O ferryboat ‘José Humberto’, que pertence à empresa Nacon do Pará e foi trazido recentemente para o Maranhão, já passou por uma segunda vistoria feita pelo Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Maranhão (MPMA) onde foram constatados erros na documentação com dados que divergem, além dos problemas estruturais na embarcação utilizada para  travessia de São Luís/Alcântara.

Ferry José Humberto

O ferry, apresentado pelo Governo do Maranhão como ‘novo’ tem mais de 35 anos de construção e ainda deve passar por mais uma vistoria a ser realizada pela Capitania dos Portos.

Mas enquanto isso, o transporte, que já esteve encalhado na área de mangue, segue realizando viagens e colocando em risco a vida de passageiros uma vez que não tem estrutura segura para atravessar a Baia de São Marcos.

Logo na primeira vistoria foi verificado que o ferry apresenta vigas de sustentação do convés principal com deformidades, fios desencapados, fissuras no casco, rachaduras e algumas partes enferrujadas.

É uma embarcação que não foi feita, a princípio pra navegar em mar aberto. Então, tá sendo feita uma adaptação nessa embarcação, desde que chegou aqui no Maranhão pra que ela se adapte às condições nossas, porque a realidade do estado do Pará é pra navegabilidade em rio. Então, nossa situação é bem diferente. A preocupação do Ministério Público Estadual e Federal é exatamente com relação a essas adaptações atenderem às normas técnicas e oferecerem a segurança que nós esperamos para esse tipo de serviço”, afirmou procuradora do MPF, Anne Caroline Neitzke.

O ferry José Humberto já foi alugado pela empresa paraense Celte Navegação, que ganhou a licitação em São Luís, para fazer os transporte mesmo sem ter nenhuma embarcação. Desta forma o contrato foi cancelado.

A empresa ganhou a concorrência porque a Serviporto, empresa que operava com três ferrys, sofreu uma intervenção do Governo do Estado em 2020 para melhorias no serviço. Porém de lá pra cá tudo piorou. Os poucos ferrys que ainda operam estão em condições precárias, com sérios problemas que nunca foram sanados.

Enquanto nada é resolvido a ‘nova’ embarcação segue com suas viagens arriscadas pela costa maranhense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (MA) publicou nesta segunda-feira (8/8), no Diário Oficial ...
Leia Mais
G1 MA De acordo com um novo laudo emitido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente ...
Leia Mais
O candidato a governador do Maranhão, Weverton Rocha (PDT) esteve este fim de semana visitando as ...
Leia Mais
Santa Helena recebeu, com grande festa, nesta sexta-feira (5), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ...
Leia Mais
A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) encaminhou, na última segunda-feira (1º), requerimento de autoria do ...
Leia Mais
Em evento de realizado nesta manhã a cidade de Pinheiro, o prefeito de Palmeirândia, Edilson da ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.