Reeleito governador no Maranhão no primeiro turno e no momento com boa aprovação do seu estado,  Flávio Dino começou a colocar em prática o plano que pode colocá-lo entre os nomes que pretendem disputar o cargo de presidente da República pelo campo das esquerdas.

Ele esteve ontem em Salvador com o professor e presidente do MTST, Guilherme Boulos (foto abaixo), que foi candidato a presidente em 2018. Dino tem credencial respeitada e transita bem entre os partidos de oposição ao governo de Bolsonaro.

O maranhense chegou a ser cogitado em 2018, mas preferiu disputar e ganhar com tranquilidade a reeleição, fazendo dois senadores e a maioria das bancadas de deputados federais e estaduais.

Dino tem o apoio do seu partido, o PCdoB e a simpatia do PDT, que tem na figura do senador Weverton Rocha seu maior aliado. O pedetista Ciro Gomes saiu derrotado no último pleito presidencial e garantindo que deixou a política.

Enquanto administra o Maranhão e acompanha o cenário nacional na oposição ao novo governo, Flávio Dino tem discretamente participado de encontros com empresários que não apostam no sucesso de Jair Bolsonaro. E muitos de peso no país.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.