Na noite do último domingo, dia 25, mais uma pessoa morre vítima da violência no trânsito. A fatalidade agora aconteceu contra a vida do empresário e advogado Nilo Neto, no bairro Araçagy, município de Raposa. Segundo informações repassadas pelo delegado Cláudio Mendes, o jurista atravessava a avenida do bairro para falar com um amigo, quando foi atropelado por um ônibus que fazia a linha Araçagy-Deodoro.

Segundo uma testemunha que estava no local, mas não quis se identificar por medo de represálias, a vítima já estava na calçada quando o condutor do ônibus perdeu o controle e atropelou Nilo Neto. “Eu estava na casa ao lado com uns amigos, quando vimos o ocorrido. Uma galera começou a chegar pra prestar ajuda, mas ele já estava morto. O motorista vazou e deixou a vítima lá, com medo do pessoal fazer algo com ele- sic”, relatou a testemunha.

O motorista foi identificado como Wanderson Braga da Silva, que fugiu do local sem prestar socorro a vítima. Minutos após o corrido ele foi capturado por uma viatura da Polícia Militar, na avenida Daniel de La Touche e  conduzido ao plantão do bairro Cohatrac, onde prestou depoimento e foi autuado.

Nilo Neto deixou de advogar há pouco mais de um ano para tomar seu próprio negócio, atualmente conhecido como o Bar Hora do Gole, localizado no Araçagy.

Ele é a segunda vítima de atropelamento em menos de 24 horas na grande ilha. Na manhã também do último domingo o médico urologista Luís Carlos Cantanhede ia com parentes para São José de Ribamar a pé para pagar uma promessa porque queria agradecer a cura de um câncer, quando foi atropelado por um Celta, placas NHD 5533, que estava sobre a condução de Gilson Carlos Barros Ferreira. (reveja aqui)

Segundo o delegado Sebastião Uchôa, que estava de plantão na delegacia do Maiobão e atendeu o caso o condutor confessou que estava embriagado e foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de São Luís

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.