Martelo batido

Não há mais o que discutir. Ou como diria a velha máxima: morreu maria preá! A maioria da bancada de oposição na Assembléia Legislativa fechou com o nome do deputado Edivaldo Holanda para o cargo de primeiro-secretário. No lugar de Holanda, no cargo de líder do governo, vai assumir o deputado Antônio Bacelar, que foi líder do governo Roseana Sarney.

Para ocupar a vaga de Marcelo Tavares, na liderança do Bloco governista, foi indicado o deputado Pavão Filho, que atualmente é o primeiro vice-presidente da Assembléia Legislativa.     

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Castelo quer aliado na Câmara

O prefeito eleito João Castelo avisou que na presidência da Câmara Municipal de São Luís, a partir de janeiro, prefere um vereador aliado, embora seja amigo de todos os que se reelegeram e do que se elegeram. Castelo informou que vai manter a posição de magistrado por entender tratar-se de um assunto interno dos vereadores.

“Acho que é uma questão da Câmara Municipal e todos os reeleitos e eleitos são amigos. Não tenho restrições a ninguém, mas evidentemente que prefiro um nome de um vereador aliado”, disse o prefeito eleito. Dos que estiveram com João Castelo nos dois turnos ou somente no segundo turno da eleição, são candidatos declarados até agora Francisco Carvalho, Gutemberg, Holanda Júnior e José Joaquim.

Do outro lado, o atual presidente da Câmara Municipal disputa o quarto mandato. Isaias Pereirinha participou de um jantar com 11 vereadores, na residência de Lourival Mendes. Na oportunidade, os presentes declararam apoio ao atual presidente. Na tarde de segunda-feira, Pereirinha anunciou mais uma adesão ao seu nome: o vereador Chaguinha.

Dos 13 vereadores que estão com o presidente Pereirinha, cinco podem seguir com uma terceira via a ser apresentada pelo prefeito João Castelo. Os cinco (Astro de Ogum, Lourival Mendes, Osmar Filho, Barbosa Lajes e Armando Costa) só não aceitam que o escolhido seja o vereador Francisco Carvalho.       

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Extensão da Litorânea

Durante a entrevista ao Bom Dia Maranhão, da TV Difusora, Jackson Lago anunciou a extensão da avenida Litorânea. A obra, segundo fui informado, será iniciada a partir do próximo ano e deve chegar até a praia do Olho D água.

O governador prometeu ainda a construção de diversas rodovias interligando cidades maranhenses, além de manter a parceria com a Prefeitura de São Luís. Lago informou que serão abertas novas avenidas na capital.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Jackson confiante

Em entrevista hoje cedo na TV Difusora, o governador Jackson Lago disse não acreditar que o TSE casse a vontade popular nas urnas da eleição de 2006. Lago voltou a criticar o grupo Sarney pela tentativa de querer tirar seu mandato no tapetão.

“Eles estão incomodados porque perderam o poder que exerciam há 40 anos no Maranhão, insatisfeitos pelo conjunto de obras que estamos executando, que é do agrado da população”, disse o governador.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Os cofres da Câmara

A Câmara Municipal de São Luís não pode reclamar que vive em crise financeira. Ao mês a prefeitura repassa algo em torno de R$ 3 milhões. A Câmara é composta por 21 vereadores, com salários que chegam a R$ 20 mil cada. Somados os vencimentos dos vereadores, não chegam a R$ 500 mil. E a sobra?

Depois que presidiu a Câmara Municipal de São Luís, o vereador Ivan Sarney entregou ao seu sucessor, Isaias Pereirinha, uma folha enxuta de funcionários, com mais de 600 demissões executadas. A folha de aposentados é paga diretamente pelo Executivo Municipal. Então, a sobra de caixa deve ser elevada, salvo engano.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Bidê na coordenação

A economista Sueli Bidê, que deixou o cargo de secretária municipal de Fazenda para sair candidata a vereadora e desistiu, voltou a ajudar o prefeito Tadeu Palácio. Foi indicada no sábado para ser a coordenadora da equipe que fornecerá todas as informações à equipe de transição de goveno indicada pelo prefeito eleito João Castelo.

Bidê teve hoje a primeira reunião com a equipe de Castelo. Não deu demonstração de que conhece tudo o que se passa pelos cofres da administração de Palácio. O prefeito havia prometido deixar em caixa, ao menos, uns R$ 30 milhões para o seu sucessor. Só que os recursos prometidos ainda estão em fase de liberação pelo Bird e BNDES. Ao vivo e a cores, nadica de nada.    

