Pesquisa ESCUTEC aponta que 72% do eleitorado do Maranhão tá nem aí para eleição de governador

    A pesquisa realizada pelo Instituto Escutec mostra um dado preocupante: apenas 28% dos eleitores já escolheram em que votar. Ao passo que 62%  estão desligados na escolha do governador e 10% não vai votar em ninguém. Os números são assustadores quando a pesquisa mostra o cenário espontâneo.

    A pesquisa ouviu 2 mil eleitores entre quinta (17) e essa terça-feira (22). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, para o total da amostra, e o nível de confiança é de 95%.

    O levantamento foi encomendado pela TV Mirante e foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número MA 03951/2022.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Ministério Público aciona 13 candidatos de “fachada” nas eleições de 2020, no Maranhão

    Ministério Público do Maranhão (MPMA) ajuizou, nesta quinta-feira, 18, Ação Civil por ato de improbidade administrativa contra 13 servidores municipais de Bom Jesus das Selvas (termo judiciário de Buriticupu) que registraram candidaturas de “fachada” a vereador nas eleições de 2020.

    Os funcionários públicos solicitaram afastamento temporário (de 15 de agosto a 15 de novembro de 2020) de suas funções, não realizaram atos de campanha ou não obtiveram votos, mas continuaram a receber remunerações normalmente, causando danos no valor de R$ R$ 166.491,11 ao erário municipal.

    Na Ação, assinada pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Buriticupu, Felipe Augusto Rotondo, são citados os servidores Ernando Barbosa, Gildásio Silva, Hagamenon Moura, Francinaldo Sampaio, Antonio da Conceição, Maria Silma Nunes, Aldo Mendes de Paula, Jânio Abreu, Erismar Sousa, Marconio Gomes, Francisco Reis Silva, Antonio de Freitas Filho e Stephanne Sousa.

    INFRAÇÃO PENAL

    A ACP foi motivada por Procedimento Preparatório Eleitoral (PPE), instaurado em dezembro de 2020, com base em denúncia do senhor Jorge dos Santos Silva. O PPE foi encaminhado à 1ª Promotoria de Justiça de Buriticupu pela 2ª Promotoria de Justiça daquela comarca (que também exerce função eleitoral).Para apurar possível infração penal eleitoral dos servidores públicos municipais, a 1ª Promotoria de Justiça de Buriticupu instaurou, em outubro, Notícia de Fato sobre a questão.

    O MPMA pediu informações à Justiça Eleitoral sobre o registro das candidaturas e a quantidade de votos obtidos pelos candidatos. Pelo menos, quatro candidatos não tiveram votos, o que mostra que nem votaram em si mesmos.

    Cinco postulantes obtiveram somente um voto, três receberam dois votos e o restante dos candidatos teve sete votos.“Os servidores públicos se licenciaram para concorrer a cargo eletivo e forma livre consciente, com fim de receber remuneração sem exercer as funções dos cargos, não praticaram atos de campanha eleitoral, obtiveram votação ínfima ou inexistente. Assim, se enriqueceram indevidamente em razão do cargo que exerciam, se apropriando das verbas municipais sem contraprestação dos serviços para os quais foram nomeados”, enfatiza o promotor de justiça, na Ação.

    PEDIDOS

    Além do ressarcimento do valor do dano causado, o Ministério Público pede a condenação dos acionados à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio e da função pública, além da suspensão dos direitos políticos até 14 anos.

    Outras punições são o pagamento de multa civil no valor do acréscimo patrimonial e a proibição de contratar com o Poder Público ou de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, por, pelo menos, 14 anos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    PELA ORDEM: Advocacia militante reage a divisão interna na OAB/MA e lança pré-candidatura independente

    As eleições da OAB/MA, previstas para ocorrerem ao final de novembro, já movimentam o meio jurídico e social maranhense. São muitas as reuniões, eventos, visitas a escritórios e repartições, tudo no intuito de agremiar a advocacia do Estado.

    Foto Divulgação

    Este ano, de modo inédito, a atual gestão da ordem encontra-se desgastada e dividida em duas frentes.

