As campanhas de Flávio Dino ao Senado Federal e de reeleição de Othelino Neto estão sem comando. A mais prejudicada é a do próprio presidente da Assembleia Legislativa, que encontra-se fora do Brasil, desde que o governador Carlos Brandão se licenciou para tratamento de doença e tem prorrogado seu retorno ao Maranhão por determinação médica.  

Governador Carlos Brandão em São Paulo

Para não assumir  a vaga de Brandão e ficar inelegível, Othelino saiu do Brasil, deixando de lado sua própria campanha de reeleição para deputado estadual e a do amigo Flávio Dino e, consequentemente a da esposa Ana Paula, que é a primeira suplente na chapa de Dino.

Dino vem caindo nas pesquisas desde que Roberto Rocha anunciou seu projeto de reeleição ao Senado. E Othelino, distante de suas bases, teme que alguém mais afoito coma-lhe o bandeco.

O presidente da Assembleia Legislativa acompanha de forma remota o desenrolar da sua campanha e a de Flávio Dino e até encontrou uma saída pra voltar, mas ainda assim vai continuar no exterior enquanto Carlos Brandão não retornar.

O governador, que foi fazer uma cirurgia simples de um cisto no rim, teve que prorrogar por mais uma vez seu afastamento em atendimento médico. Um tratamento misterioso que tem deixado dúvidas na população e, notadamente entre os políticos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.