Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Deputado Zé Carlos é empossado Conselheiro Fiscal da UNALE

Política
 

O deputado estadual Zé Carlos participou na última quarta-feira (29), da 1º Reunião Extraordinária da Diretoria Executiva da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – UNALE, realizada na sede da entidade em Brasília.

No encontro foram discutidas as ações estratégicas para o primeiro semestre de 2015, o atual quadro político do país, a reforma política, a realização da conferência nacional da UNALE, ações desenvolvidas em 2013/2014. Durante a reunião foi realizada também a solenidade de posse da nova diretoria, onde o deputado Zé Carlos foi empossado conselheiro fiscal na nova diretoria.

Participaram, ainda, da reunião os deputados Adjunto Afonso (PP/SE), Alencar da Silveira Júnior (PDT/MG), Ana Cunha (PSD/PA), Antônio dos Santos (PSC/SE), Artagão Júnior (PMDB/PR), Augusto Bezerra (DEM/SE), Diogo Moraes (PSB/PE), Domingos Brazão (PMDB/RJ), Isaura Lemos (PCdoB/GO), João Gonçalves (PSD/PB), Juliano Roso (PCdoB/RS), Kennedy Nunes (PSD/SC), Lincoln Tejota (PSD/GO), Luana Ribeiro (PR/TO), Luciano Nunes (PSDB/PI), Sandro Locutor (PPS/ES), Venâncio Fonseca (PP/SE), Wanderley Dallas (PMDB/AM), Zé Carlos (PT/MA), os advogados Álvaro Maimoni e André Maimoni, os membros do Conselho, Fabiano Geremia, Evaldo Bazeggio e o diretor da Unale, Lauri Gish.

Roseana omite informações sobre precatórios, convênios, contratos e folha de pagamento, diz Comissão de Transição

Política
 

As informações enviadas à Equipe de Transição de Flávio Dino não corresponderam às expectativas. Esta foi a avaliação do deputado Marcelo Tavares – coordenador da Equipe de Transição de Flávio Dino e próximo chefe da Casa Civil do Maranhão.

Após mais de 15 dias de espera desde o primeiro encontro entre a equipe de Flávio Dino e a representante do governo Roseana Sarney, Anna Graziella, os membros do atual governo enviaram a Marcelo Tavares os documentos solicitados em ofício entregue pelo deputado no dia 14 de outubro.

Para planejar os primeiros dias do próximo governo e evitar imprevistos administrativos, a Equipe de Transição designada por Flávio Dino requereu a Anna Graziella uma série de documentos que têm por objetivo fazer uma transição republicana e ordenada entre o atual e o próximo governo.

No entanto, somente nove de um total de 32 solicitações foram entregues na manhã desta quinta a Marcelo Tavares pela equipe de Roseana Sarney. O deputado afirmou em entrevista que o material era insuficiente e a maior parte dele está disponível publicamente.

“Esses documentos são de acesso público e nós já o tínhamos nos nossos trabalhos. Continuamos aguardando que o atual governo colabore com um trabalho que beneficiará a todo o povo do Maranhão”, disse. Para ele, é hora de dispensar as opções políticas e fazer com que as equipes trabalhem de forma colaborativa.

Dados importantes como a folha de pagamento do Estado, a execução orçamentária atual, informações sobre contratos, convênios, precatórios, demonstrativo de obras e as ações prioritárias de cada pasta não foram repassados à equipe do próximo governo.

Agora lascou! Prefeitura de Açailândia tem a luz cortada

Política
 

A coisa está feia em Açailândia. Equipes da CEMAR efetuaram nesta quinta-feira (30) o corte do o fornecimento de energia elétrica do prédio onde funciona a prefeitura.

A ação da CEMAR se estendeu até a Secretaria de Educação e em vários outros órgãos municipais.

É certo que a prefeita Gleide Lima Santos vem enfrentando batalhas judiciais, mas não é por falta de recursos que fatos como estes devam ocorrer nas sede do município. Aliás a própria prefeitura negou que haja algum débito junto a CEMAR. Mas será então por que cortaram a luz?

