Perícia confirma suicídio do médico Mariano e a autoria da carta deixada por ele

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa do Piauí divulgou hoje o resultado da perícia que confirmou o suicídio cometido pelo médico Mariano de Castro, cometido no dia 12 de abril deste ano, em um apartamento na cidade de Teresina. O delegado Francisco Baretta, titular da DHPP, informou também que os exames comprovaram também que a carta encontrada ao lado do corpo do médico é de autoria dele, o que deve causar insônia em alguns agentes públicos da Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão.

O médico, segundo o delegado, recorreu ao suicídio preocupado com as investigações federais sobre o desvio de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão, da qual ele era o principal acusado. As investigações, que correm sob sigilo, apontam a participação de diversos funcionários da Saúde, inclusive alguns mais graúdos.

Baretta informou que, com a morte do médico, a preocupação agora será transferida para os que participaram da corrupção com o dinheiro público no Maranhão. “Esse país não comporta mais corrupção e, por isso, os culpados devem ser investigados e punidos como determina a lei”, avisou.

Aguardem novas informações.

Desvio de dinheiro da Saúde: veja a relação das pessoas e empresas que tiveram as contas e os valores bloqueados

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Veículo que mais fatura do governo usa advogado para mentir sobre saúde do médico Mariano

Detentor da maior fatia da verba pública do Maranhão, o Jornal Pequeno, na pessoa do seu editor, foi escalado para fazer as mais absurdas defesas do Governo do Estado e, ao mesmo tempo, os mais canalhas ataques a quem denunciar ou mostrar erros de seu severo patrão. Atropela fatos, se descabela, vai ao desespero, e faz advogado refém, exatamente aquele que foi perseguido pela gestão Flávio Dino que pretendia encarcerá-lo no caso Sefaz: Jorge Arturo.

Em postagem de hoje, uma tira do JP, corretamente chamada de “O IFORMENTE”, o editor do jornal fez uma entrevista com o advogado Jorge Arturo  para que fosse negada a publicação aqui postada no Blog do Luis Cardoso em que amigos médicos revelaram o estado depressivo de Mariano depois que saiu da prisão e perdeu a esposa e amante ao mesmo tempo.

O JP, diz hoje que “informações prestadas  na noite dessa sexta-feira, pelo advogado Jorge Arturo Mendoza Reque Júnior” que “Mariano não tinha depressão”.

Ora, afinal foi sexta-feira 13, um dia depois da morte do médico que o azar incorporou no jornalista e advogado na montagem de mentira ou será ainda nesta próxima sexta-feira, dia 20? Primeiro que o advogado, além de não ser médico, confirmou na mesma entrevista que tratava as coisas do cliente Mariano de Castro com duas irmãs dele. E ainda não esqueceu de dizer que após deixar a prisão, o médico foi morar sozinho em Teresina. O Blog prefere acreditar na versão dos médicos que conviveram com Mariano.

O advogado se enrola todo quando fala das cartas. Ora disse que em outras entrevistas que na segunda carta o médico confirma que a primeira missiva é de autoria da vítima. Depois fala que a prisão domiciliar seria revogada logo, como se estivesse combinado com o Ministério Público Federal e a Justiça Federal ou, no mínimo, achava que o desvio de R$ 18 milhões de recursos públicos federais e nada fosse a mesma coisa.

Para completar, o advogado diz que não sabe se a esposa de Mariano havia se separado, embora diga que o médico estava morando sozinho em um apartamento, e que tratava as coisas do cliente com as irmãs dele. Mais uma prova de que nada sabia se Mariano vivia ou não depressivo.

O advogado foi perseguido pelo Governo do Estado na questão do que a Sefaz considerou como fraude tributária e denunciou ao Ministério Público. Se dependesse do governo e do PM, ele estaria hoje preso.

Jorge Arturo é um dos melhores advogados tributaristas deste país, mas a área criminal não é a  sua praia.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Além do constrangimento da prisão, o abandono pela esposa e amante levaram médico a ficar depressivo

Enquanto uns ficam afirmando que o médico Mariano de Castro teria recorrido ao suicídio por causa da publicação de trechos de cartas sobre o esquema que desviou R$ 18 milhões de verbas da Saúde do Maranhão operado por ele para beneficiar apaniguados do governo e outros insistem que ele teria sido vítima das investigações, ninguém se atentou ao fato de como ele vivia depois que deixou Pedrinhas para ficar em prisão domiciliar em Teresina.

