Como será a sucessão de Flávio Dino? Assista hoje os dois mais experientes analistas da política do Maranhão

    O programa De Papo com Cardoso acontece hoje a partir das 20h com as análises dos dois mais experimentados comentaristas da política do Maranhão , que desde o retorno da eleição direta para governador acertaram todos os vencedores. 

    Venha conferir com Luís Cardoso e Djalma Rodrigues a futura composição das bancadas federal e estadual, as chances de quem vai disputar a única vaga ao Senado Federal e se atualize com as novas informações sobre o tabuleiro da política para 2022.

    Fique atento e acompanhe o que pode acontecer até o final de 2021 e até 2 de outubro do próximo ano. Afinal de contas, Flávio Dino sai ou permanece no cargo até o fim do mandato.

    Venha ficar bem informado no De Papo com Cardoso, a partir das 20 de hoje, quinta-feira (21) no Instagram do @blogdoluiscardoso

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Para Cunha Santos: foi o corpo, mas ficaram o poeta e o jornalista

    Por Luís Cardoso

    Conheci Cunha Santos, que nos deixou ontem e foi enterrado hoje, pelas bandas do Tirirical (assim era chamado o hoje bairro do São Cristovão) nos idos de 70 e através do teatro. Como não poderia deixar de ser, o primeiro encontro foi testemunhado pela copo com cerveja. Os laços logo se afinaram.

    O Cunha era do tipo amigo de todos, mas forte e combativo contra as injustiças sociais. Nas mesas de bares nossas conversas eram sempre animadas por poemas cantados e declamados pelo bom companheiro. Nunca deu pra distinguir a manhã da tarde, a noite das madrugadas, ou de um dia após o outro.

    Era uma farra de bebidas, notícias, poemas e as estratégias para salvar os injustiçados, os menos favorecidos, os que passam fome e dos que nunca voltam pra casa por falta de lar. Cunha era muito emotivo e acabava me levando às lágrimas.

    Colaboramos no Jornal Pequeno ao mesmo tempo que escrevíamos uma página cada um no final de semana. As vezes eu sumia e Cunha Santos cobria a minha ausência ou vice-versa. Pior quando sumiam os dois para desespero da saudosa Josilda Bogéa, diretora administrativa do JP, dona do maior coração que já conheci. Acabava sempre nos perdoando.

    Como jornalista, Cunha Santos era bom no que fazia melhor: escrever. Foi um dos mais respeitados editorialistas do Maranhão. E um excelente repórter e analista de política que servirá de exemplo aos velhos e novatos na profissão.

    Como poeta continuará sendo um homem engajado, como seus poemas de lutas e escudos contra as injustas. Abaixo um poema de nosso querido Cunha Santos:

    Delirium tremens

    Eu ouço passos no absurdo

    pancadas secas no desconhecido

    marés se movem nos meus olhos

    mãos de areias na minha faringe

    tentam arrancar veias que eu amo

    A noite se move estranha

    Neva nesta “Casa”. É a morte

    rondando dentro dos copos

    mexendo nas canelas de aço

    que se acumulam nos meus pés

    Eu sinto fome: como meus dedos

    sacode-me um desejo santo

    de enforcar uma criança

    para evitá-Ia deste mundo

    Não conheço estas ruas

    nem sei mais de onde vieram

    as estacas com que me batem

    eu preciso desenhar a poesia

    eu preciso desenhar meu grito

    pois hoje, nem as palavras da lua

    far-me-ão descansar a caneta

    do martírio de dizer besteiras

    hoje eu sou uma choça de remorsos

    diferente: sim, porque não matei

    nem sequer premeditei a morte

    mas sou o local do crime!

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mais de 500 famílias da baixada maranhense, receberão títulos de terras, diz Junior Verde

    Na última semana, o presidente do Iterma, Júnior Verde , e servidores do Instituto, participaram de reuniões realizadas em 6 municípios maranhenses. O objetivo da participação do Iterma durante a reunião foi apresentar, às entidades parceiras, as ações de Regularização Fundiária que serão executadas nas regiões.


