Antônio Pereira agradece a Deus e aos amigos pelo quinto mandato na Assembleia Legislativa

O deputado Antônio Pereira (DEM) – reeleito para o quinto mandato – ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na terça-feira (9), para agradecer a Deus e aos amigos do Maranhão pelos 37.935 votos nas eleições do dia sete de outubro. Agora, o democrata se tornou decano no Legislativo Estadual.

“Primeiro quero agradecer a Deus, porque em todas minhas eleições, sem exceção, houve a fé e a participação efetiva de Deus, mas nesta foi 100%. Fui salvo nesta eleição pela misericórdia de Deus, nosso Salvador, que me guiou em todos os momentos para que a gente retornasse a esta Casa”, declarou.

Em sua fala, Antônio Pereira afirmou que a gratidão se estende ao povo do Maranhão e às suas lideranças. “No meu ponto de vista, esse ano minha reeleição foi de amizade. Foram os meus amigos mais próximos que me reelegeram.

Não fiz compromisso financeiro com nenhum grupo novo”, afirmou.

Na ocasião, Antônio Pereira agradeceu também à população da Região Tocantina, especialmente de Imperatriz, onde foi mais votado; Amarante; João Lisboa; São Domingos do Maranhão; Grajaú e outras cidades que foram muito importantes na votação que deu sua reeleição ao quinto mandato.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Edilázio é eleito com mais de 106 mil votos e agradece ao povo maranhense

O deputado estadual Edilázio Júnior obteve votação expressiva e se elegeu deputado federal após a conclusão da apuração dos votos válidos pela Justiça Eleitoral em todo o Maranhão.

Ao todo, o parlamentar obteve 106.576 votos. Ele foi o sétimo candidato de maior votação do estado para a Câmara Federal.

Deputado estadual por dois mandatos consecutivos e um dos parlamentares de maior produtividade na Assembleia Legislativa, Edilázio afirmou que manterá o seu trabalho com uma atuação municipalista e em prol do desenvolvimento do estado.

Ele agradeceu o eleitorado pela expressiva votação obtida ontem e reafirmou o seu compromisso de luta por todas as regiões do estado.

“Quero agradecer ao povo maranhense que reconheceu  todo o trabalho que temos realizado na Assembleia Legislativa, e me conferiu mais uma oportunidade de representá-lo, agora, na Câmara Federal. Vou honrar cada um dos mais de 106 mil votos e continuar lutando pelo nosso estado”, disse.

Edilázio assume mandato na Câmara Federal em fevereiro de 2019.

Saiba Mais

Edilázio foi o deputado federal de oposição que mais cresceu no Maranhão. De todos os parlamentares que ocupavam a oposição desde janeiro de 2015, ele foi o único a consolidar-se para a Câmara Federal. Ë também o único da família Sarney a conseguir mandato em Brasília para os próximos 4 anos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

O sucesso e o fracasso dos filhos de políticos nas eleições

Veja.Abril

Herdeiros de Jair Bolsonaro foram sucessos de votação na urna; filhos de políticos enrolados na Lava Jato ficaram de fora do Parlamento em 2019

Eduardo e Flávio Bolsonaro (Dário Oliveira/Folhapress/Ricardo Moraes/Reuters)

Fernando James não passou da 16ª colocação. Marco Antonio foi apenas o 91º nas eleições deste domingo. Danielle foi ainda mais tímida: a 116ª posicionada. Os três são filhos de caciques da política nacional e saíram derrotados em suas aspirações políticas. Fernando James Collor, filho do senador e ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL), não conseguiu se eleger deputado federal por Alagoas. Teve 16.250 votos. Danielle Cunha, herdeira do notório ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ), ficou longe do pelotão dos deputados federais eleitos pelo Rio de Janeiro, com apenas 13.424 votos. Marco Antonio Cabral, filho do ex-governador Sergio Cabral (MDB), preso e condenado a mais de 180 anos de prisão, teve menos de 20.000 votos.

Entre os filhos de políticos que se sagraram vencedores, dois carregam o sobrenome do presidenciável mais votado no primeiro turno. Flávio Bolsonaro (PSL) foi eleito senador pelo Rio de Janeiro com expressivos 4.380.418 votos. Eduardo Bolsonaro foi o deputado federal mais votado no estado de São Paulo – e da história do país –, com mais de 1,8 milhão de votos.

Entre os filhos que disputaram governos estaduais, dois deles angariaram grande volume de votos. Renan Filho (MDB), em Alagoas, amealhou 1.001.053 votos e foi reeleito. Helder Barbalho (MDB), no Pará, alcançou 1.825.549 votos e vai disputar o segundo turno. Os pais de ambos, aliás, também conseguiram se reeleger. Renan Calheiros conquistou mais oito anos como senador com 612.562 votos. Jader Barbalho obteve a primeira colocação entre os candidatos ao Senado no Pará, com 1.383.206 votos.