O constrangimento da prisão, a exposição na mídia como o chefe de organização criminosa que atuava desde 2015 na Saúde, com o conhecimentos de seus superiores, o afastamento dos amigos e colegas de profissão, a solidão profunda.

Assim que as investigações revelaram que o médico beneficiava no esquema até uma amante, a esposa pediu a separação. E ainda por cima levou os dois filhos: seus dois grandes amores. A amante, quando soube que estava exonerada e sem condições de arrumar logo outro emprego, acabou imediatamente o romance.

Sozinho, ficou em definitivo no apartamento em Teresina. Vivia a maior parte do tempo trancado, mas com esperanças de que tudo pudesse acabar um dia e, após o encerramento do inquérito, fazer um concurso na área médica.

No meio do caminho os primeiros sinais de depressão que foram aumentando na medida em que temia voltar para a prisão, principalmente depois que desistiu de delatar todo o esquema e apresentar novidades.

E foi exatamente no dia 12 deste que, por volta das 19h, uma irmã de Mariano encontrou o corpo no apartamento. E como ele sonhos não realizados e fatos vividos e não revelados.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Jovem atira-se de viaduto e pede para falar com a mulher, em São Luís

Agora, ao meio dia, um jovem tentou o suicídio, atirando-se do viaduto da avenida dos Franceses. Ele não morreu, mas ficou com fraturas expostas. Assim que curiosos se aproximaram, ele pediu um celular para falar com a esposa. Os motivos ainda não foram revelados. Confira no vídeo abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governo entra em desespero no caso da morte do médico e imprensa amilhada se vira nos trinta

A briga e tentativa do Palácio dos Leões de desmoralizar o delegado da Polícia Federal, Wedson Cajé, responsável pela operação “Pegadores”, que desvendou desvio de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão, querem envolver até o Blog. Uma tira do Jornal Pequeno, de nome O Informente, disse agora no final da tarde que o Blog tentou criar elo entre a morte do médico Mariano de Castro, encontrado morto no dia 12 deste, e um pedido de Habeas Corpus feito pelo secretário de Saúde, Carlos Lula. Nenhum surpresa de quem só recebe as postagens prontas. 

O titulo da postagem do Blog do Luis Cardoso informava que o pedido do secretário foi dado entrada no mesmo dia da morte do médico, o que já foi corrigido. No texto, ao contrário, mostra uma coincidência da datas. O pedido de Lula chegou somente no dia 12 eletronicamente ao STJ, que despachou para o ministro Ribeiro Dantas, no dia 13, sexta-feira deste.

O documento publicado pelo Blog do Luis Cardoso mostra as fases em que o pedido começou a tramitar desde o dia 12, quinta-feira, data em que ninguém poderia adivinhar que o médico seria encontrado morto já no período da noite.

A morte de Mariano, que comandou os desvios dos recursos públicos para beneficiar fantasmas apadrinhados do governo, não se sabe ainda se foi por suicídio ou homicídio.

Porém, incomodou e muito o governo, tanto que armou sua artilharia midiática para em um coro só encontrar culpados e fuzilar quem pense diferente.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um ano depois do suicídio da jovem Thalia, que acusou o pai de abusá-la no Maranhão, nenhuma providência

No dia 14 de abril de 2017, às 22h53, o Blog publicava o suicídio da adolescente Thalia Mendes Meireles, 16 anos, que recorreu ao gesto extremo na sua residência, em Monção, por enforcamento. A morte chocou a cidade, amigos, e deixou muitos apreensivos com a carta em que ela escreveu um dia antes da morte. E acusou a causa que levou ao suicídio: os pais. A mãe pela negligência e falta de carinho e o pais por abusá-la sexualmente desde aos 12 anos.

A morta da adolescente chegou a ser atribuída ao “Jogo da Baleia Azul”, que consiste em um jogo com regras de automutilação, com desafios mortais, cujo objetivo é levar o participante ao suicídio.

