Do Atual7

Enquanto o governador Flávio Dino, do PCdoB, brinca de cuidar da saúde das crianças maranhenses em sua página pessoal no Facebook, o caso do recém-nascido Luis Eduardo Carvalho Souza Filho, o “Dudu”, que dependeu de uma decisão da Justiça para que o Governo do Maranhão pagasse por seu tratamento especializado em um hospital privado de São Paulo, foi parar no Senado Federal.

A nova vergonha nacional protagonizada pelo comunista ocorreu no dia 19 de maio, em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa sobre a preocupante situação da assistência cirúrgica aos pacientes com doenças cardiovasculares, como é o caso de “Dudu”, diagnosticado com Tetralogia de Fallot (T4F), doença caracterizada pela má-formação cardíaca.

Durante a sua intervenção no evento, que pode ser assistida na íntegra no vídeo ao lado, a advogada e mãe Janaína Souto, representante da ONG Associação de Assistência à Criança Cardiopata (AACC) Pequenos Corações, citou como exemplo o ato desumano do governo Dino, ao lembrar que o tratamento de saúde é um direito constitucional e moral, e que o comunista alegou na Justiça, para não pagar a cirurgia do bebê, que o custo do tratamento é alto e que o dinheiro estaria servindo para “financiar riqueza sem justa causa para uma pessoa só”.

Assista ao vídeo no Atual7

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.