Mulheres de presos de Pedrinhas caem na porrada! Veja as imagens

Polícia
 

Agora lascou de vez! A briga entre facções saiu de dentro da Penitenciária de Pedrinhas e agora foi para o lado de fora.

Mulheres de detentos daquele complexo prisional resolveram ir as vias de fato protagonizando cenas de violência e pancadaria.

Foi um barraco tremendo no dia de visitas aos seus parceiros. Veja nas imagens abaixo.

Doleiro Alberto Youssef terá que devolver R$ 55 milhões ao erário

Polícia
 

O doleiro Alberto Youssef deverá devolver aos cofres públicos R$ 55 milhões até o fim dos processos abertos contra ele a partir da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. A devolução do dinheiro e dos bens obtidos de recursos ilícitos faz parte do acordo de delação premiada que o doleiro firmou em troca de redução substancial das penas de prisão a que poderia ser condenado por desvios de verbas da Petrobras e de outras áreas da administração pública. Nesta quarta-feira, Youssef recebeu alta do hospital em Curitiba onde estava internado desde sábado e voltou para a prisão.

Até o momento, réus que decidiram colaborar com as investigações da Lava-Jato já se comprometeram a devolver aproximadamente R$ 175 milhões. O primeiro da fila da delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que confessou participar de um esquema de corrupção que envolvia políticos de PT, PMDB e PP, deverá devolver mais de R$ 70 milhões.

Entre os valores a serem entregues por Costa estão US$ 23 milhões que ele teria recebido da Odebrecht, uma das empreiteiras com grandes contratos com a Petrobras. O dinheiro está bloqueado em contas bancárias na Suíça, e sua devolução aos cofres públicos depende apenas de medidas burocráticas.

Volume expressivo de dinheiro deve ser devolvido também por outros colaboradores, entre eles o executivo Júlio Camargo, da Toyo Setal, que também decidiu fazer acordo de delação premiada. Os valores que ele teria de devolver estariam em torno de R$ 40 milhões. Os recursos a serem recuperados até o fim do processo devem aumentar ainda mais caso algumas empreiteiras confirmem a intenção de fazer acordo de leniência. Emissários de empresas já fizeram sondagens sobre possível acordo logo na primeira fase das investigações, mas ainda não há decisão sobre isso.

Para o Ministério Público, novos acordos só deverão ser assinados em bases ainda mais duras.

— Não dá para fazer acordo de leniência com todas as empresas. Tem que ser acordos individuais com condições específicas — disse uma autoridade que acompanha o caso de perto.

As exigências do Ministério Público Federal para eventuais colaborações das empreiteiras seguirão parâmetros adotados em processos judiciais americanos. As empresas teriam que abrir mão dos lucros obtidos em contratos espúrios. Teriam ainda que pagar multa por danos morais. Em caso de não colaboração, as punições poderão ser ainda mais rigorosas. O Ministério Público deverá pedir pena de prisão de dirigentes envolvidos nas negociatas denunciadas por Costa e Youssef, além da proibição da contratação pelo serviço público.

No material em poder da PF e do MP constam contratos de falsa prestação de serviços, e os depoimentos de Costa, Youssef e outros integrantes da organização do doleiro que teriam participado das supostas fraudes. Entre os documentos aparecem ainda extratos de contas no exterior e detalhados relatos sobre a remessa de recursos ilegais para beneficiários do esquema em outros países.

Petrobras quer ouvir Costa

A Petrobras quer ouvir o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa nas investigações internas abertas para apurar irregularidades nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, o Comperj. O pedido foi encaminhado ontem à Justiça Federal do Paraná, uma vez que Costa cumpre prisão domiciliar depois de ter sido beneficiado pela delação premiada negociada com o Ministério Público Federal. A estatal pede que Costa responda por escrito a 19 quesitos, na maioria relacionados a negócios da diretoria de Abastecimento.

A comissão interna da estatal quer saber quais assuntos foram tratados em reuniões feitas em Brasília, no início de 2006, às vésperas da aprovação do projeto Abreu e Lima, das quais participaram Costa, Renato Duque e o ex-presidente da estatal José Sérgio Gabrielli. Outra pergunta é sobre as razões de ter sido aumentado o valor do projeto, revisado para US$ 4 bilhões em dezembro de 2006.

