A polícia aponta como principal causa do assassinato do então prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, as dívidas que o seu vice à época, José Rubem Firmo (foto abaixo), enfrentava.

Conforme as investigações, Rubem Lava Jato, como é mais conhecido na cidade, teria se endividado durante a campanha eleitoral de 2016 para ajudar a eleger a chapa que participou como vice de Ivanildo Paiva.

O prefeito teria assumido o compromisso de pagar os débitos e quebrou o acordo com o vice, que passou a vender suas propriedades para sanar os débitos. Ele estaria atolado até o pescoço.

Para se livrar das dívidas, o vice armou o plano com o fazendeiro Messias, que foi o responsável pela contratação dos pistoleiros, sendo dois militares. Paiva foi retirado de dentro do seu sítio e lavado para um matagal e morto com cinco tiros no dia 3 de novembro passado.

Churrasco

Firmo assumiu a prefeitura no dia 11 do mesmo mês, mas antes fez um churrasco na sua residência para amigos que participam do plano macabro, exatamente um dia depois do enterro do prefeito.

O mandante do crime, que ainda ocupa o posto de prefeito de Davinópolis, será afastado do cargo por toda esta semana tão logo a Câmara Municipal acate a ordem judicial.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.