação direta com fatores comportamentais, como consumo de bebidas alcóolicas, excesso de peso, não ter amamentado e inatividade física.

    Programação

    Dia 13 – Tarde

    Consultas com ginecologista e mastologista

    Dia 14 – Tarde

    Consultas com ginecologista e nutricionista

    Dia 15 – Manhã e tarde

    Coletas laboratoriais de exames

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    É preciso impor medidas mais severas para exigir a segunda dose da vacina contra a covid-19

    Por Luis Cardoso

    O que deveria ser uma atitude natural, um compromisso com a saúde de cada um, passou a ser a maior preocupação para exigir que a população procure tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19. 

    Enquanto a primeira dose vem tendo boa aceitação, a procura pela segunda estagnou, como se só a primeira fosse o correto para combater a pandemia. Então, completar a segunda etapa vem obrigando empresas privadas a exigirem de seus funcionários a imunização completa. E com razão.

    O Sistema Globo de Comunicação expediu ontem em todas as suas empresas e exigência aos funcionários, sob pena de desligamento de quem insiste em não tomar a segunda dose. Foi o jeito agir com dureza. Afinal, é grande o risco de quem tomar só a primeira dose ser atingido pelo vírus e espalhar no seu ambiente de trabalho.

    A Amazon também lançou uma loteria entre seus colaboradores com distribuição de viagens, carros, e até dinheiro no total de R$ 2 milhões, assim como outras empresas no mundo.

    No Brasil, essas iniciativas são tímidas e pequenas. Não há de parte do governo federal medidas para exigir que os funcionários públicos sejam obrigados a concluir a segunda etapa.

    Algumas ações isoladas estão surgindo em estados, como a exigência da carteirinha da vacinação, comprovando a segunda dose, em teatros e outros eventos esportivos e culturais. O Maranhão adormeceu.

    E no cochilo de nossas autoridades e dos empresários, ainda patinamos na aplicação da dosagem completa. O Maranhão continua em posição reduzida. A média nacional da segunda dose se aproxima para chegar em 30% de toda a população, o que pos sí só já demonstra o nosso atraso. Aqui no nosso teritório não chegamos ainda a 22%.

    Governo do Estado e prefeituras, ao que se percebe, não fazem nem o dever de casa, que é exigir de seus funcionários a aplicação completa dos imunizantes. Não se exige que nos eventos só possam paticipar os completamente vacinados. Tudo corre frouxe. Sem contar que os comícios já foram liberados, inclusive com a presença do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, em um deles.

    Antes que esqueça, na semana passada um familiar aqui em casa contraiu o vírus depois de uma resenha musical com 30 pessoas, mesmo a pessoa querida já tendo tomado a primeira dose da vacina AstraZeneca.

    Como dizia minha saudasa e amada avó Maria Rosa, seguro morreu de velho, mas prevenido vive até hoje. Prevenir é melhor que remediar.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.