Prefeitura de Coelho Neto entrega novo hospital e centro de parto normal.

    Construído com recursos próprios da Prefeitura, o prefeito Américo de Sousa entregou, na última sexta-feira, 03 de julho, o novo Hospital Municipal e Maternidade de Coelho Neto – Dr. Luiz Gregório Nogueira e o Centro de Parto Normal Humanizado – Luiza dos Santos Silva, um marco histórico na saúde pública do Município que atende também a população de Duque Bacelar, Afonso Cunha, Buriti e povoados limítrofes a Caxias, Aldeias Altas e Miguel Alves, sendo referência para cerca de 100 mil pessoas na região.
    Outro ineditismo, foi a inauguração feita de forma presencial, com número restrito de convidados, mas acessível pela transmissão ao vivo em redes sociais, rádio e TV. A solenidade aconteceu obedeceu rigorosamente protocolo de distanciamento social, evitando a aglomerações em decorrência da pandemia da Covid-19.
    O novo HMMCN conta com 100 (cem) leitos sendo: ✓ 46 de clínica médica; ✓ 03 de isolamento; ✓ 06 de clínica pediátrica; ✓ 06 de clínica cirúrgica; ✓ 21 de clínica obstétrica; ✓ 06 leitos no Centro de Parto Normal Humanizado; ✓ 10 leitos de urgência e emergência e conta também com um Laboratório de Analises Clínicas. No Centro Cirúrgico, são 02 (duas) salas para a realização de cirurgias eletivas, como: cesarianas, histerectomia, hérnia umbilical e inguinal, hemorróida, perineoplastia, fimose e salpingectomia.
    O Centro de Parto Normal Humanizado é o primeiro da região e tem capacidade de número médio de 120 partos/mês. São 141 profissionais de saúde que atuam na unidade, desde o porteiro ao diretor clínico. “Me sinto feliz, satisfeito em ter conseguido realizar essa obra com recursos públicos municipais e equipamentos com recursos de emendas dos deputados Rafael Leitoa e Rubens Júnior.”
    Agradeço também ao secretário Carlos Lula, ao Governador Flávio Dino, a todos os nossos parceiros pelo apoio na aquisição de equipamentos para o Hospital Municipal. Destaco também o trabalho do secretário municipal de saúde, Raimundo Carvalho, pela dedicação e empenho. Agora a nossa população e região dispõe de local adequado e digno de acolhimento e tratamento hospitalar. Uma emoção muito grande, sentimento de mais um dever cumprido”, disse o prefeito Américo.
    A Solenidade contou com a presença de autoridades municipais, do dirigente nacional do PT e 1° suplente deputado estadual Luiz Henrique Silva, do Deputado Estadual Rafael Leitoa, profissionais de saúde, servidores e familiares dos homenageados com o nome do hospital e do centro de parto humanizado, respectivamente Dr. Luiz Gregório Nogueira e Luiza dos Santos Silva.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Polícia Federal vai deflagrar nova operação nos próximos dias; desvio de dinheiro da Saúde

    Durante entrevista coletiva na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal no Maranhão, o delegado Sandro Jansen informou que nova operação será executada pela PF em nosso estado nos próximos dias, sem apontar se na direção da Saúde estadual, municipal de São Luís ou em outras cidades. 

    Na operação deflagrada hoje, terça-feira (09), os policiais cumpriram 3 mandados de prisão e vários outros de busca e apreensão. O alvo foram três empresários que forneceram materiais de EPIs para a Secretaria Municipal de Saúde de São luís a preços superfaturados.

    Para que se tenha ideia, uma máscara que custa a preço de mercado pouco mais de R$ 3,00 foi adquirida por mais de R$ 9,00, uma elevação de preços de mais de 300%.

    As investigações irão prosseguir neste primeiro caso, que envolve outros municípios como Timbira, Matinha, Icatu, Cajapió, Lago do Junco, e Porto Rico do Maranhão.É só aguardar!