A carta redigida por ela, no entanto, ao que parece, não teve grande importância. Tanto que o pai acusado pela adolescente não sofreu nenhuma investigação, até onde o blog foi informado.

Existe uma Página no Facebook (clique aqui) em que milhares de pessoas se juntaram e pedem até hoje justiça. Reclamam ao fato de que não houve perícia e a carta não foi levada à sério.

Em conversa com um dos maiores psiquiatras do Maranhão e do Brasil, ele disse que a depressão é a porta e entrada para o suicídio e que quem tira a própria vida normalmente está se vingando de alguém. Foi o caso de Thalia e outros que cometeram o gesto, querendo mostrar o sofrimento imposto por alguém ou alguma causa.

 A jornalista e psicanalista Paula Fontenelle, que teve um pai suicida, escreveu um livro sobre suicídio. Para ela, “quem quer se matar não quer terminar com a vida; quer terminar com a dor”. A dor do sofrimento que vive, a dor do constrangimento que passa.
Para um dos maiores filósofos do mundo, Friedrich Nietzsche ” a ideia do suicídio é vista como uma grande consolação, ajuda a suportar noites ruins”.

Jovem se suicida no Maranhão e deixou carta acusando o “pai” de tê-la abusado sexualmente

Leia na íntegra a carta da jovem que se enforcou:

“Eu sei que a decisão que eu tomei foi totalmente desqualificada e imoral. Quem diabos é para tirar a própria vida? 
Mas eu posso dizer uma coisa:Pra que serve o livre arbítrio?
A vida é minha, a essência é minha. Respeitem.

As pessoas passam a vida inteira julgando tudo que vêem. Jogam palavras que não voltam, olhares que machucam, rejeitam, maltratam, usam. Isso dói, tá legal? O ser humano vai guardando isso dentro de si até formar uma grande bola prestes a explodir. Você pode ver uma pessoa sorrindo, parecendo feliz, mas não se engane, sempre há coisas além. Por isso somos cegos. Nunca vemos além.

Aquela menina sentada de cabeça baixa tá precisando de ajuda. Mas o que as pessoas fazem? “Fulana está na bad”.
Que sociedade maldita. Como se tristeza fosse algo irrelevante, que nao precisa de atenção. Idiotas. Quando é tarde eles se perguntam o que tinha de errado.
Pais que não vêem seus filhos se cortando, se drogando, se destruindo. Escolas que não vêem o bulling debaixo do seu nariz.

Pais que estrupam os filhos, mães que humilham, irmãos que rejeitam.

Malditos. Malditos.

Tudo isso acima faz a mente humana enlouquecer, sabia? Ela definha, fica angustiada e cheia de coisas inexplicáveis, pensamentos perigosos. Você vê no jornal aquele jovem que matou inúmeros estudantes e julga. Já parou pra pensar o que levou ele fazer aquilo? Será que não foi a hipocrisia e idiotice da sociedade?
Essa sociedade que nos coloca em um lugar durante anos, em total humilhação e depois quer escolher um futuro pra nós.

Ninguém nunca vê. Até que é tarde.

Eu não queria morrer. Eu penso que tenho um futuro pela frente. Eu sei que tenho. 
Tnho mais amigos para fazer, mais músicas para escutar, mais pessoas para namorar, mais shows para ir. Tanta coisa.

Mas sabe o que eu e outras milhões de pessoas pensam sobre isso? 
“Eu não tenho força de vontade para continuar. Eu não sou forte, eu não consigo seguir em frente sem derrubar mais uma lagrima”.
Sejam mais gentis, por favor. Amem mais, ajudem mais, vêem mais, peguem na mão de pessoas que estão se afogando. Dê sua mão. 
Dê um sorriso.

Eu tenho inúmeros motivos para ter feito o que fiz. 
Meu próprio pai me abusou e foi por isso que eu morri por dentro. Eu fui morrendo durante dois anos. Fui vendo minha morte sem poder fazer nada a respeito. 
Quantos cortes eu nao fiz? 
Eu até apelei a drogas, o que não resultou em nada. 
Meu pai iniciou a destruição.