O relator da CPI mista da Petrobras, Marco Maia (PT-RS), disse ontem que quebrar sigilos de empreiteiras envolvidas nas denúncias de Costa e Youssef pode não contribuir para o andamento da investigação no Congresso. Os integrantes da CPI chegaram a um acordo para prorrogar os trabalhos até 21 de dezembro, mas não há entendimento sobre novos requerimentos de acesso a dados sigilosos nem convocações.

— Aprovar quebras de sigilo pode ser inócuo. Não acho necessidade de novas quebras neste momento — afirmou. — Quebrar sigilo de empreiteiras de forma genérica talvez não contribua para o processo investigatório porque são informações generalizadas. São seis meses para chegarem os dados e uma loucura para analisar tudo — reiterou.

O Globo

Bacabeira celebra aniversário com grandes shows e inauguração de obras

Maranhão
 

Obras que serão entregues

Obras que serão entregues

Uma vasta programação organizada pela administração do prefeito Alan Linhares – composta por inaugurações de obras e realização de ações sociais e culturais – marcará as comemorações em homenagem ao aniversário de 20 anos de emancipação política e administrativa de Bacabeira, que acontecerá nos dias 8, 9, e 10 de novembro.

Entre missas, cultos e ações recreativas, as atrações nacionais, que contemplam vários gêneros musicais, prometem movimentar a cidade nos três dias de comemorações. No sábado (8) a banda Anjos de Resgate apresentará seu show católico, no domingo (9) a apresentação ficará por conta da cantora gospel, Damares, e na segunda-feira (10) o forró e o arrocha serão representados pelos cantores Parceiro Paz e Pablo “a voz romântica”.

Segundo o prefeito Alan Linhares, as atrações variadas, foram pensadas com o intuito de festejar e integrar a população. “Estaremos de braços abertos esperando a população de Bacabeira e, também, os visitantes, para comemorarem os 20 anos da nossa cidade em grande estilo, e com atrações que agradem a todos”, disse o prefeito.

Além das atrações culturais e ações sociais, a data ficará marcada pela inauguração de duas importantes obras para a cidade, a Unidade Escolar Lourença Castro Oliveira e o Centro de Capacitação Ruy Barbosa. Para o prefeito Alan Linhares, a entrega das obras vem de encontro às expectativas da população. “Estamos nos empenhando para corresponder àquilo que ela espera de nós. Essas obras são reivindicações da comunidade e presentes à nossa cidade nessa data especial”, destacou.

Confira abaixo a programação:

Atrações

08/11 – Programação Católica
19h – Missa em Ação de Graças
21h30min – Show Católico com a BANDA ANJOS DE RESGATE

09/11 – Programação Evangélica
19h – Culto em Ação de Graças
21h30min – Show Gospel com a cantora DAMARES

10/11 – Encerramento
08h – Hasteamento da Bandeira com participação da Banda Marcial de Bacabeira
09h – Manhã de Recreação na Praça Central
15h – Inauguração do Novo Prédio da Unidade Escolar Lourença Castro Oliveira
17h – Inauguração do Centro de Capacitação Ruy Barbosa
21h30min – PARCEIRO PAZ (Forró das Antigas)
0h – Show com PABLO “A Voz Romântica”

Médico Marcos Pacheco será o secretário de Saúde no governo Flávio Dino‏

Política
 

O próximo secretário de Saúde do estado foi anunciado hoje (30) pelo governador eleito, Flávio Dino, através das redes sociais. O médico Marcos Pacheco comandará a organização das políticas de saúde no Maranhão a partir do dia 1º de janeiro.

Com o objetivo de implementar os compromissos assumidos pelo Programa de Governo apresentado por Flávio Dino à população maranhense, Marcos Pacheco fará parte da equipe da próxima administração. Entre as principais metas estão a humanização do atendimento, a consolidação das redes assistenciais, Urgência e Emergência e a implementação do programa Mais Médicos Estadual.

