Assédio sexual: Alunas e ex-alunos do Colégio Universitário apontam três professores

Nas redes sociais, os alunos e ex-alunos denunciam que o professor Francicarlos Veras Cardoso oferece boas notas em troca de sexo com os alunas e que até dentro da própria sala de aula ela, ele costuma fazer carícias mais ousadas nas adolescentes.

O movimento contra a atitude do professor ganhou as redes sociais até que a reitora da Ufma, Nair Portela decidiu afastar Francicarlos, até que tudo seja devidamente apurado. Mas as alunas e os pais ou responsáveis querem o afastamento definitivo do professor de Ensino Básico e Tecnologico, especialista em Química.

Francicarlos já foi diretor do Colun e, naquela ocasião, foi denunciado em 2013 por prática de racismo contra a aluna Wgercilene Martins que foi destratada por causa da cor e dos cabelos crespos.

Em 2018 ele pediu afastamento para tratar de depressão. Os alunos acham que foi uma artimanha para fugir das denúncias. Elas apontam ainda ao menos mais dois outros professores com o mesmo comportamento e que os nomes serão revelados por todas esta semana.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Grupos de famosas que atacavam Bolsonaro somem diante dos assédios de João de Deus

Eles fizeram passeatas em todo o Brasil engrossando o coro do #EleNão, contra Jair Bolsonaro, mas estranhamente as artistas famosas sumiram diante dos mais de 500 casos de assédios sexuais promovidos pelo líder espiritual João de Deus.
Elas espalhavam pelo Brasil que Bolsonaro era machista, racista e outros istas pedindo que as mulheres não votassem no presidente que foi eleito, apesar de toda ordem de manifestação.

Estranhamento elas estão no mais absoluto sigilo diante do maior casos de denúncias de assédio contra mais de 500 mulheres. São as mesmas que tiraram fotos e se diziam fãs de João de Deus; confira nas imagens abaixo:

previous arrow
next arrow
Slider

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Professor de futebol é condenado por abusar sexualmente de adolescentes

Denunciado pelo Ministério Público do Maranhão, o professor de futebol César Augusto de Mata Feitosa, mais conhecido como “Gerusa”, foi condenado a 28 anos e seis meses de reclusão pelo abuso sexual de dois adolescentes, no município de São João do Carú, e tentativa de abusar de um terceiro. Todas as vítimas participavam de um time de futebol coordenado pelo abusador e recebiam propostas de dinheiro para manter relações sexuais com ele.

imagem meramente ilustrativa

A condenação foi publicada em 10 de outubro deste ano. Os crimes ocorreram em 2016 e a denúncia foi oferecida, em outubro de 2016, pelo promotor de justiça Fábio Santos Oliveira, titular da Comarca de Bom Jardim, da qual São João do Carú é termo judiciário.

Um dos adolescentes, à época com 12 anos, manteve relação sexual com o professor, por seis vezes, sempre com promessas de receber entre R$ 20 e 50. O outro, com 15 anos de idade, admitiu à Polícia Civil que se relacionou com o professor de futebol por uma vez, em troca de dinheiro.

Um outro adolescente, de 15 anos, sofreu três investidas do abusador, que ofereceu R$ 50 em troca de relacionamento sexual, mas o fato não foi consumado.

Gerusa foi condenado de acordo com o artigo 217, do Código Penal Brasileiro: “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menos de 14 anos”. E também pelo artigo 218, do Código Penal Brasileiro, “submeter, induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual alguém menor de 18 anos”.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Policia prende pastor suspeito de aliciar menor de sete anos no Maranhão

José Gonçalo dos Santos Frazão, mais conhecido por Pastor Frazão, locutor de rádio e líder de audiência na cidade de Alto Alegre do Maranhão, foi preso ontem por acusação ter assediado uma menor de 7 anos. Os pais da criança acusaram o pastor evangélico.

A prisão foi determinada pela Comarca de Alto Alegre do Maranhão depois que o avó da menor falou do assunto para uma professora, tendo o caso chegado ao Conselho Tutelar, conforme o blog Francisco do Vale.

O evangélico nega as acusações e acha que pode ser perseguição política. A polícia continua investigando o caso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeito do PCdoB já fez sexo com 40 mulheres casadas nas macas de postos de saúde do PSF

Dr. Hilson, do Partido Comunista do Brasil (foto abaixo em momento de consulta sexual), é medico ginecologista e passou a ser acusado de atender no consultório filmando as pacientes nuas, inclusive com quais mantém relação sexual na maca de atendimento, sem que elas soubessem. São 40 mulheres casadas que ele já se relacionou. Agora, a Câmara Municipal vai pedir a cassação do mandato do taradão.

