Prefeito Edivaldo confirma a abertura da primeira unidade municipal de longa permanência para o acolhimento de idosos em São Luís

    O prefeito Edivaldo Holanda Junior anunciou a abertura da primeira unidade municipal de longa permanência para o acolhimento de idosos em São Luís. O espaço vai garantir que idosos em situação de vulnerabilidade tenham a assistência necessária, recebendo cuidados de saúde, psicológicos entre outros, além de abrigo. O anúncio foi feito por meio das redes sociais na tarde desta quarta-feira (13).

    “Mais que um compromisso, a abertura deste abrigo é um sonho que nos permite ampliar a atenção e o cuidado com este segmento da população, sobretudo os mais vulneráveis”, disse Edivaldo.

    O abrigo vai funcionar no bairro Olho d’Água, mas por causa da pandemia, o local só vai começar a receber os primeiros idosos daqui cerca de dois meses. O local conta com assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem; cuidadores sociais entre outros.

    A Assistência Social tem sido uma das prioridades da gestão Edivaldo à frente da Prefeitura de São Luís, que já realizou concurso público para reforçar o quadro de servidores da área, além executar a reforma dos diversos equipamentos sociais administrados pelo Município.

    A unidade será gerenciada por meio de parceria com o Instituto Pobres Servos da Divina Providência. A implantação do abrigo teve apoio da Fundação Vale por meio do Conselho Municipal de Direitos do Idoso da Rede de Atenção à Pessoa Idosa.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    A depender de governadores, ficaremos cabeludos, sem unhas tratadas e obesos

    Os governadores, entre eles Flávio Dino, que lutam diuturnamente para derrubar do cargo o presidente Jair Bolsonaro, chegam a impedir medidas pouco se importando com a saúde da população. Quer um exemplo?

    O Palácio do Planalto incluiu as atividades de barbearias, academias de esportes na lista e até salões de beleza como “serviços essenciais”. No dia seguinte ao decreto presidencial, governadores que fazem parte de uma marcha para apear o presidente do poder, anunciaram que não cumprirão o decreto. Como a população será prejudicada?

    As restrições e as últimas abarcadas pelo lockdown, vão continuar permitindo que trabalhadores como barbeiros, manicures e professores de academias de ginásticas continuem desempregados, passando fome.

    Se a birra dos governadores com o presidente aumenta o desemprego e a fome, por outro lado atinge a saúde da população. Explica-se: corte de cabelo não é mais vaidade, mas um fator de higiene. Aparar as unhas não significa beleza, mas impedir que sujeiras nocivas sejam adquiridas pelas unhas. Aliás, na lavagem das mãos a limpeza delas é fundamental.

    Flávio Dino, assim como seu colegas governadores, têm à disposição em seus palácios barbeiros e manicures e até personal trainer, se duvidarem muito.

    Vejo hoje amigos e amigas sentindo na saúde a ausência de atividades físicas. Caíram no sedentarismo, na obesidade e, o que é pior: perdendo a auto estima.

    Cabe aos governos municipal e estadual aplicar os protocolos de segurança em caso de concordarem com o decreto presidencial, criando disciplinas para os estabelecimentos.

    Porém, como a proposta da abertura das atividades partiu do presidente, é bem provável que esses mesmos governadores, incluindo Flávio Dino, aguardem mais alguns dias a anunciem como proposta delas a volta de barbearias e academias de ginásticas.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Samu de São Luís recebe três ambulâncias viabilizadas por Roberto Rocha

    A cidade de São Luís recebeu, nesta última terça-feira, 05, três novas e modernas ambulâncias para reforçar a frota do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, na capital maranhense. Os veículos foram viabilizados pelo Ministério da Saúde com a articulação do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) junto ao Governo Federal.

    O secretário de Saúde do município, Carlos Lula, reconheceu a importância das aquisições e agradeceu ao senador Roberto Rocha: “Contribui bastante para que a gente possa ter mais eficiência, mais rapidez na condução, no transporte do paciente. Essas três ambulâncias chegam agora pra ajudar na renovação. Elas vieram do Ministério da Saúde com uma grande articulação do senador Roberto Rocha, a quem a gente agradece o empenho e a contribuição com a cidade”, declarou o secretário.

    O senador Roberto Rocha detalhou o grau de importância das novas aquisições para a capital maranhense: “As novas ambulâncias do SAMU vão garantir o atendimento imediato, as pessoas necessitam delas na porta de casa para receber os primeiros socorros e serem levadas para hospitais ou unidades de pronto atendimento”, constatou.

