Amanhã, 10 de setembro, Dia Intarnacional da Imprensa, amadureço mais um ano. Completo meio século de vida. São cincoenta anos de muita luta, alegrias, tristezas, momentos felizes, infelizes, instantes agradáveis, decepções e, enfim, experiência que se adquire ao longa da vida.

Não há muito o que comemorar. Ainda existe outra imensa trajetória pela frente com os mesmos percalços, sabores, dissabores, sorrisos, lágrimas e, enfim, a outra metade da vida. Talvez a mais dura, até porque se aproxima da terceira idade, que busca a aposentadoria e com ela a inércia da vida. E não me venham dizer que a terceira idade é a melhor fase da vida, vivida com qualidade. Menos verdade. O bom é ter vigor e saúde.

Por isso, vou encarar o início do outro meio século de vida como quem ainda não completou a metade da outra metade de cincoenta anos de vida. Não mudarei em nada, até que novos fatos possam alterar meu ritmo de vida. E que Deus possa compreender-me como sou: cheio de erros e acertos.    


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Por Alex Ferreira Borralho “São João da Thay”. O que é isso? Seria uma tentativa de ...
Foi assassinato na tarde desta sexta-feira (14) o empresário Josival Cavalcanti da Silva, conhecido como “Pacovan” ...
A Assembleia Legislativa do Maranhão realizou, nesta quinta-feira (13), uma sessão solene para conceder a Medalha ...
Na manhã desta quinta-feira(13), a desembargadora do Tribunal de Justiça - Marcia Cristina Chaves deferiu, liminarmente, ...
O Centro Histórico de São Luís sempre abrigou pontos de festejos juninos e se destacava pelas ...
Corpos foram encontrados na manhã de quinta-feira (13), nas praias de Panaquatira e da Ponta Verde ...

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.