Descaso do prefeito de Igarapé do Meio é exposto a nível nacional; alunos assistem aula em varanda

Por Blog do Neto Cruz 

O Jornal Hoje (TV Globo) deu destaque para a precariedade da educação ofertada pela Prefeitura de Igarapé do Meio(MA) a população.

Em matéria exibida na edição desta terça-feira (16), a reportagem mostrou a realidade das escolas em povoados do município, que não contam com estrutura adequada, sem banheiros e merenda para os alunos.

Há escolas funcionando em varandas, igrejas e outras com estrutura da barro, sem quadro negro e iluminação adequada, diferente do que aparece nas redes sociais do prefeito Almeida Sousa (PL), que está mais interessado em eleger a primeira-dama, Solange Almeida, para uma das 42 cadeiras da Assembleia Legislativa.

Veja o descaso total:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Invasão de terreno: documentos e fotos comprovam denúncias contra o prefeito de Barreirinhas

O Sr. Amilcar Rocha, prefeito de Barreirinhas, tentando contestar matéria publicada neste blog com o título “Prefeito de Barreirinhas patrocina invasão escandalosa”, publicou nota oficial através de sua assessoria.

Antes disso, o Sr. Maurício de Sousa ligou-me ao celular, apresentando-se como cunhado do prefeito, e depois enviou mensagens de áudio, insistindo que eu retirasse a matéria do blog. E que caso não o fizesse, sofreria “sanções”, inclusive jurídicas. Quanto à primeira matéria deste blog, reafirmo todo o conteúdo do que publiquei. E em respeito aos meus leitores, mostrarei aqui documentos que comprovam tudo o que afirmei. A invasão começou com a construção de um muro como mostra esta imagem do dia 20 de julho deste ano.


No dia 27 de setembro, o próprio prefeito de Barreirinhas, usando a matrícula geral da Prefeitura, sobrepondo-se à matrícula antiga e registro dos verdadeiros proprietários, manda registrar no cartório uma Concessão de Direito Real de Uso, em favor da Sra. Márcia Maria Rocha, (imagem 3), doando a área de mais de 3 hectares, de propriedade de outros e na área mais valorizada de Barreirinhas, para sua própria irmã.

Em seguida, o prefeito autorizou que máquinas a serviço da Prefeitura fizessem o alargamento de uma passagem que fica em frente ao terreno invadido pela irmã, e prolongassem esta rua até o rio Preguiças, a pretexto de abrir ali um porto improvisado de balsas, como mostra a placa ali instalada com a marca da Prefeitura de Barreirinhas.

E por fim, quem reconheceu e restituiu a posse aos verdadeiros proprietários da área, foi o juiz de Barreirinhas em decisão liminar cumprida por uma oficiala de justiça no último dia 04 de novembro, embora o cunhado do prefeito depois de resistir com tiros disparados pelo seu segurança contra um tratorista, ainda continue insistindo em desobedecer a ordem judicial mantendo forte esquema de seguranças na área. Tudo isso devidamente gravado em vídeo e fotos em meu poder, para usar em momento apropriado, caso as ameaças do Prefeito e de seu cunhado, de me processarem judicialmente se concretizem.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Éguas!!! Prefeito de Ribamar contratou a Clasi Segurança Privada por mais de R$ 29 milhões

Um contrato milionário chamou a atenção entre o Município de São José de Ribamar e a Clasi Segurança Privada. As cifras ultrapassam a R$ 29 milhões por um período de um ano com o objetivo de prestar segurança para as escolas e à Secretaria de Educação.

Embora tenha um quadro de guardas municipais bem treinados para garantir a segurança dos prédios públicos, como as escolas e secretarias, Julinho Mocotó, como é conhecido o prefeito em Ribamar, fez o acerto, sem se preocupar com os olhos dos Ministério Público e nem com o Tribunal de Contas do Estado. A propósito, bem que os dois órgãos fiscalizadores poderiam olhar o contrato.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Em cidade administrada por médico, homem morre amarrado por negligência médica em hospital público no Maranhão

Uma imagem chocante registrada no Hospital Geral Municipal de Codó gerou revolta em familiares de Joacir da Silva Nascimento Filho, de 42 anos. Ele morreu, segundo parentes, por negligência médica após dias internado no HGM.