Em Uruburetama, no Ceará, não se fala outra coisa. Homens e mulheres gravaram áudios informando que o prefeito já transou com 40 mulheres e, inclusive, alguns maridos já estão separados. Umas infiéis garantem que foram sedadas, mas o prefeito afirms que tudo foi consentido e os vídeos mostram a forma natural como as amantes agiram na maca.

O Conselho Regional de Medicina foi acionado e recebeu vídeos e fotografias feitos pelo médico. Embora tente dizer que as imagens gravadas foram permitidas pelas pacientes, a situação do prefeito é complicada.

Diversas mulheres que se dizem vítimas dos político e médico deixaram o medo de lado e começaram a denunciar a situação de constrangimento a que foram submetidas. Aí o prefeito criou uma nova versão para o caso. Acusou a oposição de colocar câmeras escondidas no seu consultório, mas esqueceu que em uma das gravações ele aparece mexendo no aparelho para deixá-lo pronto.

Uma outra versão caiu por terra quando ele disse que todos os atos foram feitos no seu consultório particular, mas existem vídeos que mostram claramente o prefeito taradão fazendo sexo com suas pacientes em postos de saúde do PSF.

Segundo o site Ceará News, tudo era feito com o consentimento da secretária do médico, que também já foi prefeita da mesma cidade. Ela se retirava do local para o patrão ficar à vontade.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Apresentador de FM no Maranhão propõe sexo para jornalistas serem contratadas

Um apresentador de programa da Rádio Universidade FM, de nome Samir Ewerton, vem colhendo currículos de jornalistas para provável contratação à TV Metropolitana, que ainda vai ser instalada em São Luís, e oferecendo o “testo do sofá” ou sexo em outros lugares para quem desejar ganhar o emprego. São 48 pessoas assediadas que replicaram as conversas (propostas) do tarado e duas já registraram boletins de ocorrência na Delegacia da Mulher.  O Sindicato dos Jornalistas reagiu com nota repudiando a atitude; confira abaixo:

SINDICATO DOS JORNALISTAS

Companheiros

Diante da notícia da prática de atos ilegais de assédio sexual contra senhoras e senhoritas jornalistas, por parte de um radialista se dizendo preposto de uma empresa de comunicação, que estaria exigindo sexo em troca de vaga de emprego, solicitamos às vítimas que encaminhem a este sindicato, denúncias, através do e-mail :
[email protected]
Para que providências legais sejam formalizadas junto às autoridades competentes.
Agradeço a colaboração de todos e todas.

Douglas Cunhã
Presidente

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Suposto agressor de professora em Caxias registra queixa e diz que tudo é armação

Guilherme Fraga da Silva Amorim, 33 anos,morador da cidade de Caxias, foi acusado pela professora Luana de Souza Oliveira, 26 anos, residente no mesmo município, por supostamente ter lhe agredido com um soco e cusparada no rosto pelo fato dela não aceitar sair com ele. Silva também registrou um BO contra a suposta agredida e vai mostrar conversas pela internet em que a jovem diz que vai se vingar por não aceitar o fim do namoro.

Na foto acima, de vídeos gravados por Luana, chorando e afirmando que foi agredida com um soco, não é possível olhar sinais da violência. Ela disse ainda que estaria encontrando dificuldades para registrar a queixa na delegacia, fato desmentido por policiais.

O suposto agressor se defendeu ontem ontem à noite na delegacia, após pedir para a jovem largar de fazer armações com seu nome. Ele contou que tem testemunhas das ameaças dela após o fim do relacionamento e que irá amanhã na delegacia mostrar o conteúdo das conversas entre o casal quando ele já estava se separando de Luana.

Em Caxias o caso passou a ser o mais comentando e as pessoas aguardam o desfecho de tudo. Afinal, em que o leitor acredita? Nela ou nele?

Abaixo o Boletim de ocorrência feito por cada um:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

No MA, professora se recusa a sair com homem, levou socos, rosto escarrado, e não consegue registrar BO

Um ex-funcionário da Prefeitura Municipal de Caxias, de nome Guilherme Amorim, foi acusado pela professora Luana de Oliveira, que  diz ter sido agredida pela fato de se recusar a sair com ele. Amorim teria lhe dado um soco e uma cusparada. Ela tentou registrar uma queixa na delegacia, em vão.

Como não conseguiu registrar o Boletim de Ocorrência contra o agressor, Luana resolveu tornar o caso público  através de sua rede social e conta que foi agredida “pelo simples fato de ele querer sair comigo e eu dizer não. Eu disse não. Eu não quis sair com ele. Ele me deu um soco e cuspiu na minha cara”, afirmou.

Confira no vídeo abaixo o relato da professora. Como não consegue nem mesmo registrar um BO sobre a violência, sofrida, a professora não entende como nada em Caxias funciona.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.