    O grupo do atual presidente da seccional, Thiago Diaz, lançou o nome do diretor tesoureiro, Kaio Saraiva.

    Já o presidente da Caama (braço social da OAB) Diego Sá, rompeu com a gestão e também se colocou à disposição da advocacia maranhense para o pleito.

    Porém, ambos foram eleitos juntos nas últimas eleições e causa espanto a advocacia maranhense o racha dentro da OAB/MA.

    “É sabido que os gestores públicos tem que ter o desprendimento de suas questões pessoais, a fim de que possam dialogar e construírem pautas eficazes aos que representam. Porém, isto não acontece mais dentro da OAB/MA, a briga é pelo poder” Afirma Lucas Mota, advogado.

    Como forma de reação, um grupo independente de advogados, de todo o Maranhão, vem se reunindo e optaram pelo nome do Advogado Misael Rocha Junior para representar uma candidatura alternativa, que possa representar a advocacia militante.

    Assim, criaram o grupo PELA ORDEM. Palavra e prerrogativa que se traduz em um chamado de advertência para corrigir algo que está errado.

    A advocacia reclama que “no período mais difícil da pandemia, onde os escritórios estavam fechados e os clientes escassos, não fora realizada nenhuma política de inserção ao mercado de trabalho, sequer reduzida a anuidade”, afirma Samyr Waquim, um dos advogados coordenadores do PELA ORDEM.

    Misael Rocha Jr afirma que “ao contrário, às vésperas das eleições, a seccional oferece capacitação gratuita e a Caama entrega token gratuito” e complementa “não seriam muito mais úteis essas medidas no período em que a advocacia estava isolada? Não temos dúvida que nossos gestores poderiam pensar na advocacia fora do período eleitoral”

    O grupo afirma que a instituição só voltará a ter o protagonismo de outrora quando ouvir e saber reconhecer as novas problemáticas e os novos anseios da advocacia militante.

    O nome escolhido pelo grupo, Misael Rocha Jr, é o mais jovem dentre os candidatos, mas nem de longe o menos experiente.

    Reconhecido por ser um advogado criminalista apaixonado, conta com atuação reconhecida em grandes júris e operações em todo o Brasil.

    Misael aos 19 anos fundou o centro acadêmico de direito da universidade CEUMA e foi seu presidente por dois mandatos consecutivos. Após formado, presidiu a comissão de jovens advogados da OAB/MA, onde teve um trabalho que o levou a ser indicado pelo conselho federal da OAB a vaga titular da entidade no conselho nacional de juventude da Presidência da República.

    O grupo encontra-se em larga expansão, com agendas programadas ao interior do estado e definindo as propostas com base na realidade da advocacia.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Eleições presidenciais: Bolsonaro lidera e Flávio Dino aparece em penúltimo; confira

    Para o desgosto de quem apostou que Sérgio Moro, fosse liderar as primeiras pesquisas tão logo deixou o Ministério da Justiça e saiu disparado contra o atual presidente da República, Jair Bolsonaro é o líder absoluto. Conforme os números da pesquisa realizada pelo Instituto Paraná, Bolsonaro ganharia de Lula e de Moro; Flávio Dino teve o nome citado, mas em penúltimo em um cenário em que aparece nove pré-candidatos. Confira abaixo: 

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Eleitor tem menos de um mês para regularizar título

    Agência Brasil

    Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até 6 de maio para regularizar a situação. Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

    Além de ficar impedido de votar, o cidadão que tem o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

    O prazo também deve ser observado pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento.

    Com o fim do prazo, o cadastro eleitoral será fechado e nenhuma alteração será permitida, somente a impressão da segunda via do título será autorizada. A medida é necessária para que a Justiça Eleitoral possa saber a quantidade de eleitores que estão em dia com o documento e poderão votar.

    No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Cada turno equivale a uma eleição.

    Como regularizar 

    Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo à sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada multa de R$ 3,51 por turno a que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina no dia 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

    A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro. Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês. Cerca de 146 milhões de eleitores estarão aptos a votar.

    Apesar dos transtornos causados pela pandemia do novo coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que o calendário dos procedimentos preparatórios das eleições está mantido.

