Governo Flávio Dino apresenta duas versões sobre origem do dinheiro que bancou aniversário do comunista no prédio público

Do Atual7

Marketing e Secom contam versões diferentes sobre farra de Dino no Palácio dos Leões

O governo Flávio Dino bateu cabeça e pode ter mentido à população maranhense, nesta sexta-feira (1º), ao tentar se explicar sobre a origem do dinheiro que bancou a festa de arromba promovida pelo comunista, durante a noite de quinta e madrugada de sexta-feira, nas dependências do Palácio dos Leões.

Festa de aniversário do governador Flávio Dino nas dependências do Palácio dos Leões, Quem bancou?Festa de aniversário do governador Flávio Dino nas dependências do Palácio dos Leões, Quem bancou?

Em nota de esclarecimento, a Secretaria de Comunicação Social informou que a farra na sede política e institucional do Governo do Estado do Maranhão só pode ser realizada após o levantamento de uma vaquinha por familiares e amigos de Dino.

“A Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) informa que a confraternização pela passagem de aniversário do governador Flávio Dino foi feita com recursos exclusivamente privados, a partir de colaborações de familiares e amigos”, diz trecho da nota.

Pelo Twitter, o secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry Barroso, que esteve presente na festa nababesca, confirmou a vaquinha.

– Pela primeira vez aniversário de um governador contou com a popular “vaquinha” para as despesas…Bem diferente de outros tempo! (sic!) – alegou.

Mais cedo, horas antes da nota e da declaração de Jerry, porém, por meio de uma conta fake que mantém no microblogging Twitter, o secretário-adjunto de Marketing do governo, Marco Aurélio Pereira, dava uma versão diferente.

Também presente na farra realizada no prédio, Aurélio informou que toda a despesa com a festa teria saído do bolso do próprio Flávio Dino – e não de vaquinha de amigos e familiares, como informou a Secom e Jerry -, e ainda deu detalhes de como o governador efetuou o pagamento: com cheque nominal, cruzado e tirou cópia.

Secretário-adjunto diz que dinheiro saiu do bolso do próprio DinoSecretário-adjunto diz que dinheiro saiu do bolso do próprio Dino

– Sobre o aniversário de Flávio: prevendo safadeza, ele pagou as despesas do próprio bolso, com cheque nominal, cruzado e tirou cópia – declarou o secretário-adjunto de Marketing, por mais de uma vez.

Em contraponto à confirmação de Márcio Jerry sobre a alegação dada na nota da Secretaria de Comunicação, a informação dada por Marco Aurélio no Twitter foi confirmada por outros presentes no Palácio dos Leões, como o diretor-geral do Detran-MA, Antônio Nunes Leitão.

Com a existência comprovada de duas versões, com base na Lei de Acesso à Informação, o Atual7 segue aguardando da Secom a versão verdadeira sobre a origem dos gastos – inclusive quem cometeu a safadeza de mentir oficialmente em nome do governador.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.