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Presidente Sarney se destaca no combate ao novo coronavírus

    A prefeita de Presidente Sarney, Valéria Moreira, orientada por sua equipe médica, foi pioneira no enfrentamento ao coronavírus na região da baixada. Adotou como regra desde o início de março o protocolo do Ministério da Saúde.

    Preventivamente, aos primeiros sintomas da Covid, fez a distribuição de kits de medicamentos com ivermectina, zinco, vitamina D, azitromicina e anti térmico a todos os pacientes. Após testados positivamente, também garantiu aos integrantes dessa família assistência, medicamentos e monitoramento diário. Esses fatores esses permitiram uma demanda bem menor por leitos hospitalares.

    Agora, com contaminação comunitária em pleno crescimento nas cidades menores, adotou o sistema de Mutirões de Saúde.

    O objetivo é ir em busca dos pacientes e acionou todos os integrantes das 09 equipes de Saúde da Família e num trabalho conjunto, consultam, fazem exames laboratoriais, batem raio X, fazem ELetro Cardiograma e distribuem kits de medicamentos de combate ao vírus. São esses fatores que irão inibir em muito o processo de transmissão comunitária num espaço de tempo bem mais curto se não forem adotadas essas medidas preventivamente, o que certamente levará o frágil sistema de saúde dos municípios ao colapso.

    Com essas medidas, aquisição de equipamentos, medicamentos, gratificação aos servidores e a compreensão e colaboração da população está sendo possível esse enfrentamento com consequências bem mais amenas. A prefeita conta ainda com o apoio de seu esposo, o ex deputado Penaldon Jorge, à frente da pasta da saúde interinamente.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    SES muda boletim e omite dados importantes

    Blog do Zeca Soares

    A Secretaria de Saúde do Maranhão vem suprimindo nos últimos dias dados importantes no Boletim da Covid-19 no estado sem qualquer esclarecimento à imprensa. A impressão que temos é que nos últimos dias são tantos erros nos boletins que começaram a omitir dados.

    Foto: Rodrigo Bonfim/Rádio Mirante AM

    Sem conseguir atualizar corretamente todos os dias, os dados exatos sobre número de casos e de óbitos no Maranhão, a SES, no boletim de ontem, sem qualquer explicação passou a omitir os dados sobre quais novos municípios passaram a registrar casos e os pacientes que tiveram óbitos.

    Antes, a SES divulgava dados completos com idade e comorbidades o que dava total transparência e dava a possibilidade de todos acompanharem detalhes das pessoas que morreram.

    Ontem excluíram os municípios onde os óbitos ocorreram, embora mantenham uma lista com os números de casos e óbitos em cada um.

    Outro aspecto a ser considerado é o horário de divulgação após às 22h ou 23h. O boletim de um dia está quase sendo divulgado dentro do outro. Vejam que o Ministério da Saúde, rigorosamente 17h divulga os dados de todo o país. Com o atraso do Maranhão, por exemplo, os dados do dia no Maranhão são sempre divulgados no outro.

    Outro dado que deveria aparecer no boletim da SES mas que nunca foi mencionado diz respeito ao número de testes e os resultados destes em casa município. A SES alega que os municípios não envia os dados imediatamente, mas na verdade o sistema é todo on line e não se justifica tanto atraso.

    Que o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula revejam tudo isso, pois estamos deixando a transparência para trás…

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Combate ao COVID-19: Zé Doca ganha hospital de campanha

    De forma remota (sem a presença do público), a prefeita de Zé Doca Josinha Cunha, acompanhada dos deputados Josimar Maranhãozinho (federal) e Detinha (estadual) e secretário de saúde Francisco Lima, entregou na tarde de hoje (20), o hospital de campanha do município. a obra foi adaptada nas antigas instalações do hospital Dr. Isaías que estava desativado. 
    O hospital é exclusivo para o atendimento do novo Corona Vírus, possui 35 leitos, dois de estabilização e está em processo de compras de equipamentos para UTI. A obra foi feita com recursos próprios do município e recursos alocados pelo deputado federal Maranhãozinho.
    Entre os objetivos do hospital de campanha estão a aplicação do protocolo específico para a COVID para tratar os pacientes de forma rápida para evitar o agravamento da doença e desafogar o hospital municipal para que funcione dentro da sua normalidade.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Liberado protocolo para uso de cloroquina aos pacientes com sintomas leves do novo coronavírus