    Na última semana, a presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, criou um grupo de trabalho para avaliar os impactos da pandemia na Justiça Eleitoral.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Drª Maria Félix lidera disputa pela Prefeitura de Cajari

    Presidente do diretório municipal do PDT, a Drª Maria Félix lidera, em todos os cenários, a disputa pelo comando da Prefeitura de Cajari, na região da Baixada Maranhense.

    Foi o que revelou pesquisa de intenção de votos do Instituto Escutec, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 03313/2020, e, cujos números, foram divulgados na edição do Jornal O Estado do Maranhão desta sexta-feira (14).

    No cenário estimulado – aquele no qual é apresentado ao cidadão o nome do pré-candidato – Maria Félix obteve 46% da preferência do eleitorado cajariense, sete pontos percentuais à frente da atual prefeita.

    Padre Paulo marcou 5%, seguido de Dr. Ítalo, com 4%. 4% disseram não saber responder. 2% disseram que não votariam em nenhum dos pré-candidatos.

    Na espontânea – aquela na qual é apresentado ao eleitor o nome do pré-candidato – Maria Félix também aparece na frente com 36% da preferência.

    Rejeição- A atual prefeita, Drª Camyla (PSDB), possui uma gestão reprovada pela ampla maioria dos moradores do município.

    Segundo o levantamento, 58% dos entrevistados afirmaram que Cajari está caminhando no rumo errado.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Bela Vista escolhe prefeito e vice no domingo, 12

    Eleitores de Bela Vista do Maranhão retornam às urnas no próximo domingo, 12 de janeiro, para eleger o prefeito e vice-prefeito da cidade. Concorrem aos cargos os candidatos José Augusto Sousa Veloso Filho (vice Josiel Roseno Oliveira), Daniel da Conceição Silva (vice José Arthur Freitas Correia) e Geilton da Silva Coelho (vice Francisco Nonato Sousa).

    Estão aptos a participar do pleito 9.204 eleitores inscritos na Justiça Eleitoral até o dia 14 de agosto de 2019. Eles vão votar em 38 seções de 13 locais de votação. A votação ocorrerá durante o período das 8h e 17h e o eleitor deve comparecer à seção eleitoral portando documento oficial com foto. Uma alternativa, para quem tem a biometria cadastrada, é apresentar o aplicativo e-título, que pode ser baixado no celular.

    Para esta nova eleição, o TRE – MA disponibilizou ao cartório eleitoral da 77ª zona o apoio necessário, inclusive de pessoal técnico, e a magistrada que comandará o pleito é Luciany Cristina de Sousa Ferreira Miranda.

    Em caso de dúvidas, o eleitor pode ligar para o número 0800 098 500, entre 8h e 18h, ou procurar o cartório eleitoral da 77ª zona, localizado em Santa Inês.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Bacabalenses vão às urnas domingo para eleger conselheiros tutelares

    No próximo domingo (6) os eleitores de Bacabal vão votar para escolher os novos Conselheiros Tutelares do município. A votação será realizada das 9h às 17h. Trinta candidatos e candidatas disputam 10 vagas. Serão eleitos 5 conselheiros para o Polo I e 5 para o Polo II.

    O Conselho Tutelar é um órgão permanente, com autonomia funcional e é formado por cinco membros eleitos pela comunidade para mandato de quatro anos.

    Os membros do Conselho Tutelar exercem suas atividades em regime de dedicação exclusiva, em jornada de 40 horas semanais, (de 08:00 ás 12:00 e de 13:00 ás 17:00), sem prejuízos do atendimento em regime de plantão/sobreaviso, assim como a realização de outras diligências e tarefas inerente ao órgão.

    De acordo com a Lei Municipal nº 734/94, a remuneração do conselheiro tutelar será de 01 (um) salário mínimo vigente, para uma carga horária semanal de 40 (quarenta) horas semanais.

    Apesar de não terem vinculo empregatício com o Município, é assegurado ao Conselheiro Tutelar o direito a cobertura previdenciária, gozo de férias anuais remuneradas, acrescidas de 1/3 (um terço) do valor da remuneração mensal, licença maternidade, licença paternidade e gratificação natalina.

