Recursos do Fundeb, que seriam  para pagar funcionários das secretarias de Educação de diversos municípios foram roubados pelos prefeitos entre os dias 29 e 30 de dezembro, no apagar das luzes de 2008, quando estavam se despedindo do cargo. 

Os larápios estão sendo denunciados pelos atuais prefeitos, mas o Ministério Público Federal permanece omisso. Do volume da verba, que é destinada pelo Governo Federal, estima-se que os ex-prefeitos tenham roubado mais de R$ 20 milhões.

A denúncia mais recente partiu do atual prefeito de Turiaçu que acusa o ex Umbelino Ribeiro de sacar R$ 500 mil da verba da Educação e deixar os professores com salários atrasados. Umbelino chegou, inclusive, a torrar dinheiro público para colocar homossexuais para dançarem na boquinha da garrafa, em sua cidade.

Em Anapurus, o pedetista João Carlos surrupiou R$ 800 mil no dia 30 de dezembro e deixou de pagar os salários dos professores. Os servidores fizeram movimento de protesto na cidade e dezenas deles foram espancados e presos por policiais militares, enquanto o prefeito aproveitava para fugir da cidade, com a mala de dinheiro.

Na cidade de Rosário, o atual prefeito Marcone Bimba acusa o antecessor Dr. Ivaldo Cavalcante de deixar um rombo na Educação. O ex-prefeito teria sacado do Fundeb cerca de 800 mil para pagamento de professores.

Em Urbano Santos, entre os dias 26 e 30 de dezembro, o então prefeito Aldenir Santana sacou quase R$ 1 milhão na agência do Banco do Brasil da praça Dom Pedro II, em São Luís. Os recursos eram do Fundeb, SUS e FPM. Santana anda livremente pelas ruas da capital, apesar do desfalque nos recursos federais.

O que a mim me surpreende é o silêncio do Ministério Público, a cegueira da Justiça e a omissão das autoridades policiais. Assim como fico espantado e sem conseguir entender como de uma só vez, no apagar das luzes de uma administração municipal, um prefeito consegue sacar de uma agência do Banco do Brasil quantias como R$ 500 mil e R$ 800 mil.

Ao que parece, se não estou sendo precipitado, existe uma provável combinação entre os prefeitos e os gerentes das agências bancárias. Acho, posso estar sendo precipitado, que não é só o prefeito que leva em todos esses episódios. Aí, então, sugiro que o nome do BB passe a ser Bando do Brasil.      


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assim como em todos os anos, o ex-prefeito Rovélio faz a festa do Dia das Mães ...
Engana-se quem acredita que o prefeito da cidade de Pinheiro, Luciano Genésio, não fará o seu ...
A Justiça Federal do MA condenou Edivânio Nunes Pessoa, ex-prefeito da cidade de Graça Aranha, a 382 ...
Iludido com falsos números de seguidores de suas redes sociais e achando que já faturou a ...
O caso segue sendo investigado pela polícia. O empresário Ocivando Lima Farias, de 39 anos, conhecido ...
Demorou! Novamente a Via Expressa volta a virar ponta de arrastão de assaltantes que tomam carros, ...

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.