Paciente morreu amarrado no leito do hospital em Codó

O paciente ficou amarrado desde o dia 11 de setembro, sábado, no leito do hospital após dar entrada na unidade por sofrer um acidente de trânsito. Na última segunda-feira (13) Joacir foi a óbito. Familiares ainda tentaram uma transferência mas não conseguiram.

A filha da vítima chegou a receber orientação por parte das enfermeiras que amarraram o paciente de que não deveria gravar imagens do local.

De acordo com o diretor do HGM, Emílio Matos, a responsabilidade em amarrar o paciente foi única e exclusivamente do médico de plantão.

Já a Prefeitura de Codó, administrada pelo médico Dr Zé Francisco, permanece calada!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Fraude: Empresa ganha licitação para travessia São Luís/Cujupe sem possuir nenhum ferry-boat

Surgem fortes indícios que a licitação para os ferrys-boats é carta marcada e bola cantada com objetivo de tirar a concessão dos atuais proprietários das embarcações da Servi Porto e conceder a terceiros “amigos “ do governo formado por grupos econômicos que já trabalham para o governo do Maranhão em outras atividades. Portanto, “tudo em casa”.

Foto Reprodução

O Artigo 90 da Lei 8.666/93 prevê crime conhecido como fraude a licitação cuja conduta consiste em adulterar ou impedir o caráter competitivo do procedimento licitatório, com objetivo de obter vantagem no resultado do certame. Será que não é forçar demais já começar com um apontamento jurídico?

A empresa CELTE NAVEGAÇÃO, que apresentou a maior oferta no processo de licitação para exploração dos serviços de travessia São Luís/Cujupe para os dois lotes da concorrência, tinha valor mínimo de R$ 1.568.570,34, a um valor máximo de outorga para os dois lotes de R$ 15 milhões (algo não muito comum quando a concorrência é pequena). Entretanto, pasmem, não possui as 4 embarcações exigidas para realizar a travessia.

Esta empresa é conhecida dos paraenses por possuir apenas um conjunto balsa/empurrador autorizado a fazer travessias de veículos pela ARCON/PA, agência reguladora daquele estado, que carregam muitos veículos, mas não possuem ferreys boats e sua balsa/empurrador não é capaz de realizar a travessia entre São Luís e Cujupe. Aliás, lá pelas bandas do Pará já foram reportados alguns incidentes com a empresa nos anos de 2019 (saiba mais nos links https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/05/02/cabos-de-empurrador-rompem-e-balsa-tomba-em-barcarena.ghtml)

Foto Reprodução

Acontece que a Serviporto, que está sob intervenção há quase dois anos, foi impedida pelo próprio governo que não permitiu que ela alcançasse as condições de competir nesta licitação.

A segunda colocada foi a Internacional Marítima, que cotou para os dois lotes, por conseguinte se a Internacional é concorrente e se a Serviporto foi impedida de participar da licitação por estar em intervenção, renovada no mês anterior, de quem serão os ferrys que a CELTE NAVEGAÇÃO vai apresentar? Uma indagação procedente.

Será que a Medida provisória nº 360 publicada em 11 de agosto de 2021, que teve sua tramitação em menos de 24 horas na assembleia e que visa colocar dinheiro publico na suposta recuperação de embarcações da Servi porto em apenas 15 dias antes da licitação tem alguma a coisa a ver com este acordo?

O fato é que a medida provisória, já transformada em lei em tempo recorde vai usar dinheiro publico e mandar a conta para os acionistas da Servi Porto com juros e correção monetária e se não pagarem o governo toma os barcos sem pagamento, numa espécie típica de regimes comunistas.

O certo é que com essa licitação fajuta e duvidosa os barcos depois serão arrendados pelo estado aos “amigos” vencedores da melhor oferta da concorrência, que não possuem nenhum barco ferry boat. Uma armação previamente acertada, ao que parece.