    Na oportunidade, o Iterma propôs parceria com os sindicatos rurais para contribuir na etapa de mobilização dos beneficiários, os quais são posseiros de imóveis rurais aptos a serem regularizados. Nessa etapa, as famílias rurais ficam informadas sobre os processos necessários para participarem da política fundiária. Aproximadamente 500 famílias da baixada maranhense serão beneficiadas com o título definitivo de propriedade.

    Com o título de propriedade, registrado em cartório, o agricultor pode acessar benefícios como o crédito agrícola, aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, indenização em caso de desapropriação, além de ter garantida a segurança jurídica da propriedade. “Outro fator importante da regularização fundiária é a possibilidade do Estado conhecer, detalhadamente, a sua malha fundiária, podendo planejar melhor as políticas públicas direcionadas para o meio rural,” destacou o presidente do Iterma, Júnior Verde.

    Atualmente, os municípios beneficiados com às ações voltadas à Regularização Fundiária são: Arari, São Vicente Ferrer, Viana, Pinheiro, Olinda Nova e Cajari. O trabalho, é resultado dos esforços da equipe do Instituto, voltados a promover a segurança jurídica e social das famílias rurais de municípios do Maranhão, por meio do título definitivo de propriedade.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    A força de Sarney no Maranhão e no Brasil

    O ex-presidente da República, José Sarney, disse que em política só existe uma porta: a de entrada. De deputado federal, governador, senador, presidente do Brasil o retorno ao Senado Federal como presidente do Congresso Nacional, o último cargo que exerceu quando decretou o encerramento da atividade pública, em 2014.

    Foram 60 anos na atividade pública, o político mais longevo da história do país. Sarney entrou pela porta da frente e saiu pela mesma entrada. Com mais de 90 anos de existência e 6 anos fora de cargo público, a velha frase persegue o político.

    Por mais que tente repousar ao lado da família, Sarney continua sendo a fonte onde muitos vão beber a voz da experiência. Assim tem sido com os ex-presidentes, desde Collor de Melo, Itamar Franco, FHC, Lula, Dilma, Támer e, por último com Jair Bolsonaro. Todos, sem exceção, tomaram e alguns ainda tomam a benção ao mestre Sarney.

    Lula entra pela manhã e antes da noite esfriar o dia, lá vem  Bolsonaro. Todos buscando aconselhamento e experiência para vencer obstáculos. Evitando mais assédios, o ex-presidente procurou o repouso e retomar as leituras na sua terra, sua paixão.

    Mas logo a campainha  do apartamento na Península é acionada. Sãos os velhos amigos e os políticos. O primeiro deles foi Flávio Dino, que recentemente retornou para pedir ajuda e voto do imortal e conquistar a cadeira de número 32, que era ocupada pelo saudoso pai, Sálvio Dino, na AML.

    Sarney recebeu todos os candidatos a governador e mais recente foi a vez do petista Felipe Camarão, acompanhado do deputado Roberto Costa (foto acima).  Sarney tem razão: política só tem a porta de entrada.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Conheça as novas leis publicadas a partir de proposições dos vereadores da Câmara

    A cidade de São Luís conta, a cada dia, com novas leis criadas pelos vereadores da Câmara Municipal para melhorar a vida das pessoas.

    Publicação é resultado do processo legislativo: projetos passaram pela apreciação das comissões, aprovação no Plenário e aprovação do Executivo / Leonardo Mendonça

    Na edição do Diário Oficial do Município (DOM) do último dia 8 de outubro, novas leis municipais foram publicadas, oriundas de proposições dos parlamentares, com o objetivo de ampliar debates sobre temas importantes e valorizar instituições que prestam serviços à população. Conheça abaixo algumas das novas leis:

    Conselheiros tutelares

    A Lei nº 6.926/21 incluiu no calendário do município o Dia Municipal pela Valorização dos Conselheiros Tutelares, após proposição do vereador Dr. Gutemberg (PSC). Em São Luís, são 50 conselheiros tutelares e 100 suplentes. A proposta visa ampliar os conhecimentos acerca do trabalho desenvolvido por esses profissionais, e, assim, valorizá-los.