    A atuação do senador Roberto Rocha rendeu, ao todo, a entrega de 21 ambulâncias para vários municípios do Maranhão. O senador tem se empenhado ao máximo para buscar recursos para os municípios do seu estado, tendo sido o único parlamentar a conseguir os veículos para a população maranhense. Além de São Luís, também foram contemplados os municípios de: Açailândia, Bacabal, Balsas, Buriticupu, Caxias, Colinas, Grajaú, Peritoró, São Domingos do Maranhão, São João dos Patos, São Pedro da Água Branca, Timon e Tuntum.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Thaiza Hortegal alerta para aumento de casos de Covid-19 na Baixada Maranhense

    A médica e deputada estadual Dra. Thaiza Hortegal (PP) está atuando na comissão de frente do atendimento a pacientes suspeitos de terem contraído Covid-19 no Hospital Municipal Antenor Abreu, na cidade de Pinheiro. Enquanto parlamentar, ela solicitará, de forma emergencial, suporte ao Governo do Estado para garantir o atendimento.

    Segundo a deputada, apesar de todas as medidas de isolamento, restrições, limpeza de áreas públicas e informes de conscientização, o município tem apresentado crescimento acelerado dos casos. São 33 confirmados em menos de uma semana, conforme divulgado pela Prefeitura de Pinheiro, no sábado (2),

    “Esse crescimento acelerado nos preocupa e, diariamente, estamos recebendo muitos pacientes com os sintomas no hospital do município, inclusive de outras cidades da região. Por isso, é importante que a população cumpra à risca o isolamento e as orientações que a Prefeitura tem anunciado para evitar um colapso em nossa rede de saúde. Nosso trabalho, dos gestores e profissionais da saúde, depende, exclusivamente, do cidadão consciente de que o momento é de ficar em casa”, disse a parlamentar.

    Estado de alerta

    De acordo com a deputada, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, anunciou ter testado positivo para a Covid-19, mas ainda receberá o resultado da contraprova. Em pronunciamento pelas redes sociais, o gestor chamou a atenção do governo, deputados e senadores, para o estado de alerta na Baixada Maranhense e solicitou ajuda para montar um hospital de campanha.

    “Estamos enfrentando um grande desafio aqui em Pinheiro. Nossos hospitais estão lotados e ainda recebemos pacientes de outros municípios da região com suspeita do novo coronavírus (Covid-19). Por isso, quero pedir ao governador e aos senadores que nos ajudem nessa situação. Sugiro montar um hospital de campanha no Parque Industrial, para dar suporte às unidades de saúde e oferecer o atendimento necessário a todos”, pediu.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Hospital Macrorregional de Caxias já realiza neurocirurgias

    A conquista desta especialidade cirúrgica para toda a região leste, é fruto do empenho dos deputados estaduais Dra. Cleide Coutinho (PDT) e Adelmo Soares (PCdoB).

    Dezenas de pacientes já foram atendidos até o momento e Centenas de maranhenses serão atendidos e beneficiados por este procedimento de alta complexidade, a depender da disponibilidade dos leitos no Hospital Macrorregional de Caxias.

    Dra. Cleide Coutinho e Adelmo Soares realçam e agradecem o empenho do governador Flavio Dino e do Secretário de Saúde, Carlos Lula, que rapidamente atenderem mais esta demanda para melhorar a saúde do povo maranhense de toda a região de Caxias.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Alerta! Novo coronavírus se espalha pela periferia e zona rural de São Luís

    O Covid-19 começou a assustar de forma inesperada na capital maranhense. O que antes era notificado em bairros nobres como Ponta da Areia e Calhau, agora começou a se expandir pelos bairros da cidade e na zona rural de São Luís.

    De acordo com informações prestadas hoje pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula (foto acima), novas medidas mais severas, porém necessárias, serão anunciadas hoje, sexta-feira (03), para evitar o avanço do novo coronavírus na ilha.

    Lula citou bairros como Cidade Operária, Maiobão e João Paulo como áreas em que começaram a aparecer pessoas infectadas pelo vírus. Ontem, quinta-feira (02), o secretário alertou para a grande movimentação de pessoas em São Luís e chegou a lamentar que assim ficava difícil impedir o avanço da doença.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Coronavírus pode custar R$ 410 bilhões extras ao SUS, estima Ministério da Saúde

    Por Estadão

    Projeção está em documento, obtido pelo ‘Estado’, enviado pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao ministro da Economia, Paulo Guedes

      O presidente Jair Bolsonaro incluiu igrejas e agências lotéricas na lista de serviços e atividades essenciais que podem funcionar durante a situação de emergência no País em decorrência do novo coronavírus. A decisão, tomada por meio de decreto – que não depende de aval do Congresso -, abre brechas nas restrições impostas por governadores e prefeitos para reduzir a circulação de pessoas e evitar a propagação da doença.