Perfil do indicado 

O médico sanitarista Marcos Pacheco (UFMA / FioCRUZ) é funcionário público egresso da FUNASA cedido ao município de São Luís. Mestre e doutor em Políticas Públicas pela UFMA, é também bacharel em Direito.

Foi deputado estadual pelo PDT na legislatura de 1995-1999. Marcos Pacheco ocupou diversos cargos de gestão no Estado. Entre eles, o de secretário adjunto de Ações e Serviço de Saúde de São Luís; superintendente de Educação em Saúde e Gestão do Trabalho.

Professor universitário, é coordenador pedagógico do curso de Medicina e leciona no mestrado de Gestão em Serviços e Programas de Saúde da Universidade CEUMA, com foco em planejamento e gestão estratégica.

Calote faz Edinho Lobão sumir do mapa

Política
 

O Maranhão inteiro sabe que o Blog do Luis Cardoso apostou na eleição do candidato a governador Edinho Lobão por entender que seria a melhor opção e por ter ao seu lado as melhores propostas e bons quadros.

Todo mundo sabe que a omissão de Roseana Sarney ajudou diretamente na vitória de Flávio Dino. O eleitor não conseguiu alcançar que Lobão era o único capaz de defenestrar de vez as ingerência dos líderes da família Sarney no Maranhão.

O senador do PMDB saiu vitorioso com quase um milhão de votos, conquistados por ele próprio, sem a ajuda de políticos ou do Palácio dos Leões. Prova de que uma expressiva parcela do eleitorado maranhense lhe deu confiança e credibilidade.

Passada a eleição, o Blog tem recebido inúmeras denúncias de calotes deixados pela campanha de Edinho Lobão em várias cidades, notadamente aqui em São Luís e Imperatriz.

São pessoas que trabalharam sol a sol na campanha, alugaram a mão de obra, carros, abastecimento de combustíveis, serviços gráficos, produtoras de publicidade e casas que serviram como comitês.

Lobão aceitou ser candidato prometendo mundos e fundos para quem trabalhasse na campanha. Não cumpriu até agora nada. Se diz até hoje um empresário bem sucedido e homem rico. Só se for de miguelagem. Que o digam seus funcionários no sistema Difusora de Comunicação e na Incorporações Difusora.

O fato de apoiar a campanha e acreditar nas suas propostas mostrou que o Blog tem sim posição política, a exemplo da grande imprensa nacional que sempre mostrou o seu lado. O Blog nunca escondeu o seu aos mais de um milhão de leitores por mês. E continua não acreditando em Flávio Dino.

Mas o titular não concorda com o calote deixado pela campanha de Edinho Lobão e muito menos com o silêncio dele que insiste em não querer enxergar o prejuízo dado às pessoas que trabalharam acreditando que iriam ganhar.

São trabalhadores, senhor senador, que geraram expectativas, fizeram negócios contando com o recebimento do contrato firmado. Edinho Lobão não tem o direito de manchar a imagem da família que tem uma postura decente, a exemplo do pai e da mãe.

O Blog, que tem recebido muitas reclamações, tendo alguns sem acreditar que as denúncias seriam aqui postadas, estará sempre ao lado das pessoas que foram lesadas, das empresas que foram enganadas, enquanto o compromisso não for honrado.

Um lembrete aos que não receberam ainda: o Blog tem informações de que entrou sim dinheiro para a campanha, assim como da sobra de alguns milhões.

Flávio Dino anuncia secretário de Direitos Humanos e Participação Popular

Política
 

O governador eleito Flávio Dino divulgou na manhã desta quinta-feira (30) o nome do secretário que assumirá a pasta de Direitos Humanos e Participação Popular. Com forte atuação junto aos movimentos sociais, o professor Francisco Gonçalves assumirá a partir de 1º de janeiro.

Com o redesenho previsto para a Secretaria, ela será responsável por conduzir as políticas sociais para melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano, a implantação do orçamento participativo e da atuação dos conselhos nas ações do Poder Executivo.

