A democracia tem sido instrumento constitucional desrespeitado pelo grupo político de Jr do posto (PRB) na até então pacata cidade de São Domingos do Azeitão.

Situada a 625 km da capital São Luís. Seu processo eleitoral tem sido marcado por ataques, ofensas e crimes nas redes sociais. As pesquisas de intenção de votos e a amarga rejeição popular do grupo tem causado ira e revolta dos seus cabos eleitorais e apoiadores que partem para agressões, calúnias, injúrias e difamações.

Denúncias no Ministério Público, ações judiciais eleitorais, notificação policial não tem sido o suficiente na tentativa de evitar esse comportamento hostil e desequilibrado do grupo do posto que não aceita a situação desconfortável em que se encontra politicamente. Depoimentos de populares que temem represálias são chocantes: “o candidato Júnior do posto diz que leva esse eleição nem que seja na bala.” Assim se posicionou um morador de São Domingos do Azeitão que pediu sigilo de sua identidade.

O último acontecido do grupo Júnior do Posto, hoje tido como terrrorista por plantar o temor e a desordem na cidade foi cometer agressão com tijolada, como mostra o vídeo. Um partidário do mesmo, ex-detento preso em flagrante com roubo de carga de combustível arremessando um tijolo num popular foi o autor do crime, como exposto no vídeo.

Denúncias apontam que o caos está instalado na cidade com o grupo do terror do candidato que conforme depoimento de populares anda cercado de pistoleiros e homens armados.
Apoiadores e partidários envolvidos em escândalos de assassinatos que respondem por processos judiciais estão no mesmo grupo político amedrontando a população.

Um desses apoiadores é o empresário Iron, que assassinou uma criança, e responde em liberdade, conforme matéria jornalista.  A cidade vive momentos de angústias com a perseguição, intimidação e tratamento desrespeitoso com a qual os munícipes nunca tinham presenciado antes.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.