    Veja a relação dos candidatos com o número que devem ser votados:

    Candidatos do Polo I

    42 ELIETE MENDES DA SILVA RODRIGUES
    43 IRIS QUEILA FERREIRA DA CRUZ COQUEIRO
    89 JULIANA DUARTE BARBOSA
    56 LAÉRCIO COSTA ALVES
    67 LEILA LUZ NOGUEIRA GOMES
    47 MARIA LÚCIA SOUZA DA SILVA
    78 MARIA DO SOCORRO ALVES DA CUNHA
    48 SÔNIA PENHA LEITÃO VALETIM
    10 SUÊNIA RÚBIA VERAS
    41 VALDENEIDE DO NASCIMENTO SILVA DE OLIVEIRA

    Candidatos do Polo II

    13 ADAILZA PEREIRA DE SOUSA
    14 ALINE ANTONIA SILVA DA COSTA
    15 ANDRÉA DE FREITAS BATISTA
    16 CECILIA VIANA VALE NETA
    17 DANIELA PEREIRA DINIZ
    18 ELIANE FRAGA DA SILVA
    19 INGRID ARAÚJO DA SILVA
    20 JOSELIA COELHO PEREIRA PINTO
    21 MARIA ELIZANGELA RODRIGUES DA SILVA
    45 MARIA IVONETE PAIVA BARROS
    23 MARIVALDA CUNHA SILVA
    24 MARIA DA CONCEIÇÃO ALVES COELHO
    25 MARIA DA SÉ DE JESUS LIMA COSTA
    26 MARIA MÔNICA MACHADO DO NASCIMENTO
    27 OZIANE SILVA OLIVEIRA
    28 RAIMUNDO SENILSON LIMA REIS
    29 ROZIMEIRE PEREIRA BARBOSA SILVA
    30 VIVIANE DA SILVA SOUZA
    31 VIVIANE DE SOUZA SILVA
    32 YANNE MARIA DA SILVA

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Eleição de conselheiros tutelares será realizada em Rosário neste domingo

    Será realizada neste domingo, 6 de outubro, a eleição de conselheiros tutelares do município de Rosário. Podem votar todos os eleitores rosarienses devidamente em dia com a Justiça Eleitoral. O voto, porém, é facultativo.

    Ao todo, 23 candidatos disputam cinco vagas, com mandato de quatro anos. O trabalho de um conselheiro tutelar é o atendimento a crianças e adolescentes cujos direitos estejam ameaçados ou violados.

    Esta é a segunda vez que eleições para conselheiros tutelares acontecem de forma unificada em todo o Brasil. A primeira foi em 2015 em decorrência de uma alteração no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ocorrida três anos antes, quando se estabeleceu o voto direto para a função.

    A posse dos eleitos ocorrerá no dia 10 de janeiro de 2019. Confira a lista de locais de votação em Rosário, distribuídos em escolas/zonas eleitorais.

    • I. Joel Duarte Santos – São Simão
    • Jaime tavares – São Simão
    • Januário Carvalho – São Simão
    • I. Escola 7 de Março – Curimatá
    • I Teixeira de Freitas – Itamirim
    • I. Nossa Senhora do Rosário – Nambuaçu de Cima
    • I. Escola Amália Saldanha – Nambuaçu de Cima
    • I. Manoel Silva Cantanhede – Miranda
    • E. Escola Ivar Saldanha – Lentel
    • E. Miguel Arcangelo Marques – Bom Tempo
    • I. Território do Amapá – Providência
    • Escola Municipal Concita Cantanhede – Juçaral
    • I. Deputado Ivar Saldanha – São João do Rosário
    • E. Municipal São Francisco – Jenipapeiro
    • I. Jorge Henrique Rocha – São Miguel
    • E. Miguel Arcanjo – São Miguel
    • E. Manoel de Sousa Filho – Mato Grosso
    • I. Solar Santa Fé – Pirangi I
    • E. Benedito de Jesus – Humaitá de Cima
    • I Salustiano Santos – Itaipu
    • E. Santa Luzia – Santa Luzia
    • I. Maria José Macau – Centro
    • E. Maria de Lourdes Nina Pinheiro – Sapucaia
    • Centro de Ensino Monsenhor Luís Alves Madureira
    • I. Benedito Leite
    • Centro de Ensino Raimundo João Saldanha
    • I. – Joaquim Santos
    • Colégio Municipal Siló Aquino
    • E. Profª Teresinha Almeida
    • Maria das Mercês Teixeira – Bairro Cidade Nova
    • I. Crispim Rodrigues – Bairro Paraíso
    • Escola Kleper Aquino – Bairro Ivar Saldanha
    • I. Profª Luisa Sousa Gomes
    • Centro Comunitário urbano de Rosário
    • I. São Camilo de Leis – Bairro Malvinas
    • Escola Municipal Santa Teresa – Bairro Vila Bacural
    • I. José Maria Saldanha – Bairro Vila Pereira