Aliás, o indicio de fraude ocorre desde a audiência publica que foi somente uma com convidados e não aberta a participação popular de quase 3.500.000 pessoas da baixada. Não teve nem 50 pessoas no ar em momento algum, contando com os convidados. Uma montagem arquitetada para continuar impedindo a Servi Porto de permanecer servindo os bons serviços prestados na travessia.

Aguardem na edição de segunda-feira, 13, nova postagem com mais detalhes desse tenebroso caso que envergonha o Maranhão diante dos olhos cegos e ouvidos surdos do Ministério Público.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Wellington pede esclarecimentos à Azul e ANAC sobre deficiente impedida de embarcar em voo no aeroporto de São Luís

O deputado estadual Wellington do Curso oficiou a Companhia Aérea Azul e a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, solicitando esclarecimentos sobre o que levou a empresa a impedir o embarque da passageira Irenice Cândido, mulher com deficiência, em voo no aeroporto de São Luís.

Foto Divulgação

Ao justificar a solicitação, o parlamentar destacou o desrespeito que ainda é constante com as pessoas com deficiência e afirmou que cobrará providências da ANAC e do Ministério Público através da Promotoria da defesa da pessoa com deficiência.

Solicitamos esclarecimentos da Companhia Aérea Azul sobre os motivos pelos quais a passageira Irenice Cândido foi impedida de embarcar em um voo no aeroporto de São Luís. Segundo relatos, a companhia alegou que o problema era a bateria da cadeira de rodas e que a mesma não poderia ser transportada, causando constrangimento à passageira que possui um estado de saúde delicado. No entanto, apesar da negativa da empresa, a cadeira estava em conformidade com os requisitos definidos pela Agência Nacional de Aviação Civil e com as próprias normas contidas no site da companhia área. Diante disso, solicitamos esclarecimentos da empresa e iremos solicitar providências da ANAC e da Promotoria de defesa da pessoa com deficiência. Apesar dos avanços, ainda há graves violações de direitos básicos das pessoas com deficiência e iremos tomar todas as providências a fim de que o dano causado seja reparado”, disse o deputado estadual Wellington do Curso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ribamarenses já pagaram quase R$ 10 milhões em iluminação pública só em 2021

Blog Maramais

Prefeitura cobra duas vezes a mais do que se gasta por mês com iluminação pública. Falta boa vontade do prefeito para reduzir a taxa e sobra cobrança.

A prefeitura de São José de Ribamar já arrecadou só no ano de 2020, período em que a maioria das famílias não estão conseguindo manter as contas em dia, quase R$ 10 milhões de reais só com a taxa de iluminação pública, e a previsão, até o final do ano, é que esse montante chegue a R$ 16,5 milhões arrecadados.

Além do saldo deixado pela gestão passada, o município vem arrecadando muito mais do que precisa para a manutenção e ampliação da Iluminação Pública. Quem paga por isso é o ribamarense.

Os dados são oficiais do portal da transparência e podem ser consultados por qualquer cidadão clicando aqui.

Ainda de acordo com dados fiscais, nesse mesmo período, apesar de ter arrecadado exatos R$ 9.842.967,22, o município gastou menos da metade desse valor com iluminação pública.

Como se pode ver, o município gasta menos da metade do que arrecada mensalmente com Iluminação Pública.

Baseado nesse levantamento, se o prefeito Dr. Julinho (PL), quisesse, poderia encaminhar ao Poder Legislativo, projeto de lei reduzindo a taxa de contribuição pela metade ou instituindo ampliação na faixa de isenção às famílias inscritas em programas sociais.

Para registro, a SJR Iluminação do Futuro, empresa prestadora do serviço de iluminação pública no município, recebeu até o momento cerca de R$ 4,2 milhões em pagamentos, menos da metade do que é arrecadado mensalmente.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

“Em meio à pandemia, o Detran gastou quase R$ 700 mil só em diárias para comissionados e outros ”, denuncia deputado Wellington

O deputado estadual Wellington do Curso voltou a expor, nesta sexta-feira (30), mais uma imoralidade cometida no Departamento Estadual de Trânsito no Maranhão (Detran/MA). Dessa vez, trata-se da intitulada “farra de diárias”, comprovadas por informações disponíveis no Portal Transparência, que atestam o total de R$ 696 mil em diárias distribuídas desde 2020 até o presente momento.

