Quem esteve com José Sarney no passado, ou mamou na tetas da gestão de Roseana, são os mesmo que estão agora com Flávio Dino se arvorando de que sempre foram inimigos do clã, estão agora  nas ruas clamando “Xô Roseana!”. Nenhum deles tem moral para dizer que nunca precisou e usou dos favores da família. Se aparecer um, o jornalista Luis Cardoso fecha agora mesmo o blog mais acessado do Maranhão e o segundo mais lido do Nordeste. O desafio vale também para jornalistas e blogueiros.

Vamos começar pelo líder, o próprio governador Flávio Dino. Nem vou dizer aqui que o pai dele sempre teve bons empregos mantidos por José Sarney, mas apenas recordar que Dino sempre tentou aproximação com o pai de Roseana quando era deputado federal e chegou junto quando foi até a casa do velho cacique, no Calhau, pedir ajudar para se eleger prefeito de São Luís em 2008.

Esperto, Sarney vislumbrou o perigo que representaria Dino para os interesses da oligarquia. Fechou com Flávio Dino, mas mandou seus aliados votarem em João Castelo.

Márcio Jerry  –  Estava com Flávio Dino na casa de Sarney participando do acordo que poderia eleger o amigo para o cargo de prefeito e hoje, quem sabe, estariam juntos no mesmo balaio.

José Reinaldo Tavares  –  Nem precisa comentar.

Carlos Brandão – Precisa dizer alguma coisa?

Weverton Rocha –  Pupilo de Jackson Lago, esteve com seu guru quando acertavam acordos para o PDT nacional apoiar o nome de Roseana à sucessão presidencial e, em contrapartida, o nome de Lago fosse o sucessor da filha de Sarney no Palácio dos Leões. Era um namoro doido.

Rubens Júnior  – O pai, ainda garimpeiro, passou até a usar bigode para ficar com a cara de Sarney. Rubão entrou para a política e só tinha como inimigo o saudoso deputado Humberto Coutinho, mas Sarney era o grande ídolo, assim como do seu filho.

Roberto Rocha  –  Sarney sempre foi sua régua e compasso.

Eliziane Gama  –  Cansou de ser abençoada pelo oligarca nas escolas dominicais da Assembleia de Deus.

Holanda pai e Holanda Filho  –  Diz a Bíblia que os bons filhos sempre retornam à casa do pai, o que deve acontecer se o projeto de reeleição de Dino for enterrado.

O blog citou aqui poucos nomes dos que dizem ser oposição e que nunca estiveram com Sarney. O restante se distanciou do chefão e o Maranhão inteiro sabe muito bem os motivos. O desafio continua até domingo, dia 29 deste.

Agora, quem não conseguir provar que é ou já foi um Sarneysta enrustido, terá que pedir perdão ao ex-chefão.

Valendo!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.