    Conscientização sobre combate ao AVC

    Também por meio de proposição do Dr. Gutemberg foi instituído, no calendário de São Luís, o Dia Municipal de Prevenção, Orientação e Combate ao AVC (Acidente Vascular Cerebral), que também foi incluído no Calendário Oficial de Eventos do Município de São Luís. Com a instituição da data, será possível ampliar debates sobre o tema, que ainda gera dúvidas e desconhecimento em grande parte da população.

    Instituto Dica Ferreira

    Por meio de proposição da vereadora Fátima Araújo (PCdoB), o Instituto Dica Ferreira é considerado, agora, de utilidade pública, no âmbito de São Luís. O instituto foi criado para promover a melhoria da qualidade de vida dos moradores do Coroadinho e adjacências, que desenvolvem o empreendedorismo a partir das potencialidades comerciais do bairro, objetivando seu crescimento econômico e social.

    Igreja Evangélica Missão Celestial

    Com a Lei 6.930, também de autoria de Fátima Araújo, a Igreja Evangélica Missão Celestial Pentecostal também passou a ser considerada de utilidade pública.

    Instituto Adson Fernando Ferreira Araújo (IAFFA)

    Por meio da Lei nº 6.928, também passou a ser considerado de utilidade pública o Instituto Adson Fernando Ferreira Araújo, por meio de proposição da vereadora Concita Pinto (PCdoB).

    Acompanhe as redes da Câmara para continuar por dentro dos projetos discutidos na Casa e que impactam diretamente a sua vida.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Hildo Rocha defende conclusão da refinaria de Bacabeira: “ajudaria no controle de preços do diesel”

    Em pronunciamento na tribuna da Câmara, o deputado federal Hildo Rocha criticou, mais uma vez, a política de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras e defendeu a conclusão da refinaria de Bacabeira.  

    “Quando o Presidente Jair Bolsonaro trocou o Presidente da Petrobras, nós tínhamos a esperança de que o novo gestor da estatal, General Luna, mudasse a política de preços da empresa, mas ele mantém, não mudou nada e os preços, nas bombas de combustíveis, continuam sendo reajustados quase todos os dias”, destacou o parlamentar.

    Falta de investimentos prejudica os consumidores 

    Hildo Rocha ressaltou que a falta de investimentos faz com que os consumidores permaneçam totalmente dependentes da política global de combustíveis. “A Petrobras deixou de fazer os investimentos que deveriam ter sido feitos. Um exemplo é a refinaria de petróleo de Bacabeira, no Maranhão”, argumentou.

    Infraestrutura está pronta 

    O deputado enfatizou que o Governo do Maranhão, na época que a Roseana Sarney era a governadora, preparou toda a infraestrutura necessária para a implantação da refinaria.

    “A governadora Roseana, na época, cumpriu todas as exigências, todas as etapas imprescindíveis para a implantação do projeto. Comprou o terreno, fez a terraplenagem, implantou o linhão para o fornecimento de energia. Enfim, tudo que era preciso ser feito foi realizado. No entanto, nós continuamos comprando diesel de fora do Brasil, tendo petróleo, precisando apenas refinar esse petróleo. A cidade de Bacabeira já está esperando isso há muito tempo. A Petrobras, com o excesso de lucro que tem tido nos últimos anos, tem dinheiro suficiente para fazer a refinaria premium em Bacabeira”, sentenciou Hildo Rocha.

    Manifesto em defesa da Refinaria de Bacabeira 

    Rocha disse que em razão da evidente importância da Refinaria de Bacabeira, preparou uma documentação que já foi enviada à Presidência da República, à Petrobras e ao Ministro da Economia, mostrando a importância da construção dessa e de outras refinarias, para que o País deixe de depender da importação de óleo diesel e de gasolina.

    “O aumento frequente no preço desses combustíveis está impactando fortemente a nossa inflação. Nós já estamos com uma inflação de mais de 10%, o que é muito ruim, porque o pior imposto que o pobre pode pagar é a inflação — corrói a sua alimentação, corrói o seu poder de compra”, justificou Hildo Rocha.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Deputado Wellington apresenta projeto de lei que pode reduzir preço dos combustíveis no Maranhão

    O deputado estadual Wellington do Curso protocolou projeto de lei que visa reduzir o valor dos combustíveis no Estado do Maranhão. De acordo com a proposta, fica vedado utilizar o valor final do preço dos combustíveis como base para cobrança do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS no Estado do Maranhão.