Minha mãe me tirou minha rotina e passou a assistir tudo em total inconsciência. Eu sei que ela via, mas quem disse que ela percebia? 
Ela era uma mãe tão atenciosa, o que aconteceu? Porque ela ficou tão alheia? Porque ela demonstra amar mais a meu irmão? Porque ela não me ama? Porque ela não me abraca e me beija assim como ela faz com meu irmão?
Porque ela me humilha por causa de um erro tão pequeno?
Porque ela não pergunta como foi meu dia na escola? Porque ela não quer saber o motivo de eu estar tanto tempo trancada no quarto? Porque ela não pergunta o motivo de eu usar tanta blusa de manga comprida?
Ela ta deixando eu morrer sem fazer nada. E eu não quero as lágrimas de meus pais. Eu sentiria nojo delas. Eu sentiria nojo porque eu passei a odiar meu pai e odiar minha nova mãe. Porque eu ainda amo aquela mãe que me abraçava e me beijava. É como se ela não me amasse mais porque fui usada pelo meu pai, como se ela sentisse nojo de mim. 
Sim, ela sabe do abuso, mas jogou pra debaixo do tapete. Assim como aquela maldita escola em que eu passei os piores momentos da minha vida.

Eu ja tentei suicídio outras vezes. E isso e é horrível, porque eu já sei a sensação.
Pensar em suicídio é uma coisa, mas planejar e ir no ponto é outra.
Dá aquele aperto no peito, aquela sensação de frio na barriga. “O que acontecerá depois disso?” Eu não acredito em deus, eu creio que depois disso não há nada.
Mas enfim, fazer isso é difícil. Eu sou muito covarde. 
Eu irei deixar muita coisa no mundo e o mundo ira perder muita coisa. Eu sou diferente. Eu sou uma daquelas pessoas que os outros precisam .
As vezes acho que sou hipócrita porque eu vejo pessoas depressivas e vou ajudar, dar conselhos, tirar a pessoa daquela situação. Mas eu não faço isso comigo. Porque não dá mais.

Droga, eu queria tanto ficar aqui. Porque ninguém me ajudou antes?

Ontem vi pessoas dizendo que a série 13 reasons why influência jovens a se suicidarem. Mas eu não acho isso.
Eu Estava planejando tirar minha vida a meses e essa serie só fez eu parar e pensar: Estou prestes a fazer algo muito idiota”. 
Sim, eu tinha desistido de tirsr minha vida por causa de uma série, mas depois algo mudou. Eu voltei com a decisão .
Então eu digo: Eu não me matei porque uma serie me influenciou, não pensem isso .

Eu me matei porque eu não aguentava mais existir assim. Eu ja estava morta, o que mais eu serviria nesse mundo? Uma garota totalmente sem essência, sem nada por dentro. Já imaginou  um oceano no meio da tempestade? O céu escuro? É assim dentro de mim. Mas tudo silencioso. Tudo muito destruído e silencioso. Tudo muito angustiante e doloroso. 
É dificil acordar de manhã e pensar:
“Mais um dia em que irei ter lembranças más” “Mais um dia ao lado de pessoas que não me amam, que me odeiam””Mais um dia sentindo uma imensa vontade de chorar em todos os momentos” “Mais um dia desejando morrer”

Então eu quero pedir que sejam mais tolerantes. Depressão não e é frescura. 
Não neguem ajuda a aqueles que estão angustiados, no fundo do poço.

E quando forem se lembrar de mim, pensem em uma Thalia verdadeira. Aquela feliz que vocês viam era total mentira.”

Adeus
Thalia Mendes Meireles.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Médico que foi encontrado morto pede perdão à mãe e reconhece que errou ao desviar recursos da saúde do MA

O médico Mariano de Castro, que foi encontrado morto por asfixia em seu apartamento em Teresina, na carta que fez do próprio punho pede perdão à mãe e aos amigos e diz que “por amizades inadequadas permaneci no erro” e que vai pagar pelo erro cometido. “É justo”, diz ele. Confira abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Nova carta-bomba do médico Mariano é encontrada pela PF no apartamento em que ele morreu

Antes mesmo do senador Roberto Rocha solicitar hoje ao Ministério da Justiça que determine à Polícia Federal investigações sobre a morte do médico Mariano de Castro, encontrado morto ontem por asfixia em seu apartamento em Teresina, a PF está no caso desde ontem. Agentes levaram computador, notebook, aparelho celular, objetos pessoais e uma carta feita pelo próprio punho.