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    ELEIÇÕES NA UFMA: vitória por 42 a 5 coloca o ex-reitor Natalino Salgado no centro da disputa pela Reitoria

    O Conselho Universitário – CONSUN da UFMA reuniu-se hoje, sob a presidência da atual Reitora, Nair Portela, para discutir uma proposta de Resolução da APRUMA sobre as eleições para a Reitoria da Instituição, que acontecerão nos próximos meses.

    O foco da proposta da APRUMA, que inicialmente contava com o apoio da Reitora Nair Portela e de seu combalido grupo, era eliminar sumariamente a possibilidade de que Natalino Salgado pudesse disputar o pleito eleitoral próximo. Atacavam sua idade, afastamento para pós-doutorado (que acaba antes da eleição), entre outros fatores. A norma era a carapuça pronta e vestida no ex-gestor.

    Foi grande a polêmica em torno da matéria, tanto na comunidade acadêmica quanto no público em geral, tendo havido forte repercussão na imprensa local, o que provocou recuo de Portela e o isolamento da APRUMA em uma derrota acachapante, que serviu de teste de forças e de articulação entre os grupos que disputam o poder da mais importante instituição de ensino do Maranhão.

    Respaldado em uma grande gestão, marcada pela expansão e modernização da universidade, amplamente reconhecida pelo público acadêmico e em todo o Maranhão – principalmente em virtude da interiorização da UFMA – Natalino Salgado manteve apoios importantes mesmo fora do poder, demonstrando sua capacidade de articulação e diálogo com as diversas intuições e correntes cuja força política decide os rumos da UFMA.

    Por outro lado, é grande o desgaste da atual gestão que até para ser considerada ser ruim precisa melhorar muito. Como regra na Ciência Política, o apoio tóxico de um mau governante funciona como cerca velha. Assim, os candidatos lançados em balões de ensaio por Portela vão caindo um a um.

    A APRUMA, por sua vez, em um completo deserto de ideias, nomes e descendo a ladeira como carro desgovernado, apoia-se aos candidatos de Nair Portela na expectativa de barrar o retorno de Natalino Salgado.

    A disputa pela Reitoria da UFMA vai, assim, tomando jeito de corrida de obstáculos, em que manobras que visam atacar diretamente Natalino Salgado tentam desesperadamente criar uma disputa sem o ex-reitor, na esperança de que no vazio de lideranças, novos postes possam emergir.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Othelino Neto é eleito, por unanimidade, presidente do ParlaNordeste

    O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), foi eleito, por unanimidade, presidente do ParlaNordeste para o ano de 2019. A eleição ocorreu na tarde desta sexta-feira (29), na Sala das Comissões do Palácio Manoel Beckman, em São Luís. O evento, em sua terceira edição, reuniu os presidentes das Assembleias Legislativas dos Estados da região Nordeste – Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba e Bahia.

    Othelino Neto agradeceu aos seus pares pela eleição e disse que o ParlaNordeste é um fórum de fundamental importância, principalmente, pelo momento pelo qual passa o país. “Precisamos ficar vigilantes para que o Nordeste não tenha prejuízos e retrocessos naquilo que já está previsto na Constituição. Essa instância é de fundamental importância para que nós possamos falar para o Nordeste e para o Brasil”, enfatizou.