    Ao justificar o projeto, Wellington destacou a necessidade de impedir a cobrança ilegal do ICMS no Maranhão, pois, atualmente, a alíquota incide sobre o valor final. Diante disso, a proposta do parlamentar altera a forma de cobrança para que a incidência do imposto seja sobre o valor do combustível que chega das refinarias.

    “Apresentamos um projeto de lei na Assembleia Legislativa para reduzir o valor dos combustíveis no Maranhão através da substituição do atual modelo de cobrança do ICMS que incide sobre o valor final que é o valor cobrado aos consumidores. Nosso projeto não diminui a alíquota do ICMS, só altera a forma de cobrança, que deverá incidir sobre o valor dos combustíveis que sai da das refinarias. Na hipótese de produção fora do estado, como é o caso do Maranhão, para efeitos de cobrança, será utilizado como base de cálculo o valor do combustível que chega em território maranhense. Dessa forma, alterando a forma de cobrança, consequentemente, irá reduzir o preço ao consumidor final. Essa é mais uma solução que encontramos para reduzir o preço dos combustíveis no Maranhão já que o governador se recusa a reduzir o ICMS. O projeto agora tramitará na Assembleia Legislativa e conto com os demais pares para sua aprovação”, disse o deputado estadual Wellington do Curso.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Urgente! Sargento é executado no São Cristóvão

    O sargento Mousaniel foi executado no final da noite de hoje (20) nas proximidades do Terminal do São Cristóvão em São Luís. De acordo com as primeiras informações o policial teria reagido a um assalto no posto Santana. Os suspeitos se evadiram do local com a pistola do PM. Essa foi a terceira morte contra policial militar em uma semana.

    Aguardem mais informações…

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    “Aumenta da pobreza no Brasil é culpa de Bolsonaro”, diz Zé Inácio

    O deputado Zé Inácio usou a tribuna para falar sobre duas datas muito importantes que merecem destaque e atenção, o Dia Mundial da Alimentação e o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, 16 e 17 de outubro respectivamente. 

    O parlamentar destacou que é fundamental erradicar a pobreza, garantir a produção de alimentos e principalmente colocar alimentos na mesa dos brasileiros. “O que nós temos visto nesses últimos anos, sobretudo agora no período do governo Bolsonaro, é o aumento da pobreza no Brasil e a consequência disso é o aumento da insegurança alimentar dos brasileiros”, disse.

    Atualmente o Brasil registra mais de 19 milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar, consequência da política econômica do Governo Federal que não tem garantido desenvolvimento econômico com inclusão social, nem uma política econômica que possa gerar emprego, visto os 14 milhões de desempregados.

    “Se não tem emprego, há uma volta da carestia, há uma volta da inflação, a consequência são as pessoas não terem como comprar o alimento, e muitos aí estão passando fome. Então, eu queria fazer esse destaque dizendo que é preciso que haja uma rápida mudança nessa política econômica que não prestigia o trabalhador, o povo brasileiro, e tem servido simplesmente para fazer uma política que agrada o capital especulativo, o capital internacional”, afirmou Zé Inácio.

    Ainda em seu discurso Zé Inácio comentou as tristes cenas que viralizaram na internet na última semana, onde pessoas avançavam em um caminhão de lixo atrás de restos de comida para poder matar a dor da fome. Cenas semelhantes também foram registradas no Rio de Janeiro, quando no último mês moradores da cidade recorreram aos restos de osso e carnes rejeitadas por supermercados para tentar matar a fome. Uma grave situação que atinge alguns dos maiores estados do país, como São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Rio de Janeiro.

    E finalizou dizendo “Nós precisamos debater a volta da pobreza no Brasil, fruto do desgoverno do Presidente Jair Bolsonaro. Precisamos discutir a alta dos alimentos que se dá paralelamente com o aumento da fome e da pobreza no Brasil. Hoje temos a carne, o arroz, o feijão mais caros, o botijão de gás, em algumas cidades chega a mais de R$ 120. A pobreza está generalizada no Brasil”.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.