O governador do Maranhão se vangloria a cada aparição pública ou sempre nos artigos em que escreve na sua imprensa amilhada para lembrar que paga regularmente os salários dos servidores públicos estaduais. Não faz nada mais e nada menos que a obrigação dele enquanto gestor. Só para refrescar a memória do comunista, atravessamos os governos de Castelo, Cafeteira, Lobão, Zé Reinaldo, Lago, as gestões de Roseana, sempre com os salários em dia.

Realmente, hoje, apenas sete estados estão cumprindo o calendário normal de pagamento dentre os 26 estados da federação e mais o Distrito Federal. Aqueles que não pagam em dia receberam as finanças quebradas em razão de incompetência administrativa ou por causa de desvio de muitos milhões, a exemplo do Rio de Janeiro.

Flávio Dino encontrou um estado enxuto, finanças equilibradas, com um percentual bem abaixo do limite de gastos com pessoal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Tanto que lhe permitiu até aumentar um pouco mais com a aquisição de novos concursados na PM e Civil.

O governador de plantão recebeu da gestão passada quase R$ 3 bilhões para investimentos em asfalto, Saúde e Educação. Tanto que criou o Mais Asfalto, vem reformando escolas, acabando de construir o que Roseana Sarney deixou faltando até menos de 5% na Saúde para ser inaugurado.

Com dois anos e meio de governo não conseguiu ainda emplacar uma obra estruturante, daquelas que deixam a marca do gestor. Ele imagina que pagar os salários regularmente é um grande feito e pretende entrar para a história somente por isso.

Todos os governos acima mencionados, só para refrescar a memória de Flávio Dino, deram aumentos ou reajustes salariais para todos os servidores, sem discriminar ninguém, nenhuma categoria. O comunista só aumentou dos seus apaniguados.

São dois anos e meio sem nenhum centavo a mais nos salários da grande massa dos trabalhadores no serviço público. Nadica de nada. Pode entrar para a história sim, como quem abarrotou os cofres para campanha de reeleição e se esqueceu de aumentar os salários de quem serve o Maranhão inteiro.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.