O presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão, Mozart Baldez, informou agora à tarde ao Blog do Luis Cardoso que a juíza Andréa Lago, da 1ª Vara Criminal será representada ao Conselho Nacional de Justiça e sofrerá duas ações, sendo uma por danos morais e outra criminal por ter dado voz de prisão a um advogado durante audiência, chamando a polícia, e ter mandado ele calar a boca e se retirar da sala. A magistrada disse que o advogado foi quem lhe deu voz de prisão.

Baldez disse que as as garantias das prerrogativas do advogado Tufi Maluf foram desrespeitadas e que a juíza cometeu abuso de autoridade durante a audiência no Fórum do Calhau, na manhã de ontem. A magistrada informou à imprensa que o advogado estava com tom de voz alterada, falando sem parar, se dirigindo de modo afrontoso e que lhe daria voz de prisão e negou ter dado voz de prisão ao advogado.

Confira o vídeo da confusão entre a juíza e o advogado:

Capitão da PM age de forma truculenta e agride advogado em Bom Lugar

Delegado de Coroatá abusa da autoridade, agride e prende ilegalmente advogado‏

Ex delegado de Coroatá recorre ao suicídio

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.