Corretor de imóveis liga para saber se conheço alguém que queira comprar, ao valor de R$ 10 mil, um

apartamento do PAC/Rio Anil, na área da Camboa.

Estranhei, mas não fiquei surpreso. Como, se não tem nem duas semanas que 32 famílias pegaram só as chaves? Além disso a construção das moradias já entregues continua inacabada.

–  Posso colaborar colocando um anúncio da venda do imóvel no meu jornal A Tarde – , sugeri.

–  Não, dessa maneira é impossível! A negociação, nos primeiros três anos, não pode ser legalizada! Em outra oportunidade eu ligo para o senhor.

Acho que as famílias carentes merecem todas as oportunidades, principalmente as de inclusão social, o resgate e uma vida digna.

Porém, falta aos dirigentes dos programas habitacionais utilizarem critérios como os da Caixa Econômica Federal. Se você tem um imóvel registrado em seu nome, não terá chances de obter outro dos projetos residenciais executados pelo poder público.

Soube que a maioria dos palafitados da área do PAC/Rio Anil é a mesma que ganhou, sem pagar nenhum centavo, casas do Promorar, conjunto habitacional construído na maior área palafitada do Brasil, na Liberdade.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.