Perfil do novo secretário

Francisco Gonçalves é formado em Comunicação Social/Jornalismo (UFMA), doutor em Comunicação e Cultura (UFRJ) e professor do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Com forte relação com os movimentos sociais desde a década de 70, Francisco foi assessor da Comissão Pastoral da Terra (CPT-MA) e conselheiro da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH).

Presidente da Fundação Municipal de Cultura de São Luís desde 2013, Francisco é pesquisador e foi também chefe do Departamento de Comunicação Social da UFMA. Sua atuação política vem desde a fundação do PT-MA, partido no qual sempre teve atuação ligada à defesa dos movimentos sociais e trabalhadores maranhenses.

Durante a campanha de Flávio Dino, desempenhou importante papel junto aos movimentos sociais, sendo um dos articuladores do “Pacto por um IDH Justo”, iniciativa que tem por objetivo unir esforços em toda a sociedade para reverter os índices sociais do Maranhão.

Situação caótica é maquiada no Socorrão II em São Luís

Política
 

O Blog do Luis Cardoso recebeu denúncia sobre a situação crítica e vergonhosa em que se encontra o atendimento aos pacientes do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, o Socorrão II, localizado na Cidade Operária.

O problema crônico de superlotação nunca foi sanado, ao contrário do que os gestores  municipais divulgam para esconder a incompetência da Prefeitura de São Luís e o déficit na Saúde Municipal.

Há meses, enganosamente, a atual gestão diz ter solucionado essas dificuldades na referida unidade de saúde que atende centenas de pessoas tanto da capital como do interior. O que acontece de fato, é que pacientes estão sendo colocados atrás de paredes improvisadas, com divisórias, para que não sejam mais vistos pelos corredores do hospital. E pior, ainda permanecem em macas também improvisadas. Um desleixo!

Outro grande problema, além da superlotação e a sobrecarga de serviços aos funcionários, é o ar condicionado que está quebrado há muito tempos e nada é feito. Com tanto calor, o quadro dos pacientes piora e os funcionários passam mal.

A coordenação do hospital também é questionável por não tomar nenhuma providência e está sendo acusada de arbitrariedade. Segundo a denúncia, a coordenadora da unidade exige, de forma arrogante e despreparada, que os servidores cumpram com tarefas sem dar-lhes os meios necessários. Os trabalhadores reclamam das humilhações sofridas diariamente.

Veja abaixo como a superlotação ainda existe no Socorrão II.

Com foco na participação popular, Flávio Dino faz redesenho e articulação de secretarias

Política
 

A Secretaria de Direitos Humanos passará por um redesenho durante o Governo Flávio Dino. Para conduzir as políticas sociais para melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano e de participação popular nas ações do Poder Executivo, a equipe de Flávio Dino programa uma modificação nesta pasta, que será denominada de Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular.

Com foco prioritário na redução das desigualdades e promoção de Direitos Humanos, a pasta será reformulada para atender o novo modelo de desenvolvimento defendido por Flávio Dino durante as eleições. Ao firmar o “Pacto pelo IDH” com movimentos sociais, Flávio se comprometeu a implantar ações ousadas de enfrentamento às desigualdades e políticas transversais para municípios com maiores dificuldades em setores de Educação, Saúde e Renda (integrantes do IDH).

A pasta de Direitos Humanos será responsável por promover as políticas transversais que enfrentarão o problema do IDH do Maranhão. Hoje, o estado possui o segundo pior desempenho em qualidade de vida, segundo dados do Atlas do Desenvolvimento divulgado pelo PNUD em 2013. No quesito “renda per capita”, o Maranhão fica na última colocação.

A Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular vai articular as políticas sociais que serão aplicadas por todas as secretarias, divididas por grupos de foco. As ações transversais vão ter atenção prioritária (mas não exclusiva) nas 20 cidades com menor IDH do Maranhão. O diagnóstico para atuação vem sendo feito pela equipe do governador eleito, tendo como referência o “Pacto por um IDH Justo” firmado junto aos movimentos sociais.

