O fato aconteceu nesta madrugada de quinta-feira quando o casal chegou e já haviam discutido fora do QG do Calhau. Novamente voltaram as agressões verbais mútuas. O coronel, bastante revoltado, partiu pra cima da militar /16 e as marcas ficaram pelo corpo da jovem soldada Alexandra.

Logo cedo da manhã, outro coronel levou a agredida para uma sala e tentar abafar o caso. Até o momento permanece tudo no mais absoluto sigilo e a policial não registrou nenhum Boletim de Ocorrência.

Esta não é a primeira vez que acontecem agressões entre o superior e a subordinada. A soldada já chegou até a ser transferida para Pinheiro, mas retornou.

Os comentários são fortes e é o que se ouve nos cantos do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.