Confira o sucesso e o fracasso dos filhos de políticos:

  1. João Campos (PSB): Filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos. Eleito deputado federal por Pernambuco com 460.387 votos.
  2. Danielle Cunha (MDB): Filha do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Recebeu 13.424 votos, ficou na 116ª posição e não foi eleita.
  3. Marco Antonio Cabral (MDB): Filho do ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral, amealhou 19.632 votos, ficando apenas com a 91ª colocação. Não foi eleito.
  4. Leonardo Picciani (MDB): Filho do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, conseguiu 38.665 votos. Ficou na 56ª colocação e não foi eleito.
  5. Flávio Bolsonaro (PSL): Filho do presidenciável Jair Bolsonaro, recebeu 4.380.418 votos e foi o senador mais votado no Rio de Janeiro.
  6. Eduardo Bolsonaro (PSL): Filho do presidenciável Jair Bolsonaro, atingiu 1.827.905 votos e foi o mais votado deputado federal em São Paulo.
  7. Marcelo Crivella Filho (PRB): Com apenas 35.677 votos, o filho do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, não foi eleito. Terminou a disputa na 60ª posição.
  8. Renan Filho (MDB): Reeleito governador de Alagoas, o filho do senador Renan Calheiros obteve 1.001.053 votos.
  9. Fernando James (PTC): Filho do senador Fernando Collor de Mello, Fernando James teve 16.250 votos e amargou a 16ª posição. Não foi eleito.
  10. Otto Alencar Filho (PSD): Filho do senador baiano Otto Alencar, Otto Alencar Filho foi o segundo deputado federal mais votado entre os baianos, com 184.686 votos.
  11. Sarney Filho (PV): Ex-ministro do Meio Ambiente, o filho do ex-presidente José Sarney terminou a disputa em quarto lugar, com 751.672 votos. Ele concorria a uma vaga ao Senado Federal pelo Maranhão e não foi eleito.
  12. Roseana Sarney (MDB): Também filha de José Sarney, Roseana foi derrotada em primeiro turno na disputa pelo governo do Maranhão. Teve 945.966 votos.
  13. Helder Barbalho (MDB): Filho do senador Jader Barbalho, o ex-ministro Helder Barbalho foi o mais votado em primeiro turno na disputa pelo governo do Pará com 1.825.549 votos. Vai disputar o segundo turno.
  14. Irajá Abreu (PSD): Filho da senadora Kátia Abreu, Irajá conquistou a segunda vaga de senador pelo estado do Tocantins. Teve 214.355 votos.
  15. Zeca Dirceu (PT): Filho do ex-ministro petista José Dirceu, condenado no mensalão e na Lava-Jato, Zeca Dirceu conseguiu mais um mandato como deputado federal. Teve 77.306 votos e ficou na 21ª colocação.
  16. Clarissa Garotinho (Pros): Herdeira política do casal Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, Clarissa foi reeleita deputada federal pelo Rio de Janeiro. Teve 35.131 votos e ficou na 39ª colocação.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Zé Inácio conquista mais um mandato de deputado estadual

Robert Lobato

O deputado Zé Inácio (PT) conseguiu renovar o mandato para a Assembleia Legislativa do Maranhão.

O petista obteve mais 31 mil votos para deputado estadual e por pouco não conseguiu “puxar” o segundo nome do PT, candidato Luiz Henrique “Lula da Silva”, que atingiu a marca de quase 20 mil votos.

A reeleição de Zé Inácio é a certeza do Maranhão bem representado no parlamento maranhense, em particular a Região da Baixada.

É isso aí.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Com votação expressiva, Dra Thaíza é eleita deputada estadual

Foram cinco meses percorrendo mais de sessenta cidades do Maranhão, muita dedicação e esforço, refletiram nas urnas do Maranhão neste domingo (07).

Thaíza é uma jovem médica e está como primeira dama no município de Pinheiro, onde desenvolve projetos voltados para a saúde que servem de moledos para as demais cidades.

Com uma votação expressiva, a deputada surpreendeu tendo mais de cinquenta e um mil votos ficando em sétimo lugar entre as mais bem votadas de todo o estado.

Pinheiro entrou em festa com a eleição de Thaíza, Pinheirenses mais uma vez vestiram rosa e saíram às ruas para comemorar junto com a mais nova deputada a vitória.

Finalizaram a carreata da vitória se reunindo em frente ao comitê central da cidade. Em discurso a deputada estadual Dra. Thaíza se emocionou ao agradecer o apoio e os votos que recebeu.

“Toda honra e toda glória a Deus que até aqui me sustentou, me deu forças para não desistir. Gratidão essa é a palavra que me define nesse momento, agradeço ao Luciano que acreditou em mim e me incentivou, agradeço ao povo que acreditou nessa nova forma de fazer política, agradeço a toda a minha equipe. Prometo honrar cada voto, não vou decepcionar meus eleitores, irei trabalhar diuturnamente para construir um Maranhão diferente, humanizado, com mais saúde e educação”.