    Acabou de ser divulgado o novo protocolo da cloroquina aos que irão se tratar do novo coronavírus na primeira etapa com sintomas leves e moderados, obedecendo os critérios prescritos por médicos. Vale ressaltar que o remédio continuará sendo aplicado para pacientes graves.

    O Ministério da Saúde recomenda que a cloroquina “deve ser usada com precaução em portadores de doenças cardíacas, hepáticas ou renais, hematoporfiria e doenças mentais”.

    Confira abaixo as orientações do Ministério da Saíde:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeitura de Santa Rita firma convênio com HU e oferece atendimento virtual para a covid-19

    A Prefeitura de Santa Rita celebrou com o Hospital Universitário, um convênio para ofertar um canal de comunicação para ajudar no enfrentamento do novo coronavírus. Trata-se de um Chatbot (robô de conversação), que é um assistente que interage com as pessoas por meio de mensagens de texto automatizadas. O programa chamado de Sofia (antigo NUTS ), está sendo instalado em Santa Rita em parceria com a UFMA.
    De acordo com o prefeito Hilton Gonçalo, “iremos fazer a comunicação online entre as UBS´s e o Hospital Municipal de Santa Rita e a UFMA, aqui já poderá ser acessado pelo link, onde facilitará as pessoas entenderem o problema do vírus”, explicou.
    A equipe de desenvolvimento do NTS HUUFMA, desenvolveu o SOFIA Bot, ferramenta na modalidade de chat bot (conversa com robô) para, a partir dos sintomas dos pacientes, elaborar uma classificação de risco para com COVID19. A ferramenta encontra-se no endereço: http://sofia.huufma.br/chatbot e está disponível para a população em geral, para todo o Brasil.
    O Sofia, além de fazer a classificação de risco, orienta se o paciente deve permanecer em casa, se deve procurar uma UBS ou uma UPA de acordo com o risco presumido. Nos dois últimos casos, a ferramenta também oferece a localização das referidas unidades de saúde (UBS ou UPA), no “Google maps” com a possibilidade de elaborar rotas para chegar até a unidade mais próxima do seu endereço.
    “Ciente do nosso papel social nessa pandemia, solicitamos que divulguem para o maior número de pessoas, com a certeza de que essa ferramenta poderá evitar aglomerações nas unidades de saúdes do pais trazendo tranquilidade para os que a usarem”, argumentou Hilton Gonçalo.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Finalmente Dino se rende ao cloroquina, remédio que poderia salvar muitas vidas no Maranhão

    Depois de muitos governadores de esquerda autorizarem o uso de cloroquina no protocolo de medicamentos para pacientes infectados pelo novo coronavírus, com resultados satisfatórios, finalmente o governador do Maranhão, Flávio Dino se rendeu aos remédios sugeridos pelo presidente Jair Bolsonaro. Menos mal.

    Embora olhando os estados que aderiram ao remédio proposto por Bolsonaro desde o início de abril reduzirem a curva de crescimento de óbitos por covid-19, e a cura mais acelerada, ainda assim Flávio Dino não deu o braço a torcer. Ficou birrando, talvez por ter sido sugestão dada pelo presidente da República.

    Enquanto no Maranhão a taxa só  cresce a cada dia, apesar de medidas restritivas de circulação de pessoas, incluindo outras mais severas, como o lockdown, no Piauí os registros não evoluem e chegam a não registrar um só óbito em 24 horas. Reduções foram confirmadas em Minas, Bahia, Rio Grande do Norte, Mato Grosso e em outros estados onde a cloroquina, com o composto de azitromicina e zinco, passou a ser administrada.