    Em uma mudança de orientação do governo, Bolsonaro tem criticado medidas adotada na maior parte do País para conter o avanço da covid-19. Na terça-feira, em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, o presidente afirmou que “algumas poucas autoridades, estaduais e municipais, devem abandonar o conceito de terra arrasada”, em medidas como a “proibição de transportes”, o “fechamento do comércio” e o “confinamento em massa” – adotadas em diversos países para evitar a propagação do vírus e o colapso do sistema de saúde. O argumento é de que os efeitos na economia resultarão em milhões de desempregados.  O fim do isolamento, no entanto, contraria recomendações médicas e vai de encontro ao que o próprio Ministério da Saúde defendia até esta quarta-feira.

    Bolsonaro já havia anunciado na quarta-feira, pelas redes sociais, que incluiria as lotéricas na lista de serviços autorizados a funcionar. Segundo ele, 2.463 dos 12.956 estabelecimentos no País estão fechados por decisões estaduais ou municipais. Também nesta quarta, ao ouvir a reclamação sobre o fechamento do comércio de um apoiador que se identificou como empresário, o presidente disse que havia conseguido resolver a questão das lotéricas numa “canetada”. “Hoje, por decreto, eu resolvi as lotéricas. Três mil lotéricas fechadas por prefeitos e governadores. Eu consegui resolver numa canetada. Estamos fazendo isso”, afirmou Bolsonaro, em frente ao Palácio da Alvorada.

    Em relação às igrejas, o decreto afirma que seu funcionamento deve seguir as recomendações do Ministérios da Saúde. Os templos vinham limitando suas atividades presenciais para evitar aglomerações e se valendo das tecnologias virtuais para fazer cultos e missas e assim diminuir os riscos de propagação do vírus. Com a decisão de Bolsonaro, elas ficam liberadas da quarentena. Em alguns locais, como São Paulo e Santa Catarina, igrejas foram à Justiça para garantir a realização de cultos.

    O decreto, porém, faz a ressalva de que as atividades religiosas devem seguir as orientações do Ministério de Saúde, que tem sido de evitar aglomerações e manter distanciamento social.

    O fechamento dos templos também tem sido alvo de críticas do presidente. “O que eu vejo no Brasil, não são todos, mas muita gente, para dar uma satisfação para o seu eleitorado, toma providências absurdas… fechando shoppings, tem gente que quer fechar igreja, o último refúgio das pessoas”, disse Bolsonaro em entrevista ao Programa do Ratinho, do SBT, exibida na noite de sexta-feira. “Lógico que o pastor vai saber conduzir o seu culto, ele vai ter consciência, pastor ou padre, se a igreja está muito cheia, falar alguma coisa. Ele vai decidir, até porque a garantia de culto, a proteção ao ambiente de culto, é garantida pela Constituição. Não pode o prefeito e o governador achar que não vai mais ter culto, não vai ter mais missa”, acrescentou.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Ministro da Saúde sugere adiamento das eleições por conta do coronavírus: ‘Vai ser uma tragédia’

    Partiu do pré-candidato a prefeito de São Luís, juiz federal aposentado Carlos Madeira (foto abaixo) a proposta de adiar as eleições municipais para o próximo ano considerando o momento de crise sanitária que vive o Brasil. Leia abaixo matéria do jornal o Globo sobre a posição do ministro da Saúde sobre o assunto:

    Jornal O Globo

    Em teleconferência com prefeitos neste domingo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, recomendou o adiamento das eleições deste ano. Mandetta disse que esse é o momento de o Congresso Nacional tratar o assunto, para que o combate à crise do coronavírus não seja contaminado pela ação política.

    O ministro fez a sugestão ao responder ao questionamento do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB). Coutinho pediu a liberação de recursos que, segundo ele, estariam sendo represados pelo estado do Pará, governado por Helder Barbalho (MDB).

    Ele indicou ainda que é preciso ter um diálogo aberto e eficiente entre os entes da federação.

    “Nós não podemos (repassar recursos) de forma desintegrada. Eu faço de um jeito, vocês de outro. Se não daqui a pouco vocês vão estar pagando mais para um médico de hospital A, menos para o hospital B. Tira enfermeiro de lá e traz para cá. Assim vai haver bateção de cabeça. Eu vou descentralizar e fazer com que vocês trabalhem o máximo liberdade”, disse Mandetta.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Aumenta número de mortes decorrentes da H1N1, em São Luís.

