O DEM se entregou de forma estranha para apoiar o Governo do Estado do Maranhão e o projeto de reeleição do governador Flávio Dino.  Assim que o acordo foi sendo cumprindo, contratos com a Saúde estadual foram fechando exatamente com familiares do dono do Democratas no Maranhão, o deputado federal Juscelino Rezende.

Levantamentos apontam que o emaranhando dos Rezende abocanhou uma fartura de contratos nada desprezíveis com o uso de recursos federais. A empresa Dio Diagnóstico Imagem e Oftalmologia tem como sócia Lia Rezende, esposa do deputado federal. Na outra ponta, aparece outro sócio, Rodolfo, que é esposo de Luana Rezende, irmã do dono do DEM no Maranhão.

A Dio também fatura um contrato executado à distância no valor de R$ 300 mil mensais com uma prefeitura de Região Metropolitana.

Com uma família de médicos, os Rezende se associaram no matrimônio com os Bringel, outro clã de médicos e juntos dominam umas oito prefeituras no Maranhão, sendo a de Santa Inês e Vitorino Freire as mais fortes. Ambas dirigidas por duas médicas.

Por detrás das movimentações dos Rezendes e os Bringel em hospitais e nas verbas públicas, existe também um político de pescoço duro e com pretensões maiores. A oposição na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal assiste, por enquanto a tudo calado, quando já deveria ter se manifestado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.