O médico Mariano de Castro se suicidou hoje em seu apartamento, no Ininga, em Teresina. Ele foi investigado pela PF e preso na Operação Pergadores. Com ele, vários outros altos funcionários também foram presos. Sabedor de muitas coisas, ele chegou a escrever uma carta de punho em que pede que o governador Flávio Dino e o secretário de Saúde não deixem que ele pague sozinho o ilícito. A carta foi revelada pelo Blog do Neto Ferreira. 

Aguarde novas informações.

Mariano tinha lançado uma carta em que citava a cúpula da secretaria de saúde e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B).

Ver mais:

“A culpa não pode ficar só comigo”, diz em carta médico que recorreu ao suicídio ontem

Desvio de dinheiro da Saúde: veja a relação das pessoas e empresas que tiveram as contas e os valores bloqueados

Curado, Luiz Júnior, Mariano, Ideide e Aragão têm prisões prorrogadas; dois foram postos em libedade

Operação da PF apurou desvio de recursos da Saúde do Maranhão em R$ 18 milhões

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.