    A Secretaria de Saúde do Maranhão (SES) afirmou hoje, quarta-feira (11), o registro de mais um óbito em decorrência da gripe Influenza A (H1N1), sem informar que a morte de uma criança de dois anos foi no Hospital São Domingos. Oficialmente este foi o terceiro óbito na capital em 2020 pelos mesmos motivos.

    O Blog do Luis Cardoso obteve também a revelação de que nesta semana teve um óbito no Socorrão 2 decorrente da mesma infecção, mas nada oficialmente confirmado. Em São Luís, hospitais púbicos e particulares estão lotados com pessoas se tratando contra a gripe. Não existem dados oficiais, mas são fortes comentários que boa parte com H1N1.

    No caso da criança de dois anos, a SES informou que medidas de prevenção foram adotadas com medicamento aos cinco idosos que tiveram contato com a paciente.

    Enquanto no Brasil a preocupação com o novo coronavírus consome as autoridades de Saúde, a gripe H1N1 mostra-se mais letal que o Covid-19, tanto um lugares onde os casos estão confirmados ou não.

    Em 2019, foram registrados 3.430 casos de H1N1, com 796 mortes. Em 2018, computados de janeiro a maio, 222 óbitos. Conforme o Ministério da Saúde, essa gripe é altamente virulenta e de fácil transmissão.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    O coronavírus é nossa maior preocupação em saúde?

    R7

    No Brasil há doenças como dengue e febre amarela que possuem um grau mais elevado de letalidade do que o coronavírus

    Dra. Beatriz Quental Rodrigues*

    Coronavírus causa preocupação, mas Brasil tem outras doenças muito mais letais

    Nas últimas semanas temos observado uma grande preocupação no Brasil com o aparecimento de casos de infecção por um novo coronavírus que se originou na China, e que tem se espalhado por diversos países do mundo. Esta preocupação vem do fato de tratar-se de um vírus novo, com chances de infectar um grande número de pessoas, e cujas informações ainda são escassas.

    Entretanto, é importante que o Brasil não perca o foco em outras doenças infecciosas, como dengue, febre amarela e sarampo, com elevado potencial de transmissão no nosso país e, muitas vezes, causando casos graves e até mortes.

    No caso da dengue, segundo dados do Ministério da Saúde, em 2019, foram notificados 1.544.987 casos prováveis no país, com um aumento de 525% em relação a 2018. Desse total, 1.419 foram casos de dengue grave e 18.740 de dengue com sinais de alarme. Ocorreram 782 mortes, o que significa uma letalidade da forma mais grave da doença de 3,8%, mais elevada do que a descrita para o novo coronavírus até agora.

    No caso da febre amarela, entre 1º de julho de 2017 a 30 de junho de 2018 foram confirmados 1.376 casos no país e 483 óbitos. Ou seja, uma taxa de letalidade de 35%.

    Tanto o vírus da dengue quanto o da febre amarela são transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. Desta forma, é importante que o país adote estratégias para eliminação de focos do mosquito. Além disso, temos que nos preocupar com as estratégias de vacinação para febre amarela e sarampo, esta última doença transmitida por contato pessoa a pessoa.

    Não queremos, com isso, dizer que a infecção pelo Coronavirus não é importante. Mas é importante atentar-nos para doenças que estão em circulação no Brasil, com estratégias de prevenção bem estabelecidas e que não podem ficar esquecidas pela ansiedade causada pelo aparecimento deste novo vírus.

    *Dra. Beatriz Quental Rodrigues é médica infectologista e coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Moriah

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Secretário de Saúde informa que existem nove casos de Influenza em São Luís e um óbito

    Ao contrário do alarme sobre o Coronavírus, com 182 casos suspeitos e apenas um confirmado no Brasil, sem nenhum óbito até agora, a gripe Influenza, essa sim, tem dado preocupação para o sistema público de saúde. Já foram mais de mil vítimas em um ano no país. No Maranhão, um óbito e nove casos confirmados.

    Em entrevista dada hoje, segunda-feira (02) na TV Mirante, o secretário de Estado da Saúde, o advogado Carlos Lula (foto acima), falou sobre os casos suspeitos de Coronavírus no Maranhão e citou dois recentes, sendo que um já foi descartado. Apenas um segue sendo monitorado. Trata-se de uma jovem de 22 anos que continua sob estado de observação em uma UPA na capital.

    Lula disse que casos de Influenza, como as gripes A e H1N1 já somam noves só nestes dois primeiros meses de 2020 e informou que já teve um caso de óbito, sem revelar maiores detalhes. Ele acredita que os casos devem aumentar.