Primeira carta deixada pelo médico Mariano.

Segundo informou ao Portal AZ o delegado Barêtta, da Polícia do Piauí, o corpo do médico foi encontrado por volta das 19h de ontem no apartamento ao lado de um fio  de extensão elétrica para tirar a própria vida. Próximo do corpo, uma carta, que se supõe seja um novo documento, em que entrega todas as pessoas do governo que sabiam ou participaram diretamente dos desvios de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão

A carta teria sido entregue aos federais que já estão no caso, além dos que continuaram investigando a farra com recursos públicos, que resultou na prisão do médico e de outros servidores da SES. Existem fortes comentários de que uma nova operação pode eclodir nos próximos dias no Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Caso do médico Mariano: amigos não acreditam em suicídio e IML de Teresina não descarta homicídio

Ao menos seis amigos do médico Mariano de Castro Santos, que apareceu morto ontem em seu apartamento no Ininga, em Teresina, em conversa com o titular do blog do Luis Cardoso, disseram não acreditar que ele tenha recorrido ao suicídio. No IML, segundo o Portal GP1 do Piauí, não existem ainda confirmações de que ele teria cometido o suicídio ou se foi homicídio (reveja).

Durante a madrugada de hoje, em conversa com médicos, a maioria disse que o médico já havia passado pela pior fase quando esteve preso pela PF (reveja)e depois encaminhado para Pedrinhas e que agora estava vivendo inteiramente para a família (tinha dois filhos).

“Ele era muito cheio de vida, um bom profissional, amigo leal. Sinceramente, não acredito que ele tenha recorrido a ao suicídio”, reafirmou hoje pela manhã ao Blog do Luis Cardoso, uma jornalista amiga do médico.

O Portal GP1, em postagem dos jornalistas Thais Souza e Brunno Suênio, informam que a coordenação do IML de Teresina, onde encontra-se o corpo de Mariano de Castro, que não foi possível identificar se o médico cometeu suicídio ou se foi assassinado. Ele morreu por asfixia, garante o médico legista, André Biondi Ferraz .

As investigações prosseguem pela Polícia do Piauí e por todo o dia de hoje será apontado como se deu a morte. O corpo dele foi encontrado na noite de ontem no apartamento. Até agora a família ainda não se pronunciou.

“O corpo chegou na noite e foi examinado pelo médico-legista. E a causa morte aparentemente está por asfixia, mas ainda está sendo delineado. A asfixia pode ser suicídio ou homicídio, mas ainda não dá para a gente antecipar. O mais adequado é a gente aguardar o laudo do médico-perito”, disse Ferraz.

Mariano foi investigado e preso pela Polícia Federal na operação “Pegadores” (reveja)como um dos principais operadores no desvio de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão. Ele escreveu uma carta em que compromete várias autoridades e chega pedir para que falem com o governador Flávio Dino e o secretário de Saúde, Carlos Lula. “A culpa não pode ficar só comigo”, diz em um dos trechos da carta (reveja).

Estranho suicídio hoje de médico operador do esquema que desvio R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão

“A culpa não pode ficar só comigo”, diz em carta médico que recorreu ao suicídio ontem

Desvio de dinheiro da Saúde: veja a relação das pessoas e empresas que tiveram as contas e os valores bloqueados

Curado, Luiz Júnior, Mariano, Ideide e Aragão têm prisões prorrogadas; dois foram postos em libedade

Operação da PF apurou desvio de recursos da Saúde do Maranhão em R$ 18 milhões

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

“A culpa não pode ficar só comigo”, diz em carta médico que recorreu ao suicídio ontem

A Secretaria de Estado da Saúde emitiu nota, no mínimo ridícula, querendo prestar solidariedade ao médico Mariano de Castro Silva, que recorreu ontem ao suicídio em seu apartamento, em Teresina,  por razão que ainda será melhor esclarecida e que pode envolver fatos e pessoas relacionados ao desvio de R$ 18 milhões de verba pública. “A culpa não pode ficar só comigo” (reveja), escreveu o médico pedindo que o aviso fosse dado ao governador Flávio Dino e ao seu secretário de Saúde, Carlos Lula, conforme publicação no Blog do Neto Ferreira.

