Dos 17 presos pela operação “Os Pegadores”, que apurou o desvio de R$ 18 milhões da Saúde do Maranhão, cinco tiveram prorrogadas as prisões temporárias. São eles: Rosângela Curado, Antonio Augusto Aragão, Ideide Lopes, Mariano Castro Silva e Luiz Marques Barbosa Júnior. Outros dois foram colocados em liberdade: Marcus Eduardo Alves Batista e Péricles Silva Filho. foram soltos por habeas corpus acatado pelo desembargador federal Ney  Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.. .

A determinação da permanência na prisão foi da juíza federal Paula Souza Moraes, da 1ª Vara Criminal.  A prorrogação é para que seja dado continuidade ao processo de investigações e que mais suspeitas possam ser comprovadas.

O médico Benedito Silva Carvalho havia sido liberado antes por problemas de saúde;

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.