O deputado Yglésio Moyses (Pros) teceu críticas à Prefeitura de São Luís, na sessão plenária desta terça-feira (22), ao analisar problemas que, segundo ele, estão se agravando no sistema de transporte público da capital.

Deputado Yglésio Moyses

Infelizmente, nunca se viu tanta greve e desajuste no sistema de transporte como atualmente. Hoje, o usuário não tem segurança em relação às viagens, pois não sabe se vai ter ônibus no dia seguinte. Além disso, convive constantemente com quebra dos ônibus e insegurança na chegada ao trabalho. Claro que isso dificulta mais ainda o desempenho do trabalhador, aumenta o estresse e piora a sua saúde. São problemas muito graves que terminam impactando a vida das pessoas em múltiplas dimensões”, ressaltou Yglésio.

O deputado disse, ainda, que a Prefeitura precisa profissionalizar a gestão da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte. “Hoje, não há um secretário vocacionado que entenda de trânsito. Lamentavelmente, há uma terceirização da Secretaria de Governo tomando conta da SMTT. O secretário de Governo não entende nada de trânsito e nem o secretário de Transportes. É preciso profissionalizar a gestão”, frisou.

Segundo o parlamentar, há um silêncio ensurdecedor da imprensa em relação a essa questão da greve dos rodoviários. “É preciso que haja cobrança incisiva”, enfatizou ele.

Saúde

O deputado afirmou, também, que o prefeito Eduardo Braide vai passando incólume, mantendo índices de popularidade a despeito de não ter trabalho nas ruas e de não haver ação nas unidades de saúde.

Os Socorrões estão ruins. A situação de falta de remédios é grave. Há uma série de problemas se acumulando. A ressonância do Socorrão II não funciona desde a gestão Edivaldo e nunca voltou a funcionar com Braide”, pontuou.

Yglésio acrescentou que o prefeito comemorou a melhora da nota de São Luís em termos de performance financeira. “O que ele deixou de falar foi que teve um amento de arrecadação de 25% tanto no FPM quanto no Fundeb. Entrou um monte de dinheiro na Prefeitura, mas teve o menor gasto público dos últimos quatro anos, no ano passado. Está guardando dinheiro para que, Braide? Tem que fazer investimentos na cidade“, disse.

O parlamentar declarou também que o prefeito da capital assumiu o compromisso de fazer a mudança no transporte público. “Mas até agora, a única mudança que ele fez foi para pior”, assinalou.

Terminal

Ele também falou sobre o desabamento das estruturas do Terminal de Integração da Cohama. Ele disse que a empresa responsável, a Viação Primor, sabia dos problemas há muito tempo, pois um documento do procurador-geral do município foi entregue a esta empresa, alertando que problemas na sustentação do telhado poderiam causar acidentes.

Yglésio acrescentou que, em 2019, fez a entrega de um documento semelhante apontando falhas estruturais severas e ainda mais graves no Terminal da Praia Grande: “Algo foi feito? De forma alguma! Continua lá, do mesmo jeito”, concluiu.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.