O presidente do Solidariedade no Maranhão, Simplício Araújo, viajou nesta segunda-feira (13), para São Paulo, onde participa da reunião que vai discutir a filiação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao partido. O ato pode ser uma virada de chave nas pretensões do secretário que pretende disputar o cargo de governador em 2022. Por isso, ele sentenciou: “serei candidato ao Governo do Maranhão e Flávio Dino será o meu senador”.


Simplício explica que a entrada de Alckmin ao Solidariedade visa uma composição com o PT na disputa presidencial e essa articulação pode levar a várias movimentações nos estados, inclusive no Maranhão.

O pré-candidato ao Governo do Maranhão explicou seu apoio a Flávio Dino para o Senado. “Ainda que Carlos Brandão, Weverton Rocha e eu mantenhamos nossa candidatura ao Governo, tenho certeza que Flávio não pedirá voto apenas para um candidato a governador, mas sim, será candidato ao Senado de todos”.

Avaliando esse cenário, Simplício garante que ele disputará o cargo de governador e seu palanque e voto ao Senado será exclusivamente de Flávio Dino.

Simplício Araújo tem o aval da direção nacional do Solidariedade para manter sua pré-candidatura e de forma pública, ele informou no último dia 29 de novembro, que vai manter o seu posicionamento de concorrer ao Palácio dos Leões.

“Deixo bem claro, não vou concorrer ao cargo de deputado federal, meu foco é a disputa majoritária. Teremos um partido forte na disputa pelos cargos proporcionais”, afirmou.

Simplicio Araújo tem resultados positivos no comando do partido no Maranhão, em 2014 elegeu três deputados estaduais e 2018 mais três, em 2022 ele acha que o partido pode eleger de 5 a 7 estaduais e monta chapa de federal para eleger 1 ou 2.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.