Blog divulga relação e valores dos candidatos maranhenses que receberam dinheiro da JBS

O blog publicou ontem a relação dos candidatos do Maranhão que receberam dinheiro da JBS em 2014, mas não havia divulgado os valores. Duas candidatas à Câmara Federal, Rose Sales e Rosângela Curado, negaram que tenham recebido, mas na prestação de contas junto ao TSE consta que cada uma levou da empresa para a campanha R$ 50 mil.

Hoje, o blog do Alan Ramalho, maranhense que reside em Brasília, publica nomes e valores. Confira abaixo:

Alan Ramalho 

Em matéria veiculada no  Blog do Luís Cardoso, Rosangela Curado e Rose Sales contestaram o recebimento de doações em dinheiro  da JBS nas eleições de 2014. As duas chegaram a criticar duramente a publicação e garantiram que jamais receberam qualquer valor daquela empresa. Entretanto, após pesquisa, garantimos a veracidade da publicação do blog

Pois bem, antes de fazerem a contestação, as candidatas certamente esqueceram de consultar, com seus respectivos contadores, se a afirmação de que receberam valores da JBS na campanha de 2014 era verdadeira, visto que consta em suas prestações de contas (Receitas) no site do TSE que ambas receberam sim doações da empresa.

Rose Sales recebeu o valor de R$ 50.000,00 e Rosangela Curado também o valor de  R$  50.000,00.

Veja no demonstrativo abaixo, o valor exato que cada candidato recebeu da JBS nas eleições de 2014 (fonte TSE)

Francisco Luis Escórcio Lima                  -R$ 50.000,00

Rosângela Aparecida Silva Barros         -R$ 50.000,00

Roseane Sales da Silva Moreira              -R$ 50.000,00

Rubens Pereira e Silva Junior                 -R$ 150.000,00

Weverton Rocha Marques de Sousa     – R$ 100.000,00

Julião Amin Castro                                     -R$ 100.000,00

Deoclides Antonio Santos Neto               -R$ 50.000,00

Davi Alves Silva Junior                              -R$ 1.000,00,00*

*R$ 700.000,00 pela JBS e 300.000,00 pela Seara

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sarney foi decisivo e aconselhou Michel Temer a não renunciar

Chamado às pressas pelo presidente Michel Temer, o ex-senador José Sarney foi ao Palácio do Planalto agora no período da tarde, conforme informações da Globo News. Sua opinião foi decisiva para que Temer anunciasse ao Brasil que não vai renunciar ao cargo.

Sem mandato, Sarney sempre é ouvido antes das tomadas de posições nacionais e, na maioria, quando as questões são as mais polêmicas.

Lula precisou por várias vezes de Sarney, assim como FHC e Collor de Melo e até Dilma em alguns momentos, exceto do seu impeachment.

Quando o então presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros andou sob o olho do furação, sendo ameaçado de renunciar o mandato a ser preso, foi Sarney quem o aconselhou a permanecer firme e negociar com as lideranças. E foi o que aconteceu.

Segundo informou um deputado federal muito ligado ao político maranhense, Sarney mostrou na reunião no Planalto o grave erro de gravar um presidente da República e achar que pode sair impune por causa de delações premiadas forjadas.

Segundo, Temer só pode renunciar se as acusações forem comprovadas. O presidente ocupou a rede nacional e anunciou que ficará no cargo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Presidente Michel Temer vai anunciar a renúncia

O colunista da Globo, jornalista e blogueiro Ricardo Noblat anunciou às 15h que o presidente Michel Temer vai renunciar. Confira abaixo:

“O presidente Michel Temer está pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deverá fazê-lo ainda hoje. Já conversou a respeito com alguns ministros de Estado e, pessoalmente, acompanha a redação do pronunciamento que informará o país a respeito.

Rodrigo Maia (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já foi avisado sobre a decisão de Temer. Ele o substituirá como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018.

A Secretaria de Comunicação Social da presidência da República suspendeu a veiculação de peças de propaganda do governo que estavam no ar ou que poderiam ir ao ar”.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

E agora Flávio Dino? STJ pode mandar afastar mandatos de governadores

Consultados pelo jornal Folha de São Paulo, ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), não descartaram a possibilidade da suspensão dos mandatos de todos os governadores  que serão investigados na Operação Lava Jato, inclusive o governador do Maranhão, Flávio Dino.
Flávio Dino é alvo de pedido de abertura de inquérito

O maranhense foi citado pelo ex-executivo da Odebrecht , José de Carvalho Filho,  de ter recebido R$ 200 mil em propina na eleição de 2010. Dino nega as acusações.

O STJ vai pedir diligências para a Polícia Federal, assim como pode ocorrer afastamento do cargo e até prisões se forem comprovadas as denúncias.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.