A menos de 7 meses para as eleições, a legalidade do projeto de lei para contrair empréstimo no valor de 20 milhões de reais para asfaltar ruas – solicitado pelo prefeito e pré-candidato à reeleição no município de São José de Ribamar, Eudes Sampaio (PTB) – tem sido questionada na Câmara de Vereadores.

Na última terça-feira (10) houve tumulto quando o projeto entrou em pauta. É que apesar de saber que a falta de infraestrutura nas ruas e avenidas se tornou um problema generalizado em Ribamar, alguns parlamentares classificaram o projeto como eleitoreiro, já que a verba milhonária só foi solicitada nas “vésperas” da campanha política do prefeito e, além de poder servir como trampolim político, pode endividar ainda mais o município.

Por causa da confusão a pauta foi transferida para a sessão desta quinta-feira (12) e, segundo as informações anexadas ao projeto, caso seja aprovada pelos vereadores, a operação se dará no âmbito do programa Pró-Transporte, do Ministério do Desenvolvimento Regional.

O projeto está sendo apreciado em regime de urgência na casa mas ainda não foi submetido às Comissões Temáticas da Câmara.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.