A Demanda foi direcionada ao senador após reunião de lideranças com o ex-prefeito Sebastião Madeira, em Imperatriz

O engenheiro civil Igor Soriano, da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), esteve em Imperatriz com a missão de gerar um diagnóstico urgente sobre a situação atual do Rio Cacau, para implementação de ações preventivas contra enchentes, como a que ocorreu no início deste ano. Recebido pelo ex-prefeito Sebastião Madeira, e várias lideranças da região, o engenheiro procedeu com a visita técnica ao Rio Cacau começando pela foz,  seguindo ao longo da Praia do Cacau, depois o  Parque Alvorada,  bairro de Imperatriz mais castigado pela última cheia, encerrando em Davinópolis.

O pedido de socorro dos moradores do Parque Alvorada foi levado ao senador pelo ex-prefeito Sebastião Madeira. Em Brasília o senador e o ex-prefeito estiveram na Codevasf relatando a situação e expondo a necessidade de ações preventivas. “Levamos a demanda ao senador Roberto Rocha e depois nos reunimos com a direção da Codevasf em Brasília. A vinda do engenheiro é a resposta inicial ao pedido feito pelo senador Roberto Rocha”, assinalou o ex-prefeito Madeira.

No último período chuvoso em Imperatriz, o Parque Alvorada e o município de Davinópolis foram duramente castigados pela cheia do Rio Cacau, que é um dos importantes afluentes do Rio Tocantins. “Ainda nem nos recuperamos e já estamos preocupados com a chegada próxima do inverno. A nossa esperança é que alguma coisa seja feita antes da chuva. Temos medo de passar pelo mesmo aperreio”, declarou o líder comunitário Remi Lopes. Foi com essa preocupação que moradores da região procuraram apoio e força política para que seja feito, ainda este ano, um trabalho preventivo. O apoio foi buscado junto ao senador Roberto Rocha, por meio do escritório de representação política de Imperatriz.

Triste constatação

O engenheiro Igor Soriano, após a visita, demonstrou preocupação com o que viu. Constatou que desde a última enchente, ainda é possível encontrar restos de construção, troncos de árvores e muitos outros tipos de lixo acumulado no leito do rio. Outro grave problema, principalmente em Davinópolis, são as construções irregulares, algumas em cima do leito do rio. Entre Davinópolis e Imperatriz há diversos pontos do Rio Cacau agoniza em que ele pode ser atravessado a pé e não há nenhuma proteção ciliar.

“Vamos montar nosso relatório diante de tudo que vimos e constatamos, já propondo possíveis soluções. Agora, para que haja no futuro, um resultado do que possa ser feito aqui, é necessária a compreensão e a participação da população e do poder público dos municípios que foram atingidos, no sentido de também fazerem a sua parte”, recomendou Igor Soriano.

Vereador vai propor audiência pública

Lideranças politicas de Imperatriz e região já começam a se mobilizar, em alerta. O vereador Zesiel Ribeiro acompanhou do início ao fim a visita técnica do engenheiro Igor Soriano ao Rio Cacau. Declarou que levará a discussão para a tribuna da Câmara. Segundo ele, é preciso que não só Imperatriz se mobilize, mas também Davinópolis, antes da chegada do período chuvoso. “Se não houver um somatório de forças, corremos o risco de passar, em 2020 pela mesma situação deste ano, ou até pior”, constatou o vereador.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.