OABA Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou, na última terça-feira (29), o desempenho das instituições de ensino superior com base nos participantes que realizaram o Exame da Ordem.

Em 1° lugar no ranking ficou a Universidade de São Paulo (USP) – Ribeirão Preto com 91,18% de aprovação. Em 30° lugar, houve empate entre a Universidade Federal de Uberlândia e a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), as duas apresentaram índice de 65% de aprovação.

Na lista composta pelas 30 faculdades com maior índice de aprovados no exame da OAB, com mais de 10 participantes na prova, aparecem cinco instituições do Nordeste: Universidade Federal do Ceará (16ª), 73,39%; Universidade Federal do Pernambuco, polo localizado na Praça Adolfo Cirne, Centro, (18ª), 72,22%; Universidade Federal do Rio Grande do Norte (21ª), 69,77%; Universidade Federal do Pernambuco, polo localizado na Avenida Professor Moraes Rego, Cidade Universitária, (28ª), 65,91%; e a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (30ª), 65%.

MARANHÃO

No estado do Maranhão houve 2367 inscrições, de alunos e ex-alunos de 19 instituições de ensino superior. Na 1ª fase da prova, compareceram 2294 pessoas. Deste total, apenas 458 foram aprovados no Exame.Isso representa um índice de 19,96% de aprovação.

A faculdade com o pior desempenho foi o Instituto de Ensino Superior do Maranhão (IESMA), em São Luis. Dos 32 alunos inscritos, só 1 foi aprovado, ou seja, 3,13% o desempenho da instituição. Um dos índices mais baixo do Brasil.

Os polo da UEMA de Bacabal e São Luís obtiveram 100% de aprovação. Em Bacabal, o único aluno que realizou a 1ª fase conseguiu ser aprovado no Exame. No Campus de São Luís, 2 alunos realizaram a 1ª fase e conseguiram passar na 2ª.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.