    Disse, ainda, que o Nordeste, pela sua importância, merece ter mais atenção e mais investimentos para corrigir distorções e injustiças históricas. “Vamos acompanhar de perto junto às nossas bancadas federais, no Senado e na Câmara, o debate sobre as temáticas que discutimos no dia de hoje e em outras reuniões deste fórum, para que nossas posições, enquanto presidentes de Assembleias Legislativas, sejam consideradas”, salientou.

    A pauta de discussão do 3º ParlaNordeste tratou do Consórcio de Governadores do Nordeste, Reforma da Previdência, Pacto Federativo e Fortalecimento dos Órgãos Regionais de Desenvolvimento. A posição do ParlaNordeste sobre esses temas foi externada por meio da Carta de São Luís, assinada pelos presidentes das Assembleias e divulgada durante entrevista coletiva de imprensa, no Salão Nobre da Assembleia.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Eleição na Ufma e a proposta para barrar candidatura de Natalino Salgado

    Reitora muda relatora de proposta casuística, adia reunião do CONSUN e reforça suspeita de manobra

    Depois da repercussão negativa da proposta a ser apresentada pela APRUMA ao Conselho Universitário – CONSUN – da UFMA, a professora Rosilda Silva Dias, ex-presidente da entidade, desistiu de ser a relatora do processo encaminhado pela reitora Nair Portela (foto acima). A reunião do CONSUN para votar a alteração da Resolução que trata da indicação de candidatos para os cargos de reitor e vice-reitor, inicialmente marcada para esta quinta-feira, 28, foi adiada sexta-feira, 29. O processo agora será relatado pela conselheira Elisa Lago, pró-reitora de Recursos Humanos

    As mudanças reforçam as suspeitas de manobra sobre a real intenção da proposta: barrar a candidatura de Natalino Salgado a reitor, considerada imbatível até entre os aliados da reitora e associados da APRUMA. Se aprovada a alteração, o ex-reitor seria impedido de se candidatar pela nova norma, que veda a participação na consulta prévia daqueles docentes que estejam a menos de quatro anos da aposentadoria compulsória. Salgado está com 72 anos, portanto, ficaria fora da disputa.

    O casuísmo soou como uma tentativa de golpe, causou indignação e perplexidade pelos corredores do Campus do Bacanga. Dirigentes de entidades representativas da UFMA, como a ASSUMA, Sintema, SindUFMA e AAUFMA repudiaram a manobra e apostam no bom senso dos conselheiros para recusar a proposta. O repúdio à manobra também alcançou outros campi do continente. Em Imperatriz, o segundo maior campus da UFMA, os cinco conselheiros do CONSUN já declararam que votarão contra a proposta.

    Nair Portela tem dito que não concorrerá à reeleição. E até agora não conseguiu emplacar o nome do pró-reitor João de Deus como o candidato do seu grupo. A três meses da eleição e sentindo o seu projeto naufragar, a reitora imagina que a única forma de impedir a volta de Salgado à reitoria inviabilizar a sua candidatura.

    A APRUMA se aliou a reitora por não ter um nome competitivo para apresentar na consulta. Também por estar sem credenciais para fazê-lo, já que silenciou nos últimos três anos diante da grave crise na UFMA. Nem moveu uma palha para cobrar ações efetivas da gestão em defesa da universidade.

    Caso o CONSUN aprove a alteração, o aprofundamento da crise na universidade será inevitável. Pareceres jurídicos são taxativos em apontar a inconstitucionalidade da proposta ao advogar o impedimento do docente, próximo a aposentadoria, de participar do processo de escolha dos dirigentes máximos das universidades federais.

    A ilegalidade seria derrubada na justiça, mas atrasaria o processo sucessório. A reitora tem até o dia 2 de setembro para enviar a lista tríplice ao MEC e a judicialização da consulta prévia à comunidade pode resultar até na indicação de um interventor para a UFMA.

    Um triste legado que Nair Portela deixaria para a instituição com o apoio da APRUMA. A entidade também jogaria na lata de lixo sua história de luta por uma universidade como o espaço que deve prezar pela garantia das liberdades democráticas.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.