A Justiça Federal, através de juiz Carlos Madeira, suspendeu nesta quarta-feira (14), uma audiência que iria tratar de aumento de 21% nas contas de energia fornecida pela Cemar. Os dirigentes do Procon e defensores públicos que acompanham e estão na luta para evitar o aumento, também acharam justa a decisão.

O presidente do Procon, Duarte Júnior, informou que “continuaremos acompanhando de perto, em parceria com a Defensoria Pública do Estado e demais órgãos de defesa do consumidor, para impedir que esta medida seja aprovada e garantir que os consumidores maranhenses não sejam onerados demasiadamente”

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.