Na nota, a SES direciona o fato lamentável da morte à Justiça Federal e remete também discretamente para a Polícia Federal, que fez a operação Pegadores, resultando na apuração de desvios de recursos e prisão do médico e outros agentes públicos de Saúde, fatos de pleno conhecimento dos dirigentes da Pasta.

Na carta feita pelo médico (revelada pelo Blog do Neto ferreira), ele cita nomes de autoridades políticas e empresariais, além de auxiliares do governo e até deputados.

Em um trecho, ele pede para  Rafael e Thiago… Para Pinto e Tema ir a Lula e Flávio Dino…“A culpa não pode ficar só comigo…”.

Em entrevista, a ex-secretária-adjunta da Saúde, Rosângela Curado, também presa pelo PF na mesma operação, que aguentou por muito tempo calada, disse que faltava ainda muita coisa para ser investigada, inclusive de gente graúda, sem se referir a nomes.

Por fim, a nota “repudia a postura adotada por alguns blogueiros maranhenses, que nesta hora de profunda dor, onde se exige o mínimo de humanidade e compaixão, produzem conteúdo sem o mínimo de ética e respeito”, querendo abafar as revelações em carta feita pelo médico.

Humanidade e compaixão faltaram ao governo quando deixou o médico pagando sozinho por ilícitos cometidos e compartilhados. Ética e respeito deveriam ter o governo que, vez por outra, aparece em escândalos nada republicanos.

Ver mais:

Estranho suicídio hoje de médico operador do esquema que desvio R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão

Desvio de dinheiro da Saúde: veja a relação das pessoas e empresas que tiveram as contas e os valores bloqueados

Curado, Luiz Júnior, Mariano, Ideide e Aragão têm prisões prorrogadas; dois foram postos em libedade

Operação da PF apurou desvio de recursos da Saúde do Maranhão em R$ 18 milhões

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Estranho suicídio hoje de médico operador do esquema que desvio R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão

O médico Mariano de Castro se suicidou hoje em seu apartamento, no Ininga, em Teresina. Ele foi investigado pela PF e preso na Operação Pergadores. Com ele, vários outros altos funcionários também foram presos. Sabedor de muitas coisas, ele chegou a escrever uma carta de punho em que pede que o governador Flávio Dino e o secretário de Saúde não deixem que ele pague sozinho o ilícito. A carta foi revelada pelo Blog do Neto Ferreira. 

Aguarde novas informações.

Mariano tinha lançado uma carta em que citava a cúpula da secretaria de saúde e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B).

Ver mais:

“A culpa não pode ficar só comigo”, diz em carta médico que recorreu ao suicídio ontem

Desvio de dinheiro da Saúde: veja a relação das pessoas e empresas que tiveram as contas e os valores bloqueados

Curado, Luiz Júnior, Mariano, Ideide e Aragão têm prisões prorrogadas; dois foram postos em libedade

Operação da PF apurou desvio de recursos da Saúde do Maranhão em R$ 18 milhões

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Farmacêutica comete suicídio em Timon

Olga Karollyny Teixeira Assunção Lira, de 29 anos, recorreu ao suicídio na cidade de Timon, no seu apartamento, no bairro Formosa, onde a família já teve farmácia. Desde sexta-feira que a farmacêutica não dava notícias e hoje familiares foram até ao apartamento e encontraram Karollyny enforcada. 

Os casos de suicídio a cada dia aumentam no maranhão neste mês de abril. Para que se tenha ideia, em uma semana três mulheres decidiram tirar a própria vida, sendo uma em Matões do Norte, outra em Matões e agora na cidade de Timon

Caso semelhante:

Afilhada de prefeito no Maranhão se suicida; 4 pessoas recorreram ao gesto extremo em março

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Página 1 de 41234