Conselhos, orçamento e participação

Outra nova função da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular será a implantação do Orçamento Participativo no governo de Flávio Dino. Através de consulta popular e ativação dos conselhos estaduais que representam os diversos segmentos da sociedade, a sociedade maranhense será ouvida para a elaboração do Orçamento do Governo do Estado anualmente.

O Orçamento Participativo será conduzido pela pasta através de audiências públicas com os conselhos estaduais e com intensa utilização das ferramentas da internet. A sociedade civil ajudará o Poder Executivo a construir as prioridades anuais do Governo, tendo como base o Programa de Governo apresentado à população nas eleições de 2014. Após colher a opinião da sociedade, o orçamento será levado à Assembleia Legislativa para deliberação.

Esta e outras iniciativas promoverão a valorização efetiva dos Conselhos da sociedade civil e movimentos populares como participantes na articulação de programas e ações do próximo governo.

Desde seu primeiro pronunciamento como governador eleito, Flávio Dino fez questão de destacar que as políticas sociais e a melhoria da qualidade de vida serão prioridades em seu governo. Com a definição das novas funções para a pasta de Direitos Humanos e Participação Popular, o próximo governador acena para a priorização da participação popular e combate às desigualdades.

Detran capacita mais de 700 agentes de trânsito em todo o Maranhão

Maranhão
 

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) capacitou 782 agentes de trânsito em todo o estado. A capacitação, que fez parte do curso de agentes de trânsito, encerrou neste semestre.

O curso teve como disciplina básica o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com ênfase na fiscalização, e tudo o que faz parte da rotina do profissional, como o preenchimento do auto de infração e realização de atividades de campo, tais como blitz, marcação de locais de acidente, orientação de condutores, atendimento ao público, entre outras ações.

A capacitação teve carga-horária de 40 horas e contou com as seguintes matérias: Sistema Nacional de Trânsito, Operação de Trânsito, Sinalização, Categorias de Veículos e Habilitação, Penalidades e Medidas Administrativas, Infrações e Processo Administrativo, Técnicas de Abordagem, Preenchimento do Auto de Infração, Realização de Blitz e Crimes de Trânsito.

O modelo de capacitação teve o objetivo de preparar policiais militares, agentes de trânsito e guardas municipais para as operações de trânsito.

Na capital maranhense, o curso foi ministrado pelo major Rômulo Costa, no auditório do Sest/Senat, quando 45 profissionais foram capacitados.

“A importância maior do curso é, sem dúvida, levar conhecimento, explicando, nos mínimos detalhes, como é feito cada tipo de abordagem, de medidas administrativas e operacionalização dos processos aos participantes, para que eles saiam daqui muito mais capacitados”, reiterou o major Rômulo Costa, da PMMA. De acordo com o major, as principais dúvidas dos participantes estão na parte operacional e no que se refere aos procedimentos técnicos, como o preenchimento de autos.

Milene Pereira Boás, que há dois anos é agente de trânsito em Alcântara, decidiu participar pela segunda vez do curso. “Já tinha feito o curso em Alcântara, que foi uma das primeiras cidades a receber a capacitação, mas como o nome já diz, treinamento e capacitação são sempre ótimas oportunidades para adquirirmos conhecimento, ainda mais esse, que as explicações são detalhadas. A iniciativa foi ótima e por isso resolvi fazer o curso também em São Luís”, explicou a agente de trânsito.

Para o tenente Santana, policial militar há sete anos, a experiência é única. “O instrutor é ótimo, tem uma dinâmica boa com a turma e passa os conhecimentos necessários de uma forma leve e inteligente, fazendo com que aprendamos muito mais em um curto espaço de tempo”, destacou o tenente.

Ao final do curso ainda é realizada uma prova para testar a assimilação do conteúdo pelos participantes, apenas uma das formas de verificar o aproveitamento da turma. Além do exame, o aluno é avaliado conforme o nível de participação e engajamento nas aulas.

“Nosso objetivo com esses cursos foi garantir uma reciclagem e capacitação com as novas mudanças determinadas pelo Conselho Nacional de Trânsito e deixar claro que o Detran-MA é parceiro das prefeituras que buscam municipalizar o trânsito!”, garantiu o diretor geral, André Campos.





  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.