Sarney foi decisivo e aconselhou Michel Temer a não renunciar

Chamado às pressas pelo presidente Michel Temer, o ex-senador José Sarney foi ao Palácio do Planalto agora no período da tarde, conforme informações da Globo News. Sua opinião foi decisiva para que Temer anunciasse ao Brasil que não vai renunciar ao cargo.

Sem mandato, Sarney sempre é ouvido antes das tomadas de posições nacionais e, na maioria, quando as questões são as mais polêmicas.

Lula precisou por várias vezes de Sarney, assim como FHC e Collor de Melo e até Dilma em alguns momentos, exceto do seu impeachment.

Quando o então presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros andou sob o olho do furação, sendo ameaçado de renunciar o mandato a ser preso, foi Sarney quem o aconselhou a permanecer firme e negociar com as lideranças. E foi o que aconteceu.

Segundo informou um deputado federal muito ligado ao político maranhense, Sarney mostrou na reunião no Planalto o grave erro de gravar um presidente da República e achar que pode sair impune por causa de delações premiadas forjadas.

Segundo, Temer só pode renunciar se as acusações forem comprovadas. O presidente ocupou a rede nacional e anunciou que ficará no cargo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Sarney completa 87 anos e recebe de presente a certeza de que Roseana será candidata

Ao completar ontem, dia 24 deste, 87 anos, o ex-senador e ex-presidente da República, o maranhense José Sarney, ainda goza de muita lucidez e prestígio intelectual e político. O atual presidente Michel Temer foi até a casa de Sarney, em Brasília, para lhe homenagear.  E para completar a festa familiar, a filha Roseana confirmou que vai disputar o Governo do Maranhão.

A festa foi um encontro de família, como sempre acontece a cada ano, mas desta vez teve um sabor especial com a presença do presidente Michel e de várias lideranças políticas nacionais.

Sarney anda satisfeito com os resultados de pesquisas que o colocam em primeiro lugar na disputa para as duas vagas de senador pelo Amapá e ficou mais feliz ainda quando a filha Roseana confirmou mesmo que vai disputar o cargo de governador pelo Maranhão agora em 2018.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Governo já alugou prédio de Sarney para uma amostra por R$ 600 mil por oito meses

Em se tratando de aluguel de imóveis de aliados ou parentes, o governo de Flávio Dino perde feio para a gestão de Roseana Sarney. Além do aluguel do Shopping Jaracaty, de propriedade do ex-senador José Sarney, do marido Jorge Murad, Roseana alugou por R$ 600 mil a Fundação José Sarney por um período de oito meses para sediar a mostra dos 500 anos do Descobrimento do Brasil, entre o final de novembro de 2000 a julho de 2001.

Para quem não se recorda, o prédio do Convento das Mercês era pertencente ao Estado, mas  Sarney resolveu colocar todos seus apetrechos quando exerceu a presidência da República, além da biblioteca pessoal naquele local. E para isso criou a Fundação José Sarney, que mais tarde viria ser Fundação da Memória da República. A doação foi feita em 1990, pelo então governador João Alberto.

O curioso e que chamou a atenção foi o fato do governo doar o prédio e um ano depois  alugar o mesmo imóvel por R$ 600 mil para a realização da mostra. O evento foi organizado pela Brasil Connetcs, tendo como principal conselheiro o banqueiro Edemar Cid Ferreira, casado com a filha do então senador Alexandre Costa, e anos depois preso por ter dado golpe financeiro através do seu Banco Santos.

90 dias depois do evento, Sarney foi convidado especial de Cid Ferreira para uma excursão em Veneza, de onde ganhou do banqueiro quadros valiosos.

Conforme publicação da Folha de São Paulo, a mostra estava prevista para gastos da ordem de R$ 2,87 milhões, mas acabou saltando para R$ 4,3 milhões. Por isso, Roseana Sarney foi acusada por improbidade administrativa pela Corregedoria do Estado, mas acabou não resultando em nada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.