Ao expor as informações, o deputado Wellington chamou a atenção para o fato de que, durante o ano de 2020, a maior parte das atividades foi desenvolvida à distância, em virtude da pandemia, inexistindo motivos aparentes para a concessão das diárias.

“Estamos aqui com informações, retiradas do Portal Transparência , que atestam que, de 2020 para cá, o Detran gastou R$ 696 mil só em diárias. Não faz sentido ter a concessão de diárias, se em 2020, as atividades, em sua maioria, foram desempenhadas à distância. Em meio a pandemia, o Detran gastou quase R$ 700 mil em diárias para comissionados e outros. Diária pra quem? Por quê? Já oficiei o presidente do Detran para que justifique tais gastos”, disse o deputado Wellington.

As informações apresentadas pelo deputado Wellington foram retiradas do Portal Transparência e demonstram que, em 2020, o Detran gastou R$ 375 mil em diárias e, no primeiro semestre de 2021, R$ 321 mil.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Time de futebol faz de ônibus escolar bar ambulante em Itaipava do Grajaú

Um escândalo para a educação da cidade de Itaipava do Grajaú o time de futebol do Povoado Jatobá, fez do ônibus escolar um tipo de bar ambulante, onde jovens adolescentes e crianças se misturam a uma baderna sem tamanho no interior do carro, enquanto viajam.


O ônibus voltado apenas para educação virou transporte de jogadores e ainda por cima com mal comportamento e mal exemplo, a denuncia foi feita na rede social por moradores da localidade. Em um vídeo enviado à nossa equipe você ver imagens do espetáculo dentro do veiculo escolar, misturado à latas de cervejas Brahma e adolescentes bebendo.

O caso pode ser apurado pelo Ministério Público, uma vez que além de ilegal o ato dentro do veiculo escolar, ainda continha crianças no meio da baderna. A prefeitura de Itaipava do Grajaú também deve apurar o caso e esperamos uma nota de esclarecimentos por parte da Secretaria de Educação, o fato pega mal e pode ter conseqüências no âmbito estadual.”

Vídeo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Medicamentos são flagrados sendo transportados em caminhão boiadeiro em Mirinzal

Por Neto Ferreira

Um carregamento de medicamentos foi flagrado sendo transportado em um caminhão boiadeiro (veículo de carregar animais) no interior do Maranhão.

Foto Reprodução

O destino da carga era o Hospital Municipal, gerenciado pela Prefeitura de Mirinzal, comandada por Amaury Almeida.

Em consulta ao Portal da Transparência do Município e ao Sistema do Tribunal de Contas do Estado, a reportagem apurou que até o momento não foi divulgado os contratos de aquisição de medicamentos celebrados pelo Executivo de Mirinzal.

O Ministério Público, por meio do promotor de Justiça de Mirinzal Frederico Bianchini Joviano dos Santos, afirmou que a denúncia do transporte inadequado dos produtos será devidamente autuada e investigada.

A secretária de Saúde, Larissa de Maria Schalcher Mendes Almeida, se pronunciou sobre o caso e afirmou que os medicamentos foram entregues de forma inadequada e não corresponde ao solicitação na licitação.

Larissa Almeida, esposa do prefeito, disse ainda que ao constatar o erro notificou a empresa fornecedora para que os medicamentos fossem devolvidos e substituídos. A gestora também frisou que a Vigilância Sanitária foi chamada para fiscalizar os produtos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

No Maranhão, corpo de vitima da Covid-19 é transportado por ambulância que carrega pacientes

Um fato vem virando rotina em várias cidades do Maranhão: corpos de vítimas da covid-19 estão sendo transportados em ambulância que atndem normalmente pacientes e sem o processo de desenfecção. Um exemplo recente ocorreu na cidade de Benedito Leite. 

Prefeito de Benedito Leite, Ramon Barros, talvez finge que não tem conhecimento, mas bem recente uma ambulância (foto acima) saiu de Uruçuí (PI), que faz divisa com Benedito. O carro do município maranhense foi buscar um corpo numa funerária do Piauí.

Ouça abaixo a denúncia feita pelo vereador João Paulo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.