    O Hospital São Domingos, em nota ao Blog do Luis Cardoso, informou também que naquele local estão sendo tratadas vítimas da Influenza, mas não disse se houve algum óbito.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito Edivaldo reinaugura Unidade de Saúde da Família do São Francisco totalmente reformada

    O prefeito Edivaldo Holanda Junior reinaugurou, na manhã desta sexta-feira (28), a Unidade de Saúde da Família do São Francisco que passou por uma reforma estrutural e ganhou novas instalações, ampliando a capacidade de atendimento na atenção básica às comunidades do bairro e do entorno. Esta é a quinta unidade entregue dentro de um amplo pacote de reformas iniciadas no segundo semestre de 2019 em mais de 20 unidades de saúde. Na semana passada, dia 18, o prefeito Edivaldo reinaugurou o Centro de Saúde do Quebra Pote. As requalificações integram o eixo de reestruturação da rede municipal de saúde do programa São Luís em Obras.

    Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo reafirmou a importância da reestruturação dos postos para o fortalecimento da rede de atenção básica de saúde. “Seguimos cumprindo a entrega de uma unidade de saúde por semana. Semana passada, antes do Carnaval, reinauguramos o Centro de Saúde do Quebra Pote. Hoje, estamos entregando a Unidade de Saúde da Família do São Francisco. Estamos com obras em 20 de unidades, que estão passando por reformas estruturais, com ampliação da estrutura física, recebendo novos equipamentos, fortalecendo ainda mais o atendimento à população. É o programa São Luís em Obras permitindo também a reestruturação da nossa rede de atenção básica”, disse.

    REFORMA

    A Unidade de Saúde da Família do São Francisco foi totalmente reformada, com melhora na ambiência e no fluxo interno, além da criação de novos espaços. Foram executados serviços de reforma do telhado e piso. As instalações elétricas e hidrossanitárias foram substituídas, além dos equipamentos e tubulações que servem aos consultórios médicos. O centro também foi totalmente climatizado.

    A unidade ganhou quatro novos consultórios e foi também totalmente modernizada, passando a contar com prontuário eletrônico, que irá agilizar a marcação de consultas e exames. A sala de imunização foi informatizada e vai garantir um acompanhamento mais eficaz do cumprimento do calendário vacinal das crianças.

    A unidade conta com três equipes de Saúde da Família, serviço de Odontologia e equipe multiprofissional. A completa reestruturação vai possibilitar melhor funcionamento do espaço, que tem capacidade técnica para acompanhar 12 mil pessoas.

    A unidade também será contemplada pelo programa Saúde na Hora, do Ministério da Saúde, que irá possibilitar a ampliação do horário de atendimento. A partir de agora ela funcionará uma hora a mais durante a semana, das 7h às 18h, e passará também a atender aos sábados, das 7h às 12h, permitindo que quem não tem tempo de vir durante a semana possa ter acesso aos serviços no horário ampliado. Com isso, será possível oferecer atendimentos como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, aplicação de vacinas e pré-natal a um número maior de pessoas.

    MELHORIA DOS SERVIÇOS

    Para os usuários da unidade, os serviços vão melhorar ainda mais após a reforma. Taurina de Jesus Mendes Silva, que além de paciente da Unidade de Saúde da Família do São Francisco, é conselheira Municipal de Saúde, afirmou que o atendimento na unidade sempre foi muito bom, mesmo durante a reforma, mas agora vai ficar melhor. “Com a reforma a gente vai ter mais serviços, o horário de atendimento foi ampliado, então, com certeza vai melhorar muito, sim”, comentou.

    Analina Costa Pereira disse que a nova estrutura da unidade de saúde vai reforçar o trabalho que as equipes de Saúde da Família fazem nos bairros do entorno. “Com esta reforma vai melhorar muito, sim, porque os médicos já atendem muito bem todos os pacientes que vem encaminhados pelas equipes do Saúde na Família”, disse.

    REESTRUTURAÇÃO

    Por meio do programa São Luís em Obras a rede municipal de Saúde está sendo reestruturada e o atendimento na atenção básica reforçado e ampliado. Por meio do programa já foram totalmente reformadas e reinauguradas o Centro de Saúde Genésio Ramos Filho, a Unidade de Saúde da Vila Sarney, o Centro de Saúde do Quebra Pote e a Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde. Também já foram entregues alas do Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II) que foram reformadas

    Ao todo, mais de 20 unidades de saúde estão passando por reformas entre elas estão o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Alemanha e os centros de saúde da Cidade Olímpica, Santa Clara e Vila Bacanga entre outros equipamentos da área como a Escola Técnica do SUS.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.