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ratos da Assembléia Legislativa

Com a mudança  da Assembléia Legislativa para a sede nova, os ratos estão desde sexta-feira fazendo a festa com o que restou. Eles estão presentes em gabinetes, anexos, salas de diretorias, no Comitê de Imprensa e até no plenário. Hoje, no período da tarde, um faxineiro de uma empresa contratada pela AL revelou que no domingo a festa virou bagunça. Ratos pulavam pelas cadeiras dos deputados, rolavam pela Mesa Diretora e defecavam na Diretoria Geral.

Garante o faxineiro que não tinha visto coisa igual em toda sua vida. Recorda que algumas vezes o prédio foi detetizado, mas os ratos se escondiam e apareciam no dia seguinte. O curioso: até quando estava tendo sessão plenária. São boticas, considerados do baixo clero, e o guabirus, do alto clero.

Na sala que imprime o Diário Oficial da Assembléia Legislativa, a convivência com os rabudos era harmoniosa. Para alguns deram apelidos carinhosos. Michael Schumacher sempre foi o mais temido. Nunca conseguiram assustá-lo. A velocidade do rato era impressionante. Pato, embora botica, deu muitos dribles nas canelas doa funcionários. Quem não teve sorte mesmo foi Rubinho Barrichello. Foi atropelado durante a mudança.

Boa parte dos funcionários que conviveu com os ratos acredita que muitos rabubos e boticas acompanharam a mudança, quer escondidos nos móveis transportados ou nas caronas de carrões importados. Os ratos que ficaram estão com saudades dos roedores que se foram. Os que ainda permanecem no prédio terão novos amigos, os vereadores e novos funcionários. Os que foram terão apenas que se adaptar a um prédio moderno e luxuoso, cujo valor – dizem – ultrapassa a R$ 100 milhões. Se toda essa grana fosse dividida entre os ratos que ficaram e os que se foram, a festa viraria farra. Ou melhor: a Ratofolia.      

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Gays municipais

Um levantamento feito por uma associação nacional de gays do Brasil aponta que no Maranhão apenas um vereador homosexual foi eleito pela Câmara Municipal de Paço do Lumiar. Não é verdade.

Só na Câmara Municipal de São Luís foram reeleitos dois e eleitos mais dois. Um eleito e o outro reeleito não disfarçam, enquanto os outros dois insistem em não assumir o que todos sabem.  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

As vagas da oposição

A bancada da oposição na Assembléia Legislativa perderá uma vaga na formação da próximo Mesa Diretora. A primeira-secretaria, cargo que dirige a Casa, vai mesmo ficar com a bancada do governo. O acerto não vem de hoje. Foi selado há mais de dois meses, entre os candidatos Marcelo Tavares e Edivaldo Holanda, na presença de um importante secretário da administração de Jackson Lago.

Sendo assim, a bancada da oposição ficará somente com três dos quatro cargos que ocupava. A bancada governista terá seis vagas. O negócio é que a oposição quer continuar participando do comando da Assembléia Legislativa, indicando o primeiro- secretário. Atualmente o oposicionista César Pires é o primeiro-secretário, com poderes de presidente. Ele assina todos os documentos com Evangelista, incluindo os pagamentos, além de ter acesso irrestrito a folha de funcionários.

Com o acordo selado pela bancada governista, Marcelo Tavares será o presidente e o deputado Edivaldo Holanda será o primeiro-secretário. Boa parte da bancada da oposição se convenceu da mudança, exceto Ricardo Murad, Max Barros, Raiumundo Cutrim e César Pires.   

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Primeira facada

A Mesa Diretora da Câmara Municipal vai determinar levantamento para saber o tamanho do volume de recursos que vai precisar para fazer a primeira reforma no antigo prédio da Assembléia Legislativa, na rua do Egito. As administrações Manoel Ribeiro, Tatá Milhomem  e João Evangelista gastaram mais de R$ 14 milhões em reformas na AL e o prédio continua com goteiras, defeitos na instalação hidráulica, sistema elétrico comprometedor e paredes rachadas. São as heranças do tempo.

Estima-se que para deixar o prédio que agora será ocupado pela Câmara Municipal de São Luís em estado de uso normal pelo próximos quatro anos, serão necessários recursos da ordem de R$ 10 milhões. Essa será a primeira facada que os vereadores pretendem colocar no pescoço do prefeito eleito João Castelo e a primeira de uma séria de sangrias no bolso do contribuinte.   

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.