    Quantas vidas estariam salvas até hoje não fosse a cisma de Flávio Dino em não aceitar o uso do medicamento? O protocolo composto pelos medicamentos aqui citados estão sendo usados em tratamento domiciliar proposto pelos médicos, com resultados que agradam aos curados, familiares e aos hospitais que evitam a aglomeração de doentes.

    No release distribuído pela Secom, o governo informa que passou o adotar o protocolo desde o dia 12 deste, mais de 50 dias do que vem sendo feito por outros governadores com êxito.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito Edivaldo confirma a abertura da primeira unidade municipal de longa permanência para o acolhimento de idosos em São Luís

    O prefeito Edivaldo Holanda Junior anunciou a abertura da primeira unidade municipal de longa permanência para o acolhimento de idosos em São Luís. O espaço vai garantir que idosos em situação de vulnerabilidade tenham a assistência necessária, recebendo cuidados de saúde, psicológicos entre outros, além de abrigo. O anúncio foi feito por meio das redes sociais na tarde desta quarta-feira (13).

    “Mais que um compromisso, a abertura deste abrigo é um sonho que nos permite ampliar a atenção e o cuidado com este segmento da população, sobretudo os mais vulneráveis”, disse Edivaldo.

    O abrigo vai funcionar no bairro Olho d’Água, mas por causa da pandemia, o local só vai começar a receber os primeiros idosos daqui cerca de dois meses. O local conta com assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem; cuidadores sociais entre outros.

    A Assistência Social tem sido uma das prioridades da gestão Edivaldo à frente da Prefeitura de São Luís, que já realizou concurso público para reforçar o quadro de servidores da área, além executar a reforma dos diversos equipamentos sociais administrados pelo Município.

    A unidade será gerenciada por meio de parceria com o Instituto Pobres Servos da Divina Providência. A implantação do abrigo teve apoio da Fundação Vale por meio do Conselho Municipal de Direitos do Idoso da Rede de Atenção à Pessoa Idosa.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    A depender de governadores, ficaremos cabeludos, sem unhas tratadas e obesos

    Os governadores, entre eles Flávio Dino, que lutam diuturnamente para derrubar do cargo o presidente Jair Bolsonaro, chegam a impedir medidas pouco se importando com a saúde da população. Quer um exemplo?

    O Palácio do Planalto incluiu as atividades de barbearias, academias de esportes na lista e até salões de beleza como “serviços essenciais”. No dia seguinte ao decreto presidencial, governadores que fazem parte de uma marcha para apear o presidente do poder, anunciaram que não cumprirão o decreto. Como a população será prejudicada?

    As restrições e as últimas abarcadas pelo lockdown, vão continuar permitindo que trabalhadores como barbeiros, manicures e professores de academias de ginásticas continuem desempregados, passando fome.

    Se a birra dos governadores com o presidente aumenta o desemprego e a fome, por outro lado atinge a saúde da população. Explica-se: corte de cabelo não é mais vaidade, mas um fator de higiene. Aparar as unhas não significa beleza, mas impedir que sujeiras nocivas sejam adquiridas pelas unhas. Aliás, na lavagem das mãos a limpeza delas é fundamental.

    Flávio Dino, assim como seu colegas governadores, têm à disposição em seus palácios barbeiros e manicures e até personal trainer, se duvidarem muito.

    Vejo hoje amigos e amigas sentindo na saúde a ausência de atividades físicas. Caíram no sedentarismo, na obesidade e, o que é pior: perdendo a auto estima.

    Cabe aos governos municipal e estadual aplicar os protocolos de segurança em caso de concordarem com o decreto presidencial, criando disciplinas para os estabelecimentos.

    Porém, como a proposta da abertura das atividades partiu do presidente, é bem provável que esses mesmos governadores, incluindo Flávio Dino, aguardem mais alguns dias a anunciem como proposta delas a volta de barbearias e academias de ginásticas.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.