Após mais de vinte anos sem representantes na ALEMA a Baixada terá Thaiza como deputada estadual.

A chapa do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, logrou êxito na cidade ajudando a reeleger André Fufuca para deputado federal, Weverton Rocha para senador e Flávio Dino para governador.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Procuradoria Eleitoral denuncia candidatos por “chuva de santinhos” no Maranhão

Neto Ferreira

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral no Maranhão (TRE/MA) representação contra candidatos por propaganda eleitoral irregular, neste domingo (7), dia da eleição.

Em muitas cidades, inclusive na capital, São Luís, houve a prática conhecida como “chuva de santinhos”, ou seja, o derramamento, nas ruas, de material impresso de propaganda eleitoral dos candidatos. O artigo 14, parágrafo 7º da Resolução TSE 23.551/2017 dispõe sobre a prática: “O derrame ou a anuência com o derrame de material de propaganda no local de votação ou nas vias próximas, ainda que realizado na véspera da eleição, configura propaganda irregular”.

De acordo com o MP Eleitoral, considerando as circunstâncias, com a grande quantidade de material de campanha, em local próximo à votação e no dia da eleição, é possível extrair o prévio conhecimento dos candidatos beneficiários e, a partir disso, impor a aplicação da multa prevista no art. 37, § 1º, da Lei 9.504/1997, que rege a propaganda eleitoral. As representações serão processadas sem prejuízo à apuração criminal.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Veja a relação dos deputados estaduais que se reelegeram e os que não conseguiram a reeleição

Adriano Sarney

Ana do Gás

Antônio Pereira

Carlinhos Florêncio

César Pires

Edson Araújo

Fábio Macedo

Glalbert Cutrim

Neto Evangelista

Othelino Neto

Paulo Neto

Prof. Marco Aurélio

Rafael Leitoa

Ricardo Rios

Roberto Costa

Rigo Teles

Vinícius Louro

Wellington do Curso

Zé Inácio

Relação dos deputados estaduais que não foram reeleitos:

Andrea Murad

Cabo Campos

Levi Pontes

Edivaldo Holanda

Fábio Braga

Francisca Prima

Hemetério Weba

Junior Verde

Léo Cunha

Raimundo Cutrim

Rogério Cafeteira

Sérgio Frota

Valéria Macedo

Relação dos deputados estaduais que se elegeram deputados federais:

Edilázio Junior

Bira do Pindaré

Eduardo Braide

Josimar de Maranhãozinho

Relação dos deputados estaduais que não concorreram:

Max Barros

Nina Melo

Graça Paz

Stênio Rezende

Sousa Neto

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Confira a relação dos 42 deputados estaduais eleitos em 2018

DEPUTADOS ESTADUAIS ELEITOS

Detinha (PR)

Duarte Júnior (PCdoB)

Cleide Coutinho (PDT)

Zé Gentil (PRB)

Otelino Neto (PCdoB)

Márcio Honaiser (PDT)

Thaiza Hortegal (PP)

Neto Evangelista (DEM)

Carlinhos Florêncio (PCdoB)

Prof. Marco Aurelio (PCdoB)

Marcelo Tavares (PSB)

Andrea Rezente (DEM)

Rafael Leitoa (PDT)

Edson Araújo (PSB)

Ana do Gás (PCdoB)

Adelmo Soares (PCdoB)

Glalbert Cutrim (PDT)

Paulo Neto (DEM)

Daniela Tema (DEM)

Vinicius Louro (PR)

Yglesio Moisés (PDT)

Hélio Soares (PR)

Antonio Pereira (DEM)

Ciro Neto (PP)

Fábio Macedo (PDT)

Ricardo Rios (PDT)

Adriano Sarney (PV)

Rigo Teles (PV)

Arnaldo Melo (MDB)

Roberto Costa (MDB)

César Pires (PV)

Fernando Pessoa (SD)

Rildo Amaral (SD)

Helena Duailibe (SD)

Zé INácio (PT)

Leonardo Sá (PRTB)

Felipe dos Pneus (PRTB)

Mical Damasceno (PTB)

Pastor Cavalcante (PROS)

Wendel Lages (PMN)

Wellington do Curso (PSDB)

Pará Figueiredo (PSL)

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Roseana reconhece a derrota e deseja sucesso para Flávio Dino

As eleições representam a celebração da democracia. É o momento em que os cidadãos expressam suas vontades e suas escolhas.

Com os resultados já conhecidos, e em respeito à decisão da maioria, parabenizo a todos os candidatos que se apresentaram à escolha popular.

Agradeço, de coração, a todos que me ajudaram com o seu trabalho e sua dedicação em toda a minha carreira politica, especialmente nestas eleições.

Ao governador Flávio Dino, aos senadores, deputados federais e estaduais eleitos, desejo sucesso no exercício de seus mandatos.

A todos os maranhenses, o meu carinho e o meu reconhecimento.

*Roseana Sarney.*

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.