Ex-presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão, juiz Ronaldo Maciel, deu a entender hoje pela manhã em entrevista à Mirante AM que poucos deputados têm condições de apontar o dedo para o Judiciário, a respeito da criação de uma CPI para apurar denúncias de vendas de sentenças judiciais.

Conversei hoje com um prefeito e disse que iria sugeri para alguns deputados a criação de uma CPI para apurar denúncias de desvios de verbas públicas no decorrer e no final do mandato dos gestores municipais.

A reação foi imediata: “como, se a maioria, ou quase 90% recebem dinheiro de prefeitos, principalmente quando da liberação de emendas parlamentares?”.

A que ponto, portanto, chegamos! Prefeitos roubam descaradamente, juízes são acusados de vender sentenças e deputados recebem dinheiro que seriam para abertura de poços, abertura de estradas, construção de escolas e postos de saúde das mãos dos prefeitos.

É a falência da ética, a morte da moral, o enforcamento dos bons costumes, o enterro do bom caráter e a facada na honradez de todos nós. Só há um jeito: continuar sonhando que um dia a esperança possa expulsar o medo.   

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.