O Deputado Estadual Zé Inácio (PT) durante seu pronunciamento na última terça-feira, na Assembleia Legislativa, anunciou a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito-CPI, que vai investigar as denúncias de irregularidades nos imóveis que foram construídos pela empresa Cyrela no Maranhão.
O requerimento foi aprovado pela Casa Legislativa e já conta com a assinatura de 21 parlamentares, dentre eles: Bira do Pindaré (PSB), Welligton do Curso (PP), Roberto Costa (PMDB), Edson Araújo (PSB), Rogério Cafeteira(PSB), Eduardo Braide (PMN), Vinicius Louro (PR), Fábio Braga (SD), Léo Cunha (PSC), Marco Aurélio (PcdoB), Cabo Campos (DEM), Sérgio Vieira (PEN), Junior Verde (PRB), Francisca Primo (PcdoB), Paulo Neto (PSDC), Valéria Macedo (PDT), Fernando Furtado (PcdoB), Andrea Murad (PMDB), Sousa Neto (PROS), Raimundo Cutrim (PcdoB).
Na avaliação de Zé Inácio (PT), que solicitou a CPI “é uma situação que envolve mais de cinco mil moradores em São Luís, precisa ser investigada as irregularidades nos empreendimentos, assim como dos envolvidos, dos órgãos públicos que concederam as licenças, dos diretores da Cyrela pelos erros e crimes que eventualmente cometeram contra o povo do Maranhão para que situações assim não venham a se repetir”, disse.
Composta por cinco parlamentares a CPI possui o prazo de 120 dias para apurar as responsabilidades e irregularidades dos empreendimentos nos condomínios Jardim Toscana e Jardim Provence no bairro Altos do Calhau, Vitória no bairro Forquilha e Pleno Residencial no bairro Jaracati, que apresentaram vazamento de gás, irregularidades no sistema elétrico, hidráulico, revestimento cerâmico e infiltrações.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.